Easter eggs e referências de “Crisis Point”

ATENÇÃO: ESTE ARTIGO CONTÉM SPOILERS!

O nono episódio de Lower Decks“Crisis Point”, que foi ao ar nos Estados Unidos na última quinta feira (1/10), começa com Mariner derrubando uma estátua de um rato que oprimia e comia lagartos. Os alienígenas lagartos que Mariner está tentando libertar são oprimidos por um alienígena rato, que se parece com um anticano. No episódio de A Nova Geração, “Lonely Among Us”, os antícanos eram carnívoros que pareciam cães. Em Lower Decks eles são ratos, mas são parecidos. Naquele episódio, os antícanos eram rivais de uma espécie réptil chamada Selay. Os lagartos aqui não se parecem com os Selay, mas a referência parece clara.

O conselheiro terapeuta, um pássaro, é interpretado por Paul F. Tompkins. Tompkins é o co-apresentador do atual podcast oficial Star Trek: The Pod Directive, juntamente com Tawny Newsome, a voz de Beckett Mariner.

No consultório do terapeuta, todas as decorações são árvores, o que é apropriado para um pássaro.Ele também tem na parede uma figura do teste de Rorschach, popularmente conhecido como “teste do borrão de tinta”,  que é uma técnica de avaliação psocológica pictórica, comumente denominada de teste projetivo ou, mais recentemente, de método de autoexpressão.

Teste de Rorschach

Os alferes Tendi, Rutherford e Mariner estão praticando tiro ao prato com da Vinci. Da Vinci (Leonardo da Vinci), um personagem do holodeck de Voyager, já foi citado e explicado aqui, nos easter eggs do sexto episódio de Lower Decks, “Terminal Provocations”.

A espingarda que os alferes estão usando para o tiro ao prato é semelhante à usada no episódio “North Star” de Star Trek: Enterprise. A tripulação vai a um assentamento humano do século XIX, O delegado Bennings (James Parks) mira uma espingarda modelo Winchester 1892 durante o final do episódio.

Boimler criando uma versão holográfica da tripulação da ponte da Cerritos tem vários precedentes, mas o episódio mais semelhante é provavelmente o episódio de Voyager, “Worst Case Scenario”. Tuvok cria um holonovela que simulava uma situação em que os Maquis tentavam retomar a USS Voyager. Na simulação Tom Paris encontra seu eu holográfico em um ponto, que é exatamente o que acontece com Mariner, mais tarde, neste episódio de Lower Decks.

Boimler cita que Mariner está colocando no roteiro do filme “passarela de metal, instável, noite”. Isso provavelmente é uma referência ao final de Star Trek: Generations, em que Kirk e Picard lutam contra o Dr. Soren em uma série de passarelas de metal.  Mas, Riker e seu duplicado, Thomas Riker, também têm um grande confronto em uma passarela no episódio “Second Chances” de A Nova Geração.

Star Trek: Generations

“Second Chances”

Quando Mariner está reprogramando o holodeck, podemos ver na tela, partes do roteiro real para o episódio, incluindo elementos como a  bazuca phaser do Shax, outra arma especial do orçamento do filme e a cena em que a capa da Mariner fica presa na cabine.

Os créditos de abertura e encerramento do filme da Mariner no holedeck são referência aos filmes anteriores de Star Trek. A música de abertura é a música de Lower Decks, com orquestração semelhante à abertura musical do início de The Wrath of Khan. O encerramento, além das assinaturas, tem a música semelhante à do filme The Undiscovered Country.

Quando o filme começa, tudo muda: aparecem créditos voadores, lens flare e até mesmo a janela, proporção entre base e altura da imagem, no estilo de filme. O lens flare na ponte de comando faz referência ao uso extensivo desta técnica nos filmes Star Trek e Além da Escuridão: Star Trek, dirigidos por J.J Abrams em 2009 e 2013, respectivamente.

