Editoras preparam HQs e livro para estreia de Picard

O hype para a estreia de Star Trek: Picard, no início de 2020, começará ainda em 2019. As editoras IDW e Simon & Schuster anunciaram que a série terá prelúdios em uma minissérie em quadrinhos e em um livro.

A revelação foi feita na quinta-feira (1º) no painel sobre publicações realizado durante a Star Trek Las Vegas, a maior convenção do mundo exclusivamente dedicada à franquia. O evento começou no dia anterior e vai até este domingo.

Os quadrinhos sairão sob o título Star Trek: Picard – Countdown, e a primeira edição circula em novembro de 2019. Serão ao todo três edições, escritas por Mike Johnson, da IDW, e Kirsten Beyer, produtora supervisora de Star Trek: Picard.

A história girará em torno de “uma missão que mudará a vida do amado capitão Jean-Luc Picard”, ajudando a fazer a ponte entre a nova série e a última vez que o vimos, em Star Trek: Nêmesis.

Em fevereiro de 2020, a escritora Una McCormack traz, pela Simon & Schuster, The Last Best Hope, o primeiro romance ligado à nova produção. Ele “levará diretamente à série e continuará e introduzirá aos fãs os novos personagens”.

Daí se deduz que Picard só deve aportar nas telas em fevereiro ou março de 2020, exibida pela CBS All-Access nos EUA, e pela Amazon Prime Video no resto do mundo, inclusive no Brasil. (No caso de Star Trek: Discovery, a estreia coincidiu exatamente com o lançamento do primeiro romance ligado à série.)

TIRANDO A KELVIN DA GAVETA
Outra notícia surpreendente vinda do painel foi a de que dois livros ambientados na linha do tempo da Kelvin serão finalmente publicados. The Order of Peace (originalmente intitulado Refugees), de Alan Dean Foster, e More Beautiful Than Death, de David Mack, haviam sido originalmente anunciados em 2010, na esteira da estreia do primeiro filme de J.J. Abrams, mas acabaram engavetados — por conflitos de bastidores.

A essa altura, com a linha do tempo da Kelvin no limbo no cinema e a iminente fusão entre a Viacom (dona da Paramount) e a CBS, os livros finalmente verão à luz do dia. O de Foster, em abril, e o de Mack, em agosto de 2020. Pode ser o começo de uma série de romances voltados para os fãs dos filmes produzidos por Abrams.

ENCONTRO DE UNIVERSOS
Nas duas últimas décadas, a responsabilidade de continuar a contar as histórias do século 24 recaiu sobre os romances e os quadrinhos. Agora, com Picard, o futuro do futuro está prestes a ser reescrito, e o painel de publicações também discutiu este drama de bastidores.

O panelista John Jackson Miller, ele mesmo romancista de Star Trek, participou da apresentação e comentou como “há muito mais oportunidades para integrar as coisas [entre livros e televisão] agora. (…) Vocês querem que funcione, e NÓS queremos que funcione. As histórias que importam para vocês ainda importarão de algum modo. Mantenham em mente que Star Trek é um multiverso.”

O romancista Dayton Ward, que não participou do painel, mas tem uma longa história com os livros de Star Trek, escreveu mais detalhadamente a respeito no Facebook.

Meus vários trabalhos de consultoria para a CBS envolvem trabalhar com certos parceiros de licenciamento para ajudar a desenvolver oportunidades de conexão, primariamente ligadas às novas séries, mas também às séries mais antigas, quando apropriado.

Uma dessas tarefas — de fato, uma das primeiras coisas que me pediram para ajudar a resolver quando me contrataram — foi a de trabalhar com S&S *e* com a CBS e encontrar um caminho adiante para os romances no que diz respeito à nova série Picard.

Do minuto em que isso apareceu, eu abordei a questão com uma única coisa: o mais fodidamente épico desafio de contação de história de Star Trek de todos os tempos.

Já houve várias discussões sobre este assunto, que remonta a mais de um ano atrás — antes mesmo que eu tivesse começado a desenvolver a história para o que se tornou meu romance de A Nova Geração Available Light — e como poderíamos proceder. Muitas das conversas iniciais não contavam com o benefício de saber o que a nova série iria fazer, então acabamos com muita conversa sobre praticamente qualquer coisa que você possa imaginar com respeito a esses livros.

Bem, um ano se passou, e sabemos bem mais hoje do que sabíamos então.

Como nosso editor, Ed Schlesinger, e John [Jackson Miller] indicaram, é um processo complicado com conversas contínuas (David Mack e eu tivemos uma conversa bem detalhada sobre esse mesmo assunto na recente convenção Shore Leave, e aquilo foi basicamente a “parte 1”), e todo mundo envolvido está levando muito a sério, porque todos queremos fazer direito.

Então, como foi dito de um jeito meio brincalhão antes, mas eu queria reiterar de forma séria agora: estamos trabalhando nisso. Verdade verdadeira.

Seja lá qual for o plano para alinhar os universos aí (poderíamos ter uma Crise das Infinitas Terras trekker nos romances?), os lançamentos continuam firmes e fortes. Neste ano, ainda sai um romance de David Mack na série de A Nova Geração, e a editora republicará a novelização do primeiro filme para o cinema, escrita por ninguém menos que Gene Roddenberry.

Para o ano que vem, além dos dois livros do universo da Kelvin, há dois romances da série original, além do próximo livro de Kirsten Beyer para Voyager.

Be the first to comment on "Editoras preparam HQs e livro para estreia de Picard"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*