Yelchin diz ver Klingons no filme

anton-yelchin-1.jpgO jovem ator Anton Yelchin, que está fazendo a nova encarnação de Pavel Chekov no filme de Jornada nas Estrelas, concedeu mais uma breve entrevista, dessa vez ao site Rotten Tomatoes, durante o lançamento de seu filme “Charlie Barllet”. Ao comentar sobre sua atuação em cenário de computação gráfica, Yelchin deixou escapar uma citação sobre os conhecidos klingons.

Yelchin revelou que seu personagem ficará um bom tempo a bordo da Enterprise. “Chekov fica apenas na Enterprise. Muito das filmagens é em tela verde. Eu quero dizer, a própria Enterprise. J. J. está tentando filmar tanto quanto ele pode fora das telas verdes. Mas acho que muito do que é referente ao espaço está sendo feito obviamente usando essas telas, para onde estou me fixando, no momento de ver naves Klingons”, disse o ator.

Fonte do site The TrekMovie confirma a presença dos Klingons no filme. O site ainda recebeu informação de que haverá cenas de batalhas ou uma guerra e que os “soldados” Klingons farão parte dela. Não há informação quanto à aparência deles ou que tipo de naves aparecerão.

Outro site, UGO, revela novos rumores sobre o roteiro do filme. Veja uma breve descrição deles:

– O personagem Nero fará múltiplos ataques através da linha do tempo, possivelmente para assassinar Kirk ou desacreditá-lo ou desencorajá-lo de entrar na Academia da Frota.

– Serão mostrados diferentes pontos no tempo: o século 24; aproximadamente o ano de 2280; quando Kirk assume o comando da Enterprise pela primeira vez; o seu nascimento; e com as idades de dez e vinte anos.

– Spock velho pode ser testemunha do nascimento de Kirk.

– Os Spocks se encontram e fazem um elo mental entre si.

– Um personagem secundário de sobrenome Picard poderá ser mencionado.

– Cenas sobre a construção da Enterprise poderão ser vistas no final do filme.

 As informações acima serão consideradas, a princípio, como rumores.

Fonte: TrekMovie e TrekWeb  

16 Comments on "Yelchin diz ver Klingons no filme"

  1. Eu te disse…eu te disse….eu te disse! 😉

  2. Eu adoro a raça Klingon de TOS… e gostei mais ainda de saber que eles podem aparecer no novo filme. Só que, particularmente, eu gostaria de ver essa raça revisada por Abrams, fazendo-a parecer mais TOS do que TGN.

  3. Leandro Martins | 2 de fevereiro de 2008 at 8:23 pm |

    Bem, não sendo os descerebrados idiotas Klingons de meados de TNG para a frente, então pode ser uma adição bem-vinda ao filme. Aguardemos.

  4. Para fazer impressionar a platéia não trekker, Abrams deve mostrar os Klingons (se aparecerem) com o aspecto de um povo guerreiro, impetuoso, inteligente e amedrontador, que nada teme, nem mesmo a morte e que seu principal objetivo é a expansão de seus domínios. Para mim, é o que deveria ter sido desde o início como aspecto principal dessa raça tão famosa e menosprezada nas últimas produções.

    Porisso acredito que a fisonomia das testas enrugadas deva ser a mesma, mas seu comportamento talvez seja diferente de STNG e ENT, e nem tão alucinado como em DS9.

    Eu gostaria de ver, se houver uma batalha terrestre, naves de tropas Klingons aterrissando, com os guerreiros e suas máquinas de ataque. Seria algo impressionante ver federados lutando desesperadamente contra guerreiros bem armados, e mais fortes fisicamente, no caso de luta corpo a corpo.

  5. Ei! Isso não é guerra nas estrelas!

  6. “Múltiplos ataques através da linha do tempo” soa muito fantasioso pra mim…

  7. Sei não! Os ETs de Jornada sempre foram FAKE demais pro meu gosto, vide os Klingons.

    – O personagem Nero fará múltiplos ataques através da linha do tempo, possivelmente para assassinar Kirk ou desacreditá-lo ou desencorajá-lo de entrar na Academia da Frota. – TOMARA!!!!

    – Um personagem secundário de sobrenome Picard poderá ser mencionado. – INTERESSANTE…

    – Cenas sobre a construção da Enterprise poderão ser vistas no final do filme. – PO! No final?????

  8. Aproveitando a idéia do Ralph e mesmo não sendo Star War…

    Seria incrível, em minha opinião, ver aquelas naves enormes do tipo Carrier, repletas de caças e de transporte de tropa, descendo em algum planeta para uma batalha terrestre.

    Seria uma coisa nem um pouco inovadora, mas, nunca vista em Star Trek.

    Eu tb gostaria de ver uma batalha terrestre deste tipo.
    Bem… não custa sonhar!

