Novas reflexões de Shatner sobre Kirk

shatner-kirk-1.jpgO ator William Shatner, que já disse não gostar de assistir o seu próprio trabalho, fez algumas reflexões ao site South Africa’s The Times a respeito do seu personagem mais famoso, James T. Kirk, da série original de Jornada nas Estrelas. Ele falou de seu início de carreira e como vê agora o jovem capitão da Enterprise.

“Eu nunca tive muita expectativa”, disse Shatner sobre ser famoso em sua carreira, “Eu atribuo isso a sorte. Creio que a perseguição do sucesso é conseqüência do ambiente. Eu tive pais maravilhosos que me encorajaram, me apoiaram e me ensinaram o valor do dinheiro e do trabalho duro”.

Quando ele observa, agora, o seu personagem, na série original, diz não o reconhecer, “Ele é um estranho completo. Não só fisicamente estranho, mas emocionalmente e eu não sei onde estava naquele momento. Também há uma certa quantidade de repulsa envolvida. Como eu puderia ter olhado aquele jovem? O que aconteceu? Eu devo ter levado mais vitaminas. É totalmente ficção científica”.

Essa declaração é aparentemente contraditória com uma entrevista concedida por ele ao Denver Post e publicado pelo TB, quando diz que seu personagem foi “um bom herói, que tomou decisões, foi rigoroso, apaixonado, instigador…”. A última performance de Shatner como Kirk foi em um comercial da DirectTV em 2006. Além disso, ele tem aparecido constantemente lamentando a sua não participação no filme de J. J. Abrams.

Veja o comercial de Shatner no papel de Kirk.

Fonte: TrekMovie e TrekWeb

72 Comments on "Novas reflexões de Shatner sobre Kirk"

  1. Flávio Fernandes | 20 de agosto de 2008 at 11:05 am |

    Acho esta declaração no mínimo desnecessária, não??

    Não vejo vergonha nenhum em um profissional aceitar que se ápice já passou. A vontade de provar que “ainda posso fazer isto” é bobagem.

    Meu grande herói precisa ser mais cuidadoso com suas palavras. Ele está acima deste baboseira toda.

    Abraços.

  2. Mas ele demostra um certo bom gosto qdo diz que não gosta de assistir seu próprio trabalho…

  3. Entendi o que o Shatner quis dizer. Ele não está negando a importância do Kirk em sua vida, e nem está dizendo que desconhece o personagem. Ele quer dizer que acha estranho olhar para ele na série clássica, pois faz muito tempo, e ele estava completamente diferente naquele época. Quem nunca viu uma antiga foto de familia, onde estávamos com uma roupa ou um penteado estranho e pensa: “que isso, onde eu estava com a cabeça?” Quem nunca teve um senso de estranheza ao ver uma foto onde estamos mais gordos, mais magros, mas feios ou mais belo??

  4. Essa declaração do Shatner….está no mínimo me parecendo dor de cotovelo, falta de humildade e principalmente uma grande dificuldade em aceitar que “cavalgar pelos cosmos é coisa para os jovens” como bem disse ele em A ira de Khan!!!!

  5. Flávio Fernandes | 20 de agosto de 2008 at 2:07 pm |

    Complementando:

    O papel de Kirk para Shatner – apesar de eu achar que Jornada é Kirk e Kirk é Shatner – foi um grande “presente” para ele. Ele não se reconhecer com 34 anos agora que tem 74 é bobagem, pois, não é vergonha para ninguém ficar velho.
    Eu acho que ele deve tratar este “presente” até com nostalgia, apreço e providência. Deve admitir que aquele Kirk foi seu melhor trabalho – ou mais – o trabalho de uma vida. Pode não ter sido repetido, mas aconteceu, e os méritos foram dele não importa com qual idade ele estava quando o interpretou.

    Shatner, não faz estes comentários, por favor.

  6. O Tio Bill já virou Vovô Bill, ficou gagá e está falando besteiras. Por sorte nada do que ele disser prejudicará o que Kirk significa no universo de Jornada. Mas nestas horas não custa lembrar daquele velho ditado vulcano: “Em boca fechada não entra mosca romulana”.

  7. Por essa eu já esperava…mas continuo achando ele o kra ideal para o papel do Kirk.

  8. Eu gosto dos trabalhos dele. Mas a época dele já passou, poderia ter continuado se não tivesse se prostituido naquele papel no Generations…

  9. Pessoal, acho que vocês estão sendo um pouco radicais. Isso só demonstra o quanto o Tio Bill é “humano” como nós. Ele não está renegando o seu passado. Só disse que se sente estranho ao observá-lo jovem. Quem já não passou por isso?

  10. É isso aí, as vezes olho para uma foto antiga minha e me acho estranho, o que dizer de um ator com 74 anos vendo um seriado em que ele tinha 34?

    O rosto, o corpo os maneirismos, enfim uma outra pessoa, é meio complicado afinal como disse o Tomalak o cara é humano. O trabalho dele em Jornada até hoje é admirado por todos nós fâns e isto é o que interessa, a opinião dele em relação a sua pessoa na época, é um assunto pessoal dele e cada um tem que respeitar, e quanto ao Kirk nosso herói estelar me lembrarei sempre com nostalgia.

  11. De fato… é até capaz de deixar a pessoa deprimida se ela tiver muitos arrependimentos, o que eu acho que não é o caso do Shatner…

    As vezes eu sinto a sombra dessa sensação quando vejo as fotos da minha adolescência… Mas aí eu vejo, ainda bem que tudo isso já passou…

  12. Eu entendo todo esse sentimento, afinal eu tb tenho RG baixo, mas sinto que ele está um pouco indignado e, como costuma ser mesmo polêmico, para falar por baixo, tentando menosprezar a situação.
    Uma coisa eu tenho certeza, como o Pine é melhor ator, a tendência é de que realmente trabalhe bem. Não espero outro Kirk, pois como já comentamos, este personagem faz parte do próprio Shatner, mas tudo vai depender de roteiro e direção.

