Recordando o primeiro trailer de Jornada

james-kirk-1.jpgEnquanto aguardamos pelo primeiro trailer de Jornada nas Estrelas dirigido por J. J. Abrams, veja como foi o anúncio comercial do primeiro filme da franquia em 1979. Sob o comando de Gene Roddenberry e direção de Robert Wise, Jornada nas Estrelas: O Filme representou o retorno da série de ficção científica mais conhecida da TV.

Embora não confirmado oficialmente, fortes rumores dão conta de que o primeiro trailer do novo Jornada nas Estrelas virá a reboque da estréia de outra conhecida franquia, a de James Bond com seu Quantum of Solace, no dia 14 de novembro próximo.

Isso nos faz lembrar que, há aproximadamente trinta anos atrás, outra estréia (nos EUA) estava para acontecer no cinema, era a de Jornada nas Estrelas: O Filme, que fazia sua primeira aparição na telona, após o cancelamento da série (no Brasil  chegou em 2002 dois meses depois). Embora com o orçamento estourado e no limite do tempo estabelecido, o primeiro longa metragem da Série Clássica fez boa bilheteria e animou o estúdio a continuar com a saga por muitos anos.

O filme recebeu 3 indicações ao Oscar nas categorias de Melhor Trilha Sonora, Melhor Direção de Arte e Melhores Efeitos Especiais, uma indicação ao Globo de Ouro, como Melhor Trilha Sonora e uma indicação ao prêmio Hugo, como melhor apresentação dramática. Ganhou o prêmio Saturn por seus efeitos visuais. Para mais detalhes sobre esse filme clique aqui.

Começando com a frase “A aventura humana está apenas começando”, veja como foi o primeiro trailer de Jornada, mostrado nos cinemas.

Já na Edição do Editor o trailer sofreu algumas alterações.

Fonte: Trek Movie

44 Comments on "Recordando o primeiro trailer de Jornada"

  1. Foi um marco na história da franquia, espero que este novo filme também seja outro marco e que recomecem mais seriados e filmes!

  2. É só ouvir aquela trilha inconfundível, que fico arrepiado:

    Tâ-tâ-tâââ Tâ-tâ-tâ-tâ-tâ Tâ-tâââââââ…

  3. Aiai, lá vamos nós.
    Vendo o uniforme usado pela tripulação no primeiro filme me dá ainda mais raiva do maldito designer desse novo filme. Alguém sabe quem é esse incompetente?

  4. E DIGO MAIS!
    A ponte de comando do primeiro filme ainda parece mais moderna e mais realista que esse cruzamento de Bat-caverna do Joel Schumacher com Cenário do Austin Powers. IRC Babe!
    Hmpf x2

  5. Para mim, mesmo que lento e arrastado, ainda é a melhor estória da série e o filme que eu mais gosto de todos do cinema. Só nao gostei da alavanquinha do Sulu, mas é apenas um detalhe…

  6. ixi…vamos acreditar no filme galera

  7. Desculpa, mas tá difícil. Todo filme novo que saía era a maior empolgação, depois de “Insurreição” fiquei decepcionado e esperava mundos e fundos de “Nemesis” – que todo mundo elogiava e dizia que seria “A Ira de Khan da Nova Geração”. Pois é essa estorinha é veeeelha…
    Agora chegou vez de Jornada me conquistar novamente, e até agora tem feito um PÉSSIMO trabalho.

  8. CORREÇÃO: MELHOR ESTÓRIA DA SÉRIE DO CINEMA

  9. Este filme é um marco da ficção no cinema, pena que tão pouco comercial, pois, como sabemos, somente com dinheiro é que se sobrevive. Mas estórias deste tipo somente em livros. Sem esperanças que surja outro do tipo, mas filmes com um pouco de ação também são bem vindos.
    Tenho muitas esperanças de que, no geral, estaremos, na maioria, falando bem do novo filme após 08 de maio do ano que vem, independente se o visual for bom ou ruim.

  10. Waldomiro Vitorino | 5 de novembro de 2008 at 8:33 am |

    O primeiro filme de Jornada é uma ótima produção de ficção científica. É um pouco pretensioso, lento e a edição primou demais em mostrar os excelentes efeitos especiais. Mas é um tipo de filme de FC que não se vê mais a muito tempo, no sentido de que hoje em dia esses filmes são mais voltados para a ação e edição é feita no estilo “videoclipe”. Sinto falta de filmes de FC mais climáticos, como os primeiros de Jornada, ou Blade Runner por exemplo.

