Jack Quaid fala sobre Boimler a bordo da USS Titan

O ator Jack Quaid, que faz a voz do personagem alferes Bradward Boimler, na série animada Lower Decks, concedeu entrevistas aos sites ScreenRant e Comicbook, onde falou sobre a fase de Boimler na USS Titan e como ficará sua relação com Mariner e demais personagens nesta segunda temporada.

No final da primeira temporada, Boimler acabou afastando-se de seus amigos na Cerritos e embarcando na USS Titan. Quaid descreve como será esta nova aventura.

A vida na Titan para Boimler é ótima. É tudo o que ele sempre quis. Nós lançamos um teaser trailer e a Titan estava um pouco em batalha, e Boimler está gritando, é claro, como ele faz. É interessante com Boimler na Titan. É tudo o que ele sempre quis, mas ele ainda é Boimer, ele não tem muita experiência de campo, então é um pouco uma curva de aprendizado para ele e um pouco de adaptação. Foi uma coisa muito interessante de fazer e gravar. Mal posso esperar para que o público veja isso. É muito, muito divertido. Então, veremos como ele se sairá com isso, e isso é tudo que posso dizer.

Mas, de acordo com o ator, a ausência dos amigos na Cerritos será muito sentida por Boimler, na segunda temporada.

Acho que ele aproveitou a chance e não estava pensando nisso. Tenho certeza de que isso pesa sobre ele. Saiu sem se despedir. Simplesmente fez isso e agarrou a chance. Acho que estava tão animado que não estava pensando. Mas no fundo de sua mente, ele sente falta de seus amigos. Ele percebe que saiu sem cerimônia e se sente mal com isso, com certeza.

Quaid lamenta não ter contracenado suas cenas ao lado de Jonathan Frakes, mas ficou entusiasmado ao saber, pelo próprio Frakes, que trabalhariam juntos.

Não, eu nunca tive a chance de gravar com ele. Com o ano COVID, realmente não foi possível. O interessante é que eu estava no meio da gravação da 1ª temporada de Lower Decks e estava aqui em Toronto filmando The Boys, na 2ª temporada. Fiz uma convenção aqui com Karl Urban e, aleatoriamente, Karl acabou me apresentando a Jonathan Frakes e jantamos. Ele também estava naquela convenção.

Eu me sentia um pouco como Boimler porque sou um grande fã dele e estava muito nervoso. Ele olhou para mim e disse: “Oh, Jack! Claro! Você vem comigo na minha nave!” Ele estragou o final da primeira temporada para mim antes mesmo de eu ler o roteiro. Mike McMahan (o produtor) ainda não tinha me contado o final, mas Jonathan Frakes sim. Nós nos conhecemos e ele é muito legal. Ele é uma das pessoas mais bondosas que já conheci e é muito legal me juntar a ele vocalmente na nave. É realmente incrível.

Na primeira temporada, Quaid trabalhou suas cenas na mesma sala com a atriz Tawny Newsome (que interpreta Mariner), e isso ajudou muito a transmitir este entrosamento pessoal entre os dois personagens.

Acho que o que ajudou muito no entrosamento dos personagens, na primeira temporada, pré-COVID, foi que Tawny Newsome e eu gravamos muitos dos nossos diálogos na mesma sala, então nos acostumamos com os ritmos um do outro. Na segunda temporada, não precisamos ficar tanto no mesmo cômodo, embora eu tenha sentido falta disso, e gostaria que pudéssemos estar, mas eu já sabia o que ela traria para a mesa e mais ou menos o que ela tentaria improvisar. Ela é simplesmente uma improvisadora mestre.

Quando perguntado se a dupla poderia, futuramente, se transformar num par romântico, disse.

Eu realmente amo essa amizade [entre Boimler e Mariner]. Eu acho que talvez um aspecto do porque eles são uma grande dupla é o fato de que … Algumas pessoas me perguntam se eu acho que eles vão ficar juntos romanticamente. E eu nunca realmente pensei que isso fosse possível para eles. Acho que o que os torna tão interessantes é que eles têm quase uma amizade do tipo “vão-não-vão”, na qual você torce para que uma amizade dê certo, o que é algo que realmente não acho que vemos muito.

