Shatner, Bakula e Brooks na Comic Con

Nesta sexta-feira, William Shatner se fez presente no Comic Con, em San Diego. Ele participou de um bate papo com a platéia presente e via internet, onde respondeu às perguntas sobre o filme Star Trek, a cena escrita para ele, episódios favoritos e  muito mais. No painel sobre o documentário “The Captains”, teve como convidados Avery Brooks (Sisko) e Scott Bakula (Archer), incluindo o grito da audiência por “Khaaan”.

O TrekMovie resumiu os pontos discutidos por Shatner.

• Sobre a cena escrita para ele para o filme Star Trek (e não usada), Shatner diz “que me pega realmente de surpresa, porque não havia nenhuma cena que eu tenha lido, então eu nunca espera-se que nesse filme”;

• Mais tarde Shatner também revelou que ainda não viu Star Trek, mas ele viu um clipe do filme com Leonard Nimoy e Chris Pine;

• Disse que a partir do que ele viu, achou Pine “maravilhoso” e que fez um “Capitão Kirk incrível”;

• Quando perguntado qual personagem de Jornada, além Kirk, interpretaria ele observou que não sabia de Star Trek o suficiente para dizer, acrescentando, “eu só quero fazer Kirk”;

• Mais tarde, observou que “eu nunca vi os outros filmes de Jornada. Eu mal assisti os que eu estive”;

• Ele mostrou-se incerto quanto aos episódios seus favoritos de Jornada, mas disse que os fãs pareceram gostar de “City on the Edge of Forever” e “Trouble with Tribbles”;

• Mas citou Star Trek V: A Fronteira Final (aquele que ele dirigiu) como filme favorito;

• Perguntado a respeito de seus trajes favoritos de Jornada, visto nas convenções, disse, “são aqueles com decotes grandes”;

• Admitiu que Jornada “lançou” a sua carreira e provavelmente levou-o ao sucesso no futuro, incluindo Boston Legal;

• Quando perguntado se ele vai ecrever mais novels de Jornada, ele respondeu “” Eles pararam de me pedir para escrever novos romances de Jornada”;

• Se ele pudesse mudar alguma coisa, qualquer coisa sobre o capitão Kirk, Shatner disse enfaticamente: “que ele ainda estivesse respirando!”, observando que “poderia ter sido divertido continuar fazendo Kirk” e “seguindo o seu processo de envelhecimento”.

No painel que teve sobre o documentário “The Captains”, Bill juntou-se aos colegas capitães Avery Brooks e Scott Bakula e foram moderados pelo diretor Kevin Smith. Eles mostraram clipes de “The Captains”, e responderam perguntas de Smith e do público em um ambiente muito descontraído e divertido com um monte de brincadeiras. Brooks conseguiu ficar um pouco sério, quando falou sobre o desafio de escrever a música para o documentário. Bill observou que ele estava muito animado em conhecer a maioria dos seus capitães companheiros pela primeira vez, e as experiências que foram descobrindo um tanto diferentes e semelhantes as dele, chamando de um processo de “auto-descoberta”. Bakula também foi muito descontraído com o público, dizendo que achou divertido conversar com Shatner no documentário.

Qual foi o maior presente de suas séries para o mundo? Os capitães opinaram. Shatner respondeu que foram os fãs e a maneira como eles foram inspirados pela franquia. Bakula respondeu simplesmente “esperança”. E quando perguntado o que faz Jornada resistir ao tempo, Shatner respondeu que a franquia “é uma aventura. Algo que todos temos em comum”. Bakula acrescentou “Jornada nãovai a lugar nenhum tão cedo …. Há uma paixão e uma pureza para a franquia que pode ser reinventada por isso é eterna. Há muito espaço lá fora para ser explorado”. Brooks resumiu tudo dizendo: ” Tem sido 44 anos e contando Muitas vezes, é repetido, mas nunca o mesmo, não vai a lugar nenhum.”

Em um evento de imprensa após o painel, Shatner foi questionado sobre sua carreira e disse que ele não se considerava um sucesso, destacando, “Sempre me iludi tentando encontrar o sucesso”. Bakula mais tarde comenta que Shatner manteve seu ego sob controle durante as filmagens de “The Captains”,”Ele não estava tentando ser a estrela … apenas fazendo uma entrevista.”

Shatner também falou sobre as semelhanças e diferenças que ele descobriu ao fazer os capitães, salientando que o mais novo capitão (Chris Pine) é o único que vem de uma família de atores, mas que de outra forma todos os capitães compartilharam “disciplina, teatro, unidade de tristeza, dor”. Bakula também observou que foi uma experiência de aprendizado para ele, assim eu tenho a alegria de descobrir-lo, e ouvindo os outros caras falam que foi a epifania para mim. Foi muito revelador. “Brooks E concordou, especialmente sobre ser entrevistado pelo original Star Trek capitão, dizendo: É muito comovente para mim”,

O painel concluiu com Shatner levando a multidão ao delírio na Comic Con com um grito gigante de “Khaaaaan”. Veja o vídeo.

