Fã quer restaurar cenário da Enterprise-D

Restaurar a famosa ponte de comando da nave Enterprise-D na série A Nova Geração é o objetivo de um grupo de fãs que estão promovendo uma campanha para arrecadar fundos com vistas a sua reconstrução. Intitulada “Save The Bridge” a campanha visa não só conseguir verba para readquirir o que resta do cenário original como conscientizar os fãs da importância de se ter essa relíquia para as futuras gerações.

Toda essa idéia tem um nome, Huston Huddleston, um fã que está atualmente trabalhando para restaurar o cenário da ponte para a sua antiga glória.

Huston contou ao site Trek Movie como tudo aconteceu. “Eu estava trabalhando em uma empresa com um homem que trabalhou na Paramount. Durante os intervalos de almoço, ele me mostrava projetos e fotos de Jornada. Foi muito divertido, porque ele sabia que eu era um fã. Um dia ele me disse que estava deixando a empresa e eu falei “Oh, droga, agora eu nunca vou ter a ponte da Enterprise na minha sala de estar” e virando-se para mim disse, “Cuidado com o que você deseja”. Ele me levou para este armazém em Long Beach e a ponte inteira da Empresa D estava do lado de fora”.

“Ela estava em condição desprezível. Estava jogada do lado de fora durante 5 anos, pegndo sol, chuva, pontas de cigarro, cocô de gato … tudo. Depois do choque inicial pensei – “OK, o que eu posso fazer sobre isso?” –  Era mais do que um pensamento doido, mas eu tinha que seguir com isso.”

Huston fez uma pesquisa e descobriu que ela era autêntica, mas que não havia sido utilizada naquela série. “Quando eu conversei com a CBS sobre isso (antes mesmo que eu comprasse) eu queria ter certeza de que era legítimo. Descobri que este cenário foi construído pela Paramount, em finais dos anos 90, para a exposição (a ponte da Enterprise-D original foi destruída durante as filmagens de Generations) e a gestão da Paramount mudou. Os novos executivos se esqueceram, e isso foi deixado de lado. Ninguém se importava mais.”

“Então, bastou alguns meses de negociações com os proprietários do armazém. Todo esse tempo eu estava tentando descobrir o que fazer com isso, onde armazená-lo, etc “.

“Eles (os proprietários de armazém) me disseram que estavam levando para um aterro sanitário, e disseram apenas para pagar o frete.”

Houston disse que apesar de ter sido praticamente dado não foi uma tarefa fácil. Quando Houston fala de cenário, inclui acessórios como cadeiras, todo o teto, paredes, a moldagem, todos os computadores enormes e tudo exatamente como você o viu na TV. Teve de pagar transporte e pessoas para carregarem todo aquele resto de cenário.

Depois que conseguiu guardar tudo aquilo, um ano se passou e nada mais aconteceu. “Eu fui ao Star Trek con em Las Vegas em agosto passado e me reuni com Brannon Braga, Ronald D. Moore e John DeLancie e disse o que eu tinha comigo. Quem ficou mais animado foi Ron. Ele queria ver as fotos. Ele me disse: – ‘Você tem que fazer algo sobre isso”.

Ron Moore depois aparece num vídeo de campanha de Houston dando autógrafos de vários itens que foram oferecidos como recompensa por doações.

“Na manhã seguinte, eu tive um momento de ‘eureka’, e eu decidi que ia fazer uma campanha de arrecadação e naquele domingo eu postei uma página no Facebook dizendo: ‘Eu estou restaurando a Ponte”. Dois dias depois o SyFy Canal noticiou isso em seu site e isso explodiu. Mike Okuda me deu todo o apoio e  me deu alguns conselhos sobre o site. As pessoas estavam assumindo que era o cenário original, e eu fiz o texto mais específico com base em sugestões de Mike”.

A atenção da mídia repentina fez do site campanha de Huston ter reforços. “Felizmente muitas pessoas vieram a bordo para ajudar-me e que eram fãs de Jornada, havia pessoas técnicas que ajudaram muito, pessoas ajudaram a fazer o site (http://www.newstarship.com) . Minha ajuda principal veio de Brian Uiga, ele está fazendo a maior parte da restauração e é também aquele que ajudou a restaurar a primeira Tardis de “Doctor Who”, além de alguns fuscas do personagem Herbie de “Se Meu Fusca Falasse” e do carro da série “Knight Rider” . Eu me cerquei com um grupo de profissionais. Minha maior habilidade sobre isso é na coordenação de pessoas e tomada de decisões. Acho que a coisa maior que sei que quero agora, é o trabalho do produtor.”

Huston dá muito crédito tanto para os fãs e quanto para as pessoas que trabalharam na série por seu apoio e ideias. “Isso não seria o que está sendo sem todos os fãs e o elenco real e equipe técnica. Nós tivemos um excelente feedback dos fãs, e grandes idéias. Um exemplo, temos camisetas que nós estamos vendendo para arrecadar dinheiro que diz: “Eu salvei a ponte, capitão” e o fã Otto Vondonk sugeriu que colocassemos ‘Cala a boca, Wesley! “Na parte traseira, que foi uma idéia brilhante”.