  13. Luís Henrique Campos Braune | 21 de agosto de 2008 at 10:43 am |

    Fecho com o post 3…

  14. Luís Henrique Campos Braune | 21 de agosto de 2008 at 10:44 am |

    Fecho com o post 9…

  15. Luís Henrique Campos Braune | 21 de agosto de 2008 at 10:46 am |

    E fecho tb com o 10, 11 e 12…

  16. Shatner fala dele mesmo nesta matéria.

    Não está criticando o “Capitão Kirk”.
    Está se vendo e se achando muito diferente e talvez até meio patético em comparação com o Shatner de hoje.

    Hoje, vendo minhas fotos de quando era mais jovem, me pergunto:
    Como pude viver com uma aparência tão desleixada?

    Com certeza, ao revisar sua participação na série clássica, se fosse hoje, atuaria de modo diferente no papel de Kirk.

    Ahhhh, se pudéssemos voltar ao passado…

  17. Não sei vocês, mas apesar de adorar o Kirk da TOS, eu acho que a interpretação dele melhorou muito aos longo dos anos. O Kirk dos filmes é um personagem muito mais consistente (olhem a Ira de Khan por exemplo, cenas do ST III e ST VI). Sem contar que o cara é o interprete de Danny Crane. Recomendo a todos assistirei Boston Legal, ele está hilário. Não é atoa que ele ganhou dois Emmy pela sua interpretação.

  18. “Kirk é Shatner. Shatner é Kirk”

    Já ouvimos muitos falarem assim, mas se me permitem fazer uma observação, ou melhor, levantar um questionamento:

    Já pararam pra pensar que se todas as expectativas sobre este filme se concretizarem e, dentre outras coisas, tivermos a oportunidade de ver uma nova tripulação sob o comando de Kirk em uma série (seja de filmes ou de tv) conquistando novos fãs (e talvez alguns antigos, quem sabe), pra muita gente este será a nova definição de Capitão Kirk?

    Os fãs antigos (especialmente aqueles que preconizam que “Jornada é TOS, e TOS é Kirk”) provavelmente jamais aceitarão Kirk em uma nova matriz, mas os novos provavelmente verão Shatner somente como “o cara que fazia o Kirk antigamente”.

    E posso dar um exemplo por mim mesmo: eu não acompanhei a série “Perdidos no Espaço” e dos poucos episódios que assisti achei o seriado meio “família” demais pro meu gosto pessoal. Não criei vínculo com seus intérpretes, de modo que quando fizeram um filme na década de 90, por mais detestado que tenha sido por muitos fãs da série original, eu adorei e estabeleci meu padrão de Família Robinson por ali (achei o Gary Oldman no papel do Dr Smith infinitamente superior ao Jonathan Harris a quem vejo como o “cara que interpretava ele antigamente”). Lamnento muito a nova série não ter ido adiante mas, como diz um colega nosso daqui, “c’est la vie”.

    Eu não sou fã do Shatner, nem do Kirk especificamente. Sou fã de Jornada nas Estrelas como um todo. Vou sempre lembrar com carinho do Kirk-Shatner ou do Spock-Nimoy, mas vou estar mais do que pronto a abraçar um Kirk-Pine ou um Spock-Quinto, se eles fizerem bonito.

    Então acho que há algo a se refletir sobre isso tudo. A diferença de opiniões sempre existirá, sempre vai haver aqueles que adoraram e aqueles que odiaram, os que preferem esse ou os que preferem aquele. O importante mesmo é que respeitemos o ponto-de-vista de cada um.

  19. ESTA É NOVIDADE PARA MIM, SHATNER GANHOU DOIS EMMY´S? NÃO ACREDITO….

  20. Uma coisa que aprecio no Shatner é a capacidade dele de fazer paródia de si mesmo. A abertura daquela homengem ao George Lucas em que ele age como se tivesse se enganado para abrir uma cerimônia de Star Trek e de repente percebe que é sobre Star Wars é impagável. Gosto dele inclusive nas comédias besteirol como “Máquina Quase Mortífera” e “Apertem os Cintos, o Piloto Sumiu 2” (nesse último, mais auto-paródia seria impossível).
    Nunca achei ele uma máquina de atuar, mas concordo com o Tomalak quando diz que ele melhorou muito como ator ao longo dos anos. Em Boston Legal ele realmente está fazendo bonito e o prêmio foi bem merecido.

  21. Voçê Lucian, está preparado para aceitar esta nova definição do Cap. Kirk? Independente da atuação do ator que irá Interpretá-lo?

    Porque se ele respeitar as características do personagem, e tiver uma atuação convincente, evidentemente não imitando o Shatner, eu acho que o kirk do Pine não será nem melhor nem pior, será apenas diferente.

  22. Concordo com o Tomalak…

  23. Incrível mas vocês têm razão, ele ganhou 2 Emmy´s e um Globo de Ouro. Eu assisti alguns episódios do BOSTON LEGAL e não tinha achado nada demais. Enfim, ele não é tão ruim quanto eu achava, afinal os prêmios são fatos insofismáveis…

  24. Meus heróis morreram de overdose…
    Ainda bem que sempre considerei ST como entretenimento.

  25. Já a maioria dos meus heróis estão vivos 😀

    Com exceção do De Forrest Kelley e do James Dooham, que infelizmente faleceram. Saudades. Gostaria de saber o que eles teriam a dizer sobre o nome filme.

  26. Eu sei que não tem nada a ver com o tópico… mas estou a tempo para comentar…

    Eu sei que o velho Gene era casado com a Majel Barret e tal… Mas eu li em algum lugar (não sei onde) que ele deu uns pegas na Nichelle Nicholls. Essa notícia procede?

  27. Na verdade o Shatner eh um ator mediano, temos outros atores muitissimos melhores que ele.. por exemplo o Sean Connery( que na minha humilede opiniao eh um atorzaço)

    mas o shatner teve um sorte danada interpretando o Kirk. Ele literalmente encarnou o personagem .. por isso que dizem que o Kirk eh o Shatner e vice e versa..

    da mesma forma que o patrick stewart eh o picard.. vc ja imaginaram outro ator no papel do picard..
    mas olhem a atuaçao do stewart como o prof xavier.. foi tão boa qto a do picard..
    mas olhem a atuação do shatner no filme que a sandra bulock faz.. nao ficou legal ..

