Star Trek: Phase II lança teaser do novo episódio

star-trek-phase-2-foto.jpgO mais conhecido fanfilm de Jornada nas Estrelas, Star Trek: Phase II, lança o seu mais novo teaser referente ao próximo episódio Blood and Fire. A primeira parte do episódio, que foi dividido em duas, estará disponibilizado na internet no dia 31 de outubro.

Baseado no roteiro de David Gerrold (o mesmo de Trouble with Tribbles), Blood and Fire foi originalmente planejado para a série A Nova Geração. O script fazia alegoria a AIDS, tema negado pelo estúdio por ser muito controvertido para a época. Agora, adaptado por Carlos Pedraza e com a direção do próprio David Gerrold, o episódio tem a participação especial da atriz Denise Crosby (Tasha Yar) no papel de uma cientista. Esse episódio apresenta a primeira participação do ator Ben Tolpin, como Spock, substituindo Jeffery Quinn.

Na verdade, o teaser refere-se ao começo do episódio e tem um pouco mais de três minutos de duração. O site oficial da série apresenta uma descrição da história, “Perseguidos e danificados por repetidos ataques Klingons, a tripulação da USS Enterprise deve atender a um pedido de socorro de uma nave de pesquisa da Federação. Em questão de horas a nave será consumida por uma estrela próxima e a Enterprise será consumidade por um misterioso terror que ameaça ambas as naves, enquanto que os Klingons observam e esperam”. 

Com a previsão de lançamento da parte um do episódio para outubro, o produtor James Cawley (Kirk) acredita enterprise-refit.jpgque a segunda estará disponível dentro de poucos meses. Já para 2009 será lançado um episódio especial, Enemy: Starfleet, que terá a participação da atriz Babara Luna e apresentará a Enterprise com novas naceles (foto acima), as mesmas usadas na Enterprise refit (atualizada) do primeiro filme da Série Clássica. Essa mudança ocorrerá em razão dos eventos de Blood and Fire. O próximo episódio, The Child, escrito e dirigido por Jon Povill, ainda está em fase de planejamento.

Veja o teaser de Blood and Fire com a batalha entre a Enterprise e um cruzador Klingon, recheado de novos efeitos especiais.

Fonte: Trek Movie

45 Comments on "Star Trek: Phase II lança teaser do novo episódio"

  1. Mesmo com uma boa história e efeitos de encher os olhos, esse James Cawley é mto canastrão.

    Só espero que pine faça melhor.

  2. Interessante que ele procura imitar o Shatner em tudo. Veja o jeito que sai da cadeira do capitão (aquele saltinho)? E como ele fala com o navegador? É do mesmo modo que o velho Bill fazia. Esse navegador me lembra um pouco o Koenig – Chekov, seria esse o personagem?

    A batalha com a nave Klingon foi interessante, mas apresentou uns erros gritantes. A nave resiste a dois torpedos fotônicos de frente, mas não resiste a um de fundo, furando o casco. A nave Klingon estava muito menos avariada que a Enterprise e mesmo assim preferiu fugir com uns disparos de phasers. O cara que fica caido sobre o console e é retirado pelo companheiro, deparece na próxima cena. Nacele fumegando no espaço? Nem sabia que necele soltava fumaça.

    Esse novo ator que interpreta Spock vai ter de treinar mais. Com a preocupação de querer mostrar um personagem sem sentimentos, ele faz um relatório de danos a Kirk como se estivesse fazendo um palestra, parece que não tá nem aí para o acontece, o que não é verdade com o Spock de Nimoy.
    Nimoy sabia dosar lógica com a tensão da hora, fazendo um tom de voz mais incisivo, embora sem expressar sentimento.

  3. prefiro of gods and men, star trek odyssey e star trek the helena chronicles – os atores sao melhores que cawley e seu time de canastroes

  4. Vejo uma certa hipocrisia aqui no que diz respeito ao canon:

    A série se passa na época de TOS, a nave Klingon está agresiva e muito bonita por sinal.
    Mas a Enterprise continua pobre e lavada.

    Nossos heróis merecem ficar amarrados nessa história de canon, no novo filme que está para ser lançado em 2009?