Mas a grande preocupação de Huston com os planos de restauração era como a própria Paramount iria responder a este projeto. “Lidar com a CBS foi muito assustador para mim, apesar de serem muito legais. A primeira vez que entrei em contato com eles sobre os nossos planos não ouvi nada de volta por mais de duas semanas . Eles finalmente voltaram e disseram: ‘Mude isso e aquilo”. E foi tudo. Eles têm sido muito honestos comigo, desde que eu não esteja ganhando dinheiro ou ferindo a franquia”. Huston formou uma corporação sem fins lucrativos para cobrir todos os custos e obrigações legais do esforço de restauração.

Huston e equipe estão freqüentando muitas convenções para promover e obter apoio para seu projeto. “Estamos indo as convenções para mostrar as cadeiras, para que as pessoas possam sentar-se nelas e tirar fotos. Estamos vendendo camisas para ajudar a levantar dinheiro. E todo o elenco de A Nova Geração vai se encontrar em Austin Texas e New Orleans. Meu primeiro ataque de pânico foi quando as pessoas ligadas a Patrick Stewart disseram: “Sir Patrick quer ver fotos da cadeira que ele vai estar sentado”.

Além de terminar cadeira do capitão, o marco da restauração seguinte será a restauração da estação tática de Worf, que deve estar pronta em fevereiro. O foco mais imediato, no entanto, está na campanha. “Estamos esperando arrecadar 20.000 dólares e que é o mínimo necessário para manter o material alojado. Para ser honesto, vão ser necessários de 100.000 a 200.000 dólares para tê-lo abrigado e restaurado. Isso não vai ser barato. Custou 600.000 dólares para construir o conjunto original na década de 90, e estamos tentando fazê-lo interativo. Estamos fazendo um projeto multimilionário para o custo de armazenamento.”

Uma das coisas mais interessantes sobre a restauração é aquele ele planeja dar mais efeitos interativos ao cenário. “Estamos nos primeiros dias, ainda tentando descobrir a saída tech. A idéia é termos uma pessoa na cadeira do capitão apertando o botão de alerta vermelho que vai mudar a iluminação, mudar a tela, fazer sons. Há muitas telas de computadores. Os computadores de Troi e Riker são pequenos, mas os por trás da estação de Worf são muito grandes, e o de Worf é curvo o que deixa bastante complicado. Comunicadores e mecanismos de operação também são extremamente grandes, e você não pode comprar esse tipo de coisa por aí. Sabemos que precisamos de pessoas e também vamos precisar de alto-falantes … um monte de alto-falantes. Precisamos de um projetor, muita iluminação, muitos efeitos, e algum tipo de estação de rede para obter essas coisas juntas … “, disse o animado coordenador do projeto.

Huston está planejando revelar a ponte restaurada no final de 2013. “Vamos levar partes do cenário nas convenções do próximo ano, e então, quando finalmente conseguiremos juntar tudo, vamos fazer a nossa grande revelação em Los Angeles em um estúdio de Hollywood”

“Minha visão final é continuar a levar o cenário ao máximo de convenções e então encontrar um lar permanente para ele … e não sei onde ainda. Esperamos ter muita ajuda e apoio de algumas pessoas da cidade ou de empresa privada para fazer isso direito. Nós tivemos algumas ofertas, por isso vamos ver.”

8 Comments on "Fã quer restaurar cenário da Enterprise-D"

  1. Que tenha muita saúde e sorte pra dar continuidade a esse sonho.

  2. E grana …

  3. Tomara que consigam.

  4. Pois é, cada um brinca com o que pode. 🙂

  5. Antonio de Pádua | 29 de outubro de 2012 at 3:41 pm |

    Fico imaginando a cara que a minha esposa faria se dissesse que comprei isso e que está tudo no quintal.

  6. Huston, nós temos um problema….

  7. Humberto Junior | 29 de outubro de 2012 at 11:37 pm |

    Adoro esse tipo de humor do Trekker. Quanto ao assunto, eu adicionei a página do Facebook da Restauração da Ponte meio sem querer (achava que era outra coisa, um tipo de parque temático ou coisa assim) e acabei acompanhando o trabalho do Huston desde o começo da página praticamente. É um trabalho insano, mas valoroso. Admiro as pessoas que se esforçam pra manter vivos certos símbolos, certas memórias. Que ele tenha muito sucesso nesse empreendimento!
    Off-Topic: Não é de hoje que percebo um certo “descuido” no que se refere a tradução das notícias. Claramente se usa tradutores on lines (o que não é problema), mas uma boa revisada no texto cai sempre muito bem. Tenho um conceito muito elevado a respeito do trekbrasilis sendo essa minha principal fonte de informação sobre o universo de Jornada, por isso lanço aqui esse pequeno alerta. Continuem com o excelente trabalho!

  8. Humberto, obrigado pelo elogio. O nome do cara é quase igual ao do famoso centro de controle da NASA e ele “tá com um problema”… não resisti.

    Mas como vc disse, é um trabalho valoroso e árduo. Tem que ser feito. Alguém pode pensar: mas que bobagem, preservar uma coisa destas… mas, cada povo e cada momento tem suas idéias refletidas na cultura. Vivemos a cultura pop, e ST é muito significativa neste sentido. TOS foi cancelada 3 meses antes do Homem ir a Lua. Tudo isso tem um significado.

    Vida longa e próspera para Huston, mas sem problemas…

Leave a comment

Your email address will not be published.


*