Eles têm aquele tipo de conversa fiada, mas são duas pessoas que são melhores amigas que não admitem que são melhores amigas. E eu acho que é uma dinâmica muito interessante, especialmente naquela primeira temporada. Eventualmente, no final da temporada, Boimler confessa que Mariner é seu melhor amigo. Isso é muito fofo. Acho que não vemos o suficiente e adoro isso. Eu realmente quero.

Quaid torce para que Boimler cresça mais e mude no futuro.

Eu gostaria de vê-lo ficar um pouco mais confiante, um pouco mais autoconfiante. Eu gostaria de vê-lo em situações mais aterrorizantes e ver como ele sai delas. Vai ser muito legal vê-lo na Titã porque você o está vendo no elemento em que ele acha que deveria estar, mas é uma nave diferente. Ele não tem seus velhos amigos para apoiá-lo. Boimler sozinho é realmente interessante e ele aprende muito sobre si mesmo. É isso que eu quero ver.

Embora, não saiba ainda qual será o destino final de Boimler na série, Quaid vê seu personagem mais como um Número Um do que um capitão de nave.

Não sei se ele tem material para capitão. Eu sei que ele quer tanto, mas ele é o motivo. Só acho que ele não sabe como tomar decisões precipitadas. Eu acho, realisticamente, eu acho ele um incrível primeiro oficial, uma vez que ele se supere. Ele é um ótimo Número Um, uma vez que ele supere suas ansiedades, eu acho. Creio que Mariner é o capitão e Boimler é o Número Um. Acho que é uma combinação perfeita, mas sim, não sei sobre seu o futuro como capitão. Talvez um Boimler mais velho, como Riker que se tornou capitão um pouco mais tarde. Acho que talvez ele pudesse fazer isso, mas por enquanto, eu apenas o vejo como o primeiro oficial, mas isso é bom.

Sobre a possibilidade da série animada tornar-se uma série live-action, como alguns fãs gostariam, o ator deu sua opinião:

Serei muito franco. Não. Ninguém me abordou sobre aparecer em uma versão live-action da coisa. Eu sei que quando fiz o teste para Boimler, pude ver um desenho dele em uma tela. Eles me mostraram como ele era, e isso foi antes de eu ser escalado. Eu estava fazendo testes na época, então, acho que funcionou que todos nós pudéssemos fazer nossos homólogos animados. Vou apenas dizer agora, eu adoraria fazer isso. Vou pintar meu cabelo de roxo. Vou usar os uniformes vermelhos. Seria incrível fazer isso, e um desafio tão estranho e interessante. Como tornar um personagem de desenho animado um pouco mais fundamentado para um ator ao vivo. Talvez você não precise, eu não sei. Seria uma coisa muito interessante de se fazer. Então, esperançosamente, no futuro, oh meu Deus. Eu aproveitaria a chance de fazer isso.

A produção de Lower Decks, mesmo estando no trabalho remoto, conseguiu deixar a segunda temporada pronta para começar em agosto. Mas Quaid explicou ao ComicBook.com que houve uma dinâmica diferente entre as duas temporadas:

A única desvantagem de ter sido gravado durante a pandemia é que, na primeira temporada, consegui gravar no estande ao vivo com Tawny Newsome, o que não conseguimos fazer nesta segunda. E ela também está muito ocupada agora. Então, não fomos capazes de nos juntar, mas foi muito divertido. E mesmo que seja no Zoom, trabalhar com Mike McMahan e Brad Winters e o resto da equipe, é sempre uma alegria. E adoro fazer Boimler. Ele é um idiota e eu o amo muito. Então foi uma alegria. Foi incrível.

A série Star Trek: Lower Decks retorna para a 2ª temporada em 12 de agosto no Paramount+. Ainda não há informações se passará no Brasil e América Latina.

Be the first to comment on "Jack Quaid fala sobre Boimler a bordo da USS Titan"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*