    Liberdade temos em recriar a nave Klingon, mas turbinar a Enterprise e a universo de STAR TREK é proibido!

    Que saco!

    Manda ver, J.J.!!!!!!!!!

  5. Concordo Raul… quanto aos fanfilms, alguns até são interessantes, mas a maioria é constrangedoramente ruim, mas por serem feitos por fãs, que (em tese) conhecem melhor a franquia que os incompetentes do estúdio, são louvados por muitos.

  6. Mas esse povo xiita é muito fundamentalista mesmo, se estão reclamando de onde a nave acertou ou não a outra, ou da atuação do elenco, bom, se reunam e façam melhor! É tão fácil criticar, mas tão dificil realizar…

  7. Luís Henrique Campos Braune | 1 de setembro de 2008 at 6:53 pm |

    Afe… não briguem…

  8. Vou tentar naum me repetir… pois todo tópico deste tipo eu falo a msm coisa: que saum ruins, e blá,blá,blá…
    Mas eu agrado timidamente esse seriado…é o único que dá pra assistir alguma coisa.
    Minha opnião e essa: Discordo completamente dos insanos que falam que a franquia deveria ficar nas mãos de fãns! A maioria dos fanfilm é ridícula…
    Mas convenhamos… mto legal o que essa galera faz… naum que me anime de assisitir… mas com certeza igual falou o constancio(um pouco exaltado :))… é mole para mim criticar: eu gostaria mesmo era de fazer um também… acredito que se eu fizesse uma porcaria igual esse povo faz ainda assim acharia o máximo! E parabéns para essa galera que faz!

  9. Se esses caras querem levar tão ao pé da letra a TOS, seja na música de abertura, na tipologia da letra de abertura, na música de fundo para momentos de ação, uniformes, ponte de comendo etc., aí eu pergunto: por que quando eu olhei para o capitão Kirk, me lembrei do Elvis Presley?

  10. Pq o Cawley antes de fazer fanfilm trabalhava de imitador do Elvis (!!!) hahaahhah

    Para mim, o Phase II é o único assistível. Os efeitos e os cenários são bons e participações especiais legais. Até o Cawley melhorou mto, está menos canastra. Só me irrita esse lance de ficar mudando de ator (ou fã?) pois esse novo spock é visivelmente inferior ao antigo (que nao era mto bom). Pelo menos, sempre acertam com o Checov (pq o Scotty e o McCoy são 1000 vezes mais canastras que o Cawley).

    Para uma produção de fãs está ótimo, dificil fazer igual. Mas é AMADOR, e isso não podemos esquecer nunca.

    Acho que a medida é válida para todos aqueles que adoram meter pau no falta de respeito do cânon no filme. Querem algo canônico em todos os detalhes? Vão ver Phase II e ser feliz pô! 🙂

  11. Alguns se exaltam porque uns aprovam, outros se exaltam porque alguns criticam, esse é o fandom de Jornada. Fazer o quê?

  12. eu nunca assisti à esses filmes, mas o comentário de que o Cawley dá até o pulinho do Shatner, eu considero como interpretar um personagem e não imitar um ator, pois se o personagem criado ou desenvolvido (queiram ou não) pelo Shatner dá o seu pulinho, não deveria mudar com outro ator. Estou falando isso em termos de interpretação e não à inflexibilidade ou não do “cânon”.
    Para quem não sabe, o termo cânon é bíblico, tem origem babilônica e sua etmologia vem de “vara de medir” e é como o cristinaismo e judaísmo se referem aos livros inspirados por Deus e que compoem a Bíblia.

  13. E Star Trek é entrenimento, e não religião…. então pode ser modificado visualmente, na medida do possível, desde que conserve a sua essência! (na minha humilde opinião).

  14. VERDE, o pulinho do Shatner é interpretação própria do Shatner para seu personagem. Se o Pine não der o pulinho, mas der um salto mortal será a interpretação dele.
    Isso é o jeito especial de cada ator, mesmo fazendo personagens diferentes. É como se diz, a “marca registrada” do ator.

