Star Trek Discovery é o título da nova série

De acordo com o site Trek Movie, a produtora Heather Kadin contou que o projeto para a USS Discovery não é definitivo.

Quando perguntado sobre a maior representação da nova série, Kadin disse que as mulheres e personagens LGBT (e fora da tela) vão ser importantes para Star Trek Descovery.

O episódio de abertura será dirigido e produzido por David Semel.

Bryan Fuller:

Uma das coisas mais belas de Star Trek é que você tem pessoas que vêem essa série e elas querem ser cientistas, elas querem levá-la para o espaço, temos de celebrar uma progressão de nossa espécie, porque parece que agora nós, como uma espécie, precisamos de um pouco de ajuda. Não há nada como a luz que guia Gene Roddenberry pendurada no alto do céu.

Discovery é tão intrínseco como um conceito para a filosofia de “Star Trek”, e eu senti que era uma bela maneira de reconhecer o espírito – e, também, o que “Star Trek” tem proporcionado para mim é uma inspiração de onde estamos indo como uma espécie e um planeta.

Star Trek deu tanta esperança para um mundo melhor porque precisamos dele no mundo em que estamos vivendo hoje. Precisamos de curiosidade e precisamos de exploração e nós precisamos de encontrar melhores versões de nós mesmos, e precisamos descobrir melhores versões de nós mesmos.

Screen Shot 2016/07/23 em 6.15.31 PM

A nova série não vai ser episódica, mas em vez disso, contar histórias como um capítulo de novela, por capítulo.

Screen Shot 2016/07/23 em 6.15.58 PM

O projeto da nave é fortemente influenciado pelos conceitos de Ralph McQuarrie para uma Enterprise redesenhada em um projeto chamado “Planet of the Titans” — a primeira tentativa de levar a franquia ao cinema. Eventualmente a ideia foi abandonada e a Paramount decidiu desenvolver, para a a TV, a série Fase II, que por sua vez se transformou novamente em projeto de cinema e resultou no primeiro filme de Jornada no cinema, em 1979. Pois é, o mundo dá voltas…

Também foi divulgado um teaser mostrando o teste em CGI da nave que dá título a série deixando uma base de asteroides.

https://www.youtube.com/watch?v=QGsuM31IC-Q

43 Comments on "Star Trek Discovery é o título da nova série"

  1. Bem, posso dizer que os dois fatos me agradaram muito: 1- Os desenhos de Ralph McQuarrie foram retomados!! (sempre gostei, mas eu não sou muito normal…), 2- !!!Prime Timeline!!!

  2. Pelo visual e a musica me parece uma nave federação-klingon. Talvez uma nave com tripulação mista para integração após Kitomer.

  3. UFA! Deixa o Kelvin Unverse pro cinema! Na TV tem que ser prime universe!!! 😀
    Sobre a nave eu achei uma “fusão” entre uma nave federada e uma Klingon D7, sei que foi um desenho rejeitado para phase II. Pessoalmente, não a achei muito bonita, principalmente esta seção das asas, preferia o formato mais tradicional das naceles.
    Pode ser uma grande “pegadinha” também, vamos aguardar as próximas notícias!
    Imagino que deva se passar no período pré-Kirk ou até durante a série clássica mesmo. Existem números como o NCC 1031 durante o seriado clássico, como o caso de algumas naves federadas na série clássica e da USS Grysson, em Star Trek III – O Retorno de Spock.

  4. É uma boa possibilidade! Este período está vago no cânon.

  5. Prime Timelineeeeeee

  6. Eu amei o design mais oitentista da nave. Lembra muito o esboço feito para a série phase II que acabou não acontecendo. Confesso que não é tão bonita, mas o que importa para mim é o que ela representa, além de ser um retorno às raízes, com uma clara inspiração nesse sentido, em especial, a linha de tempo original. Ela lembra muito uma nave Klingon também, aparentemente um protótipo. Teria ela a camuflagem, isto é, invisibilidade? Seria um consórcio entre o império Klingon e a Federação? Seria uma tecnologia roubada?

  7. Se a série for situada entre TOS e TMP, é uma bela homenagem a Star Trek Fase II, série esta que nunca existiu. A nave para quem não sabe, apesar de lembrar uma fusão com D7, foi baseada nas naves imperiais de Star Wars, já que o filme tinha acabado de ser lançado.

