ENT 3×07: The Shipment

Xindi-preguiça em The Shipment

História convencional revela que nem todos os xindis são inimigos

Sinopse

Data: Desconhecida

Dois xindis-reptilianos discutem o status da arma desenvolvida sob o comando do xindi-humanoide Degra. Os alienígenas esperam estar prontos para um teste em poucas semanas.

Archer, T’Pol e Reed estão no centro de comando, discutindo sobre a informação dada a eles por Tarquin. O capitão decide checar um planeta colonizado pelos xindis, para verificar se parte da arma estava realmente sendo construída lá. Reed e Hayes o acompanham no grupo de descida.

Xindi e a arma para destruir a Terra

Na superfície, eles encontram um complexo ocupado por xindis-arbóreos e decidem entrar. Lá dentro, Reed encontra um composto radiolítico, chamado kimosita pelos xindis-arbóreos. Eles transportam para a Enterprise um contêiner cheio, para análise. Enquanto isso, quando Reed sugere que eles destruam o complexo, Archer diz a ele que quer descobrir para onde eles estão enviando a kimosita.

Um dos xindis mais velhos vai para sua casa, onde é confrontado pelos humanos. Archer pergunta da kimosita e Gralik diz a ele que se trata de um isótopo multifásico com muitas aplicações. Archer diz que a kimosita está sendo usada para construir uma arma que irá extinguir sua raça. Gralik fica abalado pela revelação.

Xindi-preguiça Gralik

T’Pol e Trip teleportam para a superfície um pedaço da sonda xindi que atacou a Terra. Archer mostra a Gralik que ela tem a mesma assinatura quântica da kimosita, mas o alienígena insiste em dizer que não sabe nada sobre a tal arma que os humanos procuram.

Enquanto isso, Trip e Phlox desmontam a arma de mão xindi que foi capturada quando os alienígenas invadiram a Enterprise, algumas semanas antes. A arma tem um componente orgânico, que acaba se revelando ser uma célula de energia. Phlox a leva para a enfermaria para estudá-la.

Trip e Phlox estudando arma Xindi

Archer descobre de Gralik que houve uma guerra civil no mundo natal xindi, que levou à sua destruição. Ele também aprende que houve uma sexta espécie: os avianos, que estão extintos por causa da guerra. O resto das espécies está espalhado pela Expansão.

Reed e Hayes dizem a Archer que algo diferente está acontecendo no complexo. T’Pol contata o capitão para dizer que uma nave acaba de entrar em órbita e ela tem a mesma configuração da nave que os atacou. Archer descobre de Gralik que os reptilianos estão lá para pegar o último carregamento de kimosita. Gralik se oferece para obter informação sobre a arma para o capitão da Enterprise.

Complexo Xindi onde kimosita está sendo produzida

Dois outros xindis-arbóreos vão até a casa de Gralik, procurando por ele. Archer não permite que ele responda e, junto com Reed e Hayes, leva o alienígena para a floresta. Os xindis-reptilianos enviam dois batedores robóticos para encontrá-lo. Archer destrói um deles, mas o outro consegue escapar.

Na Enterprise, Trip tenta disparar o rifle na sala de armamentos, após estabelecer quatro campos de força para conter os danos. No entanto, ele não dispara e começa a emitir um barulho. Trip conclui que irá se autodestruir e corre para teletransportá-lo para o espaço, onde explode.

Batedores robóticos Xindi atacando Archer e cia

Em terra, Gralik leva os humanos a uma caverna, onde pergunta a Archer se o humano irá matá-lo. O capitão diz que desenvolveu um plano alternativo. Gralik volta à instalação e instrui seus colegas a proceder com um novo teste de refinamento. O grupo de descida recebe um contêiner de kimosita da Enterprise, que T’Pol e Hoshi modificaram com uma assinatura radiolítica, com a qual poderão rastrear o futuro paradeiro do carregamento.

Archer entra na nave e troca um dos contêineres pelo modificado. Mais tarde, quando o capitão e Gralik estão bebendo juntos, ele diz ao xindi-arbóreo que a nave entrou em algum tipo de portal energético e o sinal de rastreamento foi perdido. Gralik diz que o alcance do portal é de apenas uns poucos anos-luz; ele deve continuar procurando.

Comentários

Em “The Shipment”, Archer descobre que nem todos os xindis, necessariamente, são seus inimigos. Embora a fórmula utilizada seja mais ou menos convencional, é um dado interessante, com potencial desenvolvimento no futuro do arco da temporada.

Aliás, um dos destaques positivos do episódio é a definitiva assumida do esforço de narrativa continuada, com uma história que se espalha por vários episódios. Nos cinco primeiros esforços da temporada, houve um misto de preparação e narração episódica. A partir de “Exile”, surge uma diretriz de “emendar” as histórias com maior intensidade — daí a aparição de um “Last time on Enterprise…” logo na abertura.

Title Card Enterprise The Shipment

Do ponto de vista narrativo, a história é o pay-off do trabalho de Hoshi em “Exile”. Archer descobre uma instalação comandada pelos xindis-arbóreo, responsável pela produção de kimosita — uma substância que está sendo comprada por Degra e seus asseclas para a fabricação da arma que será usada na Terra.

A surpresa é que Gralik Durr, o líder dos processadores de kimosita, não sabe por que Degra está comprando a mercadoria. Ao ser informado por Archer, ele prontamente se mostra contrário ao assassinato injustificado dos humanos e se propõe a ajudar o capitão da Enterprise a descobrir onde a arma está sendo construída.

