TNG 2×01: The Child

Estreia do segundo ano apresenta as novidades em enredo pouco inspirado

Sinopse

Data estelar: 42073.1

Uma praga atinge o sistema Rachelis, e a Enterprise é enviada para atender à emergência médica. A missão é transportar uma série de amostras de um vírus de uma estação de pesquisa da Federação a um local onde um antídoto possa ser desenvolvido. Enquanto o novo engenheiro-chefe da nave, Geordi La Forge, prepara um campo de contenção para os vírus, a tripulação fica chocada ao descobrir que a conselheira Troi está grávida.

De acordo com a betazoide, uma luz branca a engravidou enquanto ela dormia. A dra. Katherine Pulaski, nova oficial médica chefe da nave, confirma o prognóstico de Troi e relata que o feto irá se desenvolver completamente em 36 horas. Desconhecendo a real origem ou intenção desse ser, Picard coloca a tripulação em alerta de segurança.

Quando Troi dá à luz um menino, chamado Ian Andrew, a situação parece totalmente não ameaçadora, embora todos se espantem com o acelerado processo de crescimento do garoto, que passa de bebê a uma criança de oito anos em apenas um dia.

Enquanto isso, Wesley relutantemente se prepara para deixar a Enterprise e juntar-se a sua mãe, que deixou seu posto na nave para se tornar chefe do corpo médico da Frota. No fim das contas, Wes decide permanecer na nave, após receber encorajamento da nova bartender do Bar Panorâmico (Ten-Forward), Guinan. Depois, quando o rapaz discute suas intenções com Picard, o capitão autoriza sua permanência, se sua mãe o permitir.

Entretanto, uma ameaça surge quando o sistema de contenção começa a falhar, por um inesperado crescimento de uma das culturas de vírus. A razão é uma misteriosa fonte de radiação que ninguém sabe qual é. Pulaski relata que, na taxa atual, a praga irá destruir toda a vida a bordo da Enterprise em duas horas.

Por incrível que pareça, Ian é a fonte da radiação. Quando o menino percebe isso, decide sacrificar sua vida para salvar a tripulação. Enquanto Troi chora a perda do filho, Ian morre e seu corpo volta a ter seu estado original –uma entidade brilhante e branca que conta a Troi que Ian veio até ela para aprender mais sobre os humanos, experimentando a vida entre eles. Assim que a entidade deixa a nave, a ameaça é evitada e a tripulação conclui sua missão humanitária.

Comentários

Levando em conta as circunstâncias em que “The Child” foi concebido, o resultado é até bastante satisfatório. Não que seja uma das melhores peças da temporada (muito ao contrário, é uma das piores), mas ainda assim ele consegue apresentar à audiência os novos elementos do seriado, todos empacotados em uma história que até tinha potencial, mas acabou ficando muito frouxa para ser interessante.

Entre as novidades, temos a nova médica da Enterprise, Katherine Pulaski. Com uma personalidade muito mais forte do que a antiga doutora, Beverly Crusher, “Kate” é daquelas que você ama ou odeia, logo de cara. Parece muito com um velho e conhecido médico de uma certa Enterprise. Ela chega à nave como um contraponto para Data, relembrando muito a relação entre McCoy e Spock nos tempos da Série Clássica. E, apesar do plágio, a tentativa é em geral bem-sucedida.

Geordi La Forge ganhou mais importância nesta temporada, ao assumir como o engenheiro-chefe da Enterprise. Já não era sem tempo: a situação da engenharia na temporada anterior estava vergonhosa. A cada episódio havia um novo “engenheiro-chefe” tomando conta de lá. Com La Forge, finalmente as coisas se estabilizam, dando inclusive novo fôlego ao personagem.

Finalmente, a audiência também ganhou um novo cenário, o bar panorâmico da Enterprise, conhecido como Ten-Forward (por estar no Deck 10, na porção frontal da seção disco). Com ele, uma nova personagem: a bartender Guinan, interpretada por Whoopi Goldberg. Esbanjando talento, a atriz já traz novo brilho para a série. A sabedoria de sua personagem já se faz notar em um diálogo com Wesley Crusher. As tiradas sensacionais de Guinan iriam se aperfeiçoar ao longo dos episódios, passando a ser um dos pontos altos de muitos deles. Em “The Child”, sua aparição se resume a uma apresentação rápida de seu estilo, mas sem a afinação que ela ganharia com o passar do tempo.

