Michelle Yeoh fala sobre Discovery e a série Seção 31

Nesta última edição de The Ready Room para 2020, o apresentador Wil Wheaton conversa com a atriz Michelle Yeoh, que interpretou a personagem Phillipa Georgiou. Ela mora atualmente em Paris.

Em sua entrevista pós-episódio, Michelle fez uma avaliação dos seus dois personagens em Discovery:

Como capitão Phillipa Georgiou, ela era o cerne da bondade, a heróica. A heroína de todos e você quer que ela seja sua mentora. E quando ela morreu, os escritores, todos, mantiveram seu espírito vivo.

Então, quando veio a imperatriz Georgiou, todo mundo ficou horrorizado, porque sabemos que se trata do mundo terráqueo, mas ela nasceu em um mundo onde o sinal de fraqueza, qualquer vulnerabilidade, significava morte instantânea. Ela jogava seu peso ao redor e era hábil, era magistral na manipulação e acho que ela aprendeu a ler as pessoas instantaneamente, quem era seu povo e quem ela podia confiar e as pessoas que ela teria de destruir. Então, é claro, vem a boa Michael Burnham e isso a mudou, mostrou a ela que esta era a Michael, esta era a filha que ela sempre quis. Quero dizer, por que você constrói um império? Você não vai viver para sempre. Você constrói para as pessoas que ama. E ela (Michael) era a única pessoa que a imperatriz amava.

Então, quando ela teve uma segunda chance, a jornada da imperatriz não havia terminado, mas dependeria dela se vai terminar abruptamente. E eu adoro quando ela caminha para o portal e percebe, que está vestida como o império terrano, vendo os seus soldados a frente, e você pode ver nos olhos dela que ela mudou drasticamente.

Quando perguntada como se sentiu ao saber que retornaria ao Universo Espelho, na terceira temporada, disse.

É como se você estivesse esperando ficar animado, ser arrebatado. Eu acho que todos do elenco ficaram animados para serem espelhos de si mesmos. Todos estavam decidindo como iriam fazer. E eu era uma velha bruxa. Tenho feito isso por três temporadas. Mas nós nos divertimos muito explorando este universo de novo. E foi especial para a imperatriz voltar com novos olhos.

Michelle comentou bastidores de gravação dos momentos finais de Georgiou e Michael em um planeta gelado.

Parece um ciclo completo, especialmente no caminho do cenário, onde tudo se desenrolou. Para ser honesto, quando chegamos ao local naquela manhã, era muito diferente do que você vê agora. Até onde a vista alcançava era apenas cascalho. Era para ser mais deserto, mas com pedras. Então, a mão de Deus interveio e disse, adivinhe? “eu vou levar vocês, garotas, em um círculo completo” e a neve começou a chegar. Se você olhar corretamente, não estávamos vestidas para aquele dia (vestindo roupas de couro).

E conforme o dia avançava, de repente passou e a paisagem ficou completamente branca. Fizemos toda a cena com rajadas de neve. Eu olhei para mim, em uma das fotos de gravação e disse: “Meu Deus, meu rosto está congelado!”. Mas isso trouxe toda a jornada para essas duas senhoras poderosas em um ciclo completo, no sentido que começamos no escaldante, e em uma tempestade de areia e agora dizendo adeus nisso.

Ainda em relação as gravações, Michelle também deu uma palhinha a respeito da sequência de luta entre a imperatriz e Michael do Espelho.

Filmar estas cenas foi desafiador. Mas graças a nossa equipe de dublês, eles entendem este tipo de ação. Conversamos sobre o drama, por que estamos lutando, porque isso vai mudar a diversidade dos estilos de luta ou se estamos apenas fazendo uma briga de rua. Mas estas são duas grande guerreiras, portanto, deve haver um estilo de luta diferente. Elas estão lutando para se matarem ou estão de forma defensiva? Temos de entender isso. Mas é uma luta feita com segurança. Isso é o mais importante.

Michelle Yeoh disse que conversou com Alex Kurtzman e Michelle Paradise sobre a saída de sua personagem em Discovery, já que não havia sido planejado dessa forma, mas deu a entender que a produção do spinoff Seção 31 poderia ter precipitado isso.

