Morre diretor da Série Clássica

joseph-pevney.jpgO veterano diretor de inúmeros episódios da Série Clássica, Joseph Pevney, faleceu aos 96 anos, na Califórnia. Pevney teve uma longa carreira na TV e no cinema. Ele chegou a trabalhar como ator antes de ser diretor. Entre os filmes que interpretou podemos citar Mercado de Ladrões, Rua Sem Nome e Corpo e Alma. Já na direção, Pevney esteve a frente dos excelentes Torpedo Run, Istambul, A Flor do Pântano, O Homem das Mil Caras. Além de várias séries de TV como O Fugitivo, Missão Impossível, Bonanza, Ilha da Fantasia e outros.

Em Jornada nas Estrelas, ele dirigiu episódios que hoje são considerados obras-primas da ficção científica. Tempo de Loucura, Cidade a Beira da Eternidade, Problema com os Pingos, Demônio na Escuridão, são alguns deles. No total de quatorze episódios sob sua direção completam a lista Arena, A Hora Rubra, Um Gosto de Armagedon, O Dia das Bruxas, O Herdeiro, Um Lobo Entre os Cordeiros, A Maçã, Os Anos Mortais, Síndrome da Imunidade e Jornada para Babel. Pevney chegou a usar, na época, dublês e não atores mascarados para fazerem cenas de ação, além de introduzir algumas tiradas de humor descontraído entre os personagens.

Fonte: TrekMovie e TrekWeb

7 Comments on "Morre diretor da Série Clássica"

  1. Luís Henrique Campos Braune | 26 de maio de 2008 at 8:54 am |

    É uma pena, pelo que vemos o amigo era realmente talentoso. Mas viveu bastante, hein?! Noventa e seis anos… vida longa e próspera!

    Espero que tenha ido em paze agradecemos por todo o seu legado.

    Adeus e boa viagem, indo aonde todos iremos!

  2. Como diz minha filha, mais uma estrela no céu, e pode ter certeza que é das mais brilhantes, teve uma vida longa e prospera com seu trabalho, descanse em PAZ.

  3. Eduardo Tanabe | 27 de maio de 2008 at 6:27 am |

    Sempre achei os spisódios dele os melhores, principalmente a Cidade a beira da Eternidade, mas por que ele não dirigiu nenhum filme da série???

  4. AbstractionMind | 27 de maio de 2008 at 12:53 pm |

    Que o plano espiritual o receba de braços abertos…Felicidades em sua nova jornada.

  5. Uma pena..que descanse em paz!!!

  6. Só por ter dirigido “A cidade na Beira da eternidade” já lhe vale um lugar de destaque na história da indústria cultural…parabéns e obrigado por tudo, Pevney…

Leave a comment

Your email address will not be published.


*