  11. O filme realmente é um marco. A premissa da história é ótima, mas o trailer é um lixo.

  12. Alberto Solimões | 5 de novembro de 2008 at 8:37 am |

    Pois é, para os “Canonicos xiitas”, vejam como no primeiro filme não tinha nada de uniforme, nada de canôn, nada de nave igual, nada de ponte de comando colorida, nada de nada, todos foram ao cinema e se DIVERTIRAM. É isto que se espera deste novo filme, diversão, principalmente para quem gosta de ficção e de ST. Deixem de babaquices e tratem de ir ao cinema, encher os bolsos do pessoal de lá de grana para que ST sobreviva e tenha uma longa nova carreira no cinema e quem sabe até na TV.

  13. Pessoal,

    quando sai o novo trailer?? No Quantum of Solace ???

  14. Post 13.
    Tudo indica que sim, Eduardo.

    Vejam que já nesse primeiro trailer, Gene queria um filme mais para o público não trekker, com as expressões: “Imensa nave”, “trezentos anos no futuro”, mostrando um ambiente sombrio e trilha sonora de ação e mistério (nada da velha fanfarra), com novos personagens: Decker e Ilia, num romance meio fajuto e aliens hostis, os Klingons.
    Não aparecem Sulu, Chekov e Uhura.
    Tudo quase novo, uniformes, ponte, design interior e nenhuma explicação pelo que aconteceu depois da série. Um salto no tempo, com os personagens tendo novos caminhos.

    Para mim, quase um reboot.

    Segundo rumores, foi um roteiro inacabado, com problemas entre Gene e Wise, tendo Gene constantemente discordado de mudanças no script e com isso estourado o orçamento e o tempo de lançamento.
    Mas foi um marco.

  15. Post 14:

    007 – QUANTUM OF SOLACE
    Será que os trailers serão os mesmos para todas as redes de cinema, mais especificamente as do Cinemark ?

  16. Leandro Martins | 5 de novembro de 2008 at 10:28 am |

    Detalhe: eu não seguraria meu fôlego contando com o trailer do filme passar no Quantum of Solace na estréia no Brasil. Se a data de estréia do novo 007 aqui acontecer de ser antes, eu tenho sérias dúvidas que o trailer venha acompanhando.

  17. Peari, esse filme já não estreou la fora?????

    Esse trailer então deve estar disponivel em algum lugar da rede…..

  18. “Ontem…”
    Minha mãe foi assistir ao filme!
    E me levou junto!

    O que mais ela gostou foi que o elenco estava lá!
    TODOS!

    Isso, para ela, foi a maior recompensa.

    Enquanto isso, eu me divertia copiando a Enterprise com papel carbono para os meus desenhos.
    Para conseguir essa façanha, me valia de uma revista que foi lançada na época, uma adaptação em quadrinhos feito peo staff de Stan Lee.
    (Alguém se lembra dessa edição da Abril?)

    “Hoje…”
    Olhando para esse trailer e ao me lembrar do fime como um todo, Jornada nas Estrelas foi algo predestinado a dar certo!

    Em muitos “retornos” e “revivals” de filmes e séries, vemos elencos incompletos ou com atores diferentes tapando buraco.

    Essa foi uma verdadeira “ressurreição”.

    Sinto que Star Trek-The Motion Picture, no quesito visual, recebeu uma enorme influência de outro formidável exemplo de filme de ficção científica:
    O contemporâneo 2001-Uma Odisséia no Espaço, que transmitiu um conceito clean e sofisticado do futuro.

    De todos os filmes feitos para o cinema, este é o mais sério, realista e asimoviano.

    Um espetáculo!

  19. Quando vi esse filme, só tinha algumas lembranças da série, passou em supercine, (bons tempos), e analisando hoje em dia, é uma baita história. O que nunca me saiu da cabeça, na época, foi o Vger, ele ser a voyager foi muito marcante.
    Acho linda aquelas cenas com angulos detras do Kirk, que pegam ele, os pilotos e ao fundo a tela, (que agora parece uma tv 14″), tem uma imponência fantástica.
    Foi comentado do romance do Decker e a Ilia, pois eu gostei demais, acho que faltou a franquia ao longo do tempo alguns personagens diferentes como o Decker, que fez frente ao Kirk sem ser O inimigo.