    As características físicas Klingons devem realmente permanecer.

  9. Foi só o garoto dizer ter visto naves Klingons na tela e todo mundo viajou, pois não esqueçam que o embrólio ao que parece é com os romulanos.

  10. Tem gente achando que os Klingons aparecerão somente no teste do Kobayashi Maru. Nada indicou o Yelchin de que eles aparecerão frante a frente mesmo. Ele disse naves.
    Bom…teremos de esperar.

  11. J.J. está pisando em terreno seguro, viagens no tempo, Klingons… Agora só falta a camisa do capitão Kirk rasgar a toa…

  12. O que mais me facinava em TOS era quando a tripulação se deparava com o desconhecido! Quando havia episódios que fujiam do “indo aonde nenhum homem jamais esteve”, enfrentando Klingons ou Romulanos, fugia à lógica e ficava mais naquele assunto de resolver desentendimentos entre raças. Pra mim, eram esses os episódios mais enfadonhos!
    O espírito de Jornada é a exploração das estrelas, não guerra nas estrelas! Acredito, também, que a menção aos Klingons neste longa, seja parte do teste de Kobayashi Maru.

  13. Luís Henrique Campos Braune | 3 de fevereiro de 2008 at 5:36 pm |

    Nem cá… nem lá… uma batalhazinha ajuda, dá emoção. Esse negócio de ficar “só” no papo-cabeça faz o grande público correr de ST. Vejam “A Ira de Kan (escrevi certo?): o pau comeu em alguns momentos e nem por isso ficou ruim (claro, que não foi uma “batalha”…) – e muitos consideram um dos melhores filmes.

    Já pensou, se fazem um filme papo-cabeça à lá ópera espacial tipo ST-The Movie? Sai todo mundo correndo dos cinemas! Só os mais ardorosos ficarão (eu incluso). Pô, se tem Klingon, o pau tem que quebrar… mas na medida certa. Se o filme for só isso (batalhas), vai pro brejo (mas sabemos que não será assim). Pessoal: a coisa tem que ir pelo caminho do meio… meio termo…

    Eu acho esse Yelchin um linguarudo. Já observaram que volta e meia ele fala algo que ninguém sabia? Ou ele é bocó e vai levar uma fumada do JJ, ou é tudo combinado.

    Uma coisa que não podemos fazer é comparar ST com SW. São coisas completamente diferentes, tendo apenas em comum o pano de fundo. Estão em extremos opostos, embora, na minha opinião, cada um cumpra bem seus objetivos e são igualmente bons.

  14. Luís Henrique Campos Braune | 3 de fevereiro de 2008 at 5:47 pm |

    Argh!! Já ia me esquecendo de ser solidário ao Rodrigo Vilaça (post 7): caraca meu, só no final é que aparece a Enterprise?? E como pode “Yelchin revelou que seu personagem ficará um bom tempo a bordo da Enterprise”, sendo que a Enterprise só aparece no final? Esse cara vive entrando em controvérsias! Tô pegando birra dele…

  15. "Frank" Hollander | 3 de fevereiro de 2008 at 8:01 pm |

    A tripulação da Enterprise PODE estar a bordo durante a construção, o que seria BEM normal para testar os sistemas. A Enterprise aparecendo (ou sendo lançada) só no final do filme, condiz com a cronologia. Afinal Kirk serviu a bordo de outra nave quando cadete.

    A menção a Picard é estranha. Nesta época Picard deve estar ainda no saco do pai. Porém a citação pode ser via elo mental, afinal Spock Nimoy fez um elo com Picard e se fizer outro com Spock Quinto pode surgir oportunidade.

    Quanto aos Klingons, eu gostaria muito de ver uma tripulação mista composta pelos testas lisas e enrugadas. Isso daria um ponto final nesta discussão.

  16. Muitas especulações HeHeH =P
    Mostrar a montagem da enterprise só no final não impede que exista uma enterprise já pronta e operante no início do filme, uma vez que ele envolve VÁRIAS incursões temporais, como já sabemos, e que não têm obrigação nenhuma de seguir uma ordem cronológica!

    Concordo com o Luís quando ele diz que o filme deve mesclar todas as narrativas, que deve seguir o caminho do meio. Você pode ter dois ou mais “focos de história” dentro de um mesmo filme (como é feito em vários capítulos de ST mais modernos), então você poderia ter um grande mistério desconhecido como pano de fundo e ao mesmo tempo uma batalha relacionada ao primeiro assunto ainda não revelado ao público. Acredito que este é o casamento perfeito.

    Como este Yelchin não manja nada de ST também acredito que ele esteja se referindo ao combate klingon do teste de Kobayashi Maru.

Leave a comment

Your email address will not be published.


*