Review de Star Trek Boldly Go edições 1 e 2

star-trek-boldly-go-kirkStar Trek Sem Fronteiras já passou, mas o universo Kelvin continua com uma nova série em quadrinhos pela IDW, que segue com as aventuras do Capitão Kirk e sua tripulação. Novos mundos, novas espécies, novas naves. E um novo perigo diferente de tudo que a Federação já encontrou antes. Veja um resumo das duas primeiras edições da coleção Star Trek Boldly Go, que foi lançada em outubro.

Esta nova coleção em quadrinhos tem a oportunidade de seguir os eventos do último filme Star Trek Sem Fronteiras. Que destino nossos icônicos personagens terão nesta linha de tempo?

A história está sendo escrita por Mike Johnson e arte de Tony Shasteen.

Ainda não temos uma nova Enterprise sendo lançada. Afinal, a contagem de tempo no filme passa mais rápido que nos quadrinhos.

Nesse meio tempo, a tripulação foi dissolvida e todos seguem caminhos separados.

Kirk recebeu a capitania temporária da NCC-1805, USS Endeavor, em razão da aposentadoria do capitão Derbes. Essa classe de nave já foi vista em filmes anteriores de JJ Abrams.

star-trek-boldly-go-endeavor

Chekov e McCoy se juntaram a Kirk, assim como a Deltana Darwin (Além da Escuridão). McCoy, como sempre, implica com os métodos de trabalho do seu médico chefe.

Spock e Uhura estão em Nova Vulcano. Uhura optou por acompanhar Spock e ambos tentam explorar os limites da sua relação por lá, com a aprovação de Sarek.

Na Terra, Scotty está como instrutor na Academia. Vemos Jaylah presente entre os acadêmicos.

Sulu é o primeiro oficial da USS Concord, nave semelhante a Kelvin, e cujo capitão é Terrell (personagem interpretado pelo falecido Paul Winfield em Star Trek II: A Ira de Khan)

star-trek-boldly-go-terrel

A USS Concord está em missão de exploração, por seis meses, além dos limites da Federação. A nave recebe um sinal desconhecido vindo em sua direção.

Enquanto isso na Endeavor, Kirk, McCoy e Chekov conversam no refeitório. Magro comenta sobre a presença de uma Romulana como primeiro oficial. Kirk explica que Valas nasceu e se criou em Seattle e seus pais são dissidentes de Romulus, refugiados políticos do Império.

Kirk é chamado à ponte por Valas. Um pedido de socorro vindo da Concord na fronteira do Quadrante Delta e um sinal não identificado são captados.

star-trek-boldly-go-romulana

Ninguém da nave consegue decifrar a mensagem. Para Kirk só existe uma pessoa capaz de ajudar na tradução do sinal. Um pedido chega a Uhura em Vulcano.

Por ser a nave mais próxima, Kirk determina que sigam as coordenadas da última localização da Concord em dobra oito, antes da autorização da Frota.

A USS Endeavor chega ao local e só encontra destroços.

star-trek-boldly-go-destrocos

Alguns sinais de vida surgem nos destroços e são transportados a bordo, e entre eles está Sulu, muito ferido. Capitão Terrel está desaparecido.

Sulu relata que uma seção do disco da Concord foi tomada assim como a maior parte da tripulação e que escapou por ter ficado na ponte de batalha. Sulu disse que os atacantes se chamavam Borg.  

A Frota é informada da situação. Kirk ordena que procurem pelo rastro da nave desconhecida.

Uhura diz a Spock que traduziu uma parte da mensagem enviada pela Endeavor: “Resistir é inútil”. Ela descobriu nos arquivos de Nova Vulcano que uma nave Vulcana desapareceu do mesmo modo, séculos atrás, durante viagem ao quadrante Delta e que o sinal era semelhante.

Na Endeavor, os sensores indicam que o curso da nave leva na rota onde a Kelvin foi destruída há trinta anos. Uma nova incursão temporal foi descartada já que não foram encontrados resíduos de partículas croniton.

star-trek-boldly-go-rota

A nave desconhecida agora mudou de rumo e se dirige a Romulus.

Kirk informa a USS Bradbury para interceptar a Endeavor nas novas coordenadas. O objetivo é alcançar a nave hostil antes de atravessar a Zona Neutra.

Em Nova Vulcano, Spock faz uma pausa temporária de seu ano sabático, e solicita uma nave de guerra Vulcana ao Conselho Superior para investigar o mesmo sinal enviado pela nave desaparecida. Ele promete voltar para que possa continuar na fundação da Academia de Ciências de Nova Vulcano.

A Endeavor recebe uma mensagen de socorro vindo do posto avançado Armstrong na fronteira da Zona Neutra. Estão sob ataque.

Ao chegarem lá, Kirk e sua tripulação tem o primeiro vislumbre dos Borg. A nave esférica está atacando o posto em terra, capturando blocos inteiros da estação.

A Endeavor abri fogo e interrompe o ataque dos Borg.

star-trek-boldly-go-borg

Sensores indicam que há tripulantes da Concord a bordo mas que parecem estarem mudando fisiologicamente.

Um Borg surge na ponte da Endeavor. É o capitão Terrel assimilado.

star-trek-boldly-go-resistir

Ele adverte para não interromperem o processo de assimilação dos tripulantes da Concord e do posto sob pena de serem destruídos.

