Star Trek III celebra 35 anos da estreia no Brasil

Após esperar 237 dias desde o lançamento nos Estados Unidos, em 1º de junho de 1984, enfim os trekkers brasileiros puderam assistir Star Trek III: À Procura de Spock nos cinemas. O filme chegou às telonas do Brasil em 24 de janeiro de 1985, há exatos 35 anos, e para marcar a data, o Trek Brasilis resgata um texto de Paulo Maffia publicado no fanzine Trekker Mix #1 de 1994, em que ele relata a sensação de assistir ao longa na época de seu lançamento no país.

Certa vez numa chuvosa tarde de Carnaval: À Procura de Spock

por Paulo Maffia (*)

Tarde de uma segunda-feira de Carnaval (18/02), a cidade de São Paulo era castigada por um forte temporal, e era uma daquelas oportunidades em que nós percebemos como a cidade é despreparada para esse tipo de situação: bueiros entupidos, ruas alagadas, congestionamentos, etc.

É nesse tipo de caos que eu me aventurava para ir ao Centro da cidade para ver “Jornada nas Estrelas III: À Procura de Spock“. O cinema Comodoro era um dos poucos, senão o único, a exibir o filme (aliás, acho que todos os trekkers de São Paulo têm um carinho especial pelo velho cinema da Avenida São João). Ele vivia seu tempo de glória: som Dolby Stereo e filmes em 70 mm, este último um espetáculo à parte.

Sentado estrategicamente, munido de meu saquinho de pipoca, eu estava pronto. Em poucos segundos estaria de volta para o futuro do século 23.

Jornada nas Estrelas III” acima de tudo é um filme corajoso. Tudo bem que ele não é um filme de Francis Ford Coppola, mas toca em pontos que em 1985 (auge da era Reagan/Yuppie) estavam meio fora de moda. A tripulação da velha Enterprise enfrenta talvez seu maior desafio, ir contra tudo e contra todos, colocar em risco suas carreiras e suas vidas por uma pequena esperança em ver seu companheiro Spock vivo novamente.

Durante o caminho encontram dor, destruição e morte. O filme é altamente anticomercial, por isso a sua coragem; talvez o motivo de seu relativo fracasso comercial.

Acima de tudo fica a mensagem que o diretor Leonard Nimoy (Spock) tentou nos passar: na cena da destruição da nave, não importa o que é preciso ser feito para salvar um amigo, nenhuma batalha e nenhum sacrifício é em vão quando em nome da amizade. “Jornada III” talvez fale sobre esse sentimento de uma maneira um pouco antiga. Não por isso é menos envolvente na dor transmitida por Kirk após a tragédia que modificou toda a sua vida. À Procura de Spock é um filme visto por muitos, mas entendido por poucos.

As luzes do cinema se acenderam, saí, continuava a chover… ora, quem se importava com isso?

(*) Paulo Maffia é editor dos quadrinhos Disney pela Editora Culturama, e um dos trekkers mais conhecidos do Brasil.

Notas do Trek Brasilis:

  • O Cine Comodoro, inaugurado em agosto de 1959, não existe mais. Ele era localizado na Avenida São João, 1.492, Centro de São Paulo, e foi fechado em março de 1997. Seu espaço virou uma igreja evangélica, e em agosto de 2000 um incêndio destruiu parcialmente o local; o Comodoro exibiu todos os filmes de Jornada nas Estrelas até Generations (sessão especial em 8 de abril de 1995) e serviu como local para quatro convenções do fã-clube Frota Estelar Brasil entre 1994 e 1995.
  • Quando Star Trek III completou 35 anos de sua estreia nos Estados Unidos, houve um TB ao Vivo especial sobre o tema, em que Salvador Nogueira, Fernando Penteriche, César Lima e Gustavo Gobbi destrincharam tudo o que há para se saber sobre o longa-metragem e suas extensões, como quadrinhos, trilha sonora, trivias e mais. Assista aqui.
Agradecemos a Wilson Maffetano pelos cartazes nacionais acima.

Be the first to comment on "Star Trek III celebra 35 anos da estreia no Brasil"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*