Sem Fronteiras: Entrevistas, bastidores, videos

krall bastidorFaltando menos de uma semana para a exibição de Star Trek Sem Fronteiras no ComicCon em San Diego e de sua estreia em circuito internacional, o estúdio continua divulgando clipes promocionais do filme. Veja o que rolou de novidade sobre Sem Fronteiras com entrevistas, videos de bastidores, rumores sobre o quarto filme, fotos e mais.

Simon Pegg justifica a sexualidade de Sulu e fala sobre cânon.

Simon Pegg levou para seu blog pessoal, com o título “uma palavra sobre cânon”, a discussão de que não é necessário seguir o original na linha de tempo Kelvin e manda um recado aos fãs mais conservadores.

… Com a linha de tempo Kelvin (definida oficialmente como o universo alternativo de Jornada nos filmes de Abrams), não ficamos totalmente atentos ao cânon existente, esta é uma realidade alternativa e, como tal, é cheia de possibilidades novas e alternativas. “Mas espere!” Eu ouvi o brilhante e bonito super choro dos Trekkies dizendo “O cânon nos diz que Hikaru Sulu nasceu antes do incidente Kelvin, assim, como poderia sua humanidade fundamental ser alterada? (no caso de ser gay). Bem, a explicação se resume a algo muito Treky; teórico, da física quântica e  do simples fato de que o tempo é não linear. Claro, nós experimentamos o tempo como uma justaposição de eventos em cascata, mas a percepção e realidade nem sempre são a mesma coisa. A incursão de Spock do Prime neste universo criou uma mudança de realidade multidimensional. A fenda no espaço/tempo criou uma realidade inteiramente nova em todas as direções, de cima para baixo, a partir do Big Bang até o fim de tudo. Como tal, esta realidade foi, é e sempre será sutilmente diferente do Prime Universe. Eu não acredito por um segundo que Gene Roddenberry não teria amado a ideia de uma realidade alternativa (Mirror, Mirror, alguém se lembra?). Isto significa, e isso é absolutamente fundamental, o universo Kelvin pode evoluir e mudar de maneiras que não necessariamente tem que seguir o Universo Prime em qualquer ponto da história, antes ou após os eventos do filme Star Trek, ele pode sofrer mutação e subverter, é um playground para algo novo e progressivo e eu sei em meu coração, que Gene Roddenberry ficaria orgulhoso de nós para manter seus ideais vivos. Infinita diversidade em infinitas combinações, este era o seu sonho, que é o nosso sonho, que deve ser o de todo o mundo.

Em última análise, se amamos Star Trek, estamos todos na mesma página, todos nós queremos a idéia de Gene de um Universo inclusive, diplomático, amoroso e tolerante se tornar uma realidade. Para aqueles que se juntaram a este debate no espírito da discussão e impulso para a frente, tem sido um prazer ver suas reações. Para aqueles que já viram isso como uma oportunidade para criticar com abuso, ou sendo rude e arrogante, por favor, tenha um olhar longo no espelho e lembre-se que estamos discutindo os detalhes pessoais de um astronauta ficcional. Nas palavras do artista Martin Blank, com quem você está bravo? Porque não sou eu.

Estou muito animado para que  todos vocês vejam Star Trek Sem Fronteiras, se você é um veterano de 50 anos ou esta é sua primeira vez. Fizemos isso com amor e nós fizemo-lo para todos.

 

Participação especial

jeffO fundador do site Amazon, Jeff Bezos, disse ter vivido a fantasia de todo Trekkie: participar de um filme de Jornada.

Bezos é listado nos créditos de Star Trek Sem Fronteiras como um alienígena oficial de Frota.

Lin disse que o todo poderoso da Amazon chegou com vários seguranças no dia das filmagens e esperou pacientemente pela chance de filmar a única tomada que inclui seu personagem.

“Ele foi incrível”, disse Lin ao newsday. “Foi como se um presidente estivesse visitando o set, sabe? Ele veio com uma grande comitiva. Mas isso não importou, porque ele estava muito na dele. Teve que esperar o dia todo, pois foi um dia que estávamos filmando três cenas diferentes.  Mas ele mandou bem na filmagem”.