    Especulações minhas: Acho que pode ser uma nave secreta/militarizada. A Federação sempre foi vista como não-militar. O desenho da nave pode basear-se numa tentativa de nave (pré TMP) copiando as D7 Klingons, quiçá até tendo dispositivo de camuflagem.

    A Frota tem uma divisão militar secreta que atua independente da Federação. Chama-se Seção 31. Parece que ninguém viu um detalhe escancarado na nave que embasa a teoria se ser a divisão secreta: NCC-1031.

    A nave parte de uma doca seca em um asteroide. Parece ser uma base secreta e não uma base Federada qualquer.

    O desenho também pode remeter para uma “nave-base”. Aquele espaço triangular seria aproveitado com outras naves, tecnologias, etc,
    garantindo que toda uma infraestrutura federada seja deslocada para uma região do espaço ao invés de contar só com uma simples nave. Isto pode ser importante se pensar em ter uma organização independente que atua nas sombras ou para histórias escritas em novelas, não episódios.

    Ou nada a ver. Já que esta especulação não é muito alinhada com as visões de Gene Rodemberry.

  8. primeira coisa que pensei foi essa ˜fusão”.

  9. Eu só acho devemos esperar.

    Não se sabe nada da nova série, ou muito pouco ainda.

    Pode ser nave militar, pode ser no pós-VOY, ou entre TOS e TNG. O importante é tudo fazer sentido.

    Cá entre nós. A nave não é bonita, e os desenhistas devem ter certeza disso, por este motivo mesmo, deve ter uma boa trama por trás.

    Estou ansioso por mais informações. O nome Star Trek Discovery é muito forte e tem tudo para ser um sucesso.

  10. A inspiração para uma nave não convencional vem deste projeto rejeitado, mas a nave não será assim. Haverá diferenças na composição da tripulação possuindo duas linhas de comando. Aguardem.

  11. Acho interessante a boa vontade de muitos fãs com o novo design tendo o carimbo “original line”. Se fosse no Abramsverse…

  12. Não acho que uma divisão secreta estamparia seu número na identificação de uma nave.

  13. Talvez seja apenas 31 de Outubro.

  14. Maurício Monteiro | 25 de julho de 2016 at 2:07 pm |

    Pô, cara! Estava almoçando agora, lí essa resposta e não me contive: rí muito, com a boca cheia de comida, já viu né: ou a pessoa engasga, ou faz uma sujeira do cão! Meu caso é o segundo…

  15. Apesar de remeter ao design da phase II… essa nave é bem feinha hein? Kct….Será que o moderno é fazer naves com desenhos esdrúxulos? A renderização da animação também achei tosca. Parece das produções paralelas de ST. Olá lá o que esses caras vão fazer hein?

  16. Achei curioso a doca espacial dentro de uma rocha, pode até ser mesmo uma nave militar construída em segredo.

  17. Bem, ao menos há esta boa vontade. Ser nerd anda sendo uma chatice, independente de fã de Star Trek, Star Wars, Marvel, DC, o que seja. Tudo as pessoas reclamam e dizem que o novo estrada o clássico.

  18. Marcos Jacoby | 25 de julho de 2016 at 8:28 pm |

    “2017 será chamada Star Trek Descovery. A série irá focar as aventuras do USS Descovery, uma “?????
    Não seria Discovery????

  19. GILSON P. DE FARIAS | 25 de julho de 2016 at 9:12 pm |

    O que nunca pode faltar, é o alerta vermelho, e os combates!

  20. Lembrei de um episódio da sétima temporada de a Nova Geração em que uma nave da federação com camuflagem (invisibilidade) foi construída dentro de asteroide às escondidas, porque um nave federada com camuflagem seria e era uma violação do delicado tratado de paz que a Terra e a Federação celebraram com os Romulanos dois séculos antes.

  21. Cara, tudo o que eu mais queria era uma série de Star Trek! Vou dar uma chance para eles… o design da nave sugere algo meio federação, meio Klingon. Será?

    Outra coisa, parece que a Federação está construindo ela numa doca escondida num asteroide. Ou seja, tem treta aí…

    Lembrei de um episódio da sétima temporada de a Nova Geração em que uma nave da federação com camuflagem (invisibilidade) foi construída dentro de asteroide às escondidas, porque um nave federada com camuflagem seria e era uma violação do delicado tratado de paz que a Terra e a Federação celebraram com os Romulanos dois séculos antes.