Xindi-preguiça produzindo kimosita

Do ponto de vista dos tripulantes da Enterprise, vemos um dilema interessante: Archer deve destruir o posto xindi, mesmo considerando que eles podem ser inocentes, ou deve acreditar na boa-fé de Gralik e permitir que o arbóreo os ajude? É uma questão sem resposta fácil, que Malcolm Reed expõe ao capitão.

Infelizmente, não vemos Archer sofrendo muito com o dilema. E, pior ainda, foi o tratamento dado ao outro lado da equação: como Gralik compra a história dos humanos tão rapidamente, a ponto de arriscar o próprio pescoço sabotando Degra? É totalmente irreal.

Archer no complexo Xindi

Uma das desculpas para essa atitude é o conhecimento de Gralik de que os xindis não são exatamente uma população unificada e harmoniosa, mas sim um povo dividido entre suas subespécies e que já até mesmo levou uma delas à extinção — os xindis-avianos um dia já foram tão numerosos quanto os demais, mas acabaram mortos na destruição do mundo natal de sua espécie.

Mas não cola. Ainda mais depois de Archer invadir o complexo e apontar uma arma primeiro e fazer perguntas depois. Quem confiaria num sujeito que tranca você no seu escritório e faz ameaças, chamando-o de genocida?

Xindi-preguiça Gralik e Archer

Por esse tratamento primitivo do que poderia ser um dilema interessante, o episódio acaba pecando. Felizmente, isso não chega a torná-lo irritante. O ritmo da história é bom e o que aprendemos sobre os xindis, de certa maneira, compensa pela frustração de ver um enredo que segue demais o fluxo previsível da história, sem muitas reviravoltas ou conflitos internos nos personagens.

O mais irônico é que, no final, a nave de Degra acaba despistando a Enterprise e Archer termina exatamente o episódio como começou — sem nenhuma pista de onde a arma xindi está sendo construída. Seu único aprendizado foi o de que ele não pode sair por aí matando indistintamente todos os xindis — talvez seja possível até mesmo dialogar com eles. Nesse nível sutil, o episódio foi relevante para o arco.

Degra produzindo a arma Xindi para destruir a Terra

Tirando isso, entretanto, sobra muito pouco a se dizer. Um roteiro burocrático e sem profundidade leva a tripulação, após 42 minutos, à sua próxima parada, sem muito a ser aproveitado da jornada. E o fato de não sabermos exatamente qual é essa parada já dá a entender que teremos um interlúdio no fluxo do arco, para mais um segmento episódico.

Numa nota de rodapé, os valores de produção da série mantém aqui seu padrão de excelência. Mas tenho dificuldades em me convencer com os xindis-arbóreos vistos aqui — figurino incluído –, pois parecem muito mais telaritas do que os telaritas de “Bounty”, no fim da temporada passada…

Avaliação

Citações

“By destroying this complex, we’ll be confirming their worst fears about humanity.”
“Let’s not forget the seven million people who were killed.”
(Ao destruir esse complexo, estaremos confirmando seus piores medos sobre a humanidade.)
(Não nos esqueçamos dos sete milhões de pessoas que foram mortos.)
Archer e Reed

“I’m proud of my craft, captain. I’ve practiced it for many years. I won’t let my work be corrupted in this way. Seven million people. If I’d chosen my clients more carefully, that tragedy might not have happened. I don’t intend to let it happen again.”
(Tenho orgulho do meu trabalho, capitão. Eu o pratico há muitos anos. Eu não deixarei que ele seja corrompido desse jeito. Sete milhões de pessoas. Se eu tivesse escolhido meus clientes com mais cuidado, essa tragédia poderia não ter acontecido. Não pretendo deixar que aconteça de novo.)
Gralik

“If everything you’ve told me is true of the attack on your world, then I hope you remember that not all Xindi are your enemy.”
(Se tudo que você me disse é verdade do ataque ao seu mundo, então eu espero que você se lembre de que nem todos os xindis são seus inimigos.)
Gralik

Trivia

  • As filmagens tomaram sete dias, principalmente nos cenários representando a colônia dos xindis-arbóreos, com a casa de Gralik, uma floresta e uma caverna.
  • A trilha do episódio foi composta pelo veterano Jay Chattaway.
  • John Cothran Jr. apareceu como o capitão Nu’Daq em “The Chase” (A Nova Geração), Telok em “Crossover” (Deep Space Nine) e o doutor Bennington Biraka no game “Star Trek: Borg”.
  • Steven Culp e Randy Oglesby reprisaram seus papéis recorrentes em Enterprise; ambos estrearam em “The Xindi”.

Ficha Técnica

Escrito por Chris Black & Brent V. Friedman
Dirigido por David Straiton

Exibido em 29 de outubro de 2003

Títulos em português: “O Carregamento”

Elenco

Scott Bakula como Jonathan Archer
Jolene Blalock como T’Pol
John Billingsley como Phlox
Anthony Montgomery como Travis Mayweather
Connor Trinneer como Charlie ‘Trip’ Tucker III
Dominic Keating como Malcolm Reed
Linda Park como Hoshi Sato

Elenco convidado

Steven Culp como major Hayes
John Cothran Jr. como Gralik
Randy Oglesby como Degra
John Eddins como xindi-reptiliano
Jack Alsted como arbóreo 2
Sam Witwer como arbóreo 3

Enquete

Edição de Mariana Gamberger
Revisão de Nívea Doria

Episódio anterior | Próximo episódio