    Não critico o que faz, apenas achei curioso, pelo Crawley ser tão preciso em sua imitação. Acho bem interessante, que ele tenha pego os mínimos detalhes do personagem. Provavelmente o Crawley, como é um imitador do Elvis, deve saber o jeito de fazer isso. Mas não quer dizer que fique um Kirk perfeito, aí depende da capacidade de interpretar.

    Mas acho que como fizeram os atores do filme de Abrams, o melhor é pegar a essência do personagem, sem se preocupar com os trejeitos e maneirismos.

  15. Essa é uma questão pássível de discussão. Quando temos personagens bem definidos, como nas obras de Shakespeare, pode acontecer que esses maneirismos sejam parte integrante da estória, o que caberia ao intérprete executá-lo.
    Por outro lado, variedade de interpretações faz parte do teatro e da cultura em geral, portanto respeito ambos os posicionamentos.
    Como curiosidade, eu assisti às versões de Henrique V de Shakespeare, com o Lawrence Olivier e, mais recentemente, Kenneth Brannan e o primeiro faz mais uma caritura do francês, sendo, inclusive, mais engraçado. Na versão recente temos mais seriedade onde a ênfase se dá na superioridade inglesa.

  16. Para falar a verdade, não tenho nada contra os filmes feitos por fãs.

    Acho muita injustiça criticar os fãs que se dão ao trabalho de continuar a saga de nossos heróis, com recursos limitados como os daquele tempo.

    É lógico que o computador quebra um galhão em termos de efeitos visuais, mas comparar os atores dos fanfilms ao dos originais dói muito.

    Não dá pra ficar falando de Shatner, de Nimoy, De Kelley na frente desses fãs/atores. é pedir demais para os coitados.

    Mas o importante é que eles estão se divertindo e nos entretendo de alguma forma.

    Isso ajuda a manter o espírito da série, pelo menos com a brasa acesa.

    Particularmente não me atenho a assisti-los. Mas eu vi um, o Hidden Frontier é uma palhaçada, basicamente o script corre da seguinte forma:

    Captain: -OPEN FIRE!!!!

    Captain: FIRE!!!

    Captain: Então… FIREEEE!!!!

    Acho que o capitão era um Klingon disfarçado de…
    humano.

  17. Luiz Castanheira | 2 de setembro de 2008 at 1:57 pm |

    O grande problema são os roteiros. Que denunciam a sua origem fanboy.

    As atuações são, obviamente, ridículas, mas não creio que este seja o maior problema.

    A maior ironia é que as produções dos fãs também tenham tantos esparrames de egos. Deve ser a inescapável condição humana.

    Abraços
    Castanha

  18. Assino embaixo em tudo que o Castanha falou ai…

  19. "Frank" Hollander | 2 de setembro de 2008 at 5:27 pm |

    ^2: Nacele fumegando no espaço? Nem sabia que necele soltava fumaça.

    Solta. Depois de Yamato (Patrulha Estelar) até fogo no vácuo é válido.

  20. Concordo, também, com o Luiz. Tudo bem, todos são livres pra fazer o que quiserem, estão se divertindo, fazem seus filmes, mas querer que os assista já é outra coisa. Até já dei uma conferida em alguns. Baixei todos os episódios do Phase II com legendas em espanhol, mas só vi alguns trechos, pra ser sincero. Achei o melhor de todos. Com os demais, não consegui gastar mais do que alguns segundos, e nem salvei os arquivos.
    Mas volto a dizer, não critico ninguém por nada disso. Vão em frente, moçada, have fun! Só acho forte acreditar que esse é o caminho da salvação da franquia.