Além da música, sequências de crédito, lens flare e proporções, o episódio apresenta outro tributo aos filmes, nas linhas muito sutis e efeitos de granulação na resolução das imagens.

A fonte usada na abertura do filme da Mariner, Crisis Point: The Raise of Vindicta, é semelhante à de A Nova Geração e da própria série Lower Decks.

O tenente Winger Bingston Jr., citado na abertura filme, realizou seu show de um homem só, A Federação Unida de Personagens, na frente da tripulação, incluindo a capitão Carol Freeman e a tenente Beckett Mariner, em “Moist Vessel”, o quarto episódio de Lower Decks. Neste episódio, ele é esmagado quando Vindicta penetra na Cerritos.

Winger Bingston Jr.

Mariner diz que em seu filme, Boimler seria uma espécie de Xon, e que ele poderia não aparecer no corte final. Isso faz referência ao personagem vulcano Xon, de David Gautreaux, da série Star Trek Phase II dos anos 70, que seria a continuação da Série Clássica, mas nunca foi feita. Xon foi planejado como uma espécie de substituto para Spock porque, naquela época, não estava claro se Leonard Nimoy voltaria para o papel. David Gautreaux aparece em Star Trek: The Motion Picture, como um humano chamado comandante Branch.

A cena do shuttle levando a tripulação e o Boimler para a Cerritos, que tinha passado por melhorias, lembra muito a tripulação da Enterprise chegando na nave, no filme Star Trek II: The Wrath of Khan. A música desta cena é o tema de Lower Decks, orquestrada no estilo de James Horner, responsável pela música desse filme. O loop interminável de imagens giratórias da Cerritos é uma paródia da cena de aproximação de James T. Kirk e Montgomery Scott da nave Enterprise em Star Trek: The Motion Picture.

Quando a tripulação simulada entra na ponte da Cerritos, os efeitos sonoros são característicos da Enterprise da linha do tempo Kelvin, tocando ao fundo. Quando a Cerritos entra em dobra, sua trilha cheia de iluminação é uma referência aos momentos finais de Star Trek Into Darkness.

Tendi, no filme, apesar de ser uma pirata, se veste como uma escrava orion, lembrando Vina, em “The Cage”, o episódio piloto da Série Clássica.

Vindicta se junta a Khan e Chang, como mais um vilão de filme que gosta de citar Shakespeare. Ela cita um trecho de The Tempest, peça de Skakespeare: “O inferno está vazio e todos os demônios estão aqui / Nossas festas agora acabaram”. O general Chang (Christopher Plummer) diz a mesma frase: “Our revels now are ended, Kirk!” (“Nossas festas agora acabaram, Kirk!”) enquanto ataca a Enterprise em Star Trek VI: The Undiscovered Country. No episódio “Emergence” de A Nova Geração, Data realizou cenas de The Tempest no holodeck USS Enterprise-D. No episódio final de Star Trek: Picard, “Et in Arcadia Ego, Parte 2”, Jean-Luc Picard encerrou a simulação quântica contendo a consciência de Data com uma das mais famosa citações de The Tempest: “We are such stuff as dreams are made on, and our little life is rounded with a sleep” (“Somos dessa matéria de que os sonhos são feitos, e a nossa vida breve é circundada pelo sono.”.

General Chang

Data como Próspero

O phaser super destrutivo usado por Vindicta/Mariner tem um efeito vaporizador semelhante ao usado no episódio “Loud as a Whisper” de A Nova Geração.

O comandante Ranson ordena uma formação de ataque raptor. Um raptor era um tipo de pássaro predatório, também referido como um pássaro-de-presa (bird-of-prey), nome das naves romulanas e klingons.

O tenente Shaxs diz para Mariner falar para os pah-wraiths que ele a mandou. Os pah-wraiths eram seres não corpóreos, inimigos dos profetas bajorianos, que tomam a forma de espíritos de fogo. O primeiro episódio onde eles apareceram foi “The Assignment” de Deep Space Nine.