  28. O Shatner pode ser limitado, não ser muito versátil (sempre o esteriótipo de mocinho), mas é um cara carismático e iluminado.

    Se olharem o retrospecto de sua carreira, ele foi mais bem sucedido de todos da clássica (quiça das outras gerações?). Estrelou outra série de sucesso (TJ. Hooker) e apareceu em vários filmes “mainstream”, como esse ai do Miss Simpatia. Hoje está em Boston Legal (série de sucesso) e ganhou 2 Emmy´s (quer maior consagração que essa como ator de TV?)

    Nimoy é mto mais ator, mas suas participações foram bem limitadas. Só consigo me lembrar que ele dirigiu “Três Solteirões e Um Bebê”. E Só.

    A carreira de Nicholls foi lamentável. Infelizmente seu personagem foi pouco trabalhado. No restante de sua carreira, parecia estar mais preocupada em cantar que atuar (gravou discos).

    Outros que praticamente não tiveram carreira foi De Forrest Kelley, James Dooham e George Takey. Lamentável quanto a Forrest e Dooham, pois são ótimos atores. O Takey eu sempre achei o mais fraco.

    E o Checov? O Checov eu reservo um capítulo a parte. Não gostava dele muito como ator, até vê-lo em Babylon 5. Recomendo todos que o acham limitado ver a série, calou minha boca. Seu personagem, Bester (um vilão telepata) é a melhor interpretação que já vi Koenig apresentar (e é um dos meus personagens favoritos na série!)

  29. Marcio Guimaraens | 22 de agosto de 2008 at 7:47 am |

    Fala serio, o Shatner é Kirk e o Kirk é TOS e TOS é Jornada nas estrelas? Pelo amor dos meus filhinhos ! Sou fã de jornada mas isso é o fim da picada. Vamos gostar cada um do seu personagem ou serie favorita, mas isto já é demais. Picard é muito melhor como personagem e ator ( falando em interpretação ja que ele se arrependeu de ter feito o papel ) e quanto a Deep Space Nine ? Isto sim foi serie, pena ter tido um final fraco, pelo menos não foi pior que o final de Enterprise.

    Se não gostaram do meu comentario, desculpe, mas eu li o comentario de voces então, estamos kits. Abraços

  30. Shatner e Kirk é como Pele e Edson Arantes, Dois genios no papel de cada um ,porem quando abrem a boca rsrsrsrs

  31. Tomalak
    Respondendo a sua pergunta sobre o Roddenberry, infelizmente o Grande Pássaro das Galaxias nao era muito fiel as suas esposas. Ele era casado e era amante tanto da Nichols como da Srta Barret. Se havia outras eu nao sei, mas mesmo cassado com a Majel ele teve outras aventuras. Segundo as memorias do Shatner, ele chegou até a brincar com o Shatner qdo este esteve em seu escritório e encontrou a Nichelle com roupas de baixo. Na verdade ele nao estava mais tendo caso com ela, mas quis deixar o Bill constrangido com a situaçao.
    gostaria de enfatizar que eu gosto muito mesmo do Kirk e acho O Shatner a propria cara do papel. Acho-o um ator fraco mas gosto muito dele como Kirk.
    Quanto as direçoes do Nimoy, assisti a pelo menos 3 filmes diregidos por ele, todos produzidos para a TV.

  32. correçao:dirigidos

  33. Então, Fábio, o que quis dizer é que eu não preciso estar preparado para aceitar ou não uma nova definição do Capitão Kirk, por que posso conviver com as duas numa boa (desde que o Pine faça bonito). Pode acontecer de eu gostar mais de um que de outro (e não tem que ser necessariamente da versão do Shatner, só porque sou fã de longa data da série original), mas mesmo que uma nova série surja daí, vou continuar tendo o maior prazer em revisitar a versão dos anos 60.

    Quanto à sua colocação, Márcio Guimaraens, foi como eu disse: “Gosto é que nem umbigo, cada um tem um”. Para mim, uma das séries mais legais foi “Enterprise”, mesmo que seja uma das mais atacadas. Mas acho que todas as suas encarnações tiveram seu valor. Reitero, amo Jornada como um todo.

  34. Não chego ao ponto de dizer que Kirk seja a essência, o símbolo maior de Jornada nas Estrelas. Mas independentemente de preferências pessoais é inegável que a TOS é sim a legítima Jornada nas Estrelas. Tanto que tudo que veio depois (filmes e séries) é derivado, ostentando a expressão “Based on STAR TREK created by Gene Roddenberry”. Em nível mundial, quando se fala em Jornada, é a figura de Kirk e tripulação que o pessoal lembra. Essa preferência pela TNG e DS9 é só nos EUA. Não é por outra razão que a Paramount voltará à TOS no próximo filme, a perspectiva de aumentar a bilheteria mundial com um filme da TOS é bem maior do que com um filme da TNG – exceto pela boa bilheteria de First Contact, o resto dos filmes de Picard vai do medíocre ao fracasso total – de crítica e bilheteria (merecidamente, diga-se de passagem).

  35. Concordo com o Soto, cada um tem um gosto e, contanto que seja salutar ou não prejudicial, não tenho nada contra isso. Aliás, é ótimo, pois sempre abre possibilidades de discussão e troca de informações. Posso estar sendo até injusto, pois não assisti a muitos filmes da DS9, mas de todas as séries acho a mais fraca e quanto ao ENTERPRISE, fiz uma análise episódio por episódio e descobri que muito poucos não são bons, ele mantém uma média excepcional, segundo meus padrões e gosto, claro. Uma opinião final minha, somente quando assistir a todos os episódios.