Mesmo para os atores de Hollywood acostumados com o brilho do tapete vermelho, Bezos causou um rebuliço com sua aparição no set. “Eu estava lá para o pequeno papel dele com seus nove guarda-costas e três limousines. Foi muito intenso”, disse Chris Pine, “Eu não tinha idéia de quem ele era. Nenhuma pista. Mas ele era obviamente muito importante.”

Bezos tem falado em entrevistas de sua paixão por Jornada e disse que seus sonhos de infância de espaço levou-o a fundar sua empresa privada de viagens espaciais, chamada Blue Origin.

 

Papel de Jennifer Lawrence serviu de inspiração para Jaylah.

O site Eonline disse que o escritor Simon Pegg revelou durante uma conferência de imprensa para o filme que o papel da atriz Jennifer Lawrence em Winter Bone (Inverno da Alma) foi na verdade a idéia por trás de um novo personagem que foi criado para Sem Fronteiras. Este personagem seria Jaylah, interpretado por Sofia Boutella.”Nós estávamos tentando criar esta personagem muito independente. Mas não tínhamos um nome para ela. Então, nós apenas chamamos de “Jennifer Lawrence-In-Winter’s-Bone”. É um nome que ficou muito tempo. Por isso, começou a ficar cansativo sempre dizendo, que Jennifer Lawrence-In-Winter’s-Bone está lutando aqui, que Jennifer Lawrence-In-Winter’s-Bone está lutando lá. Então começamos a chamá-la de J-Law. E então ela se tornou Jaylah “.

 

Lydia Wilson e Joe Taslim revelam seus personagens.

lydia wilson KalaraA atriz inglesa Lydia Wilson revelou ao Evening Standard que estava interpretando Kate Middleton em King Charles III no teatro Almeida, quando foi procurada por um diretor de elenco que a queria para assumir “um papel de durona no novo filme Star Trek”.

Lydia não deu detalhes, mas definiu como uma espécie de figura pirata aparecendo em paisagens épicas: enormes planetas e o espaço exterior. “Eu tinha essa imagem de uma mulher pirata contemporânea segurando uma arma, de costas para nós com vista para o oceano e essa foi a minha imagem dela porque ela é tipo de figura solo, você sabe, ela tem sua própria filosofia.”

“Eu senti como se tivesse que aplicar uma transformação na coisa da Kate como se houvesse no seu interior uma alienígena sangrenta. Havia muita coisa lá para estudar com ela. E o cabelo não é brincadeira, não é? ”

O personagem de Lydia chama-se Kalara e é uma alienígena. De acordo com a atriz, não houve problema em levar quatro horas de próteses diárias na cadeira de maquiagem para Star Trek. “Algumas pessoas não querem tocar papéis protéticos-pesados, mas eu gosto. Porque você sempre quer ser uma espécie transformada e é como a transformação final, eu acho. ”

A atriz admitiu nada sabia a respeito de Jornada, quando entrou no elenco, mas compreendeu imediatamente o respeito que devia aos fãs.

Lydia contou ainda que compartilhou a maioria de seu tempo de tela com Anton Yelchin – “um belo, belo homem”.

manasJá o ator indonésio Joe Taslim revelou que o nome de seu personagem no filme é Manas, um alienígena do exército de Krall.

“O que mais eu preciso fazer para provar o meu amor pela Indonésia, mesmo o meu nome em Star Trek Beyond é tão Jakarta = MONAS !!#IndonesiaGoesBeyond “.

Monas é o nome do monumento nacional do país, uma analogia ao nome do personagem.

Joe não deu detalhes sobre Manas, mas disse ser “O papel dos mais desafiadores durante a minha carreira”, escreveu em sua conta no Instagram.

 

Shohreh Aghdashloo estaria fazendo um personagem baseado em Voyager?

De acordo com o site ImdB a atriz Shohreh Aghdashloo estaria no papel da Comodoro Paris. O personagem de nome Paris apareceu na série Voyager, sendo o pai de Tom Paris.

 

Greg Grumberg de volta?

No mesmo site imdb vemos o ator Greg Grumberb, amigo de J J Abrams, que está creeditado no filme como Comandante Finnegan. O nome Finnegan foi dado a um personagem da série original que foi rival de Kirk na época da academia da Frota.

 

Video de bastidores.