  21. Fecho com Raul em muito no que disse. Criticar um fanfilme como se fosse um episódio produzido pela Paramout, não é nada justo convenhamos. Por mais profissionais que estejam envolvidos nestes projetos, não há como escapar da proximidade do “ridiculo”. A grande verdade é que jamais aceitariamos alguem que não fosse Shatner, Nimoy e Kelley nos seus papeis. Fazer bem feito e conseguir entreter, são os desejos das grandes produtoras de séries e… todos nós sabemos, não são objetivos faceis de alcançar. Então, um fanfilme que conta com um orçamento ridículo e com carencia de equipamentos profissionais (captação de imagem em pelicula – filme), nem mesmo um ator profissional conseguiria preecher as espectativas (nossas) de quem ja está acostumado a assistir episódios de milhoes de dolares.
    Agora vamos ser francos! Quem aqui não gostaria de estar brincando com eles naquela ponte de comando?? heim? – hehehe –

  22. Eu gostaria de participar de um fanfilm de Jornada se o assunto abordasse indiretamente alguma crise de alguma nação real de nosso mundo atual, por exemplo, cutucar a eterna miséria dos etíopes.

    Há quase um século, a Federação (ONU) tem enviado toneladas de ajuda para esse planeta e essa fome nunca acaba!

    A Enterprise é denomindada para investigar essa situação e acaba se vendo forçada a enfrentar…

    “O Último Rei da Escócia!”
    versão brasileira V.T.I. – Rio…

  23. Marcio Guimaraens | 3 de setembro de 2008 at 1:28 pm |

    Sabe o que é ridiculo ?

    Voce sfalarem mal disto, um episodio destes caras tem muito mais estoria que STV e voce ficam falando mal dos caras, Santo Buraco da Rosquinha, pois atentem para isso esses caras conseguem continuar a estoria e Paramount que encerrar tudo para começar de novo. Fala Serio Voces hein, dão mais credito a uma palhaçada de REBOOT do que a continuação.

    Com respeito a atuação dos caras, fala serio o Bill fazia as mesmas porcarias e voces o glorificam, quanta hipocrisia hein.

    TCHAU para voces, pensei que este forum fosse de trekkers.

  24. sim sim! forum de trekkers! trekers apaixonados! aqueles que estarão no cinema prestigiando mr. Nimoy e a nossa tão amada franquia ano que vem!

  25. Leandro Martins | 3 de setembro de 2008 at 2:46 pm |

    O TB sempre foi um fórum de trekkers. Nunca um de trektardos.

  26. Marcio, o TB respeita a opinião de todos aqui, inclusive a sua. Acho que vc deveria fazer o mesmo.
    Mas, as portas estarão sempre abertas para quando quiseres voltar. Continue lendo nossas notícias que estarão sempre atualizadas.

  27. Gostaria de expressar o apoio ä todos os amigos trekkers que mesmo de longe temos aqui no TB. conversamos do que gostamos e trocamos opinioes. Podemos nao concordar e tenho certeza que muitos nao concordam comigo e nao é por isso que todos nao mereceriam meu respeito.
    Lamento pelo posicionamento do Márcio e digo a todos: em meio a este mundo cheio de violência, guerras e tristezas, podemos desestressar um pouco falando de ST aqui no TB.
    Ralph, parabens pelo seu trabalho e continuemos com nosso papo.
    Abraço a todos, inclisive ao Márcio.

  28. Oi gente, o Marcio ta meio estressado, mas ele tem razão. O trabalho dos caras é bom e a CANASTRICE deles veio do Willian Shatner.

    Esse lance de recomeçar do zero é meio furado mesmo. Porque não dão continuidade ao universo que já existe. E não vem com essa estorinha de franquia está cansada. O que ta cansado é aqueles mesmos roteiristas querendo fazer o que não dá, acho que é por isso que devemos lutar.

    Não achei que Marcio foi desreipeitador, mas teve alguem ai que o chamou de TREKTARDO. Esse sim merece uma chamada.

  29. Xiiiiiiiiii……Se o pessoal já se engalfinha por um episódio de fan film imagina quando o filme de Mr Abrams chegar aos cinemas? Algumas são interessantes nesses filmes como o “In The Pirkining”, estava acompanhando a animação STARTREK AURORA do qual tenho grande simpatia. Mas New Voyagers não é de todo ruim, afinal até as séries de Jornada tiveram seus momentos constrangedores, vide Archer cortando um tronco de arvore com uma motossera ou o ato involucionário na Nova Geração. Gostei da lembrança a Jornada VI com o famoso torpedo fura casco. Nacele pegando fogo no espaço? relaxa, isso é fantasia. rsss

  30. Obrigado, VERDE pelos elogios.
    Eu, Leandro, Salvador, Fernando, Mariana, Carlos, Nívea, Hollander e outros colegas que colaboram conosco fazemos apenas por satisfação de podermos levar informações sobre a franquia que tanto gostamos, num país em que a scifi não é tão apreciada quanto em outros lugares.