  36. Gosto do Shatner, faz bem o que faz, ou seja, o tipo canastrão e falastrão. Shatner e Kirk foi uma das mais felizes escalações de atores de todos os tempos. Tem atores que são excelentes por serem versáteis, outros representam bem um tipo de papel, mas nem por isso merecem menos o meu respeito. Agora, o que ele fala ou deixa de falar… Prefiro todas as gafes e farofadas do Shatner do que a crise do Patrick Stewart, que age como se ter atuado em Jornada demerecesse a sua carreira.
    Quanto aos filmes do Nimoy como ator, assistam à versão de 1978 do filme Invasores de Corpos. Ele faz um psiquiatra aliado dos ets vegetais. O mocinho é o Donald Sutherland, pai do famoso Jack Bauer.

  37. Luís Henrique Campos Braune | 22 de agosto de 2008 at 2:25 pm |

    É meus amigos…. se o Shatner/Kirk não tivesse alguma importância neste universo de ST/TOS, não estaria rendendo 36 posts… falando bem ou mal.

    É sempre assim quando o assunto é ele…

    Sinceramente? Algum amigo postou sobre a morte de De Forrest Kelley e do James Dooham e, por coincidência, esta semana pensei: caramba! já pensou se anuniam a morte de algum dos veteranos, como Shatner ou Nimoy!

    Acho que quando este dia chegar, deveremos ao menos colocar nossas opiniões de lado e lembrar o que, como profissionais, estes caras fizeram por esta série que tanto amamos…

  38. Luís Henrique Campos Braune | 22 de agosto de 2008 at 2:30 pm |

    “Gosto do Shatner, faz bem o que faz, ou seja, o tipo canastrão e falastrão. Shatner e Kirk foi uma das mais felizes escalações de atores de todos os tempos. Tem atores que são excelentes por serem versáteis, outros representam bem um tipo de papel, mas nem por isso merecem menos o meu respeito. Agora, o que ele fala ou deixa de falar… Prefiro todas as gafes e farofadas do Shatner do que a crise do Patrick Stewart, que age como se ter atuado em Jornada demerecesse a sua carreira.”

    Caraca! isto aí matou a pau!

    Respeito muito o Patrick, p… ator, mas ele não aceitar o papel que fez, ficar querendo negar tudo é uma coisa triste. Dizem que Shatner é mercenário, mas vendo por outro ângulo, Patrick deve ser mais, pois trabalhou sete anos e alguns filmes, sem estar convicto do que fazia? Então, só pode ser por dinheiro…

    Shatner, ao menos, nunca negou ST, seja lá quais foram seus interesses… mas nunca negou…

  39. Saldan, é inegável que TOS é a mais forte referência mundial em termos de Jornada nas Estrelas, principalmente por ser onde tudo começou, concordo com isso.

    Mas daí dizer que é a “legítima” Jornada nas Estrelas, deve se tomar cuidado com o sentido em que se emprega tal palavra para não desmerecer as demais séries (elas não são legítimas então?).

    Em termos de informação e conteúdo do que é hoje o Universo Star Trek, as demais séries, até mesmo isoladamente, acrescentaram significativamente mais que a série clássica, então acho que, pelo menos, a legitimidade a elas é garantida.

    Adoro a série clássica, mas se existisse SOMENTE a série clássica, eu não seria tão trekker quanto sou hoje.

  40. Olha, eu acho que o maior culpado para o fracasso da Nova Geração no cinema é o Patrick Stewart. O cara pediu 20 milhões de dólares para fazer o Insurrection (e levou!), e ainda meteu o pitaco na história transformando-a em uma grande @$#%. O mesmo foi o caso do Spiner, que ganhou mais de 10 milhões para fazer o Nemesis e ajudou a elaborar a @#$% de roteiro.

    Por mais que falem de Shatner, ele teve a humildade em se submeter à direção de Nimoy em dois filmes. Até que ganhou o seu (V), fez uma grande porcaria e se submeteu de novo a humildade de ser dirigido pelo Nicholas Meyer, no filme (VI).

    Não o acho “vendido” por ter matado o Kirk em Generations. Acredito que ele achou que tinha uma chance de realizar uma grande morte e fechar um ciclo (estava errado). Se fosse mercenário mesmo, nunca aceitaria a morte. Olhem o Spiner: fez uma morte e criou aquela pataquada do B4 para ter a possibilidade de voltar triunfante. Isso para mim é ser mercenário.

  41. Desculpe o recentimento no post anterior, mas adoro também TNG e fico extremamente irritado quando eu me lembro do fracasso que se tornou após o envolvimento de certos atores no poder decisório!

  42. Concordo, Tomalak, nem todo ator tem bom discernimento como o Nimoy. Esses deveriam pelo menos ter a humildade dese limitarem a seus papéis.

  43. Sinceramente, tb acho que a morte do Kirk não foi um ato mercenário do Shatner. Com certeza um equívoco, do qual ele não deixa dúvidas de que se arrepende. De minha parte, concordo que o filme Generatios poderia ter sido bem melhor, mas nem acho a morte do Kirk tão boba. Na vida real, muita gente morre de forma estúpida e nos surpreende. A gente fica com aquela cara: come é que esse cara foi morrer assim, sem mais nem menos? Tudo bem que o Kirk não é qualquer um, mas por quê um grande herói não pode ter uma morte sem sentido (que nem foi tanto assim, porque morrendo ele salvou gente à beça…)? Acho que o filme tem outros problemas maiores, não foi esse aspecto que mais me incomodou.

  44. Lucian a TOS é a legítima sim, no sentido de ter sido a original, a matriz – simples assim. A TNG quando surgiu era uma cópia da TOS, com roteiros e personagens (mal) reciclados. Levou um tempo até ela firmar um estilo próprio. Não morro de amores por DS9, mas reconheço que deste problema ela nunca sofreu (para mim ela é uma Babylon 5 piorada).

