D. C. Fontana escreve para quadrinhos de Jornada

d-c-fontana.jpgA escritora D. C. Fontana (Dorothy Catherine Fontana), sempre demonstrou sua paixão pela série original de Jornada, na qual escreveu vários episódios. Agora, ela continua a contar sobre o universo da franquia, através das histórias em quadrinhos (comic books) pela IDW. Em entrevista ao site IGN, Fontana  falou um pouco desse seu primeiro trabalho, Star Trek: Year Four: The Enterprise Experiment.

A coleção Star Trek Year Four, lançado pela editora IDW Publishing, mostra prosseguimento da missão de cinco anos da nave Enterprise (Série Clássica), numa imaginária quarta temporada. Em parceria com Derek Chester, Fontana criou a história para o quarto exemplar dessa coleção, intitulado The Enterprise Experiment.

Fontana disse que escrever para quadrinhos significa ter mais liberdade de expressão, “Qualquer coisa pode ser desenhada”, comentou a escritora, “Desse modo qualquer tipo de situação, ou alienígena, ou criatura pode ser colocado na página, onde não poderíamos ter feito com a tecnologia disponível na época”.

A possibilidade de incluir personagens exóticos, para Fontana, não a afasta da principal característica da franquia, “Eu creio que sempre guiamos nossas histórias para o elemento humano. Estamos contando essas histórias para as pessoas se divertirem. Gene Roddenberry costumava dizer que se você não escrever para as pessoas para quem vai escrever então?! Desse modo, mantivemos sempre isso em mente, mas o fato é que na Série Animada e nos quadrinhos você pode ir por debaixo d´água num mundo submerso e ter todo o tipo de criaturas. Na Série Animada nós tivemos o personagem felino Kzinti, criado por Larry Niven. Existe esse tipo de coisa que podemos facilmente desenhar, mas que não era fácil na época (da série original)”.

Fontana falou sobre o trabalho em conjunto com o designer Gordon Purcell que procurou interpretar suas palavras em desenhos, “Não costumo falar de artistas, mas ficamos muito felizes com o seu trabalho. Fizemos alguns poucos comentários que foram mais técnicos, como o disparo de phaser que deveria ser azul da Enterprise, a mudança de cores feita de forma a concordar com o estabelecido na série ou Kirk que deveria estar vestindo uma roupa espacial porque a porta do compartimento de carga estava aberta. Coisas desse tipo. Foram mudanças que puderam ser feitas antes da impressão final. Mas ficamos incrivelmente gratos pela qualidade da arte”.

Falando do elemento humano, a escritora disse que seu personagem favorito é aquele meio vulcano, “É claro que sempre gostei de Spock”, admitiu Fontana, “Mas eu amo igualmente McCoy e Kirk. Porque o triunvirato, como dizia Shatner – Nós três fazemos um ator completo – ou seja: cerebral, emocional e físico, expressado pelos personagens”.

Sobre continuar a escrever para a IDW, “No momento não, simplesmente porque meu parceiro, Derek Chester, e eu estamos muito ocupados promovendo nosso novo livro de Jornada. Isso nos impediria de fazer alguma coisa em quadrinhos agora. Mas gostaria de pensar sobre isso no futuro”.

Fonte: TrekWeb e TrekToday

21 Comments on "D. C. Fontana escreve para quadrinhos de Jornada"

  1. Esses quadrinhos da IDW não aparecerem por aqui não? Porque eu, pelo menos, nunca vi…

  2. Eu também gostaria de ver esses comics.

    Infelizmente o atual mercado editorial brasileiro não se interessa por publicações que se relacionem com a marca STAR TREK.

    A cara Dorothy ajudou a formar o que somos hoje em termos de fã.

    Entre tantos que se empenharam em dar vida a STAR TREK-TOS em uma época de parcos recursos, considero-a também como membro oficial da tripulação da nossa estimada U.S.S. ENTERPRISE.

    Por essas e outras, devemos receber com carinho e respeito o novo filme de 2009:
    STAR TREK – The Classic Generation.

  3. Uma coisa que tenho curiosidade é de saber como será a visão de Abrams com relação ao século 24 de Jornada, já que parece que o filme vai começar nessa época. A visão com relação ao vestuário, cenários, personagens, naves. Será que teremos um reboot dessa época?

  4. Não sei, mas acho que o Abrams deve abordar o sec 24 de forma muito breve no filme, acredito que só os romulanos nada de naves federadas ou nomes. O foco principal é recontar os primeiros dias da tripulação de Kirk e cia, quanto aos quadrinhos a fontana é realmente ótima escritora só acho que pode ser uma pequena mancha no curriculo dela a primeira temporada da nova geração, mas nada assim tão grave, sorte pra ela na empreitada.

  5. Como eu não sei ler inglês, eu pergunto aquí pra galera que sabe:

    Esse aquí é o novo design da Enterprise do décimo primeiro filme…?

    http://trekmovie.com/wp-content/uploads/kroenerprise1.jpg

    http://www.plurkpix.com/pix/2h5.jpg

  6. Luís Henrique Campos Braune | 22 de agosto de 2008 at 2:38 pm |

    Gente, desculpem, mas o assunto é a nossa amada DCFontana. Por onde esta senhora passa, deveria haver um tapete vermelho…

  7. Valeu, Alberto… São realmente boas notícias. Vamos ver se desta vez teremos algo mais regular, do jeito que Jornada merece.

