Os easter eggs e referências de “Second Contact”

ATENÇÃO: ESTE ARTIGO CONTÉM SPOILERS!

“Second Contact” é o primeiro episódio de Star Trek: Lower Decks, disponibilizado hoje nos Estados Unidos e Canadá. Alguns easter eggs e referências aos outros seriados já foram publicados aqui no Trek Brasilis, pois apareceram no trailer do seriado. Mas encontramos muitos neste episódio, confira:

A estação Douglas, onde a nave está estacionada parece muito o desenho da doca espacial vista em Star Trek III: The Search for Spock, e usada em A Nova Geração.

Na cena do corredor, o alferes Boimler pergunta se a alferes Mariner está bêbada. Ela diz: “Claro que sim, esta nave tem whisky romulano”, apostando que a bebida deveria ser verde, mas é azul. No universo de Star Trek, a bebida romulana conhecida é a cerveja romulana (romulan ale), uma bebida alcoólica altamente intoxicante, com uma cor azul característica, variando de um azul-céu pálido a um azul escuro da meia-noite.

E o whisky que deveria ser verde é o whisky de Aldebaran, que Guinan escondia embaixo do balcão do Ten Forward e que aparece, entre outros episódios, em “Relics” de A Nova Geração, onde Montgomery Scott serve a bebida ao capitão Jean-Luc Picard.

Quando ela maneja o bat’leth, ela descreve os klingons e diz “Worf, Worf!”, homenageando o chefe de segurança de A Nova Geração.

No armário onde Boimler estava gravando seu “diário do capitão”, atrás dos equipamentos para melhorar o transporte, existe um modelo da sonda Nomad, apoiado contra a parede. Esta sonda aparece no episódio “The Changeling” de Star Trek: The Original Series.

Ao publicarmos os easter eggs vistos no trailer, além do bat’leth, arma klingon, e da arma lingoriana, passou despercebida a garrafa de conhaque sauriano no baú.

Na abertura, a USS Cerritos encontra um buraco negro, colide com um cometa, e vê a luta dos romulanos contra os borgs, referenciando Star Trek: Picard, onde um cubo borg é controlado pelos romulanos. A seguir, aparece o título do episódio “Second Contact”, que retorna aos créditos na tela pela primeira vez desde Star Trek: Enterprise. A abertura também usa a mesma tipografia utilizada nos seriados dos anos 90.

Quando somos apresentados ao alferes Rutherford, ele tem uma caixa de ferramentas aberta, que parece a caixa de ferramentas de Miles O’Brien em Deep Space Nine e é semelhante às muitas caixas vistas em episódios de A Nova Geração.

A USS Cerritos, nave da classe Califórnia, tem uma série de referências ao seu homônimo, incluindo a bandeira do estado da Califórnia na parede da sala da capitão Freeman. Há também uma frota de shuttles com o nome dos parques da Califórnia – Redwood, Joshua Tree, Yosemite, Death Valley e King’s Canyon, que aparecem no hangar de naves auxiliares. Além disso, o alferes Boimler diz que nasceu em Modesto, Califórnia.

Bandeira da Califórnia

A bagagem que Tendi carrega ao desembarcar é igual à caixa cilíndrica vista no episódio “11001001” da primeira temporada de A Nova Geração.

Ao mostrar o mapa da nave, o alferes Boimler menciona a sala dos cetáceos (cetacean ops), como um dos locais mais interessantes da nave. Ela foi mencionada ao fundo em “Yesterday’s Enterprise” (numa chamada de intercom) e sugerida em “The Perfect Mate”, e faz parte do manual técnico de Star Trek: The Next Generation, que o estabelece como importante para a navegação, sendo administrado por tripulantes golfinhos.

No programa The Ready Room, apresentado por Wil Wheaton, os roteiristas confirmaram que um episódio da segunda temporada está sendo planejado para mostrar mais dessa sala.

Página do Manual Técnico de Star Trek: The Next Generation

O holodeck que Mariner, Boimler e Tendi visitam é nos moldes do primeiro holodeck clássico, com paredes pretas e linhas amarelas, não visto mais desde “These Are the Voyages…”, o episódio final de Star Trek: Enterprise. E quando o alferes Boimler pede para visitar o núcleo de dobra da Cerritos, aparece o tradicional núcleo de dobra vertical, visto pela última vez em Star Trek: Nêmesis.

Quando Tendi chega à Cerritos, desembarca junto com ela um benzite. Os benzites eram uma espécie de humanoides nativos do planeta Benzar, da Federação Unida de Planetas. Mordock, do episódio “Coming of Age” de Star Trek: The Next Generation, era um benzite e foi o primeiro a frequentar a Academia da Frota Estelar. Aparecem ainda em outros episódios deste seriado e de Star Trek: Deep Space Nine.

