TNG 3×03: The Survivors

A tragédia de um anjo caído vira um mistério para a Enterprise

Sinopse

Data estelar: 43152.4

A Enterprise atende a um pedido de socorro de uma colônia, mas, ao chegar a Rava IV, encontram apenas uma casa, intacta, em meio a um mundo completamente devastado. Riker, Geordi, Worf e Beverly Crusher descem em um grupo avançado e fazem contato com um casal de idosos humanos, Kevin e Rishon Uxbridge. Eles aparentemente foram os únicos sobreviventes de um ataque devastador por uma nave de origem desconhecida.

Riker insiste que eles devem partir com a Enterprise, mas eles insistem em ficar. Enquanto a tripulação decide o que fazer, Troi vai ficando perturbada com uma música que não sai da sua cabeça — a mesma música que emana de uma caixinha na casa dos Uxbridge. De início, ela esconde a condição da tripulação, mas por fim Beverly Crusher toma conhecimento do caso e tenta ajudá-la.

Picard desce e faz uma tentativa de convencer os Uxbridge, sob o pretexto de levar um replicador. Eles ainda querem ficar, e a nave atacante volta do nada ao sistema. Picard ordena a Enterprise a repeli-la e persegui-la. Quando a perseguição não resulta em nada, o capitão ordena a volta a Rana IV para tentar convencer os Uxbridge de que estão em perigo. Mas Kevin insiste que não há risco. Determinado, Picard diz que só deixará o sistema se eles morrerem e volta à Enterprise.

Em seguida, a nave inimiga reaparece. Picard ordena uma postura passiva, e os alienígenas destroem a casa dos Uxbridge. Não há sobreviventes. O capitão tem um palpite e, em vez de partir, decide colocar a Enterprise em uma órbita mais distante. Horas depois, para a surpresa de todos, a casa reaparece, com os Uxbridges nela.

Picard ordena que o casal seja transportado direto para a ponte e confronta Kevin. Na verdade, só houve um sobrevivente do ataque, o próprio Kevin, que de humano não tem nada e vem criando as falsas ameaças da nave inimiga, bem como sua vida com Rishon. Ele então admite que é um alienígena de outra galáxia, pacífico, vivendo como humano. Kevin se apaixonou por Rishon e viveu com ela por mais de cinco décadas, até que ela foi morta pelo ataque da nave husnock. Kevin poderia ter impedido, mas seu pacifismo o proibiu. Quando Rishon morreu, num ataque de raiva, ele extinguiu de uma só vez todos os husnocks da galáxia.

Picard pede ajuda a Kevin para curar Troi, perturbada pela música que ele plantara na cabeça dela. Ele aquiesce. Por fim, o capitão considera Kevin Uxbridge além de qualquer jurisdição da Federação, dados sua natureza e o crime que perpetrara, e o autoriza a retornar ao planeta e a recriar Rishon para viver com ela em isolamento.

Comentários

“The Survivors” é uma tragédia, cujo ponto focal é o intrigante personagem de Kevin Uxbridge — na verdade um alienígena ultrapoderoso vindo de outra galáxia. Quase como um anjo caído, ele se apaixona por uma humana e decide passar a vida com ela. Sua moralidade e seu poder estão muito acima do que a humanidade já experimentou, com capacidades que o colocam acima do bem e do mal. A única forma de lidar com isso é adotar o pacifismo extremo. E é esse pacifismo que atinge seu calcanhar de aquiles — seu amor humano. Num ataque de fúria, ele elimina uma raça inteira num piscar de olhos.

É, por si só, uma história fantástica. Mas fica ainda mais interessante ao ser construída como um mistério que precisa, passo a passo, ser desvendado pela Enterprise. Para tanto, o episódio faz bom uso de praticamente todos os personagens principais, com especial ênfase para Riker, Troi e, sobretudo, Picard.

O capitão precisa demonstrar alto nível de perspicácia e de sensibilidade para entender o que está acontecendo e a maneira como ele conduz os eventos para demonstrar suas conclusões é brilhante. as cenas finais entre Patrick Stewart (Picard) e John Anderson (Kevin Uxbridge) são maravilhosas, com um nível de atuação e diálogos superior à média das duas temporadas anteriores.

Mesmo naquilo que o episódio cai em clichês, como o velho truque “Troi de alguma maneira não consegue perceber as intenções das pessoas”, a forma como isso é feito joga em favor do drama, com Deanna sofrendo pela opressão da música que a bloqueia para qualquer outra coisa. Marina Sirtis vai muito bem aqui também.

Também ajudam os valores de produção, com mais uma expansão de cenário por meio de pinturas, para mostrar a casa intacta em meio a um planeta devastado, e boas filmagens em locação, dando uma expansão às cenas que jamais poderiam ser obtidas em estúdio.

Apesar disso, há alguns problemas, sobretudo na forma de repetições excessivas. O fato de haver três visitas à casa dos Uxbridges torna tudo um pouco cansativo, e a mesma cena da nave husnock se virando para atacar a Enterprise, apesar de esteticamente agradável, se afigura como reciclagem quando a vemos pela terceira vez, idêntica, no mesmo episódio.

São pequenos problemas, contudo, diante de um episódio bastante sólido que explora qualidades clássicas de Star Trek, enquanto dá um pouquinho a cada tripulante para torná-los parte integrante da aventura.

Avaliação

Citações

“We are not qualified to be your judges. We have no law to fit your crime. You’re free to return to the planet, and to make Rishon live again.”
(Não somos qualificados para ser seus juízes. Não temos lei que se encaixe em seu crime. Você está livre para voltar ao planeta e fazer Rishon viver de novo.)
Picard

Trivia

  • O título original deste episódio era “The Veiled Planet”.
  • Dan Curry preparou vários storyboards para ajudar com a produção deste episódio.
  • As cenas externas deste episódio foram filmadas em uma casa de praia em Malibu, na Califórnia. E quando Riker é capturado por uma armadilha, a cena foi gravada com um dublê, Dan Koko.
  • De acordo com o diretor Les Landau, as gravações externas deram leveza à produção. “Passamos um dia em locação. Fez não só a audiência, mas também a equipe feliz. Quando você está limitado a filmagens internas todo dia, fica monótono. Tivemos a sorte de ir a Malibu e tivemos um belo dia de verão. Acho que foi uma história única para Star Trek e um dos meus melhores trabalhos.”
  • John Anderson (Kevin Uxbridge) havia perdido sua esposa apenas um ano antes de aparecer em “The Survivors”, o que quase o fez desistir do papel. Mas ele acabou topando e entregou uma excelente atuação.
  • Tanto John Anderson, então com 67 anos, como Anne Haney, então com 55, fizeram papéis muito mais velhos que eles mesmos. Kevin Uxbridge tinha 85, e Rishon, 82.

Ficha Técnica

Escrito por Michael Wagner
Dirigido por Les Landau

Exibido em 9 de outubro de 1989

Título em português: “Os Sobreviventes”

Elenco

Patrick Stewart como Jean-Luc Picard
Jonathan Frakes como William Thomas Riker
Brent Spiner como Data
LeVar Burton como Geordi La Forge
Michael Dorn como Worf
Marina Sirtis como Deanna Troi
Gates McFadden como Beverly Crusher
Wil Wheaton como Wesley Crusher

Elenco convidado

John Anderson como Kevin Uxbridge
Anne Haney como Rishon Uxbridge

Enquete

Edição de Maria Lucia Rácz
Revisão de Susana Alexandria

Episódio anterior | Próximo episódio