  45. Marcio Guimaraens | 22 de agosto de 2008 at 7:42 pm |

    Aí galera, gostei dos posts, agora ficou maneiro, se vamos falar de TOS temos que dizer uma coisa Kirk sem Spock MacCoy e Scoty não faria nada, Spock Sem MacCoy Seria fraco e MacCoy e Scoty sozinhos não fariam nada. Então resumindo o sucesso da TOS = CONJUNTO + Realidade Criada por Gene.
    Se Vamos falar de TNG por 2 temporadas nada ocorreu nem conjunto nem edtoria, mas da 3ª a 6ª temporada temos varios arcos e acrescimos à Realidade Criada por Gene que aì sim completou o Fundamento da Realidade e Nesta Serie, temos um Picard funcionando sozinho em seu arco de Borg e Q, temos um Worf funcionando sozinho com seu Arco Klingon. Temos estorias cintificamente bem elaboradas e infelizmente os arcos de Data são bem fraquinho e Riker foi o excepcional coadjuvante de todas as estorias e as poucas vezes que liderou foi muito bem.
    Se vamos falar de DS9 certamente foi o maior plagio ja visto, só que a estoria de Babylon V contada no ambiente de Jornada foi muito bem implementada principalmente quando Bermam foi fazer VGR e Ira pode montar uma GUERRA na Federação ( que venhamos, apesar da visão de Gene ser positiva todo mundo quer ver os mocinhos LUTAREM por essa visão e uma Guerra faz toda diferença num seriado se bem implementada, pena apesar de bem feita eu posso dizer que poderia ser melhor e se conseguissem isso aí a serie Sewria PERFEITA.
    Se vamos falar de VGR temos um excelente conceito uma nave distante de casa tendo que sobreviver a viagem de volta, muita coisa poderia ser feita e tudo que foi feito foi a raça da semana com um arco de retorno para casa sem muita ousadia, de longe m uito fraca e os personagem quase sem Carisma nenhum excuando- se o Doutor e pasmem o cara era um holograma na estoria.
    Se vamos falar de Enterprise, podemos dizer que foi uma excelente idéia a melhor talvez dentro do ambiente de jornada, mas ao invez de conhecermos a origem de cada elemento da realidade criada por Gene temos uma serie copiando eventos de VGR que foi fraquissima, enfim de novo quando Ira veio melhorou um pouco mas ai já era tarde para o pessoal da grana deixar rolar. Sem deixar de mencionar o FINAL HORROROSO da serie que não acabou e continuou uma serie que ja tinha terminado muito bem e não precisava daquela estoria murcha.
    Quantos aos filmes concorco plenamente que Spiner e Stewart foram os grandes responsáveis pelo fracasso, mas garanto que se deixarem os 2 de lado pode ser feito o melhor filme de JORNADA se formos para o seculo 24.

    Espero que leiam e comentem valeu

  46. Márcio
    Concordo que TOS foi o que foi do conjunto, mas nao devemos nos esquecer de toda a equipe, desde os escritores e roteiristas até os maquiadores. todos foram importantes. Agora, se o Shatner nao fez por TOS por money, entao nao sei por que seria.
    O Stewart também poderia ter ficado calado, pois ninguém obrigou ele a fazer nada. Antes da TNG ele fez alguns filmes, como Excalibur e Duna e poderia ter continuado. Será que aceitou o convite por que estava sem trabalho? Concordo que a séria somente pegou a partir do terceito ano, qdo os personagens foram melhor desenvolvidos. Eles todos também foram importantes e o Spiner esteve impagável em toda a série, somente no Nemesis que o final foi horrível.
    quanto a DS9, também acho que evoluiu, pois o começo foi ruim, mas, sinceramente, nunca consegui assistir um episódio do Babylon V. Acho que pelo menos o background de ST já deixou o seriado bem melhor. VGR poderia ser melhor, mas o final para mim foi maravilhoso e criativo.
    Quanto ao último episódio de ENTERPRISE poderia nao ter sido feito, terminando com a fundaçao da FROTA ESTELAR. Eles tentaram dar impacto com o Jonathan Frakes, mas foi um tiro pela culatra. Nao é sempre que se acerta.
    Na soma total da obra creio que tenha mais acertos do que erros e isso é ST.

  47. Shatner, Kirk, TOS, Jornadac nas Estrelas. É tudo o mesmo tronco de uma árvore criada por Gene. Kirk é o personagem central desde 1965. Tem 40 anos que ele é o cara. Jornada sem Kirk não existe. Ele é o centro do universo STAR TREK e o centro de TOS gostem ou não. Ele é o cara. Falastrão, canastrão, garanhão das galáxias….. Ele é o melhor personagem de STAR TREK nos úlktimos 40 anos e ponto final. Viva o nosso eterno CAPITÃO!!!!!!!

  48. E abaixo o politicamente correto!!!!

    Queremos no novo filme:

    – Kirk pegador
    – Alienígenas gostosas
    – Micro Saia como uniforme
    – Uhura gostosa

    Uhhhuuuu! Retorno a TOS 🙂

    Ah pode ter um bom roteiro tb e efeitos maneiros 🙂

  49. Marcio Guimaraens | 23 de agosto de 2008 at 12:25 am |

    Enquanto não fizerem um TNG com DS9 Infelizmente não vai ser um UHUUUU!

    TOS vai ser [email protected]$#% [email protected]$#% [email protected]$#% De Novo essa [email protected]$#%

    Vão Vejam e Chorem porque tudo que farei por voces será chorar !

  50. Não entendi tua colocação Márcio. TNG + DS9? Tu tem alguma história para contar com esse pessoal? Tipo, uma mega invasão Borg, aliados aos romulanos e os “inca-venusianos”, orquestrada pelo o V´Ger e um grupo de salamandras? Com CGI animal e ação desenfreada?

    Eu sou trekker de carteirinha. Adoro TOS, adoro TNG, adoro DS9, gosto de VOY, e gosto menos de Enteprise. Acho que TNG já encerrou seu ciclo. DS9 foi uma ótima série, com inicio meio e fim. Não gostaria que mexessem nos personagens. A verdade que já se esgotaram as histórias.

    Fiquei curioso com a tua proposta. Tu tem alguma ideia para um filme TNG+DS9?? Não entendi o tom do teu post, pode ser considerado ofensivo para alguns.

  51. De forma geral eu gosto de tudo. Cresci com TOS e estou ficando velho com ST. Espero chorar só de alegria. Pena que tenhamos somente 735 filmes, mas, fazer o que, né?. Na minha opiniao o ruim de ST ainda é melhor do que 90% do que a passa a nível de seriado.