    O TB é um lugar livre e democrático, onde todos podem exercer o direito de opinar, com o respeito aos outros. Isso é o mínimo que podemos exigir como cidadãos.

    Continuem prestigiando nosso site porque mais informações e surpresas aguardam.

  31. Voltando ao assunto.
    Os fanfilms são para entreter. Se existe alguém que pode zoar com essas produções, esse é o trekker.
    Então me dou ao direito de assistir e morrer de rir, com algumas histórias sem pé e nem cabeça, com a mímica do Cawley fazendo o Kirk canastrão ou do Ben Tolpin se esforçando para ser um Spock convincente ou achar os efeitos especiais ridículos de Hidden Frontier e legalzinho em Star Trek Phase II.
    Imagine vc jogando uma pelada com os amigos e zoando um chute torto do colega, um frango do goleiro, e sendo zoado com uma escorregada na hora do gol.
    Ninguém vai ficar irado com isso, porque no fundo, o que todos querem é se divertir.

  32. Leandro Martins | 3 de setembro de 2008 at 8:17 pm |

    Fui eu que usei o termo trektardo, Bianca. Não o uso sem merecer — é exatamente como deve ser classificado aqueles que demonstram um fanatismo insalubre para com a franquia.

    O que eu menos preciso, e o que esta comunidade menos precisa é de trektardos que acham que podem ficar metendo o dedo na cara dos outros e afirmarem se somos ou não somos trekkers de verdade ou coisa do tipo — aaah, como eu e inúmeros outros colegas aqui já tivemos que aturar este tipo de comportamentozinho ridículo antes. Chega.

    Então, como estes não se fazem de rogado em querer classificar os outros, então classificados também serão.

  33. Os trekkers, via de regra, são pessoas democráticas, que respeitam a opinão dos outros. Eu não me recordo ainda com qual membro aqui do forum eu nunca concordo em nada (ele até chegaste a comentar isso, não me lembro se foi o Lucian, o Verde….) mas nem por isso nos tratamos com desrespeito, e nossos debates sempre foram muitos cordiais.

    Existe um pluralismo de idéias. Star Trek é uma série com 40 anos, onde já passaram mais de mil roteiristas. Já tivemos episódios dos mais cerebrais aos mais descerebrados. Tem gosto para tudo! Mas não podemos esquecer que é entretenimento, diversão.

    No entanto, quando lidamos com absolutismos e radicalismos, o conflito é inevitável. Por exemplo: eu sou um defensor do STXI, mas se o filme for uma porcaria, eu vou meter pau. Assim como eu espero que quem está odiando a idéia, dê uma chance para o filme, e se gostar, fale bem. Isso é democracia: é despir-se de “pré-conceitos”.

    Agora, não tem nada haver com democracia ofender os colegas aqui, hostilizando um grupo de fãs, dizendo que “não somos trekkers de verdade”, ou que “nós vamos chorar quando sair o filme, por que vai ser ruim”. Eu me senti um pouco ofendido sim, até por que eu não trato ninguém assim. Para mim isto é uma postura preconceituosa e generalizadora, avessa a democracia.

    Por isso, solidarizo-me com o colega Leandro: ninguém tem sangue de barata, e quem fala o que nao deve, ouve o que não quer.

  34. Tem um fanfilm que tem o Cap.Kirk bem heróico, um Spock bem cerebral, uma Uhura igual a da série, um Scott sempre livrando a nave de apuros técnicos, e um Zulu, ops, Sulu que manobra a nave de olhos fechados!

    E a Nave é linda! Desde o defletor principal até aos pilones e os Warp drives!