Mais um vídeo mostrando os bastidores das filmagens, com o set móvel do interior da Enterprise, o cenário externo em Vancouver, a cena da moto, a maquiagem de Krall, entrevista de Rihanna e mais.

 

17 Comments on "Sem Fronteiras: Entrevistas, bastidores, videos"

  1. Outro vídeo. Desta vez com um BIG SPOILER sobre Krall então… vejam por conta e risco.

    https://www.youtube.com/watch?v=derB59I21Fw

  2. Então Pegg, talvez porque vocês estejam exagerando na divulgação de Spoilers… Sabe, não precisa ser tão fechado como Abrams mas também não precisa ser da forma que estão fazendo…

  3. ralphpinheiro | 17 de julho de 2016 at 8:41 pm |

    Essa é bombástica.

  4. ralphpinheiro | 17 de julho de 2016 at 8:42 pm |

    Aí matou toda a surpresa. acho que já dá pra montar o filme, não é?

  5. Mais fácil já soltar o DVD com as cenas extras inéditas.

  6. Acho que o grande segredo do filme é: Qual alien é Bezos? 🙂

  7. ralphpinheiro | 17 de julho de 2016 at 9:08 pm |

    Greg Grumberb está creditado como Comandante Finnegan e Shohreh Aghdashloo como Comodoro Paris

  8. Será? Seria o (d)efeito de iluminação da maquiagem uma forma intermediária entre A e B? kkk

  9. ralphpinheiro | 17 de julho de 2016 at 9:14 pm |

    Sei lá. agora não tenho ideia.

  10. Sua fonte de spoilers está desatualizada. kkk

  11. Lembrando que, normalmente, roteirista acaba não tendo decisão sobre trailers. E como a ideia do JJ de esconder tudo não teve boa receptividade, duvido que agora alguém consiga convencer o departamento de marketing da Paramount a esconder algo.

  12. como consegui tickts pra pré estreia em Berlim dia 20.07 , não vou ver este big spoiler do Krall….falta pouco…..
    dia 20.07 – as 16h de Brasilis….lamento não poder ser no Brasil….mas pela paramão ,não viria antes de agosto….lamentavel….comentarei aqui depois sem spoilers

  13. Quer apostar que no próximo, JJ trava tudo novamente?

  14. Uma Coca lata, tá apostado?

  15. Isso não necessariamente é ruim. Deu certo no Episódio VII de Star Wars. A diferença é que, infelizmente, Into Darkness não foi bem recebido. Se tivesse sido bem recebido, não haveria questionamento sobre a tática.

  16. Não disse que é ruim. Estamos falando que JJ, por estar em segundo plano neste filme, resolveu spoilar (o que não é seu padrão) sobre um filme que mal está decidido. Por que? Para tirar a atenção de Beyond e chamar para si?

    Não dá para comparar SW com ST nestes parâmetros. SW tem um apelo muito maior que ST, agregado ao fato de que o intervalo de lançamento entre episódios era maior e a Disney ter assumido a franquia. Aposto uma Millenium Falcon virtual que poderiam ter soltado toda a história. O filme faria sucesso e bilheteria de qualquer forma devido aos demais fatores.

    STID não foi bem recebido porque o trabalho deixou a desejar. Soltaram spoilers de Khan (Pegg), voltaram atrás (JJ), soltaram novamente e voltaram atrás uma segunda vez, até que por uma falha, um dos spots mostrou o nome Khan na tela. Por fim, a trama do filme não precisava usar o personagem, muito menos fazer a ridícula cena de morte de Kirk.

    Ou seja: O problema não foi a falta do spoiler, mas sim tentar criar um segredo sobre algo que não era necessário desde o início.

    Esta campanha está pecando porque não está deixando nada para se surpreender ao ver o filme, pelo menos para quem acompanha mais de perto a franquia. As brechas são facilmente preenchidas por suposições. Vai fazer bilheteria? Sim. Será um sucesso. Mas assim como STID ficou com gosto ruim para quem já conhecia Khan (os fãs), este vai ficar com gosto ruim por não trazer nenhuma surpresa.

  17. Maurício Monteiro | 18 de julho de 2016 at 11:41 pm |

    Só não aposto porque sei que vou perder.

Leave a comment

Your email address will not be published.


*