12 Comments on "Shatner, Bakula e Brooks na Comic Con"

  1. É curioso ver como os dois melhores capitães( na minha opinião) Shatener/ Kirk e Stewart/Picard sempre tripudiaram Star Trek nesse tipo de entrevista, demonstrando todo o seu estrelismo. Dizendo que não assistiram nada, que não se lembram de coisa alguma, mas ainda sim ressaltando o seu próprio trabalho.

    Enfim, realmente não são homens tão nobres quanto os personagens que interpretaram, não resta dúvida, se não são fãs como Simon Pegg poderiam ao menos ter a sensibilidade do Leonard Nimoy.

    Mas enfim, isso só demonstra a sua competência como atores( já que seus personagens são melhores do que eles mesmos), o que para nós, já está muito bom.

    OBS: Quanto a Brooks e Bakula. O primeiro conseguiu ser tão marcante quanto Shatner e Picard. Mas como capitão lhe faltou aquele “magnetismo natural” da principal liderança. Ele era o craque do time, mas não era o capitão do time. Já o Bakula, não teve, oportunidade(melhores roteiros), tempo e nem muita competência para deixar sua passagem por Star Trek marcada, embora seja reconhecidamente, um bom ator.

  2. É curioso ver como os dois melhores capitães( na minha opinião) Shatener/ Kirk e Stewart/Picard sempre tripudiaram Star Trek nesse tipo de entrevista, demonstrando todo o seu estrelismo. Dizendo que não assistiram nada, que não se lembram de coisa alguma, mas ainda sim ressaltando o seu próprio trabalho.

    Enfim, realmente não são homens tão nobres quanto os personagens que interpretaram, não resta dúvida, se não são fãs como Simon Pegg poderiam ao menos ter a sensibilidade do Leonard Nimoy.

    Mas enfim, isso só demonstra a sua competência como atores( já que seus personagens são melhores do que eles mesmos), o que para nós, já está muito bom.

    OBS: Quanto a Brooks e Bakula. O primeiro conseguiu ser tão marcante quanto Shatner e Picard. Mas como capitão lhe faltou aquele “magnetismo natural” da principal liderança. Ele era o craque do time, mas não era o capitão do time. Já o Bakula, não teve, oportunidade(melhores roteiros), tempo e nem muita competência para deixar sua passagem por Star Trek marcada, embora seja reconhecidamente, um bom ator.

  3. O Bill parece um pouco confuso, ou continua apenas querendo nos confundir!hahahah!!!

    É engraçado ele disse para o CPine que viu ele no filme “Unstoppable” lá no the Captains, e na Comic Con fala que ainda não viu ST. Será?

    E ele só quer ser o Kirk, então, “whateva” como diria o outro!hahahah!!!

  4. Eu fico triste porque voltei de San Diego no domingo retrasado, dia 17/07, eu sabia que ia rolar a Comic Con lá, tive ate como comprar convites mas eu já estaria de volta… Só pude curtir um passeio no Zoo, velejar na baia e visitar o Porta-Aviões Midway…

    Alias o porta-avioes USS Carl Vinson (numero 70), estava ancorado na baia, foi nele que partiu a operacao de caça ao Osama Bin Ladem e foi nele que sepultaram seu corpo no mar… sinistro!…

    San Diego é uma cidade linda, o tempo estava otimo e tudo estava perfeito…

    Sorte de quem pode ir. Eu gosto muito do velhinho Shatner e do Avery Brooks.

  5. Eu já li aqui mesmo no TB que, Bill, enfim, viu o filme.

    Raaaaalllllphhhhh!

    Desenrola essa……..

  6. ralph pinheiro | 25 de julho de 2011 at 5:42 pm |

    Ele disse que viu um clip do filme. Ah, bom! Tá explicado, trekker.

  7. Esse véi é um sem vergonha…. mas gosto dele…

  8. ou madruga vc tá sendo muito duro com esses capitães… até porque essas declarações do bill não devem ser levadas a sério, ele é um fanfarrão… só pra alimentar o mito, o pitoresco fato do velho kirk não ter nem visto o filme… me admira que ele não tenha ido pro lado de criticar o novo filme…! até o nimoy já teve sua época de “eu não sou spock!”…

    quanto a mim sempre me emociono quando vejo meus heróis…!

  9. Olha, só mesmo o fim inevitável vai calar a bocona do tio Bill, até lá o negócio é rir bastante. Acho que Sisko foi sim um ótimo capitão, o que o fez menos destacado foi que DS9 tinha uma verdadeira legião de ótimos atores, entre fixos e extras. Bakula na minha opinião foi com certeza o melhor ator de ENT, mas o resto é que não ajudava (apesar que a T´pol ser muito boa de se “observar”).

  10. Carlos Tosh

    Não estou falando só por essa entrevista mas por outras também, tanto que até citei o Patrick Stewart. É sempre aquele desdém

    Mas é aquela né… não esquento com isso não.

    Bill ainda é meu herói e gostaria de ver ele no próximo ST, nem que fosse, num flashforward.

  11. Carlos Tosh

    Não estou falando só por essa entrevista mas por outras também, tanto que até citei o Patrick Stewart. É sempre aquele desdém

    Mas é aquela né… não esquento com isso não.

    Bill ainda é meu herói e gostaria de ver ele no próximo ST, nem que fosse, num flashforward.

  12. Não seria um flash back?

Leave a comment

Your email address will not be published.


*