Trabalho para 2ª temporada de Discovery começará em breve

Em uma turnê européia de publicidade para Star Trek Discovery, os atores Sonequa Martin-Green, Jason Isaacs e Shazad Latif, acompanhados pelo produtor executivo Aaron Harberts deram uma atualizada na produção da série e revelaram que os trabalhos para a próxima temporada podem começar logo.

Um grupo seleto de fãs do Reino Unido foi convidado pela Netflix para participar da exibição do episódio de domingo, “Si Vis Pacem, Para Bellum” no Millbank Tower, em Westminster, Londres. E após tivemos o tradicional bate papo com os atores e o produtor.

Ainda sobre a primeira temporada, Aaron Harberts revelou que eles estão atualmente “finalizando” o final (do episódio 15), que estreará em 2018. O ator Jason Isaacs acrescentou que no final, “a coisa vai ficar feia”. Harberts também confirmou que cada temporada da série será tratada como uma “novela”, com a “novela de guerra” sobre o envolvimento de Klingons no final da primeira temporada.

Harberts continuou dizendo que o trabalho no desenvolvimento da segunda temporada começará em duas semanas. Ele não deu detalhes sobre o que seria a história da temporada, mas disse que a equipe vai olhar para o que funcionou e não funcionou com a primeira temporada, enquanto discutem os temas que querem trazer para a segunda temporada.

Vida Longa e Próspera para Star Trek.

Semana passada, a CBS Corporation anunciou seus ganhos no terceiro trimestre de 2017, neste balanço incluiu o lançamento de Star Trek Discovery em seu serviço de transmissão CBS All Access.

O CEO da CBS, Les Moonves, indicou que Discovery, já renovada para uma segunda temporada, foi um dos principais impulsionadores do sucesso do All Access:

A grande história para nós em [serviços de transmissão] são nossos dois principais serviços CBS All Access e Showtime OTT, e nosso conteúdo premium é a chave para o sucesso para ambos. No All Access estamos nos beneficiando com uma temporada completa da NFL e o lançamento de Star Trek Discovery e os resultados foram fenomenais. Star Trek Discovery em particular tem sido uma mudança de jogo. O episódio de estréia dos EUA leva a novos registros para inscrições do All Access em uma única semana. E na segunda semana da série, superamos esse registro mais uma vez. Internacionalmente, a série tem sido um grande sucesso em muitos territórios-chave. Como resultado desta ótima performance, já renovamos Discovery para o que sabemos será uma ótima segunda temporada.

Quando perguntado sobre como a emissora lida com as decisões de programação, Moonves falou novamente sobre a estratégia All Access e como Discovery se encaixa:

Então, os tipos de programação que estarão no All Access serão um pouco mais premium do que seria na CBS. Estamos gastando mais no produto. Não precisamos de uma audiência em massa que precisamos na CBS, mas precisa ser mais especializada. Precisa se destacar um pouco. Eu sou abençoado como um cara de conteúdo com Showtime e All Access e CBS e CW. Fazemos todos os tipos de diferentes de programação e temos diferentes unidades de desenvolvimento em cada divisão. Em certos casos, como Star Trek, há uma indefinição de exclusividade, eu tomarei essa decisão. Nesse caso, sentimos que estamos lançando um novo produto muito importante, e a boa notícia é que a aposta está compensando.

O diretor financeiro da CBS, Joseph Ianniello, pegou esse tema mais tarde na reunião, quando perguntado sobre a receita operacional das redes:

Se quisermos gerenciar a margem, poderíamos ter vendido Star Trek para a Netflix e poderíamos ter aumentado nossa margem em 2017, mas estamos olhando isso como um investimento de longo prazo.

Fonte: Trek Movie

22 Comments on "Trabalho para 2ª temporada de Discovery começará em breve"

  1. João Luiz Silva Cruz | 6 de novembro de 2017 at 5:47 pm |

    Boas notícias, sem dinheiro a franquia morre no passado, não tem jeito.

    Acho que a estratégia deles está funcionando pois estão gerando grana que a princípio se sustentará por um bom tempo devido a renovação do fandom, e tudo isso graças ao streaming.

    É o tradicional “ganha-ganha”, ganha CBS, Netflix e os Fãs, se a série fosse fechada somente para o fandom tradicional teríamos sérios problemas.

  2. Não duvido cancelarem Star Trek no cinema e investir mais na TV. Talvez uma Enterprise com Pike.

  3. Seria lógico. Duas Enterprises em linhas temporais diferentes seria um grande problema. Como explicar isso para o público não trekker?

  4. Creio que não, embora a franquia seja uma só a sua administração está sob o resguardo de duas empresas, uma para o cinema (Paramount) e a outra para outras plataformas, como TV e streaming (CBS).