Todos esses novos elementos, junto com a decisão de Wesley de ficar a bordo, puderam ser apresentados com destaque no episódio, o que é sintomático de uma coisa: a história principal não exigia muito tempo para ser contada. De fato, o que se viu foi uma apresentação da nova temporada que por coincidência conta uma historinha enfocada em Deanna Troi.

Embora ainda falte muito para que a tripulação atinja o grau de interação e caracterização que viria nos anos seguintes, já se vê aqui uma fluidez maior entre os personagens –efeito provavelmente do reaproveitamento que foi feito do roteiro, originalmente escrito para Kirk, McCoy e cia. a bordo da Enterprise clássica para a série “Jornada nas Estrelas – Fase II”, cancelada pouco antes do início das filmagens.

No início da segunda temporada da Nova Geração, uma greve de roteiristas assolava Hollywood. Por isso, os produtores foram obrigados a reciclar antigos roteiros da “Fase II” e convertê-los em episódios da nova série. “The Child” foi o primeiro deles, e vê-se claramente que o tratamento especial dado aos personagens é fruto da boa caracterização da turma da série original. O conflito entre Data e Pulaski, por exemplo, deve ter saído quase que literalmente de um debate entre McCoy e Xon, o primeiro oficial Vulcano da “Fase II” (Spock não estava a bordo). Assim também é o paralelo entre Ilia e Decker (em “Fase II”) e Riker e Troi (na Nova Geração), facilitando a adaptação do roteiro.

Do ponto de vista do conteúdo, o episódio é bastante direto. Não há muito a refletir sobre ele, ou sobre as intenções do alienígena ou o comportamento da tripulação diante dele. Uma passagem interessante, entretanto, discute a filosofia do século 24 nas entrelinhas. Durante a reunião, Picard e seus oficiais discutem a possibilidade de um aborto. Troi intervém e diz que vai ter a criança de qualquer jeito. O capitão dá a discussão por encerrada.

Se ficarmos na superfície, tendemos a crer que a série está fazendo uma sutil campanha contra o aborto. Entretanto, uma análise mais profunda mostra justamente o contrário. Os oficiais seniores da Enterprise não acharam nem um pouco polêmica ou controversa a possibilidade de um aborto, mostrando que a mente dos humanos está muito mais aberta a esse tipo de prática no século 24 do que atualmente. Pode não ser uma visão muito romântica, mas reflete muito o atual caminho sendo trilhado pela ciência, que a cada dia empurra mais as barreiras éticas, conquistando o direito de realizar experimentos com embriões humanos e facilitando a prática do aborto. Se isso levará a um “Admirável Mundo Novo”, nos moldes de Aldous Huxley, é uma outra discussão. O fato importante agora é que, naquele trecho de “The Child”Jornada nas Estrelas refletiu uma tendência que se faria ainda mais forte nos anos que se seguiriam.

Em termos visuais, temos algumas tomadas arrojadas e interessantes, fruto de uma direção inovadora de Rob Bowman. Ele usa ângulos diferentes para filmar a ação na ponte, assim como uma tomada interessante que mostra o ponto de vista da criatura de luz vagando pelos corredores da Enterprise. Belas cenas, sem sombra de dúvida.

Mesmo com todas essas qualidades, técnicas e criativas, nada é capaz de esconder a fraca história e o enredo arrastado do episódio. Uma abertura de temporada até eficiente, mas nem um pouco inspiradora.

