Autor David Mack defende o significado de IDIC

IDICO escritor David Mack, autor do romance Star Trek: Vanguard: Harbinger, respondeu a um e-mail de um fã que se manifestou chateado sobre um relacionamento do mesmo sexo no seu livro. Mack tenta mostrar, assim como ele, porque outros escritores incluem o significado de “Infinitas Diversidades em Infinitas Combinações” (IDIC) em suas histórias de Jornada.

A invenção do IDIC por Gene Roddenberry surgiu no episódio “Is There in Truth No Beauty? e teve como justificativa do produtor mostrar uma parte da filosofia Vulcana, mas isso causou atrito entre ele e Leonard Nimoy, que o via como uma manobra para vender a mercadoria para os fãs. Mas independentemente de sua intenção original, o IDIC acabou sendo o símbolo da liberdade para pessoas de diferentes preferências culturais ou sexuais.

harbingerNo livro de David Mack – uma Vulcana teve um caso com uma espiã Klingon, o que causou a crítica de um leitor em seu blog

“Eu comprei e comecei a ler o seu livro, Harbinger e parei quando cheguei à parte em que a Vulcana estava tendo um caso homossexual com a espiã Klingon. Eu apaguei o livro do meu E-reader e nunca vou comprar outro volume de autoria de David Mack. Você pode me chamar de homofóbico ou usar qualquer outra desculpa que você escolher, mas a verdade é que ser homossexual não é universalmente aceito e eu começo a decidir o que ler e eu opto por não ler mais o seu trabalho. E ainda por cima, nenhum Vulcano consideraria a situação “lógica”. Eu estou apenas deixando você saber que você perdeu pelo menos um leitor”, disse o indignado fã que achou que não haveria resposta.

Mas Mack leu o e-mail e ele respondeu através de seu blog para os fãs. “Bem, o autor do e-mail pode não ter ido à procura de uma resposta, mas ele está indo obter uma”, disse Mack.

“Se ele acha que o medo de alienar alguns leitores de mente fechada vai me impedir de escrever histórias que apresentem e promovam personagens de diversas origens-incluindo personagens LGBT (homossexuais), pessoas de cor, e as pessoas que pertencem a minorias ideológicas ou filosóficas- está enganado. Eu sou um escritor de Jornada. Será que ele não ouviu falar de IDIC-‘Infinitas Diversidades em Infinitas Combinações’?”

“A maioria da minha escrita até esta data tem sido por Jornada. Apesar de que as várias séries de televisão poderiam ter feito mais, em seus respectivos tempos, em retratar a diversidade étnica e de gênero, nós que escrevemos ficção licenciada de Jornada continuamos a dar o nosso melhor para descrever um futuro mais progressivo, iluminado, aberto e harmonioso, e não apenas para a humanidade, mas para todos os seres sencientes. Um futuro em que o amor, a igualdade e a compaixão são as pedras de toque da sociedade civilizada”.

“Para esse fim, nós tentamos fazer com que o nosso personae dramatis literário se assemelhasse mais as pessoas da Terra. Tentamos incluir mais pessoas Africanas, Asiáticas, e ascendência do sudeste asiático que foram vistas nas histórias televisivas e filmes. Nós tentamos incorporar personagens que vêm de muitas culturas e pontos de vista. Nós tentamos imaginar um futuro em que as pessoas de todas as crenças aprendam a viver em harmonia com pessoas de outros credos, bem como aqueles que preferem levar uma vida puramente secular. Nós tentamos retratar um futuro em que as identidades de gênero das pessoas já não estão limitadas a algumas construções sociais binárias arbitrárias, mas refletem um senso mais fluido da identidade pessoal”.

spock valeris“Quanto à afirmação de que: “nenhum Vulcano iria considerar a situação “lógica”, gostaria de refutar com o que Spock disse a Valeris em Star Trek VI: The Undiscovered Country: “A lógica é o princípio da sabedoria, não o fim”. O que Spock tinha aprendido que o autor deste e-mail, aparentemente, não aprendeu é que há muitos ingredientes à sabedoria – incluindo, mas não limitado, a compaixão e a empatia”.

Mack acrescenta, “Eu não sou tão sonhador a ponto de pensar que esse dia vai chegar, pelo menos não na minha vida. Eu suspeito que a humanidade sempre terá que lidar com o preconceito de uma forma ou de outra. Mas isso não nos impede de lutar contra ela. É exatamente a razão pela qual temos de pressionar e continuar a fazer o melhor, para exigir melhor, para mostrar que é possível”.

“Eu nunca vou sentir vergonha por fazer isso”, disse Mack. “Estou orgulhoso de que temos sido capazes de fazer isso. Eu sei que ainda temos mais trabalho a fazer, e nós podemos fazer melhor em integrar mais diversos pontos de vista e personagens para o universo cada vez maior de Jornada”.

Mack escreveu dois episódios para a sére Deep Space Nine, “Starship Down” e ” It’s Only a Paper Moon”, além de vários romances como a trilogia “Star Trek: Destiny”, as coleções “Starfleet Corps of Engineers”, “New Frontier”, “A Time to Kill” (A Nova Geração), entre outros.

Fonte: TrekToday.

 

8 Comments on "Autor David Mack defende o significado de IDIC"

  1. Sei lá, entende?!

  2. Para fazer lobby com o chamado grupo GLS, ficam introduzindo esses personagens em qualquer série e livro. Independente de ser contra ou não, as histórias, pelo menos, deveriam ter uma profundidade, algo a ser dito ou contado. Agora, relacionamento de uma vulcana, que “logicamente” deveria ter relação com fins de procriação e com uma klingon (o que será que o império klingon diria disso?) é, no mínimo, outra aberração em ST. Falo isso apenas seguindo o histórico de ST, assim como não concordo com o relacionamento do Spock com a Uhura nos filmes novos.

  3. Parece que não sei ….

  4. Pode ser que seja isso mesmo, quem sabe?

  5. Você é meu herói!

  6. off topic: meu primeiro comentário, apesar de acompanhar a anos, mas gostaria de pedir ajuda. A Netflix tem TOS remasterizado e TNG completos no catálogo do Brasil e vai retirar do ar em 01/09/2014. Por favor, quem for assinante dá um ‘pulinho’ lá no atendimento e pede para renovar e colocar DS9, Voy, ENT…

  7. Rapá… se eu fosse assinante faria isso. Mas vou ficar na torcida por todos, beleza?!

  8. Mandei para os meus contatos a informação, para que passem para uma campanha junto à Netflix.

Leave a comment

Your email address will not be published.


*