Chegou a um ponto que isso seria necessário, se fôssemos fazer mais viagens com a imperatriz Georgiou. Então, algumas coisas precisavam acontecer. E foi isso. Se eu falar sobre isso agora, não vou parar de chorar …… (respira fundo).

Ainda durante a entrevista, Yeoh deu mais uma pista de que continuará na franquia:

“Nunca vai ser um adeus. Não se eu tiver uma mão nisso … mas naquele momento foi muito difícil. Saber que não verei minha nova família por um tempo … Em meus trinta anos de carreira, Georgiou tem sido muito gratificante como atriz, que tem sido incrível. E só por essa razão, eu nunca vou embora! Eles me pegaram.”

Ela deixou o mesmo sentimento de continuação em uma entrevista à Bustle:

“Há tantas histórias para contar sobre ela. Eu sei com certeza que se não desistirmos dela, não vamos colocá-la na prateleira.

Talvez um dos motivos pelos quais ela não esteja nesta linha do tempo seja para poder continuar mais com suas próprias aventuras, mais com suas histórias, mais com as coisas pelas quais ela tem que viver.”

Ao Insider, a atriz também falou sobre um retorno à Star Trek.

Acredito que sim. Georgiou é uma personagem tão intrigante e maravilhosa em tantos níveis diferentes, não apenas como ela mesma, mas o que ela traz e instiga através dos outros personagens que parece que não podemos nos livrar dela e não deveríamos. … De uma forma muito estranha, ela é como uma bússola moral. É como todas as coisas que você quer fazer, mas você não ousa porque sente que é uma boa pessoa, e então ela sai e diz isso sem rodeios e então você pensa: “Eu gostaria de ser corajoso o suficiente para fazer algo como este”. Mas graças a Deus você não faz isso e tem alguém como ela ao seu redor.

Eu realmente espero continuar contando todas as aventuras de Philippa Georgiou porque ela é uma personagem tão incrível que qualquer ator mataria para ter esse papel. Eu sei que os EPs e escritores e minha equipe ainda estão trabalhando muito porque temos muito mais histórias para contar. … Espero que seja muito em breve.

Quando questionada sobre o que ela gostaria de explorar com Georgiou na nova série, Yeoh revelou pouco, mas deixou a questão de “quando” a série se situaria:

Depende da linha de tempo em que ela entra por aquela porta. Obviamente ela não vai ficar no futuro, mas espero que no pouco tempo que ela esteve lá, sendo a engenheira incrível e esperta que é, teria aprendido muito sobre aquele período de tempo que seria capaz de suportar com dela. Você pode imaginar o que ela poderia trazer de volta ao passado? Sem mudar o futuro, é claro. Desenvolvimentos que podem fazer uma grande diferença, e se fosse a Seção 31, é disso que se tratava a Seção 31, não é?

Em 2019, antes da estréia da 2ª temporada de Discovery, a  CBS anunciou o desenvolvimento de uma nova série que “expandirá o papel atual de Yeoh como membro da divisão Seção 31 da Frota Estelar, uma organização fantasma dentro da Federação”.

Como já dito anteriormente, a equipe de roteiristas está formada por Erika Lippoldt e Bo Yeon Kim, e contam com a ajuda do escritor Craig Sweeny, criador das séries The 4400 e Limitless.

Durante uma entrevista em abril a Newsweek, Michelle disse que a série “será menos intensa e mais divertida. Visitando mais planetas e resgatando pessoas à nossa maneira”. Sobre a personagem, ela disse que será “deliciosamente má”, e muito diferente das interpretações anteriores de Georgiou, o que corresponde a mudança da personagem em “Terra Firma”.

Antes do anúncio da Pandemia, o produtor Alex Kurtzman revelou que o elenco seria escolhido em breve. Mas possivelmente o cronograma sofreu atraso e está sendo ajustado. O diretor Jonathan Frakes chegou a dizer que a série de Pike poderia vir antes da Seção 31. Ainda não há informação se o ator Shazad Latif (Ash Tyler) terá participação.

Fonte: TrekMovie

 

Be the first to comment on "Michelle Yeoh fala sobre Discovery e a série Seção 31"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*