Avaliação

Citações

“Counselor Deanna Troi is pregnant. She… she is going to have a baby.”
“A baby? …This is a surprise.”
“More so for me.”
(A conselheira Deanna Troi está grávida. Ela… ela vai ter um bebê.)
(Um bebê? …Isso é uma surpresa.)
(Mais ainda para mim.)
Picard, Riker e Troi

“I don’t mean to be indelicate, but who’s the father?”
(Não quero ser indelicado, mas quem é o pai?)
Riker

“Da-ta, look at this.”
“‘Deita’.”
“What?”
“My name, it is pronounced ‘Deita’.”
“Oh?”
“You called me Da-ta.”
“What’s the difference?”
“One is my name, the other is not.”
(Deita, olhe isso.)
(Data.)
(O quê?)
(Meu nome, pronuncia-se ‘Data’.)
(Oh?)
(Você me chamou de Deita.)
(Qual a diferença?)
(Um é o meu nome, o outro não.)
Pulaski e Data

Trivia

  • Estreia de Whoopi Goldberg como Guinan. Whoopi participaria de 24 episódios até o final da série, e ainda seria vista no filme para cinema “Jornada nas Estrelas – Generations”. O verdadeiro nome de Whoopi é Caryn Elaine Johnson. Nascida em Nova York em 13/11/1955, Whoopi sempre foi fã da Série Clássica, mais notadamente da personagem de Nichelle Nichols, Uhura.
  • Estreia de Diana Muldaur como a nova oficial médica da Enterprise, dra. Kate Pulaski. Diana participou apenas desta temporada da série. Gates McFadden voltou como a dra. Beverly Crusher na temporada seguinte. Diana Muldaur nasceu em Nova York, em 19/08/1938 e já havia participado de dois episódios da Série Clássica“Return to Tomorrow”, como a Dr. Anne Mulhall, e “Is There in Truth No Beauty?”, como a dra. Miranda Jones. Curiosamente, Muldaur nunca foi creditada como uma atriz regular em A Nova Geração, embora de fato o fosse. Por opção da atriz, foi usado o crédito de “convidada especial”.
  • A partir deste episódio, Geordi La Forge é promovido a engenheiro-chefe da Enterprise.
  • Durante a greve dos roteiristas de Hollywood, que durou seis meses em 1988 (desde a primavera até o verão americano), “The Child” foi escolhido entre muitos roteiros não utilizados para a série de Jornada da década de 70 que nunca aconteceu, “Jornada nas Estrelas – Fase II”. O roteiro, que originalmente mostrava Ilia (“Jornada nas Estrelas – O Filme”) grávida, foi reescrito para se encaixar na Nova Geração.
  • O diretor deste episódio, Rob Bowman, teve permissão dos produtores para filmar a abertura do episódio de uma maneira diferente, utilizando câmeras e equipamentos extras.
  • O episódio dá a entender que o nome do pai de Deanna Troi é Ian. No episódio da sétima temporada, “Dark Page”, é confirmado que o nome do pai de Troi e ex-marido de Lwaxana era Ian Andrew.
  • No episódio é citada a estrela Epsilon Indi. Essa estrela também foi citada na Série Clássica, no episódio “And the Children Shall Lead”.

Ficha Técnica

Escrito por  Jaron Summers & Jon Povill (roteiro original para “Fase II”) e Maurice Hurley
Dirigido por Robert Bowman

Exibido em 21 de novembro de 1988

Título em português: “A Criança

Elenco

Patrick Stewart como Jean-Luc Picard
Jonathan Frakes como William Thomas Riker
Brent Spiner como Data
LeVar Burton como Geordi La Forge
Michael Dorn como Worf
Marina Sirtis como Deanna Troi
Wil Wheaton como Wesley Crusher

Elenco convidado

Diana Muldaur como Katherine “Kate” Pulaski
Whoopi Goldberg como Guinan
Seymour Cassel como tenente-comandante Hester Dealt
R.J. Williams como Ian Andrew Troi
Colm Meaney como Miles Edward O’Brien
Dawn Arnemann como sra. Gladstone
Zachary Benjamin como o jovem Ian
Dore Keller como alferes da engenharia

Enquete

Edição de Maria Lucia Rácz
Revisão de Susana Alexandria

Episódio anterior | Próximo episódio

Be the first to comment on "TNG 2×01: The Child"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*