  52. Continuo discordando veementemente dessa “superioridade” de TOS perante as demais séries. E digo isso como trekker doutrinador de outros trekkers. Os exemplos são inúmeros mas vou dar apenas um dos mais gritantes: quando um amigo me interpela com a pergunta “O que são klingons?” eu não perco a oportunidade em sugerir “vamos assistir a alguns episódios de ST e você entenderá quem são os klingons”.
    Agora se eu escolhesse os cinco melhores episódios para definir a uma pessoa não-trekker ou um trekker iniciante o que são os klingons, eu certamente não escolheria nenhum dentre os da série clássica. E não estou falando de aparência física não. Os klingons nesta série são extremamente mal definidos. Brigões, é verdade, porém traiçoeiros e covardes, sem nenhum compromisso com a honra, que é uma de suas mais lendárias características. Não há menção à sua cultura, suas crenças, suas convicções de guerreiros honrados. São só os vis e desprezíveis vilões da série, capazes de mentir descaradamente para obter vantagem numa disputa ou atacar um oponente pelas costas de surpresa.
    Em resumo, se eu utilizasse somente a “legítima” TOS para ensinar um neófito sobre “o que é ser um klingon”, este jamais poderia entendê-lo suficientemente.
    Por isso que sempre digo que a série clássica nasceu com o conceito certo, mas morreu antes de amadurecer como universo. Esse amadurecimento só veio a se concretizar com a NG e as demais séries, quer gostem os puristas ou não.
    Saldan, entendo seu amor pela TOS, mas como disse antes, tudo é questão de ponto-de-vista. Você pode achar que a “TNG é uma cópia de TOS”, eu posso achar que a TNG é uma versão turbinada de TOS. Você pode achar que “os roteiros da TNG são mal reciclados dos da TOS”, eu posso achar que são roteiros mais bem-cuidados, cientificamente mais bem embasados, mais coerentes com a visão de uma sociedade humana evoluída, e sem características tendenciosas (eu nunca vi uma aberração tendenciosa tão grande em TNG quanto o episódio “The Omega Glory” de TOS). Você pode achar os personagens de TNG mal desenvolvidos, mas em TOS, tirando Kirk, Spock e McCoy (e pra ser generoso um pouquinho de Scotty), não tem mais nenhum personagem ali que renda alguma coisa. Isso só iria melhorar (um pouco) com os filmes na década de 80, e até o estilo mudou, então quem demorou mais tempo pra firmar um estilo próprio?
    Não sou um trekker de 1ª geração, nasci no fim da década de 70, e aprendi a gostar de Star Trek através dos filmes, então não tenho a visão romantizada da série clássica como “parte da minha infância”. Apesar de gostar muito mesmo, enxergo as falhas e lacunas que a série têm e como a Nova Geração absorveu o que ela tinha de pontos fortes, aprimorando seus pontos fracos; então não me permito considerar a TOS como “a primeira e ÚNICA” e sim como “o pontapé inicial de uma longa e produtiva Jornada” que viria a amadurecer e se refinar com o tempo.

  53. Marcio Guimaraens | 24 de agosto de 2008 at 9:04 am |

    Valeu LUCIAN,

    Tomalak, o tom da meu POST é que eu já estou de saco cheio da TOS, e voce vão ver o filme e falar a mesma ciosa. Quando voce diz que TNG e DS9 acabaram, acredito que voce esteja alucinando. TOS, como Lucian falou teve 30 anos de duração e esta sim acabou, os atores até ja começaram a morrer então fazer um filme da TOS é voltar no tempo e não acredito que não vão conseguir nada de novo voltando no tempo, vide ENTERPRISE. Fui ver todos os filmes de Jornada no cinema e o certo irmão é DS9+TNG+VOY assumirem a franquia no cinema e sinceramente, veria todos os proximos se eles seguissem o caminho certo. TOS acabou em ST VI, Kirk ( falha geral ter participado sozinho e não toda a tripulação ) fez uma pontinha no ST VII para passar a tocha para o seculo 24. TOS e com RELOAD, não vai me fazer ir ao cinema e sinceramente, vai ter que ser BEST BOX OFICE DO ANO para eu ver quando passar na TV. E comprar para continuar a coleção nem pensar, vou deixar a serie pausada em minhas prateleiras até seguirem o camimho certo. So para iniciar a conversa o trailler de ST XI tem uma Enterprise sendo construida no solo, cara, vão mudar tudo, pois ou a Nave agora vai fazer viagens INTRA ATMOSFERA ou vão chutar o pau da barraca e que a Física que vá para espaço. Tão ruim quanto isso foi Enterpise E x Scimitarra esquecendo a LEI DA INERCIA em Nemesis, então para voces que querem DS9+TNG+VOY no cinema vamos gritar e pedir SOCORRO a PARAMOUNT. Para TREKBRASILIS ENQUETE JÀ ( QUAL SERIE pode ser considerada com base do universo ) Para os PURISTAS BOA SORTE e na hora de chorar pode contar comigo .

    Só para deixar claro, Eu gosto da TOS tenho os melhores episodios guardados em minha Videoteca, e sei que se TOS não nascesse TNG não cresceria, mas a vida de algo não é so nascer ( é importante ) mas o crescimento e amadurecimento são base para a personalidade de algo e TNG e DS( msão isso em Jornada então…

    Vida Longa e Prospera (TOS) Kapla ( TNG ) Jolan Tru ( TNG )

  54. vou deixar para criticar o filme depois que sair, antes vou torcer para que seja muito bom porque, como já disse, o ruim de ST ainda é melhor que muita coisa por aí.

  55. Luís Henrique Campos Braune | 24 de agosto de 2008 at 1:12 pm |

    Meu comentário não tem nada haver com os últimos. mas com o post 40: “Por mais que falem de Shatner, ele teve a humildade em se submeter à direção de Nimoy em dois filmes. Até que ganhou o seu (V), fez uma grande porcaria e se submeteu de novo a humildade de ser dirigido pelo Nicholas Meyer, no filme (VI).”

