William Shatner fala de seu novo livro, Kirk, Pine e Star Trek

Aos 87 anos, William Shatner continua sendo um cara em contínuo movimento, seja montando cavalos, arrecadando dinheiro para caridade, gravando álbuns, percorrendo o mundo em convenções ou lançando livros. E mais recentemente adicionou ao seu currículo seu mais novo livro, Live Long and…What I Learned Along the Way,  contendo histórias e memórias nunca antes contadas. Em entrevista aos sites TrekMovie e Star Trek.com o velho Bill falou sobre Kirk, Chris Pine e o desejo de retornar à franquia.

O que fez agora você achar que era hora de outro livro de memórias?

Oh, estou ficando sem tempo para escrever memórias.

Bem, dada a idade que eu tenho, estou vendo mais fervor das pessoas pedindo autógrafos, como se estivessem antecipando minha morte imediata. Eu, por outro lado, não tenho noção do tempo e me sinto perfeitamente saudável. Na verdade, na próxima semana, eu estarei competindo, montando cavalos. Então, eu não pretendo morrer muito em breve, mas certamente as chances continuam melhorando … ou piorando, dependendo do seu ponto de vista.

Morte de Kirk

No livro, você fala sobre arrependimento, embora na maioria das vezes seja como você se arrepende das coisas que não fez. Estou curioso sobre algo que você fez que pode ter cortado oportunidades futuras. Você se arrepende de ter concordado em fazer Star Trek: Generations e permitir que eles matassem Kirk?

Bem, eu não achei que tivesse escolha no assunto. A Paramount havia decidido que o teto que eles poderiam alcançar em nossa bilheteria fora atingido e eles pensaram que, colocando o elenco de A Nova Geração, eles alcançariam uma bilheteria maior. Essa decisão já havia sido tomada. Ou eu ia aparecer e morrer, ou eles diriam que ele morreu. Então, eu escolhi o mais prático dos dois.

Então, eles estavam matando você, não importa o quê?

Essa foi a teoria deles. Não funcionou assim, mas é assim que foi.

Não descarta retornar como Kirk

Quando você esteve na Alemanha há alguns meses, você brincou no palco sobre usar VR (realidade Virtual) para voltar a Star Trek. Em outro lugar, você disse que estar aberto para interpretar Kirk novamente se alguém puder desenvolver uma boa história. E acabamos de ver um artigo em que você desejou muito sucesso a Patrick Stewart em seu retorno iminente, mas notou que está feito. Então, deixe-me colocar diretamente para você: se alguém aparecesse com um bom papel para você como Kirk, o quão aberto ou não você estaria para fazer isso?

Certo. É como eu disse a Leonard sobre sua aparição em um desses filmes: “Você sabe que está velho quando volta no tempo e ainda é velho”. Então, sua aparência não era central para a história. Se me pedissem para voltar a Star Trek, a chave para saber se eu gostaria ou não é se seria ou não o centro da história. Se eles puderem encontrar uma maneira de escrever um capitão 50 anos mais velho e isso for significativo e ter algo a ver com o enredo, eu pularia dentro.

Então, para esclarecer, você não iria descartar isso, mas você não está perseguindo?

Exatamente.

Sobre as negociações salariais de Chris Pine

Eu não tenho certeza se você está acompanhando os negócios, mas o homem que seguiu seus passos, Chris Pine, tem tido seus próprios problemas com a Paramount, possivelmente se afastando do próximo filme de Jornada sobre uma disputa salarial. Você já teve algum tipo de negociação difícil para seus filmes com a Paramount? Você já se afastou da mesa?

Bem, nós negociamos. Não me lembro, embora haja algo vagamente reminiscente em dizer: “Eu não posso fazer isso”. Mas, Chris está em uma posição maravilhosa em que ele é tão bom e um homem de liderança, que ele tem muitas oportunidades para explorar sem ser o Capitão Kirk. Então ele está em uma boa posição de negociação. Eu acho que ele está fazendo a coisa certa em termos de ganhar mais dinheiro, já que os filmes parecem estar ganhando muito dinheiro.  

Bem, isso faz parte do problema. O último filme Star Trek não fez tanto quanto eles queriam e então eles querem que Pine ganhe menos dinheiro do que eles previamente concordaram para o próximo filme. Algum conselho para Chris, ele deveria aguentar?

Eu não sei de nada. Eu sou um negociador, mas isso é para viajar. [risos] Eu posso te dar um ingresso que você não acreditaria!

Arrependimentos em Star Trek V

Você não entra em muitos detalhes sobre o filme Star Trek V no livro Live Long And… , mas você faz questão de dizer que se arrepende de ter feito concessões no filme. Se você tivesse que fazer novamente, o que você teria feito diferente? Você não teria feito o filme? Você teria lutado mais por sua ideia inicial?

Essa é uma boa pergunta. É algo que eu não tinha pensado. Agora que percebo que me comprometi, e depois escrevo muito sobre a arte do compromisso, não sei. Eu acho que, dada a minha natureza, eu teria me comprometido, mas pelo menos eu saberia que tinha feito isso conscientemente e talvez conseguido resgatar elementos da história que perdi, como resultado do compromisso original.

Há pelo menos um ponto positivo em Star Trek V que gostaria de destacar. Se você perguntar aos fãs por suas frases favoritas dos filmes Trek, as pessoas, no topo da lista, responderão: “Por que Deus precisa de uma nave espacial?”

Certo, que é o começo do elemento da dúvida. Vou incorporar isso em meus comentários, em coisas para responder sobre Star Trek V.

Desentendimento com Nimoy

Você, em seu livro, Leonard, detalhou a situação que ocorreu com Leonard Nimoy, com ele não falando com você no final de sua vida. Agora, no Live Long And… , você toca nisso, e observa que não se sentiu bem-vindo no funeral dele e disse que enquanto você viver, você nunca entenderá o que você fez de errado que levou ao seu silêncio em relação a você. Se existe um paraíso, quando você chegar lá e vê Nimoy, suas primeiras perguntas serão: “O que diabos aconteceu? O que eu fiz?” – ou você acha que vai ser outra coisa?

Bem, aqueles soam como boas perguntas. Talvez eu deva dizer: “Ah, você está aqui também”.

Engraçado. Mas você já terá essa resposta?

Eu nunca vou conseguir a resposta.

Essa deve ser uma posição muito estranha, depois de todos esses anos de amizade, certo?

Mas não é? Eu ouvi de muitas pessoas que disseram que a mesma coisa aconteceu com elas. (Amigos) desaparecem.

Shatner para 2019

Este ano você fez uma turnê de Star Trek II, fez um álbum country, escreveu este livro e ainda tem um álbum de Natal por vir. Então, você não está diminuindo a velocidade. O que podemos esperar de William Shatner em 2019?

Possivelmente outro livro e mais turnês. Espero vender alguns filmes animados. Eu tenho uma empresa chamada Shatner Universe na qual há muitas propriedades que se prestariam a filmes de animação e eu me conectei com uma companhia de filmes de animação – Titmouse – e estou esperançoso de que anunciaremos a venda de algumas coisas que fazem parte de Shatner Universe.

Eu não sei. A aventura está na minha frente. Os álbuns estão indo muito bem. Estou satisfeito com o conteúdo. Eu espero que as pessoas comprem. O livro está indo bem. Não tenho certeza do que o futuro reserva para mim, mas parece bastante brilhante.

 

Be the first to comment on "William Shatner fala de seu novo livro, Kirk, Pine e Star Trek"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*