    Este fanfilm recomendo para todos os amantes de Star Trek ou não:

    =GALAXY QUEST=

  35. Leandro Martins | 4 de setembro de 2008 at 10:15 am |

    Galaxy Quest não é bem um fanfilme, Raul. É obviamente uma ótima paródia da franquia, mas foi uma produção profissional pela mão de grande estúdio e produtora.

  36. Será que não tinha nenhum trekker estudante de artes dramáticas que eles pudessem usar?

    Eu acho legal a liberdade com as naceles.
    Aliás eles teriam mais liberdade ainda se tivessem feito uma série sobre outra nave que não a Enterprise, mas da mesma época. Assim não sofreriam com a comparação com os atores originais. Esse foi o grande erro deles!

  37. Outra coisa: antigamente Star Trek não precisava explicar a mensagem do episódio com um texto no começo… ela se explicava sozinha…

  38. Sobre Cawley: só o pulinho prestou. O resto é sempre a mesma careta…

    E como alguém comentou, a interpretação de Nimoy não era assim totalmente desprovida de emoção (esse era o charme).

  39. Eu sei que Galaxy Quest é uma obra séria, concebida por equipes profissionais.

    Mas o que quis dizer é que, os fanfilms devem ser apreciados com a mesma descontração com que nos entretemos com os “ST-Phase II” da vida.

    No final, ser Fã é ser “Fun”.

    Abraços!

  40. A questão da mensagem estava no roteiro de escritor, justificou Cawley em um posto no trekmovie. Então não foi idéia dele. Outra coisa que eu notei, é que o eps. é dedicado a dois profissionais que trabalharam em ST e morreram de AIDS (o Dr. Marcus, filho do Kirk, e o cara que fez os uniformes da série clássica e TNG). Tem um terceiro também que não conheço de nome…

  41. Gente do céu se voces são tão democraticos como dizem que são porque ofender ? Ele falou o que quiz e pelo que entendi saiu da comunidade, e voce o ficou ofendendo, acho que ele nem esta mais se dando ao trabalho de ler aqui.
    Nunca postei nada aqui antes, mas vejo voce muito tendencialistas para serie classica e muito criticos com as outras series. Teve um comentario, de outra reportagem que dizia ser o ST V um bom filme. Ao ler oputros posts do cidadão, vi que ele enaltecia qualquer coisa feita pelo Willian Shatner. Depois voces ofendem o Marcio o chamando de Trektardo porque ele acha o Willian Shatner tão canastrão quanto os atores de Phase II.
    Vamos ser sinceros, quem acha que a interpretação de Kirk pelo Willian Shatnet foi melhor que os destes carinhas do Phase II ?
    Alias qualquer ator da serie clássica só fez a serie clássica, o máximo que conseguiram foram pontas, então vamos ter mais respeito com os carinhas do Phase II. An e por favor não me venham com o tal TJ HOOKER ok.
    Ah e so para salientar mais uma coisa, o fogo da nascele pode ocorrer enquanto houver um vazamento de atmosfera e combustivel, o fogo só cessa quando um dos elementos cessarem, mas contruir a nave no solo não tem preço nem cartão de credito dá jeito.

  42. Leandro Martins | 5 de setembro de 2008 at 10:22 am |

    > o chamando de Trektardo porque ele acha o Willian Shatner
    > tão canastrão quanto os atores de Phase II.

    Errado.

    Ele pode considerar o que bem entender do Shatner. Ao invés disto, a gota d’água foi ele se mostrar como mais um daqueles que acham que pode classificar quem é ou não é trekker, usando o seu próprio ridículo critério pessoal, e apesar de quaisquer outras evidências em contrário ao que considera. Este tipo de absolutismo fanático é coisa de trektardo, e é coisa que esta comunidade já teve que tolerar demais. Chega.

  43. Essa Bianca é uma gracinha de menina…

  44. Sim quanto a nacele lembrei do locutor dos videos incriveis. “…e foi o tempo da gigantesca nacele se tornar uma bola de fogo furiosa…”. Foi uma piadinha pra descontrair.

  45. É, a nacele flamejante foi uma das coisas mais irrealistas e anti-científicas que eu já vi ser produzida em termos de filmes.

Leave a comment

Your email address will not be published.


*