Nimoy diz que foi doloroso deixar de ser Spock

leonard-nimoy-5.jpgO site Sci Fi Pulse transcreveu uma entrevista do ator e diretor Leonard Nimoy (Spock) para o programa de rádio Air Talk. Nimoy comentou, entre outras coisas, sobre a dificuldade que teve para se livrar da mistura de sentimentos adquirida em razão de sua forte identificação com o personagem Spock  e como está sendo retornar a franquia no filme de J. J. Abrams.

Falando sobre o seu retorno à franquia, Nimoy explicou que a razão foi a alta qualidade do roteiro, o qual ele acredita que re-energizou seu Spock interior. “Eu fiquei impressionado com J. J. Abrams e seus roteiristas. Acredito que sejam pessoas boas e talentosas. Eles conhecem a história de Jornada e a respeitam. Eles escreveram um script muito interessante. Esses elementos reunidos com um pouco de nostalgia e obviamente sendo capazes de retornarem para o interior dos personagens, após cerca de dezoito anos, me fizeram pensar em trabalhar nisso”.

Nimoy disse que se sente muito à vontade para fazer seu velho personagem outra vez e depois retornar a sua rotina, mas antes isso não foi algo tão fácil para ele. “Eu estou muito confortável com isso”, disse o ator referindo-se ao seu retorno. “Houve um tempo em que foi doloroso, porque após terminarmos de fazer a série de Jornada, não havia nenhuma outra produção da franquia sendo feita e eu estava pesadamente identificado com Spock. Foi difícil chamar a minha atenção para outro trabalho que quisesse fazer” disse o veterano ator.“Uma vez que comecei a fazer os filmes, essa tensão se foi. Eu fiquei muito confortável em trabalhar ocasionalmente num filme da franquia e fazer um outro trabalho também”, finalizou.

Fonte: TrekWeb

 Edição: Nívea Doria

10 Comments on "Nimoy diz que foi doloroso deixar de ser Spock"

  1. Alvaro Monteiro | 7 de fevereiro de 2008 at 3:20 am |

    Confesso que a cada declaração que Leonard Nimoy faz a respeito do filme fico cada vez mais confiante e curioso …Que coisa tão interessante será essa??

  2. Leonard Nimoy sempre foi um indivíduo muito crítico quando se trata de Jornada nas Estrelas, declarando várias vezes não gostar do que estava sendo feito por “Berman e seus amigos”. Com certeza, para ele retornar a franquia algo muito bom deve estar sendo feito.

  3. Não esqueçam que JJ é o diretor do momento em Hollywood e nenhum ator vai se arriscar em queimar o cara antes mesmo do filme sair.

    Seja como for, JJ está fazendo um ótimo trabalho, pois os medos de mtos de nós estão ficando menores.

  4. Sendo Nimoy uma pessoa bem crítica, chegando a se recusar a estar em Generations, acho que o filme deve ter alguma coisa a mais para fazer com que ele saísse de seu descanso e sua vida estável pra se aventurar numa empreitada dessas, além do que Nimoy é experiente nesse setor e não ficaria deslumbrado por causa do orçamento.

    Aliás por que JJ é uma sensação? O que ele fez que chamou a atenção da mídia foi Lost. Missão Impossível III foi um bom filme, mas dentro do padrão normal de filme.Quais são os outros trabalhos de Abrams que se destacaram?
    Não vi Cloverfield.
    Já li um comentários sobre sua mais nova série, “Fringe”, onde um agente do FBI e um cientista se unem para investigar fenômenos paranormais. Isso tem cheiro de X-files, não?
    Alguem do syfy portal viu o roteiro do piloto e não gostou.
    Porisso ligo o desconfiômetro.

  5. "Frank" Hollander | 7 de fevereiro de 2008 at 10:54 am |

    ^4: Nimoy é crítico em relação ao seu personagem, mas embutido ali, pode estar o fato de há uma nova direção na Produção. Supondo que Nimoy tenha jurado para si mesmo que nunca mais trabalharia com B&B ou vice-versa, esta era a chance de Nimoy retornar.

  6. Bem interessante a entrevista, acredito que o filme inicia com o Spok envelhecido lembrando ou contando o inicio da saga de aventuras do Capitão Kirk & Cia.

  7. PQP…. não vejo a hora de ver esse filme…. espero que seja nostálgico e que ao mesmo tempo modernize a franquia. Duvido que o filme seja algo inferior aos últimos, já que na minha opinião, a maioria dos filmes foram como episódios da série com um pouco mais de efeitos especiais. Para o cinema sempre esperei muito mais. As estórias sempre forma muito toscas e simplórias.

  8. O Sr. Leonard Nimoy além de dirigir um dos três melhores filmes de cinema “Star Trek IV – The Voyage Home”, foi roteirista junto com o Nicholas Mayer dos outros dois “The Wrath of Khan” e “Undiscoverd Country”, dois filmaços. Como posso duvidar do que ele diz. A única coisa que acontece comigo quando leio qualquer afirmação que ele faça em relação ao novo filme é aumentar o desejo de assistí-lo para ver o que há de tão bom nesse roteiro.

  9. Luís Henrique Campos Braune | 8 de fevereiro de 2008 at 12:30 am |

    O Nimoy é um cara muito centrado e respeitado. É o que sempre digo: devido a isso, o filme tem boas chances.

  10. Thiago Nóbrega | 8 de fevereiro de 2008 at 3:26 pm |

    Só a presença de Nimoy, e Shatner se remoendo por não estar envolvido no projeto nos dão uma mostra de que, talvez, a coisa realmente funcione.

Leave a comment

Your email address will not be published.


*