Este artigo faz parte de uma coletânea que trata dos episódios de Startrek Fase II, a série que nunca existiu.

Sinopse:

A Enterprise encontra uma nave de um só passageiro, uma mulher que está em animação suspensa. Xon identifica a nave como sendo parte do projeto “Long Chance”, e que foi lançada da Terra em 17 de outubro de 2004. Investigando a nave, Scotty, juntamente com Decker e Sulu, acidentalmente toca em um controle no painel e os três tripulantes da Enterprise caem em um sono profundo.

Ao acordarem, sem memória, descobrem que estão na antiga Escócia. Descobrem também que no passado ajudaram a mulher que estava adormecida na nave encontrada, protegendo-a de habitantes que a acusavam de bruxaria.

Enquanto isso, na Enterprise, McCoy percebe que os sinais vitais de Decker, Sulu e Scotty estão enfraquecendo, e se eles não saírem desse estado de sono profundo, acabarão morrendo. Cabe agora a Kirk e a tripulação da Enterprise descobrir um meio de salvá-los.

Trívia:

O produtor Harold Livingston disse na época que “Richard Bach foi uma ótima aquisição para a Fase II, sua história pode acabar como um dos melhores episódios já feitos até hoje”. Pena que ela nunca foi filmada…

Richard Bach foi um dos grandes escritores dos anos 70, tendo lançado um livro naquela década que tornou-se um super best-seller em pouco tempo, “Jonathan Livingston Seagull”. No Brasil o título do livro foi adaptado para “Fernão Capelo Gaivota”.

Escrito por Richard Bach.

Artigo originalmente publicado no conteúdo clássico do Trek Brasilis em 2002.

Be the first to comment on ""

Leave a comment

Your email address will not be published.


*