O primeiro oficial sikh da Frota Estelar aparece no hangar de naves auxiliares, quando Tendi chega pela primeira vez a bordo. Os sikhs são membros de uma religião monoteísta fundada em fins do século XV, no Punjab. É por vezes retratado como um sincretismo entre elementos do hinduísmo, do islamismo e do sufismo.

A alferes Barnes, a paquera de Rutherford, que é um dos oficiais de leme a bordo da Cerritos, é uma trill, a raça de pele manchada que ficou famosa pelos personagens Jadzia e Ezri Dax em Deep Space Nine.

Alferes Barnes, Jadzia Dax (acima) e Ezri Dax (abaixo)

Duas tripulantes usando um visor igual ao do Geordi LaForge, de A Nova Geração, podem ser identificadas. A primeira quando Tendi chega na USS Cerritos e a outra no grupo avançado que é teletransportado para o planeta.

Outro membro da tripulação que chega na Cerritos com Tendi é um andoriano, marcando a primeira aparição em Lower Decks. Os andorianos têm sido vistos com frequência em Jornada nas Estrelas, em Star Trek: Enterprise, Discovery e Picard. Já foram citados aqui.

E podemos confirmar que a alferes Tendi é o primeiro Orion regular na história de Star Trek; a raça de pele verde fez sua estreia em “The Cage”, com aparições subsequentes nos filmes da Série Clássica, em Enterprise, Discovery, e nos filmes da linha do tempo Kelvin. Ela também foi citada aqui pelo Trek Brasilis antes. O tripulante boliano também foi citado no mesmo link.

Um vulcano com a cara coberta pela geléia preta parece o Sr. Spock do universo espelho, do episódio “Mirror, Mirror” de Star Trek: The Original Series.

O grupo avançado da Cerritos usa um equipamento para melhorar o transporte, que aparece em muitos episódios dos anos 90, e que foi visto pela primeira vez em “Power Play”, episódio de Star Trek: A Nova Geração. Na foto, ele está sendo usado pela capitão Janeway, da USS Voyager.

Na superfície do planeta, Mariner usa um jipe Argo, cuja primeira e única aparição foi em Star Trek: Nêmesis.

Na cena do bar, o alferes Rutherford, que é um ciborgue recente, tem seu implante vulcano com falhas que suprimem suas reações emocionais. Os vulcanos são educados para suprimir as suas reações emocionais. O alferes sai da nave com sua paquera, alferes Barnes (Jessica McKenna), usando um traje espacial semelhante ao usado por Picard e Worf em Star Trek: First Contact. 

A alferes Barnes refere-se às canções de The Monkees como uma banda clássica, da mesma forma como McCoy categorizou os Beastie Boys em Star Trek: Beyond. A música referida por Rutherford é I’m a Believer.

O

Um tripulante napean, que foi mostrado no trailer, também aparece na cena de luta contra os zumbis, ao lado do alferes Rutherford.

O gabinete da capitão Freeman contém todos os apetrechos que se esperaria em seu santuário privado: um modelo da USS Cerritos, uma espada, uma insígnia tradicional e alguns itens históricos como um sextante, um modelo de barco a vela, uma bola de beisebol em uma caixa, e um boné de serviço (semelhante ao visto nos aposentos do capitão Pike em “The Cage“).

Há ainda uma amonita, fóssil de um animal marinho, como o que a dra. Beverly Crusher mantinha em seu gabinete, na enfermaria da Enterprise-D, no episódio “11001001”, de A Nova Geração, e visto também no gabinete de Picard na Enterprise-E, em Star Trek: First Contact.

Os copos do bar da Cerritos são iguais aos copos do bar Ten Forward, de Star Trek: The Next Generation.

O número 79 foi mencionado duas vezes no episódio: como a data da comissão de Boimler e a tranferência de Tendi da Base Estelar 79. Isso pode ser é uma referência aos 79 episódios de Star Trek: The Original Series..

No final do episódio, Mariner se auto nomeia mentora de Boimler, dizendo que vai ser sua cha’Dich. Jean-Luc Picard foi o cha’Dich de Worf, no episódio “Sins of the Father”, de A Nova Geração. E cita, com admiração alguns dos personagens principais da Série Original, como Spock, que voltou dos mortos (Star Trek III: The Search for Spock), pegou o dispositivo Genesis e lutou com Khan (Star Trek II: The Wrath of Khan) e com algumas baleias (Star Trek IV: The Voyage Home); Sulu, que balançava uma espada, no episódio “The Naked Time”, e Kirk.

Cita também Gary Mitchell, personagem do segundo piloto da Série Clássica, “Where No Man Has Gone Before”, e ainda personagens de Star Trek: The Next Generation, como Worf, e o famoso macacão de Deanna Troi.

Picard como cha´Dish do Worf

Esses foram as referências e easter eggs que encontramos. Se você achou mais alguns, coloque nos comentários!

Be the first to comment on "Os easter eggs e referências de “Second Contact”"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*