  20. E a trilha sonora?

    Putz! Jerry Goldsmith estava inspirado mesmo!
    A abertura não tem nada demais, um fundo preto com letras brancas.

    Mas o “Main title” me levantava da cadeira! Até hoje, quando ouço-a no meu Mp3 player, a impressão arrebatadora daquela abertura me vem com força total!

    E o “Klingon battle”? Uma faixa que consegue transmitir o que realmente os klingons são: uma raça guerreira. Há selvageria, inteligência e honra nas notas desse track. Não são assim os klingons?

    “Living drydock” ainda consegue superar o “Enterprise clear moorings” de James Horner (ST II).

    E o que dizer de “The Enterprise”?
    Dá até arrepios só de lembrar as cenas do casulo de transporte deixando o complexo orbital, circundando a Enterprise, até se acoplar no casco da nave.
    Toda as vezes em que ouço a música, me vejo vistoriando a Enterprise!
    Essa faixa é a alma da nave em forma de música.

    E tem outra faixa, “The cloud”, cheia de mistérios e contornos bem sombrios.
    A essência do desafio da tripulação sob o comando do Almirante Kirk está mais do que bem definida nestas notas musicais.

    Essas e outras faixas demonstarm o cuidado, a atenção e o carinho de Jerry Goldsmith em relação ao filme.

    Até hoje, o título de abertura é usado para definir a franquia Star Trek.

    Só posso me por de pé, aplaudir e clamar: Bravo! Bravo!

  21. Citando o texto da matéria:
    “Isso nos faz lembrar que, há aproximadamente trinta anos atrás, outra estréia (nos EUA) estava para acontecer no cinema, era a de Jornada nas Estrelas: O Filme, que fazia sua primeira aparição na telona, após o cancelamento da série (no Brasil só chegou em 2002).”

    Pelo que está escrito o 1º filme de Jornada chegou ao Brasil só em 2002, o que obviamente não aconteceu.

  22. > 18

    Eu tenho esse quadrinho da abril. Engraçado que ele realmente é um pouco diferente do filme do cinema original, tem umas cenas que o original não tinha, mas que foram acrescentadas depois na versão do diretor. O Quadrinho deveria ser a versão do diretor (será que falei bobagem?)

    Abs

  23. Antigamente os trailers eram tão sem graça…

  24. Esse eu vi no cinema quando lançou! Eu tinha uns 14 anos….. Ficaram muitas duvidas sobre o que era o Vger, mas eu já acompanhava o que rolava na corrida espacial, a Viking já havia pousado em Marte e eu já conhecia a sonda Voyager. Muita coisa aconteceu desde então. É bom recordar…

  25. Henrique Hübner | 5 de novembro de 2008 at 5:07 pm |

    Não entendi o texto. O que só chegou no Brasil em 2002? Star Trek: The Motion Picture?? Tem algum engano aí porque assisti o dito cujo em 1979 no cinema RIAN.

  26. Post 14
    Ralph
    Em verdade, o Roddenberry queria um roteiro em que eles encontrassem Deus, como a Paramount se colocou contra, acabou paracendo mais com a estória do episódio THE CHANGELING. St V acabou por seguir esse malfadado roteiro, mas o problema não foi diretamente com o Wise, que participou mais como um terceiro interessado.
    Outra coisa interessante é que, segundo fontes, a consultoria técnica do filme não foi feita pelo Asimov diretamente, como está nos créditos do filme, somente as idéias retiradas de seus livros. O próprio Asimov teria confirmado que não fez a consultoria, mas nunca tive confirmação disso.

    Não sei de onde saiu essa informação de ST I teria chegado ao Brasil somente em 2002, como disse o Henrique, ele passou em 1979 com somente um ou dois meses com relação ao lançamento nos EUA.

    De resto, ST I é mesmo maravilhoso, mas é ficção para poucos. Existem muitos filmes de SCiFi bons, mas pro meu gosto, ST I é o melhor.