    Por coincidência, acabei de rever hoje de manhã o filme 5 – A Fronteita Final. E percebi, mais uma vez, como este filme é bom. Explicando: normalmante dizemos que o grande barato de ST é a relação entre os personagens e a busca/encontro pelo desconhecido. E também se humor, inteligente.

    Bem, acho que nunca foi mostrado o trio Kirk/Spock/McCoy tão ligado assim. É neste filme que Kirk diz que sabe que morrerá sozinho, pois enquanto seu amigos estiverem por perto ele não morrerá. É não que se concretizou em Generations?

    Eles estão muito unidos, a ponto de Sybok dizer que o elo entre eles é muito forte, o que atrapalha a intervenção mental de Sybock.

    Poderia citar n situações que demonstram o relacionamento entre os personagens, mas para fechar, até a maneira como Sybock interage com todos é interessante, é emocional. Gostei deste personagem.

    Há uma grande, e bem feita, interação entre os personagens – que vem suprir quase inexistência destas relações no filme 1 (gosto muito deste filme).

    O filme é cheio de humor! É impagável neste ponto. De forma inteligante, embora simples. É impagável Spock tentando entender a música que o trio canta ao redor da fogueira. McCoy diz que preferiria Spock do jeito que era antes de morrer…

    O o encontro com o desconhecido? Pitombas! Quer coisa mais doida, do que ir de encontro com aquilo que poderia ser Deus? E guiados, a força, por um vulcano passional?

    E não era Deus nada, era só um alienígena aprisionado… também, quem mandou dizer que precisava de uma nave e afirmar que não conhecia, no caso, Kirk? Levou na orelha!

    Então é isso pessoal, gosto tanto de ST que procuro ver sempre o lado bom.

    Ha, sim! E Shatner fez uma direção segura, firme. Mostrou o que tinha que mostrar, sem ficar enrolando…

  56. Lucian, os problemas da TNG em suas primeiras temporadas não só “minha opinião”, são bem conhecidos no fandom. Mesmo assim é óbvio que ela desenvolveu melhor seus personagens e os conceitos estabelecidos por Roddenberry nos anos 60, e possui roteiros mais bem lapidados (mas não todos) que a TOS – afinal foi lançada 20 anos após a TOS, em outros tempos portanto. O problema de quem só conheceu a TOS mais tarde é exatamente esse, não ter a percepção da importância da série para a época em que foi lançada. Não só para as derivadas da franquia mas para toda a FC televisiva posterior. A tendência é ressaltar os defeitos – estes, ainda assim, sob uma ótica bem diferente da realidade da série quando foi criada -, de qualquer maneira o fato inegável é que a TOS teve um impacto inigualável não só na FC, mas extrapolou o gênero na cultura pop mundial, coisa que nenhuma das derivadas chegou nem perto.

  57. Agora faltam oito meses e meio e contando…

  58. Luiz Henrique
    Nós falamos sobre alguns filmes, mas eu sempre ressalto que é com relação aos outros. Eu acho o filme V o pior filme do cinema, eu o assisti só umas 10 vezes, o que é bem menos que os outros, mas eu gosto dele mesmo assim. gosto principalmente qdo o Kirk vai abraçar o Spock na frente dos Klingos. Gosto mais desta cena do que a do filme VI, onde o Kirk deveria abraçar a filha do Gorkon, como está no livro. E o VI eu gosto muito mais.
    Do V eu gosto da estória, mas o roteiro poderia ser melhor, não foi nem tanto problema de direção.
    Então, eu concordo com vc, só enfatizo que os outros são melhores.

  59. Marcio Guimaraens | 25 de agosto de 2008 at 9:12 am |

    Saldan, as outras series não precisaram chegar perto da TOS, porque se o fizessem seria o enterro da franquia então como elas tiveram de crescer e melhorar para consolidar o universo de JORNADA, o fizeram consolidaram estruturaram e digo até que corrigiram erros da TOS e fizeram isso com maestria ( falando especificamente de TNG e DS9, pois VGR e ENT tentaram voltar atras copiando a TOS e isso como disse antes não cola mais ).

    Peço desculpas se fui rude, mas voce tb foi rude ao menosprezar series de gabarito como TNG e DS9, que são a NATA da FICÇÃO CIENTIFICA DO SECULO XX

  60. Luís Henrique Campos Braune | 25 de agosto de 2008 at 9:24 am |

    O post 56 tá certinho… a coisa é de ordem histórica…

    É isso aí VERDE… no fundo gostamos muito de ST, sabendo ver seus pontos fracos e fortes. Não é o seu caso, mas acho que muitos trekies/trekers acabam levantando bandeiras em prol disso e daquilo, fazendo algumas guerras santas… que bobagem, não acha? A diversidade total de ST, com seus prós e contras é que torna este universo (ST) uma coisa maravilhosa! Uns erram aqui, outros acertam acolá e no geral acho que todos nós ganhamos.

    Como sempre digo: gosto tanto de ST que procuro sempre ver o lado bom das coisas. Se me perguntarem qual série/personagens gosto mais, diria que TOS, não por ser melhor, mas apenas por ser o incício de tudo, por ser a série que acompenhei na infância. Só por isso, é nostalgia mesmo!

    Abração a todos!

  61. Marcio Guimaraens | 25 de agosto de 2008 at 9:33 am |

    Luis Henrique ta certo a TOS foi so o incicio. O Resto de Jornada ta na TNG e DS9, valeu pelo apoio.

    Quanto a esse assunto de Bandeira tambem to contigo a bandeira é da FEDERAÇÃO e pontos fortes e fracos tem de ser falados mesmo, senão não vão acertar nunca não é mesmo ?

  62. Luís Henrique Campos Braune | 25 de agosto de 2008 at 10:46 am |

    É isso meu caro Marcio Guimaraens…

  63. Márcio, pra começar acho que você não foi rude – está apenas expressando sua opinião. Como eu fiz, aliás. E deste modo acho que não menosprezei nenhuma das demais séries de Jornada. Só disse, em outras palavras, que a TOS é mais importante por ser a base de tudo. Por melhor que alguma outra tenha sido (daí entra o gosto pessoal mesmo, porém acho que por mais que alguém goste da TNG não dá para negar que ela teve problemas nas suas 1ªs temporadas).