    Enfim, prevejo uma boa história.

    JJ Abrams não entende nada de jornada!

    http://www.universostartrek.com/USS-Enterprise-A-Gorkon-Ship.jpg

  22. O episodio da nova geração que citei chama-se “The Pegasus”

    https://pt.wikipedia.org/wiki/The_Pegasus

  23. A renderização não é definitiva. Isto é um teste inicial.

    Até a versão final, muda tudo, textura, detalhes, até mesmo a nave pode mudar.

  24. Exato! Um dos melhores episódios da sétima temporada e de toda a série!

  25. Espero que você tenha razão! Porque o trabalha está bem amador!

  26. Parece continuar a terra desconhecida, numa parceria klingon federação.
    O desenho da nave induz a isso. Deve camuflar….
    Eu me arrisco a dizer que a trama vai circundar os problemas de convivência com klingons.
    Seria o primeiro capitão klingon da frota?

  27. Pelo menos, outubro tem 31 dias.

  28. Seria muito bom entrar nesse nicho do cânon

  29. Uia!! Nome legal!!

  30. Tem jeitão de nave de guerra.

  31. Teeecnicamente não. Daria problemas com a cronologia de Worf que foi o primeiro oficial Klingon da Frota.

  32. David Gaertner Curitiba | 26 de julho de 2016 at 9:08 pm |

    Cancelando HBO e assinando Netflix em 3,2,1

  33. David Gaertner Curitiba | 26 de julho de 2016 at 9:10 pm |

    Mas uma nave da federação ser camuflada com tecnologia da federação não iria contra o que ainda vai acontecer no episódio dos 2 Ricker? Todos aqueles embargos do Império Romulano etc e tal?

  34. Ricardo Pinheiro | 28 de julho de 2016 at 12:20 pm |

    Estou seco pra ver essa série nova, mas uma coisa é certa: Eu odiei o design dessa nave. Espero q mude, pq essa eu n vou querer ter na minha estante. E olha q eu tenho até a Galaxy “siri cascudo” em casa.

    E já q é pra especular, eu chuto q seja uma nave de exploração pra estabelecer uma colônia da Federação em outra galáxia. Ventilaram essa hipótese certa vez. Aí temos transdobra, uma boa justificativa pra o tamanho da nave, essas coisas.

    Mas posso estar errado.

  35. Ricardo Pinheiro | 28 de julho de 2016 at 12:25 pm |

    Sou só eu q tenho simpatia pela linha do tempo Kelvin? É uma nova ST pra tempos atuais. C/ os defeitos e as qualidades. Minha esposa viu o 1o filme (2009), chegou em casa, pegou meu box da 1a temporada da TOS e desatou a ver episódios. Pode n ser do jeito q queríamos, mas é uma maneira de atrair novos fãs.

    E eu gosto dessa linha do tempo, pronto, falei. Prefiro as séries, mas gosto sim. Me julguem, Sindicato de Órion. 😀

  36. Outro Klingon dentro de nave da federação não causaria problemas para Worf. Basta considerar que um klingon anterior não era integrante da frota, assim como ocorreu em muitas missões Federação-Klingon em DS9.

  37. Assim, sim. Bem colocado jovem bajoriano discípulo de Kay Opaka.

  38. Sem problemas com essa linha Kelvin temporal.
    Os problemas são os erros de enredo como o teletransporte inter planetário ou estelar de Khan ou batalha durante viagem de Dobra mas…nenhum filme de Jornada é perfeito…

  39. Ricardo Pinheiro | 29 de julho de 2016 at 11:21 am |

    Sim, essas duas no STID foram difíceis de engolir. Transporte da Terra a QonOs? Phaser e torpedos comendo solto em dobra? Concordo.

    Eu gosto dos novos filmes mesmo assim. Se n fossem eles, éramos nós vivendo do passado q n volta +.

  40. É de gelar a espinha…. e apesar de não ter curtido 100% o design desta nova nave, eu me empolgo muito mais com a série do que estes novos filmes.

  41. Reginaldo Filho | 2 de agosto de 2016 at 4:10 am |

    A trilha sonora é o tema Klingon. O som ao final é o do dispositivo de camuflagem e o simbolo da federação está cortado.

  42. Estou com esta mesma sensação.

Leave a comment

Your email address will not be published.


*