Frakes na direção do seriado “V”

De acordo com o site Spoiler TV, o ator Jonathan Frakes, que interpretou comandante Riker de A Nova Geração, estará dirigindo um episódio do novo seriado “V”, remake da antiga mini-série “V: A Batalha Final”, que passa na emissora ABC desde janeiro. Frakes teve participação também na série Criminal Minds. Mais informações a seguir.

Segundo informação do site, Frakes vai dirigir o episódio de número 6 do seriado “V”, que entrou em produção esta semana. Ainda de acordo com o site, este episódio trará um personagem importante e vital para a trama chamado  “John May”.

A trama de “V” é a mesma da série original apresentada nos anos oitenta, onde alienígenas disfarçados de humanos chegam à Terra cheios de boas intenções, mas na verdade, são répteis carnívoros, que pretendem tomar o controle do planeta manipulando a mídia e os políticos.

 O episódio está previsto para ir ao ar em 6 de abril, de acordo com o IMDB. O roteiro está sendo escrito pelo co-produtor executivo Charles Murray e Chaidez Natalie, o produtor executivo de Exterminador: As Crônicas de Sarah Connor.

Jonathan Frakes tem se mantido ocupado ultimamente, principalmente como diretor de TV. No ano passado, ele dirigiu episódios das séries Leverage, CastleDollhouse. Seu trabalho mais recente exibido foi LD 50, um episódio da série NCIS, da emissora CBS, que foi ao ar em 2 de fevereiro.

Frakes também dirigiu dois episódios da próxima série da NBC, Persons Unknown. Sem data ainda de quando esses episódios irão ao ar.

Mas ele também tem feito algumas interpretações, como no papel de um médico bandido no episódio de Criminal Minds “The Uncanny Valley”, que foi ao ar em janeiro. 

Fonte: TrekMovie

12 Comments on "Frakes na direção do seriado “V”"

  1. Não acho que Frakes seja nenhum gênio da direção, mas até que pra algumas séries de tv sobre algum caldo pra sopa.
    Dou um crédito pra ele

    Abraços

  2. Frakes é um cara estranho. Acho-o um bom diretor, do tipo que faz as coisas direitinho, com segurança, faltando só uma dose de genialidade. Mas trabalha bem.

    Estou revendo em DVD STNG e presto muito a atenção nele como ator. Até agora cheguei as seguintes conclusões:

    – Em diálogos, onde o enfoque/foco é o rosto, ele manda bem, faz certinho e é convincente;
    – Em cenas onde o corpo é mais exigido, ele se dá mal. Não sei se é por ser grande ou deficiência como ator. Ele fica duro, parece não reçaxar e agir naturalmente. Vejam as viradas de corpo que ele dá e a mania de andar torto, com a cabeça virada…

    Tem uma cena em que ele vai resgatar um tripulante e este tripulante acaba caindo no chão. Ao tentar apanhá-lo de volta, ele age de forma muito dura, como já disse.

  3. Post 2:

    onde se lê:

    reçaxar

    leia-se:

    relaxar

  4. Post 2
    Concordo.Riker tem um jeito de andar q parece estar com torção no pescoço.Estranho.
    Como diretor o bom trabalho de First Contatc, não vingou nos posteriores.Clocstoppers e Thuderbirds são lamentaveis.O primeiro só vi um pouco mas o segundo é triste pra quem era fan da serie.

  5. Não conheço o trabalho de Frakes o suficiente pra dizer se ele é bom ou ruim na direção, mas tomara que ele coloque um pouco mais de ação na série V.
    Assisti aos 4 primeiros episódios e achei legal, mas meio parado. É tudo muito bem feito e a trama parece boa. Estou muito curioso pra saber como vai ser daqui pra frente.

  6. em relação a postura corporal do frakes boto fé que tem a ver com a cinta que ele usa pra disfarçar o buchão… no mais gosto muito do riker e torço muito pela carreira dele… ainda não vi “V” mas verei em breve….

  7. Post 6: já no início de STNG ele usava cinta (nem sei se ele usa atualmente…)?

  8. Até o próprio Frakes reconhece que é um mau ator. Na direçao eu gosto dele, apesar de que ainda tem muito o que aprender, mas acho que tem potencial.
    FIRST CONTATO e CLOCKSTOPPERS tiveram uma direçao segura. Este segundo foi um filme para adolescentes o que o torna inferior a ST, mas a direçao foi boa, em minha opiniao. Nao assisti THUNDERBIRDS.
    Ele é um cara esforçado, acredito que ainda vai vencer como diretor.

    Post 7
    Ele só nao usa a cinta se nao quiser, pois está bem gordinho.

  9. Me parece que ele é um cara que os produtores tendem a confiar trabalhos mediante ao seu esforço e experiência. E não por parecer ser uma pessoa quenasceu com um grande talento como se fosse um dom divíno. Já que ele está sendo chamado para fazer trabalhos cada vez maiores podemos dizer que ele está evoluindo. Uma pessoa profissional.

    “Afrente Número Um, fator de dobra oito!”

  10. Gostaria de complementar o seguinte: apesar dos problemas aqui apontados e levando em conta os fatos relevantes (post 8 e 9), aprecio o trabalho dele e o respeito por isso. Acredito, sem poder afirmar com certeza, que ele é um cara que respeita ST e, como já dito, profissional. Ele deve conhecer seus limites, mas busca evoluir.

    Sempre tive esta impressão sobre ele e torço muito para que melhore cada vez mais e eu possa dizer: esse cara é batalhador e teve participação importante em ST.

    Talvez ele tenha apredido (ou o contrário) com seu personagem Riker: leva a missão até o fim.

  11. Ele certamente é muito melhor diretor do que ator.

  12. Ele trabalha bem como ator, visto que, na STNG, cada personagem tinha lá seus traços pessoais bem definidos
    Não vi nenhum defeito maior em sua atuação.
    como diretor acontece a mesma coisa

Leave a comment

Your email address will not be published.


*