  8. Pra mim, D.C. Fontana e Gene Coon são os “caras” de Jornada. Tanto é que o afastamento dos dois produziu o terceiro ano da clássica. Rodemberry só criou os conceitos gerais, e não tinha fama de ser um grande escritor de episódio não (foi um reciclador de roteiros “ad nauseum”). Desculpe a sinceridade!

  9. Uma coisa que me põe com um pé atrás em relação às HQs de Star Trek, é que a qualidade das capas nem sempre fizeram companhia com o conteúdo.

    Os desenhos eram mal feitos e os personagens faziam coisas muito mirabolantes.

    E era notório que os autores gráficos dessas edições EVITAVAM desenhar a(s) Enterprise(s)

    Se a qualidade for tosca, na boa, estarei fora!

  10. Concordo. Os episódios do Gene nunca estiveram entre os meus favoritos. É o pai da criança, mas a criança andou sozinha e ganhou o mundo com a colaboração de muita gente boa, melhores do que o Gene em outros aspectos, tais como escrever roteiros.
    Fontana rules!
    E com certeza vou comprar o gibi!

  11. Flávio Fernandes | 22 de agosto de 2008 at 5:49 pm |

    Esta sim é Jornada nas Estrelas. Acho incrivel tendo esta mulher, fazerem um filme e não envolve-la. Por melhor que seja o Orci, ela deveria estar envolvida pois esta conhece mesmo Jornada, participou dos principais episódios, participou da Série animada e etc…

    JJ, desta você esqueceu, meu rapaz.

  12. Sobre o post 5: Seria tão bom se o TB noticia-se todos os gibis e livros de Jornada no Brasil, na medida em que fossem lançados no mercado, já que esse é um fenômeno tão raro, pra a gente poder acompanhar direitinho. Eu às vezes perco alguma novidade de lançamento, de tão envolvido com o trabalho. Só lembro mesmo quando vejo a notícia postada aqui no tempo certo. Aliás, essas editoras brasileiras poderiam mandar e-mails ao TB informando tudo, né? Dizendo que já saiu isso, já saiu aquilo. Este site é a maior referência que há sobre o assunto, e certamente possui a maior comunidade de fãs.

  13. Ralph Pinheiro | 22 de agosto de 2008 at 8:49 pm |

    Agradecemos os elogios, Mário.
    Sua sugestão foi anotada.
    Vamos ver o que pode ser feito.

  14. Por acaso, as HQs de Jornada pela Devir vão estar à venda em bancas de jornal ou somente em livrarias especializadas?

  15. Eu acho que além dos atores de Jornada, e do próprio seriado, famosos mundialmente eu acho que deveria haver uma deferência especial a alguns roteiristas, que criaram personagens antológicos e histórias memoráveis, que ficaram e vão ficar para sempre em nossas lembranças.

    D.C. Fontana é um desses roteiristas, deveria ser criado em Holywood uma espécie de prêmio especial para essa pessoa ou pessoas que com ela fizeram de Jornada, parte da cultura de um povo. Se fala muito de Gene, dos atores de naves, Mas D.C. Fontana tem que ser homenageada sempre, afinal faz parte do que Jornada se tornou hoje mundialmente.
    Foi e sempre será uma referência para todos.

  16. E o fato dela escrever quadrinhos sobre Jornada, demonstra o carinho que esta mulher tem para com a franquia, é um envolvimento de 40 anos, não é mole não.

    Salve D.C Fontana!

  17. Pena editoras como Panini ou Abril não lançarem esses quadrinhos no Brasil, creio que eles teriam boas vendas.

  18. Marcio Guimaraens | 24 de agosto de 2008 at 9:47 pm |

    Uma vez que teremos de engolir uma enterprise montada no chão, esperemos que o seculo 24 seja respeitado. Eh isso ai Ralph, to contigo na torcida pelo Seculo 24, acho que talvez no filme 13 a gente volte a ter Jornada Maneira.

    Não sei se vai rolar no 12 porque ja tão falando de continuar a Enterprise decolando do Solo no 11 e deve voltar para reparos no 12.

    Galera da TNG+DS9 vamos gritar que alguem vai escutar. JORNADA TEM DE CONTINUAR, esse negocio de VOLTAR não cola.

  19. Hum lembrei agora, o até elogiado STARTREK BRIDGE COMMANDER teve acessoria dela, me lembrei do trailer onde se falava claro o nome dela DC Fontana. Quanto aos quadrinhos aleluia! até que enfim uma editora toma vergonha na cara e lança o material, será o efeito JJ Abrams?

  20. Marcio Guimaraens | 25 de agosto de 2008 at 11:36 pm |

    Nunca Joguei este Bridge comander, pois ainda acho STAR TREK ARMADA imbativel, mas vou verificar este

Leave a comment

Your email address will not be published.


*