  5. Eduardo Henrique Chagas | 7 de novembro de 2017 at 6:50 pm |

    Entre o hiato de DSC e o de Game of Thrones, dá pra dizer que 2018 será um ano que vai passar MUITO devagar…

  6. Se fossem fazer, creio que bastaria dar um tempo de uns 3 a 4 anos.

  7. Com dois caciques fica difícil, mesmo.

  8. João Luiz Silva Cruz | 7 de novembro de 2017 at 7:26 pm |

    Acho que teria o efeito contrário, uma pessoa que não conhece o Universo ST iria questionar e pesquisar mais a respeito do porquê há duas Enterprises. Eu me lembro que quando vi TNG pela primeira vez me deu um nó na cabeça porque tinha a Enterprise com outra tripulação e comecei a cavucar mais sobre o que era tudo aquilo kkkk

  9. Acho até o contrário, com o sucesso repentino de Discovery a Paramount fique pressionada a produzir mais um filme logo, creio que haverá boas notícias no decorrer de 2018. Como provavelmente seja a última viagem com esta tripulação, pois a missão de cinco anos esteja no fim, creio que deverá ser a conclusão dela. Só espero que seja em grande estilo………

  10. Completando o seu comentário……….Acho até o contrário, com o sucesso repentino de Discovery a Paramount fique pressionada a produzir mais um filme logo, creio que haverá boas notícias no decorrer de 2018. Como provavelmente seja a última viagem com esta tripulação, pois a missão de cinco anos esteja no fim, creio que deverá ser a conclusão dela. Só espero que seja em grande estilo………

  11. É, tem que explicar a ausência do Chekov, acho que o plot de guerra com os klingons não será trabalhado por conta da Discovery, enfim, terão que pensar em algo muito bacana.

  12. Creio que deveriam usar uma solução semelhante a esta, troque Spock por Chekov em uma missão qualquer, mencionando o que ocorreu em um diário de bordo preliminar e tudo segue a sua linha. Particularmente creio que não substituirão o ator (o que seria justo ao meu ver) e poderiam colocar Jaylah (Sofia Boutella) para o ocupar o espaço deixado por ele……….Isto se não resolverem corrigir a linha temporal nesta última missão destes cinco anos que se passaram para resgatar Vulcano e salvar os que morreram nesta linha e por ai vai…..
    https://www.youtube.com/watch?v=6VkCW7Xdpsc

  13. Só passado para deixarvessa linda imagem de uma Enterprise com elementos retrô! – Já virou papel de parede do meu computador!

    http://www.readme1st.com/Ship_Wips/1701_Hot_Rod3.jpg

  14. Lindas!!! Todas elas!!!

  15. *_* Lindas! Eu prefiro a Enterprise dos filmes dos anos 80 e 90 do que as dos filmes recentes do JJ. era mais bem balanceada. Mas são todas lindas.

    E pensar que o presidente Paramont à época não deixou um empreendedor construir uma Enterprise em tamanho real em Las Vegas, ia ser Hotel/Cassino. :'(

    http://www.trekbrasilis.org/2012/04/09/las-vegas-quase-teve-enterprise-em-escala-real/

  16. A Enterprise do Século XXi (leia-se JJ) foi a coisa mais horrorosa que já vi esteticamente falando. Quando a destruíram em Beyond fiquei feliz e esperançoso, mas a Enterprise-A da Kelvin Time-line conseguiu ser mais horrorosa ainda. A Enterprise melhor desenhada foi a refit, a dos filmes I ao VI, era arrojada sem deixar o ar clássico do seu desenho original. Particularmente, quando eles pensaram em fazer o reboot de Star Trek a imagem da primeira Enterprise que postei seria ideal, lógico com algumas alterações como o disco azul e a ponte visível através do monitor principal da ponte. Como uma segunda temporada de Discovery foi confirmada é provável que mais cedo ou mais tarde ela cruzará com uma Constitution Class, pois há muitas.

    USS Constellation (NCC-1017)
    USS Defiant (NCC-1764)
    USS Eagle (NCC-0956)
    USS Emden (NCC-1856)
    USS Endeavour (NCC-1895)
    USS Enterprise (NCC-1701)
    USS Excalibur (NCC-1664)
    USS Exeter (NCC-1672)
    USS Hood (NCC-1703)
    USS Intrepid (NCC-1631)
    USS Lexington (NCC-1709)
    USS Potemkin (NCC-1659)
    USS Farragut (NCC-1647)
    USS Kongo (NCC-1710)
    USS Merrimac (NCC-1715)
    USS Republic (NCC-1371)
    USS Yorktown (NCC-1717)
    *Memory Alpha, Memory Beta, Wikipédia…….

    Só espero que não pequem novamente no modelo caso eles cruzem com alguma……

  17. Se o filme de 2009 fosse mais fiel ao conceito artístico original, a Enterprise visualmente mais bem equilibrada.

    http://ryanchurch.com/pagestartrek/

    http://i.vimeocdn.com/video/457406550_1280x720.jpg

    http://ryanchurch.com/pagestartrek/

  18. Os filmes não tocaram no elemento de entidade transcendental como Q, V’ger, Profetas etc, apesar de citarem a mão verde do “Who Mourns for Adonais”no último filme. Acharia legal terminar com algo assim.

Leave a comment

Your email address will not be published.


*