CBS planeja tom diferente para cada série Star Trek

Durante a entrevista com os produtores executivos Alex Kurtzman e Heather Kadin na New York Comic Con, o site TrekMovie também questionou sobre os planos da CBS para expandir o universo de Star Trek na televisão. O que avançou até agora?

Um tom diferente para cada nova série Trek

No grande anúncio da série Picard em agosto, Alex Kurtzman disse à platéia “nós estaremos entregando a você uma nova série”. Ele disse que a série Picard seria a próxima série, para acompanhar Discovery e os Short Treks.

Falando ao TrekMovie no New York Comic Con, Kurtzman não confirmou o plano para as futuras séries, mas disse: “Vocês ouvirão muito sobre isso em breve”.

Os produtores não quiseram entrar em detalhes, mas Heather Kadin estava disposta a falar amplamente sobre os planos para o universo expandido Trek na televisão:

Acho que a única coisa que podemos dizer, que é mais geral, é que tem sido um verdadeiro esforço consciente que cada projeto tenha sua própria voz e ocupe seu próprio espaço. Não quero dizer seu próprio espaço no cânon, quero dizer sua própria visão tonal. Porque você não deveria sintonizar em Discovery e se perguntar se vai mudar o canal, porque era Picard. Eles devem sentir-se diferentes, eles devem ter mensagens diferentes provenientes de pessoas diferentes.

Trazendo uma variedade de talentos para uma variedade de Star Trek

Atrair uma variedade de talentos novos para o universo de Star Trek expandido é algo que Kadin e Kurtzman disseram pela primeira vez quando conversaram com o TrekMovie na San Diego Comic-Con, e Kurtzman também falou sobre isso em Star Trek Las Vegas, então é claramente uma parte importante de seus planos.

Na New York Comic Con, Kadin expandiu seu novo conjunto criativo, dizendo:

Acho que é com isso que estamos mais animados porque os escritores e o calibre das pessoas que continuam saindo da toca – Michael Chabon escreveu o próximo curta que está chegando – quem está vindo e levantando as mãos dizendo “Por favor, posso fazer parte de Star Trek?” Tem sido incrível.

Já vimos evidências desse pool de talentos em expansão na franquia. Além do premiado Michael Chabon, que escreveu para o Short Trek e é produtor executivo e roteirista da série Picard, temos Mike McMahan, ganhador do Emmy como roteirista e produtor da série Rick e Morty, e que escreveu o Short Trek, dirigido por Harry Mudd.

Lembrando que, na época do anúncio da expansão Trek, foi mencionado que haveria também uma série baseada na Academia da Frota e que estaria sendo preparada por Stephanie Savage e Josh Schwartz, veteranos de programas como The OCGossip Girl e o reinício de Dynasty pela CW.

Seguindo o que Kadin disse, Alex Kurtzman acrescentou que “como telespectadores, queremos ter certeza de que você terá uma experiência diferente a cada vez que você assiste a uma série diferente de Jornada”.

Não está pronto para falar sobre Star Trek animado … ainda

Um outro projeto específico foi dito durante a ComicCon San Diego, uma possível série animada de Star Trek. Na época, Kurtzman e Kadin confirmaram que houve discussões sobre uma série animada da Trek.  O que nos leva ao nome de Mike McMahan.

Na New York Comic Con, foi perguntado se McMahan estaria desenvolvendo uma série animada de Jornada, mas tudo o que Alex disse foi: “Não podemos falar sobre isso ainda”.

McMahan escreveu um livro de paródias licenciado de Jornada ( Warped: An Engaging Guide to the Never-Aired 8th Season.) E mais recentemente tem desenvolvido uma comédia de ficção científica para o Hulu. É possível que seja o nome criativo para produzir esta série animada de Star Trek. Quem sabe teremos mais novidades em 2019.

CBS não quer que se esgote Star Trek

Star Trek Discovery é a principal série do serviço de streaming CBS All Access e, foi confirmado que todas as novas séries de ação de Star Trek estarão no All Access. Em agosto, o presidente da CBS TV Studios, David Stapf, disse ao Deadline que seu objetivo para o All Access era que “deveria haver algo de Star Trek o tempo todo”.

O TrekMovie perguntou aos produtores se nós veremos um futuro em que Star Trek estará no All Access todo o ano, com séries sendo exibidas uma após outra, sucessivamente. “Isso nunca será de maneira excessiva”, respondeu Kadin, “porque também acho que queremos que as pessoas fiquem animadas para que isso aconteça, e não se enjoem”.

Na década de 90, Star Trek produziu mais de 50 episódios em duas séries simultâneas, levando a críticas de “fadiga da franquia”. Recentemente, vimos o CEO da Disney dizer  que a empresa tentou fazer muito, rápido demais com filmes de Guerra nas Estrelas, levando o estúdio a colocar alguns de seus planos em espera, então a saturação excessiva é novamente uma prioridade em Hollywood.

Na Comic Con de Nova York, Alex Kurtzman usou uma analogia com a comida ao descrever como eles vêem a programação do lançamento de futuros programas de Star Trek, dizendo ao TrekMovie: “Você faz uma boa refeição e decide dar um passeio antes de comer sua sobremesa. É como olhar para isso”.

Leave a comment

Your email address will not be published.


*