Shatner comenta tensão no elenco da série original

Aos 91, William Shatner (capitão Kirk) ainda continua na ativa. Ele agora está promovendo seu novo livro de memórias Boldly Go. E está lançando um documentário, além de confirmar apresentações ao vivo da Star Trek Tour em 2023.

Shatner concedeu uma entrevista ao The Times, onde fez sua avaliação sobre o sucesso duradouro de Star Trek e explicou o porquê continua a frequentar as convenções da franquia:

Aqui está um grupo de pessoas que você vai adorar em uma aventura que, embora incomum, remonta a coisas que acontecem na Terra. As histórias futuristas que contávamos eram realmente histórias humanas com uma reviravolta. As pessoas amaram as histórias, amaram os personagens.

Gosto das convenções quando estou no palco respondendo a perguntas. Adquiri uma maneira de fazer esta hora para que se torne uma espécie de distribuição mútua de informações. Os fãs são interessantes, é parte da razão pela qual eu vou.

Quando perguntado sobre atrito nos bastidores da série, Shatner disse que suas brigas com outros membros do elenco são culpa dos colegas de elenco. A tensão entre ele e outros membros do elenco da série também é bem conhecida dos fãs. A fonte primária desta informação são as várias memórias escritas pelo próprio ator. Em seu novo livro de memórias Boldly Go, Shatner lembrou que se sentiu surpreso quando Nichelle Nichols disse a ele que a maioria de seus colegas de elenco o achavam “frio e arrogante”. Parece que, com o passar dos anos, Shatner passou a acreditar que o problema não é ele, mas neles. Além disso, confessou abertamente como ficou “devastado” sobre como as coisas terminaram com Leonard Nimoy (Spock), onde ele não conseguiu falar com o amigo antes de sua morte. No entanto, o velho Bill perdeu a paciência com alguns colegas:

Sessenta anos depois de algum incidente, eles ainda estão nessa pista. Você não acha isso um pouco estranho? É como uma doença. Comecei a entender que eles estavam fazendo isso por publicidade.

Ele e George Takei (Sulu) atiraram farpas um no outro publicamente em várias ocasiões. Mais recentemente, Takei chamou Shatner de “inadequado” e o comparou a uma “cobaia” enquanto Shatner se preparava para seu voo espacial da Blue Origin.

George [Takei] nunca parou de manchar meu nome. Essas pessoas são amargas e amarguradas. Eu perdi a paciência com elas. Por que dar crédito a pessoas consumidas pela inveja e pelo ódio?

Para justificar seu comentário, Shatner mencionou o elenco de outra série em que trabalhou (Boston Legal) e sua relação com eles:

James Spader foi maravilhoso, todo o elenco foi maravilhoso e nunca ouvi uma palavra deles dizendo que não gostavam de mim.

Durante uma entrevista em 2020 no podcast de David Tennant, Takei afirmou que a tensão entre o elenco da série original começou quando Spock de Leonard Nimoy se tornou um negócio maior do que Kirk de Shatner. Disse Takei:

Ficou cada vez mais intenso. Como posso dizer? Tudo começou na série de TV. Havia um personagem cujo carisma e cujo mistério era como um ímã. Era Spock, o estranho alienígena com orelhas pontudas. Isso intrigou o público, e as mulheres pensaram: ‘Eu ‘sou a única que pode despertá-lo.’ Suas cartas de fãs eram tantas, e as de Leonard eram tantas, e isso criou uma insegurança.

O livro Boldly Go: Reflections on a Life of Awe and Wonder, já está à venda nos EUA.

Fonte: TrekMovie e Comicbook

Acompanhe o Trek Brasilis nas redes sociais para ficar por dentro de todas as novidades de Star Trek:
YouTube: https://www.youtube.com/trekbrasilis
Telegram: https://www.t.me/trekbrasilis
Facebook: https://www.facebook.com/trekbrasilis
Instagram: https://www.instagram.com/trekbrasilis
Twitter: https://www.twitter.com/trekbrasilis