  27. Que raio de “2002” é esse? Me lembro que passou na época mesmo, que data é essa?
    Teorize, Sr. Data.

  28. Talvez se refira à Versão do Diretor que saiu aqui em DVD só em 2002… certamente há erro de redação ali.

  29. Aí, sim. A data passa a fazer sentido.
    Inclusive comprei essa em DVD ano passado ou retrasado.
    E que venha a versão J.J. Abrahams…
    Estou com boas expectativas, amigos…
    Será que as trilhas do Courage e do Goldsmith irão dar as caras na nova versão? Pelo que já vi dos uniformes, acho que pelo menos as notas iniciais do nosso amigo Courage estarão garantidas…
    É a nossa contínua missão…

  30. É marca registrada, mesmo num rebootão não deveria mudar, como se fosse um carimbo de ST.

  31. É, a cena da Enterprise na doca, me dava uma noção de quão colossal essa aventura seria, ah Rede Manchete e suas sessões de domingo a tarde…. V’Geeeeeeer!

  32. Post 27. Já corrigido. A versão do diretor em DVD chegou em 2002.

  33. Esqueçam, pessoal! Pelo jeito não haverá trailer no filme do 007, já que era previsto na abertura deste filme em 14 de novembro, NADA OFICIAL!!! Já coloquei em outros posts que vi comercial na Globo anunciando QUANTUM OF SOLACE na próxima Sexta e, li acima que, se anteciparam pra esta semana, é praticamente certo que não haverá trailer de Jornada em 007. Provavelmente, só mais para o final do mês, em virais na internet mesmo e, depois, lá pra Dezembro em outra produção. Acredito que sua grande promoção agora em novembro começará pela mídia impressa, na revista SET, depois Sci-Fi etc. TOMARA QUE EU SEJA SURPREENDIDO!!!

  34. Ai meus sais.
    Gente, eu juro que estava tirando um sarro da Paramount (+ Bad robot) quando mencionei o McLanche Feliz de Jornada…
    Ontei entrei no Cardássia Primeira – http://www.cardassiaprimera.com.ar/ . SHOCK.
    Pelo jeito vão MESMO transformar Star Trek em Star Wars. Que saudade dos BORG!!!

  35. Essa é uma estratégia para popularizar o filme. Não vejo como ruim isso.

  36. Marmolaro (post 22),
    Hahahaha… Acho que você tem razão.

    A equipe de Stan Lee deve ter recebido essa tal da “Versão de Diretor”, e como se sabe, muitas coisas que estavam acertadas como oficiais, acabam sendo mudadas de última hora e no final, a versão dos quadrinhos se divergiu da edição final de Star Trek-O Filme.

    A foto da Enterprise, de 3/4, que ficou na revista é uma raridade, eu mesmo nunca encontrei igual na net.

    Ainda em tempo, muitas fotos da Enterprise que aparecem nessa edição da Abril são de ST-Phase II.

  37. Olha gente, o TrekMovie já dá como certo o trailer de Jornada na estréia do filme Quantum of Solace (dia 14 nos cinemas americanos).
    Não sabemos se passará por aqui também ou no resto do mundo. Com certeza será amplamente divulgado pela net. Vamos estar atentos e publicaremos assim que sair.

  38. Confirmado no Omelete a estréia de Quantum of Solace no Brasil para amanhã, dia 7, ou seja, aqui é praticamente certo que não teremos trailer de Jornada!

  39. Estranho isso, mas já aconteceu outras vezes.
    Aqui na Austrália – terra da FOX – “Quantum” só estréia dia 19/11, o único trailer confirmado pelo pessoal da FOX é… “AUSTRALIA” o novo filme do Hugh “Wolverine” Jackman e Nicole Kidman.
    O negócio é esperar por MADAGASCAR 2!
    Hmpf.

  40. como estamos… sedentos por um mísero trailler.
    Depois de tantos anos, também.
    só me lembro de estar assim quando estava para sair o ST I.

  41. Acho que trailler por aqui só ano que vem mesmo.

  42. Acho que chega em dezembro, eles não podem demorar muito para iniciar o marketing…

  43. Infelizmente, como adiantaram 007 para esta semana, não tivemos a oportunidade de assistir ao trailler de Star Trek que, provavelmente deve pintar no próximo final de semana. Está lá no Trek Movie Report a descrição do trailler, que começa com um carro na estrada e termina com batalhas espaciais!

Leave a comment

Your email address will not be published.


*