TNG 1×06: Lonely Among Us

Data com cachimbo

História tenta estabelecer um enigma, mas peca pela total falta de ritmo

Sinopse

Data estelar: 41249.3

A Enterprise está transportando embaixadores dos selays e dos anticans, duas espécies rivais, a uma conferência de paz no planeta Parlamento.

No caminho, a nave atravessa uma estranha nuvem de energia, que, na verdade, consiste de entidades vivas. Uma delas é capturada acidentalmente pelo computador da nave e vai passando pelos corpos de Worf, da dra. Crusher e, finalmente, do capitão Picard, que, sob a influência alienígena, decide teleportar-se para o espaço a fim de se unir às outras criaturas da nuvem.

Aliens

No fim, a união acaba não dando certo, e o capitão volta, sob a forma de energia, para o computador da Enterprise. Usando a memória do teletransporte, a tripulação usa seus padrões de energia para reconstruí-lo em forma de matéria.

Comentários

“Lonely Among Us” é uma história feita para criar suspense, mas custa a engrenar. A primeira metade consiste em membros da tripulação tomando choques e agindo estranhamente.

A premissa de inimigo criada para o episódio está solidamente construída sobre o conceito tradicional de evitar maniqueísmos, uma marca 100% Jornada nas Estrelas. Em princípio, temos alguma força estranha que passa a controlar membros da tripulação tentando assumir o controle da nave.

Worf sendo atendido

Depois, em uma virada de 180 graus, acabamos conhecendo a verdadeira intenção da entidade. Tudo o que ela quer é retornar ao seu lar, de onde foi arrancada involuntariamente pela passagem da Enterprise. E custa para que ela chegue ao homem certo: Jean-Luc Picard.

Aliás, no momento em que a criatura alienígena começa a usar Picard como instrumento de manobra, um suposto conflito ético se apresenta ao capitão da Enterprise. De um lado, a responsabilidade para com sua nave e tripulação. De outro, a possibilidade potencial de explorar a galáxia na forma de energia pura.

Na história, Picard aparentemente teria escolhido a segunda, influenciado pelo alienígena. A verdade é que o capitão que todos conhecemos nunca deixaria sua nave por qualquer coisa, por mais tentadora que fosse.

Crusher tomando choque

Chegamos então a um impasse: o roteiro está mal escrito para Picard? Não necessariamente. Pode ser que o capitão nunca tenha estado de acordo com a criatura de se teleportar para fora da nave em padrões de energia, mas que ela, comandando seu corpo, tenha inventado tudo isso em uma tentativa de facilitar seu próprio acesso ao teletransporte, possivelmente o único modo de retornar a seu local de origem. Chegando lá, ela convenientemente se livraria do padrão energético de Picard – o que de fato acabou acontecendo.

Mais uma vez, Star Trek faz uso de seu equipamento predileto no que diz respeito ao quesito milagres, eventos estranhos, inexplicáveis e temas afins: o teletransporte. É através dele que a solução da história se apresenta.

Riker e Tasha

E as passagens mais divertidas ficam por conta da trama secundária envolvendo a perseguição de gato e rato entre selays e anticans na Enterprise. Vale aqui fazer registro ao brilhante trabalho de maquiagem que trouxe mais essas duas espécies alienígenas ao universo de Jornada nas Estrelas.

Avaliação

Citações

“Klingons are so unusual in their reactions, aren’t they?”
(Os Klingons são tão incomuns em suas reações, não são?)
Beverly

“Sorry, wrong species.”
(Desculpe, espécie errada.)
Delegado Selay

“Elementary, my dear Riker… sir.”
(Elementar, meu caro Riker… senhor.)
Data

“What the devil am I doing here?!?”
“Sounds like our captain.”
(Que diabos estou fazendo aqui?!?)
(Parece o nosso capitão.)
Picard e Riker

Trivia

  • O uniforme de gala da tripulação faz sua estreia aqui. O figurinista William Ware Theiss quis evocar os uniformes da marinha britânica do século 18. A partir da segunda temporada, seu visual seria modificado em alguns detalhes.
  • O episódio marca a primeira vez que vemos Data se interessar por Sherlock Holmes, depois de Picard mencionar o personagem criado por sir Arthur Conan Doyle.
  • O ator Colm Meaney (O’Brien) faz sua segunda aparição na série, desta vez como um alferes de segurança, ainda sem nome.
  • Marc Alaimo, mais conhecido pelo seu marcante personagem cardassiano gul Dukat, aparece aqui como um membro da raça antican, mas não creditado. Ele ainda apareceria na série como vários outros alienígenas.
  • Uma das cenas em que estava o ator coadjuvante Kavi Raz (que neste episódio interpretou o assistente de engenharia Singh) teve de ser refilmada, mas Raz não estava mais disponível. A solução utilizada foi colocar uma peruca em uma cadeira e filmar a cena de tal forma que o personagem aparecesse desfocado e por poucos segundos!
  • Estas raças voltarão a aparecer em vários episódios como alienígenas figurantes e não aparecerão mais juntas. Porém, no episódio “Tapestry” (do sexto ano), ao fundo de uma cena que se passa 30 anos no passado, as raças inimigas antican e selay figuram em perfeita harmonia, juntas.

Ficha Técnica

História por Michael Halperin
Roteiro por D.C. Fontana
Dirigido por Cliff Bole

Exibido em 02 de novembro de 1987

Título em português: “Solidão”

Elenco

Patrick Stewart como Jean-Luc Picard
Jonathan Frakes como William T. Riker
Brent Spiner como Data
LeVar Burton como Geordi La Forge
Michael Dorn como Worf
Gates McFadden como Beverly Crusher
Marina Sirtis como Deanna Troi
Wil Wheaton como Wesley Crusher
Denise Crosby como Natasha “Tasha” Yar

Elenco convidado

John Durbin como Ssestar
Colm Meaney como primeiro segurança
Kavi Raz como engenheiro-chefe assistente Singh

Enquete

Edição de Leandro Magalhães
Revisão de Salvador Nogueira

Episódio anterior | Próximo episódio

Be the first to comment on "TNG 1×06: Lonely Among Us"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*