Como todos os grandes filmes de Star Trek, a nave Cerritos sofre acidentes, como as várias destruições da Enterprise no filmes The Search for Spock, Generations, e Star Trek Beyond, mas no estilo Lower Decks, a seção disco rola na superfície do planeta como uma moeda.

Quando a Cerritos queima na atmosfera do planeta, o efeito é semelhante à forma como a Enterprise queimou na atmosfera do planeta Gênesis em Star Trek III: The Search For Spock.

O brinco do Shaxs, que Mariner pega após a explosão dele (desconte o pedaço de orelha no brinco), é típico e usado por todos os bajorianos. Esse brinco, vistos em vários episódios de Deep Space Nine, é uma joia elaborada, tradicionalmente usada na orelha direita pelo povo bajoriano como um símbolo de sua fé. O brinco de cada pessoa era individualizado e trazia o símbolo de sua família.

Rutherford diz que usa uma sequência de teletransporte rápida e repetida para transportar toda a tripulação para a segurança. Em Star Trek: Generation, Scotty teletransporta 47 pessoas de uma nave só com o toque de um botão.

O grito de batalha da Mariner holográfica contra Vindicta, “Larga da minha mãe, sua vadia”, não é uma referência de Star Trek. Esta fala é uma referência ao clímax do filme Aliens, o Resgate, em que Ripley diz: “Largue ela, sua vadia!”

Boimler pergunta à capitão Freeman se ela gosta de gola alta ou apenas uniformes padrão. Isso parece indicar que os uniformes de gola alta, estilo Deep Space Nine, ainda podem estar em serviço em algumas partes da Frota Estelar. Este uniforme foi usado pelo personagem na nave médica, no episódio “Much Ado About Boimler” de Lower Decks, visto aqui.

Mariner gosta de se vestir de Toby Targ no halloween. O targ era um animal de pastoreio klingon, nativo de Qo’noS. Toby, o targ, foi o personagem principal e escritor de uma série de holoprogramas educacionais para crianças. B’Elanna Torres tinha um Toby, o Targ de pelúcia em Voyager, conforme mencionado por Paris. No episódio “Author, Author” de Voyager, o programa Toby o Targ foi o título infantil mais bem sucedido das editoras Broht & Forrester, uma editora da Federação que publicava e distribuía holonovelas. Entre suas publicações mais bem sucedidas estavam a série Dixon Hill e um programa infantil Toby o Targ, que foi promovido como “escrito por Toby, o Targ”.

A capitão Freeman enterra o corpo da Mariner holográfica em uma estranha sepultura feita de rochas. Isso faz referência ao final de Star Trek: Generations, onde Picard enterra Kirk exatamente da mesma maneira.

Antes de ser baleado por da Vinci, Vindicta sai de um tubo de torpedo fotônico. Isso faz referência ao final de Star Trek II: A Ira de Khan, que mostra que o tubo de torpedo fotônico, que serve de caixão, para Spock pousou no planeta Gênesis.

Da Vinci atirando em Vindicta com uma espingarda pode ser uma referência ao primeiro episódio de Enterprise, “Broken Bow”, quando um fazendeiro atira em um Klingon com uma espingarda na primeira cena.

No final, todos os quatro alferes assinam seus nomes em tinta azul, em um campo estelar. Isso faz referência ao final de Star Trek VI: The Undiscovered Country, no qual todos os sete membros do elenco da série original assinam seus nomes nos créditos finais.

Obs: Muito obrigada para Ale Aoki, pela ajuda com as referências musicais e outras e à equipe do Trek Brasilis, que sempre ajuda em tudo.

Estes foram os easter eggs e referências que identificamos em “Crisis Point”. Se você encontrou mais alguma, coloque nos comentários.

Be the first to comment on "Easter eggs e referências de “Crisis Point”"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*