O Borg retorna a nave e a esfera parte em grande velocidade para Romulus.

Kirk é obrigado a interromper a perseguição para ajudar os sobrevientes do posto avançado.

Se a Endeavour cruzar a zona neutra, os romulanos considerarão como um ato de guerra. Independentemente das consequências, o Capitão Kirk não vai abandonar o restante da tripulação da USS Concord.

Aguarde pela edição de número três desta aventura, cujo lançamento está previsto para dezembro

25 Comments on "Review de Star Trek Boldly Go edições 1 e 2"

  1. Sabia que eles iriam inventar os borgs em algum momento… Kkkkkkkkkkk

  2. Fabiano Correia | 29 de novembro de 2016 at 2:44 pm |

    A hq e interessante

  3. Esperava que respeitassem TNG e mantivessem os Borgs em seu devido lugar! Fazer o quê…

  4. Perderam a chance de colocar Kirk capitaneando a USS Faragut.

    Agora é imbecilizar (ainda mais) os Borgs para destruí-los, já que a tecnologia de 30 anos a frente (TNG) era insuficiente para afetá-los.

  5. Na Kelvin Timeline, a USS Faragut foi destruída em Star Trek 09. Foi a nave em que Uhura figurava na lista de tripulantes, inicialmente.

  6. Ué… colocaram os Ferengi em ENTERPRISE. Misturam tudo.

  7. Ah! Verdade. Mas sempre existirão as letras de A a Z.

  8. a NX-01 já enfrentou os Borgs e venceu…
    só é procurar nos arquivos da federação que acham…

    se o cubo borg está indo em direção a Romulus, mas estava em direção ao lugar do aparecimento da Narada, então faz sentido. a Narada tinha tecnologia Borg de um século à frente, os Borgs estão atrás de algo que dará mais vantagem tática para conquistar o quadrante.

    vamos ver qual vai ser o technobabble que vão utilizar para se sair dessa… rsrs

  9. É bem verdade que os Borgs desta história são de um século antes de Picard. Talvez com tecnologia não tão destrutiva quanto a de STNG. Mesmo que derrotem a esfera, que é de menor poder de fogo que um cubo, a localização e entendimento da Federação já é do conhecimento Borg através da tripulação da Concord. O encontro já foi antecipado. O que virá vai depender dos roteiristas.

  10. Acontece que provavelmente vão fazer deste grupo de Borgs, muito mais poderosos que os que Picard enfrentou. A turma do JJ não gosta de perder. É isso que me incomoda. Os borgs que Archer enfrentou eram bem mais calminhos, com tecnologia bem inferior.

  11. Acho o contrário. Os Borgs desta história estão 100 anos antes de Picard. Possivelmente com tecnologia inferior a STNG, mas mesmo assim superiores a da Frota século 23.
    Os de “Regeneration” estavam tentando adaptar com a tecnologia do século 22 e fazer comunicação com o seu quadrante, mas não tiveram tempo.

  12. Apenas fazendo um paralelo entre uma linha do tempo e outra, o que me parece é que a da Kelvin (JJ) tenta, por força da tecnologia que acabou ficando disponível via Narada, igualar tecnologicamente uma timeline com a outra. Fazendo com que a trupe de Kirk (JJ) esteja no mesmo nível da de Picard. Mas é só a minha impressão.

  13. Os quadrinhos extrapolaram essa tecnologia. A Federação já possui naves híbridas com tecnologia parecida com a Borg. Estão encurtando a cronologia.

  14. Foi isso que entendi quando vi a matéria acima. Como não posso acompanhar os quadrinhos, deduzo que não seja tão importante para este ambiente a sequência dos fatos.

  15. Não sabemos até onde estes quadrinhos estão engajados no cânon para sequência do filme. Orci não participa mais da produção, então não sei quem está por trás da supervisão. O fato é que no final de Beyond a sequência acelera para vermos a nave Enterprise já construída. Antes disso não sabemos o que ocorreu. Então eles estão usando esse gap para vender mais histórias. O que vão fazer com os quadrinhos quando a novo filme for anunciado, eu não sei.
    Só achei que a inclusão dos Borgs agora foi algo desncessário. Poderiam ter guardado para mais adiante.

  16. Falta de criatividade…

  17. bem lembrado !!

  18. isso só aconteceria se fosse uma nave com feitos equiparáveis à Enterprise….única que foi honrada com novas edições em A,B,C,D,E….KKKKKKKK

  19. os quadrinhos vão em velocidade de Dobra 8…..

  20. a NX-01 já enfrentou os Borgs e venceu…
    só é procurar nos arquivos da federação que acham..

    Lembrar que esse universo paralelo não tem a mesma história que na linha temporal original e mesmo os eventos pré Narada na kelvin time line , podem e certamente foram diferentes mesmo no período da NX-01….

  21. lembrar que esses borgs na kelvin time line tem história diferente daquela que conhecemos em ENR e TNG pois estamos em universo paralelo e mesmo os eventos pré Narada aqui , foram diferentes….

  22. O marido de Sulu e sua filha estavam na seção da nave que os borgs assimilaram….pode vir agora uma Sulu 7 de nove….. 🙂

  23. ralph tem agora tb uma nova série HQ IDW , já no num 2 , chamada Way point…. já viu…..

  24. Sim. Estou dando uma olhada.

Leave a comment

Your email address will not be published.


*