Filme tem primeira parte de sua edição concluída

star-trek-poster-2.jpgDe acordo com o site Trek Movie, quatro meses após o término das gravações de Jornada nas Estrelas, J. J. Abrams e os editores Mary Jo Markey e Maryann Brandon já finalizaram a primeira fase de corte e montagem de cenas. Essa parte foi mostrada ao presidente Brad Grey e ao alto escalação do estúdio, que ficaram muito satisfeitos com a qualidade da produção.

Segundo o site, uma fonte de dentro da Paramount informou que a primeira edição causou excelente impressão a todos e que os executivos consideraram o filme além das expectativas. Com isso, muito provavelmente o estúdio manterá a data de estréia para maio de 2009.

O Trek Movie revelou ainda que falta muito para o filme ficar totalmente pronto, principalmente com as cerca de 1.300 cenas de efeitos especiais, que estão a cargo da ILM. Outro importante elemento para o filme que está sendo muito trabalhado é a trilha sonora, pelo compositor Michael Giacchino. Acredita-se que as gravações em estúdio comecem em setembro deste ano.

Quanto ao primeiro trailer oficial, sua edição já está concluída, faltando a produção dos efeitos especiais. Diferente do teaser, nesse trailer cenas do filme serão incluídas. Ainda não há uma data para o seu lançamento, mas acredita-se que possa acontecer este ano. Em relação ao material promocional, o próximo passo será divulgar um novo poster oficial, que mostrará a nave Enterprise em toda a sua extensão, com a inclusão de um slogan. Haverá também muitas campanhas virais.

Vale lembrar que as informações acima não foram confirmadas oficialmente, até o momento. O TB agradece ao leitor Paulo Maffia pela sugestão.

21 Comments on "Filme tem primeira parte de sua edição concluída"

  1. Parece que o bebe está crescendo forte e sadio. Nunca ouvi falar desse Michael Giachino, alguém sabe de alguma produção dele? ele costuma trabalhar em trilhas sonoras?
    Com o lançamento do trailler, acho que as propagandas vão começar a aparecer, até maio haja prévias, pena que não mantiveram a data de dezembro.
    to boldly go go go go go … where no movie has gone before.

  2. Agora vai!!! Será?

  3. Eh .. vamo que vamos.. se os grandões ficaram impressionados.. o que dizer de nós meros mortais??

  4. Aqui tem informações sobre o compositor, VERDE.
    Gostei muito de seu trabalho em Cloverfield

    http://www.trekbrasilis.org/2008/04/28/giacchino-e-o-desafio-de-criar-trilha-para-jornada/

  5. VERDE, Michael Giacchino começou compondo trilhas para os games da série MEDAL OF HONOR. Começou a compor para a TV (temas e todas as trilhas incidentais) nas produções de Abrams ALIAS e LOST. Para o cinema compôs as trilhas de OS INCRÍVEIS, MISSÃO IMPOSSÍVEL III, RATATOUILLE, SPEED RACER e o longo tema orquestral que toca nos créditos finais de CLOVERFIELD. Ele é um sujeito versátil e talentoso, tenho certeza de que fará um bom uso dos temas tradicionais de Jornada e criará material próprio de qualidade.

  6. Ralph Pinheiro | 7 de agosto de 2008 at 10:56 am |

    Agradar ao alto escalão da Paramount não é certeza de sucesso, mas sabendo que Brad Grey e seus blue caps não são fãs de Jornada e nem de scifi, já é um alento.

    Michael Giacchino é um excelente compositor e já disse que irá procurar tirar algo da fanfarra de TOS para fazer sua composição.

  7. Giacchino é considerado como um compositor extremamente talentoso e uma das grandes revelações de compositores de trilha sonora. Já ganhou Emmy e outros prêmios, inclusive foi nomeado ao Oscar pela trilha em Rattatouie, em 2008. O cara parece ser bom.

