VOY 2×22: Innocence

Tuvok tem a chance de dar uma de papai e nos mostrar o “Vulcan way of life”

Sinopse

Data estelar: 49578.2

Ao entrar na atmosfera de uma lua desabitada, a nave auxiliar pilotada pelo tenente Tuvok e o alferes Bennet é atingida por uma turbulência eletrodinâmica e cai. Bennet morre, mas Tuvok logo percebe que não está sozinho, quando três crianças assustadas saem de um esconderijo. Elas contam a ele que sua nave também caiu, matando aqueles que tomavam conta delas. Enquanto isso, a Voyager recebe Alicia, representante dos drayanos, com quem a capitão Janeway espera negociar os minerais de que sua nave precisa. A visita é interrompida quando a visitante e sua comitiva recebem uma mensagem de emergência. Antes de partir, no entanto, pede que a tripulação deixe a região, respeitando os costumes locais.

Enquanto Tuvok tenta consertar sua nave auxiliar, as crianças — Tressa, Elani e Corin — expressam seus receios de serem mortas por uma criatura a que chamam de “morrok”. Ficam ainda mais assustadas quando um grupo de resgate drayano aparece para procurá-las. Elas contam ao tenente que foram mandadas pelo seu próprio povo para morrerem na lua e pedem ajuda para se esconderem.

Sob a guarda de Tuvok, elas conseguem se esquivar da equipe de busca. Mais tarde, Alicia informa Janeway que a nave desaparecida havia sido encontrada na superfície, a qual consideram um território sagrado. A nativa ordena que a capitão remova o cadáver do piloto e abandone a área imediatamente.

Na manhã seguinte, Tuvok descobre que Elani e Corin sumiram. Em uma caverna nas proximidades, encontra suas roupas, mas não há sinal das crianças. Em um intervalo na turbulência atmosférica, ele consegue enviar uma breve mensagem à Voyager. Janeway e Paris tomam uma nave auxiliar para resgatar seu colega, mas são perseguidos por um veículo drayano, cujos ocupantes não querem permitir o desembarque dos forasteiros no sítio sagrado.

À medida que a equipe de busca drayana cerca Tuvok e Tressa, Janeway e Paris chegam. O vulcano se recusa a deixar que levem a criança, mas fica surpreso quando Alicia revela que Tressa na verdade tem 96 anos. Nessa sociedade, o processo de envelhecimento é reverso e a garota não fora levada para ser morta, mas para falecer naturalmente. Com a permissão de Alicia, Tuvok fica com Tressa para confortá-la em seus momentos finais.

Comentários

“Innocence” apresentou uma história basicamente voltada para Tuvok. Embora já tivesse sido mostrado que o vulcano tinha filhos (“Elogium”), é um tanto estranho vê-lo como uma figura paterna, dado o seu “senso de humor” e “carisma”… Mas, neste episódio, pode-se ver o tipo de pai que ele deve ser — um bom pai.

A interação entre o tenente e as crianças desenrolou-se muito bem. Há muitos momentos especiais a serem lembrados. Entre eles, a confiança e sensação de conforto que Tuvok passou às crianças no início do episódio, sua paciência fenomenal enquanto consertava a nave auxiliar e o afeto por Tressa, bastante evidente no final da história.

No entanto, por incrível que pareça, em momento algum o personagem perdeu sua lógica ou agiu de forma emocional. A atuação de Tim Russ, como sempre, foi impecável e, apesar da faixa etária, os atores mirins também convenceram (especialmente Tiffany Taubman).

Após muito tempo, houve uma evolução no personagem de Russ, que ultimamente andava estático. Na cena inicial do episódio, em que o alferes Bennet morre, o vulcano estava até admiravelmente compreensivo. Mais incrível ainda foi ver que Tuvok canta (uma curiosidade: Tim Russ é músico e lançou recentemente um CD). As visões sobre a cultura vulcana também foram bem-vindas. O modo como esse povo trata suas crianças e como elas crescem tem sido um mistério desde a época de Spock. Provavelmente, a instrução deve basear-se na conversa aberta e técnicas mentais aplicadas ainda cedo.

Como não podia faltar em Voyager, houve as cenas de humor. O Doutor, na tentativa de agradar os visitantes, acabou se bagunçando e se embaraçando e sua reação foi engraçada (foi hilária também a expressão no rosto da capitão). Da mesma forma, foi cômico o relato da missão inicial de primeiro contato de Chakotay.

Em outra cena, quando Janeway e Paris deixam a Voyager na nave auxiliar, também houve uma troca de comentários irônicos, o que mostra o quanto o relacionamento desses dois evoluiu desde “Caretaker”.

Porém, há algo a ser dito sobre a expectativa e ânsia da capitão em estabelecer contato com os drayanos. Não pareceu muito uma curiosidade científica ou diplomática, mas uma oportunidade potencial para obter suprimentos para a Voyager. Pelo menos, foi o que pareceu durante o diálogo entre Janeway e Chakotay na enfermaria.

Isso mostra que essa nave da Federação, diante das circunstâncias, começou a perder sua característica original de exploração para adaptar-se à condição de “survivor” do Quadrante Delta, usando convenientemente as raças com quem encontra. A ideia pode não ser muito bonita, mas é mais realista.

Tendo dito isso, uma coisa questionável no episódio foi a morte do alferes Bennet no início da história. É estranho o modo como todos encaram numa boa a perda de mais um colega, dada a situação da nave. Ele pareceu mais um daqueles tripulantes de camisa vermelha da Série Clássica, um luxo do qual a série não pode desfrutar.

Avaliação

Citações

“Why are your ears like that?”
“All Vulcans have similar shaped ears.”
“Do they make you hear better?”
(Por que suas orelhas são assim?)
(Todos os vulcanos têm as orelhas desta forma.)
(Elas fazem você ouvir melhor?)
Corin e Tuvok

“How are Vulcan children like?”
“Well behaved.”
(Como são as crianças vulcanas?)
(Bem comportadas.)
Corin e Tuvok

Trivia

  • Marnie McPhail (Alicia) já participou de outras produções de ficção científica. Esteve na série Arquivo X, como Cami Schroeder (no episódio “Arcadia”), e em Sliders, como Elizabeth Mallory (no episódio “Revelations”). Em Jornada, participou do filme “Primeiro Contato”, como Inge Eiger, e do jogo Star Trek: Borg como a oficial tático alferes Anastasia Targus.

Ficha Técnica

História de Anthony Williams
Roteiro de Lisa Klink
Dirigido por James L. Conway

Exibido em 08 de abril de 1996

Título em português: “Inocência”

Elenco

Kate Mulgrew como Kathryn Janeway
Robert Beltran como Chakotay
Roxann Biggs-Dawson como B’Elanna Torres
Robert Duncan McNeill como Tom Paris
Jennifer Lien como Kes
Ethan Phillips como Neelix
Robert Picardo como Doutor
Tim Russ como Tuvok
Garret Wang como Harry Kim

Elenco convidado

Marnie McPhail como Alicia
Tiffany Taubman como Tressa
Sarah Rayne como Elani
Tahj D. Mowry como Corin
Richard Garon como alferes Bennet

Enquete

Edição de Stéphanie Cristina
Revisão de Nívea Doria

Episódio anterior | Próximo episódio