  64. Marcio Guimaraens | 25 de agosto de 2008 at 11:35 pm |

    Prezado Saldan, me desculpe, é que são muitos POSTS, voce não menospresou a TNG, o menosprezo que falei foi IMBECILIZAÇÃO KLINGON mencionada em outra reportagem, e seguramente concordo contigo que a pior temporada da TNG foi a segunda e a primeira recebe a medalha de prata.

    Cada serie sofreu sua TEMPORADA NEGRA veja TOS com aquela terceira temporada, VGR com varias temporadas e Enterprise com as 3 primeiras temporadas. Talvez DS9 não tenha tido temporada negra mas a mais fraca certamente foi a primeira.

    Enfim, claro que ninguem é 100% mas apesar de TNG dar um banho na TV toma uma surra no cinema não mesmo. FIRST CONTACT foi o unico que se salvou, ja TOS teve STII, STIV e STVI

    Agora se formos criar um trofeu abacaxi do cinema STV e Nemesis levAM A MEDALHA DE OURO, mas eu ainda não consegui definir quem é o pior.

  65. Bem, para mim Jornada V dá um banho em Nemesis – como já dito em outro post, pelo menos o relacionamento Kirk-Spock-Magro é memorável, com momentos engraçados e tocantes. Em Nêmesis NADA funcionou, pura e simplesmente. Minha dúvida sobre qual o pior filme da franquia é outra – terá sido Insurrection ou Nemesis?

  66. Marcio Guimaraens | 26 de agosto de 2008 at 11:24 pm |

    Que isso ?

    Vou mandar a listagem

    ST VIII
    ST VI
    ST II
    ST IV
    ST IX
    ST III
    St VII
    ST I
    ST X ou ST V

    O que mandou bem no V foi o Trio parada dura ( mas ainda assim teve aquela bota flutuante que salva Kirk …. seria uma morte bem melhor para ele ) e o que mandou bem no Nemesis foi Scimitarra vs Enterprise E ( mas teve aquela colisão, ou melhor a saida da colisão que foi um desastre mesmo )

    Pareo duro ver o que foi pior !

  67. Olha Saldan, para mim o Insurrection é insuperável. Levou a tripulação do TNG ao ridício, com o Picard dançando mambo, Worf na puberdade, Data engraçadinho, joystick na ponte (meu deus!!!)

    Eu sempre pergunto: “por que, por que isso depois do Primeiro Contato??? Por que???????”

    O segundo pior é o Nêmesis. E concordo que STV seja melhor que o Nêmesis. Só é fraco comparado aos filmes da série clássica.

  68. Pessoal
    ST I é um dos filmes mais conceituais em termos de ciência, posso listar vários problemas mas é um dos melhores da série. Não sei como vcs podem consira-lo ruim.

  69. Eu não consigo gostar do primeiro. Para mim parece uma mistura de “The Changeling” do TOS (aquele do Nomad) com 2001 Uma Odisséia no Espaço. Acho o filme muito paradão, arrastado (ao contrário do 2001). Os uniformes são horríveis. A única coisa boa são efeitos. Não é atoa que foram reutilizados em quase todos os filmes.

  70. Com certeza a estória é o do “CHANGELING”, é paradão, abusaram dos efeitos especiais e o Robert Wise foi uma decepção, porém não comparo com 2001.
    Fazendo um adendo, eu li o livro 2001 e é muito bom, mas o filme não faz juz ao livro, para mim é ruim e não explica nada. Sei que tem gente que gosta, mas não comparo com ST I, justamente pois ele explica tudo.
    ST I tem um roteiro, uma estória (msmo que seja cópia) muito boa, poderia ser um dos maiores clássicos da ficção científica, mas falhou, mesmo assim eu o acho muito bom e, de todos, é o que eu assisti mais vezes ( apesar de adiantar as cenas na entrada do V´ger ultimamente. Se vcs olharem com carinho, em termos de cinema vai ser difícil encontrar um filme tão forte quanto ele.

  71. Marcio Guimaraens | 27 de agosto de 2008 at 4:57 pm |

    ST V – Procurar Deus no centro da Galaxia x Vulcano Irmão do Spock faz lavagem cerebral em todos para conseguir isso e a bota flutuante do Spock….

    ST X – So pega a porrada entre Scimitarra e Enterprise E a saída da colisão é que matou o filme o resto, o que foi errado ?

    ST I – Remake de um episodio TOS como mencionado, mas até os tiros de torpedos estão em marcha lenta.

    ST VII – Uma nuvem cosmica leva todo mundo para o Paraiso e …. ué cade estoria, ah, Kirk sai de dentro desta nuvem para morrer… Ih, acabou mesmo a estoria

    ST III – Mente do Spock na cabeça do MacCoy ? PelamordeD….

    ST IX – Fora o Joystick, e as firulas do Picard que são imposições do artista que não bnate bem da bola o que houve de errado neste filme alem de ser uma estoria mediana ?

    Todos os filmes tem problemas de cenas mal colocadas, mas problemas de enredo somente ST I, ST III, ST V e ST VII, o ST X não tem estoria tão fraca quanto estes mas a cena da Nave …. como disse mata o filme.

  72. Para mim, o maior perigo do novo elenco é a inconstância.
    Se os novos atores não abraçarem a série de coração, há o risco de começar a haver variações de elenco.
    Já pensou se, de repente, o ego de Quinto começar a subir à cabeça e ele começar a fazer exigências para repetir o papel?
    Uma coisa é termos uma nova geração de atores para encarnar os velhos personagens. Mas se isso se transformar em constantes alterações, vai haver uma “quebra” na série.
    Star Trek funciona porque os atores sempre a abraçaram, quer confessem ou não. Até Shatner que sempre disse que “não era nada demais”, está com dor-de-cotovelo por não participar do novo filme.

Leave a comment

Your email address will not be published.


*