  8. “Com isso, muito provavelmente o estúdio manterá a data de estréia para maio de 2009.”

    Ainda existe, ou existia, possibilidade de isso mudar?

  9. Ralph Pinheiro | 7 de agosto de 2008 at 12:48 pm |

    Datas sempre mudam, ainda mais que o filme ficará pronto antes do Natal. As coisas poderiam mudar, dependendo do que os executivos achassem do filme. Mas pela aceitação do estúdio, eles vão considerar STXI como um blockburster e filmes de grande bilheteria são geralmente lançados no início do ano, no verão americano.

  10. Os executivos da Paramount certamente gostaram de Indiana IV. Não, isso realmente não significa selo de qualidade…
    Mas eles não podem estar errados sempre. Manter o lançamento dentro dos 3 meses de ouro nos EUA – maio, junho e julho – significa que eles confiam na força do filme.
    E, pelo que vi, a concorrência no período nem estará tão forte. Agora, se o Avatar do Cameron estivesse próximo da mesma data, aposto que veríamos Star Trek já no natal de 2008…

  11. Luís Henrique Campos Braune | 8 de agosto de 2008 at 12:52 am |

    Alguém pode me explicar o que é uma “campanha viral”?

  12. OLÁ TODOS….UMA NOTA FORA DO ASSUNTO:
    O FOGUETE QUE LEVAVA AS CINZAS DE JAMES DOOHAN EXPLODIU ANTES DE FICAR EM ÓRBITA…AS CINZAS CAIRAM NO PÁCIFICO.

  13. Esta foi a 3ª tentativa. Mas segundo a empresa que desenvolveu o foguete (que, até agora, não teve nenhum lançamento de sucesso), ainda há cinzas de reserva. O pior é que parece piada, mas é sério.

  14. Luis Henrique Campos Braune | 8 de agosto de 2008 at 3:21 pm |

    Resucitem o Milagreiro que essa panela de pressão sobe, nem que tenha que ser empurrada… falta de respeito!

    Ninguém ainda explicou o que é “campanha viral”…

  15. Foi a terceira tentativa? Por isso que achei estranha a notícia, pois achava que ele já estava no espaço faz tempo! E o Gene Rodemberry, nao tá dando voltinha lá no espaço?

  16. A diferença é que as cinzas do Gene foram levadas de ônibus espacial da NASA, que explodem de vez em quando. Já as do Doohan, não sei porque, serão levadas por este foguete particular. Foram 3 tentativas anuais – em 2006, 2007 e agora em 2008. Vamos ver se em 2008 vai, tá certo que o Doohan tava gordo, mas dessse jeito não vai sobrar cinza nenhuma…

  17. "Frank" Hollander | 8 de agosto de 2008 at 6:00 pm |

    Homenagens por homenagens convenhamos, trata-se de algo ridículo levar cinzas ao espaço… Mas… Chamem o Scotty para fixar o foguete…

    ^12: Campanha viral é aquela onde o marketing é feito (por exemplo) utilizando páginas na Internet, onde os blogs, emails, etc, reportam e repassam o link de acesso, numa onda crescente até que toma toda a internet e ela caí. 😉

  18. Para o filme a campanha viral é uma excelente propaganda. A internet é o meio de comunicação de muitos jovens e as imagens, traillers, clips, se espalharão como um virus pela rede. A divulgação é mais intensa e fica mais fácil criar um clima de interesse.
    Como a intenção de Abrams é alcançar essas pessoas, então esse é o caminho. Associado, claro, a propaganda via TV e posters.

  19. Está certo que esse filme é para ser inovador, mas também já foi dito que respeitará a cronologia de Star Trek. Mexer com o passado é muito complicado, pois voce pode estragar muita coisa. Alguns comentários e resumos de algumas cenas do filme que li pela internet me deixaram muito preocupado. Por exemplo, Spock estava na Enterprise há 10 anos quando conheceu o Kirk e McCoy só foi servir a bordo da Enterprise depois do episódio “Where No Man Has Gone Before”, se no filme eles estiverem saindo da academia juntos e já servindo na Enterprise, pode jogar esse filme no lixo. Sem contar que o primeiro capitão da Enterprise foi o Capitão April(retratado como Gene Roddenberry na Star Trek Enciclopedia – tem até foto dele na ponte uniformizado) e depois o Pike; Kirk foi o terceiro, portanto se esses elementos básicos não estiverem no filme pode-se considerar JJ Abrams um mentiroso pois ele confirmou que respeitaria a cronologia para agradar os fãs.
    Outro medo enorme que tenho é que o ator que interpretará Kirk jovem declarou que se baseou em Han Solo para atuar como nosso querido capitão; o cara dele estar louco!!!!
    Então nós fãs deveríamos estar muito cautelosos e não babando em cima de algo que pode vir a ser a pá de cal em cima do caixão de Star Trek após Piller e Berman terem matado a franquia.

  20. “…Spock estava na Enterprise há 10 anos quando conheceu o Kirk e McCoy só foi servir a bordo da Enterprise depois do episódio “Where No Man Has Gone Before”, se no filme eles estiverem saindo da academia juntos e já servindo na Enterprise, pode jogar esse filme no lixo…”

    TOS é uma série com muitas brechas.
    Os fatos iniciais que sabemos é de The Cage que virou episódio. McCoy tornou-se o médico chefe da Enterprise sob o comando de Kirk, mas nada o impede de ter trabalhado lá apenas como um médico iniciante, sob o comando de Pike.
    O fato é que, pelos spoilers, o filme começa com Pike no comando e não sabemos quem está com ele.
    Tem um spoiler que fala de McCoy ser chamado para a Enterprise e Kirk não. McCoy pode ser um recem formado e não o médico chefe.
    Também não sabemos a quanto tempo Kirk e Spock se conhecem.

    “…Sem contar que o primeiro capitão da Enterprise foi o Capitão April(retratado como Gene Roddenberry na Star Trek Enciclopedia – tem até foto dele na ponte uniformizado)…”

    Oficialmente, considerando as séries e os filmes, Pike é o primeiro comandante da Enterprise. A história de April vem da Série Animada, que nunca foi considerada canon pelo próprio Gene, uma vez que não foi ele quem idealizou.
    Depois alguns fatos ocorridos no desenho foram aproveitados em algumas séries e se tornaram canon.
    A foto do Gene no uniforme apenas retrata que ele, na época, apresentou seu primeiro esboço da série e tinha aderido ao nome Robert M. April ou Robert T. April, mas depois mudou para Christopher Pike.

  21. Arnoldo Mendes Neto | 11 de agosto de 2008 at 1:44 pm |

    Ralph, a maneira como voce descreveu e preencheu as chamadas brechas foi muito inteligente. Contudo duvido que os caras lá em Hollywood pensem com tanto cuidado assim como voce. Já vimos muitas barbaridades serem feitas com Star Trek. Espero muito que voce tenha razão em tudo que disse e que eu saia do cinema satisfeito.
    Outra coisa que me lembrei foi de Gary Mitchell, ele era grande amigo do Kirk e não vi nenhum comentário que esse personagem estivesse no filme.
    O que mais lamento é que o JJ Abrams disse que além da cronologia da TV e cinema ele iria se preocupar com a literatura e leu muitos dos livros de Star Trek e aí penso: será que vou ter que jogar fora e esquecer o livro chamado First Adventure escrito pela Vonda N. McIntyre a muitos anos atrás ou esse filme? Será que sempre terei que estar descartanto alguma coisa para acompanhar ST?
    Por essas e por outras que ainda afirmo que temos que ficar cautelosos com esse filme, afinal estamos falando de Star Trek. Abs.

Leave a comment

Your email address will not be published.


*