Orci revela mais detalhes do filme em convenção

roberto-orci.jpgA convenção do Grand Slam XVI já terminou. Embora as presenças de Zachary Quinto e Leonard Nimoy tenham dado o tom do evento, não poderíamos deixar de falar do roteirista Roberto Orci, que também esteve presente na convenção e falou com a platéia sobre o filme de Jornada nas Estrelas. Seu companheiro de script, Alex Kurtzman, não pôde comparecer por motivos pessoais. Apresentamos alguns pontos mais importantes comentados por Orci no bate papo com o público. O texto a seguir contém pequenos spoilers.

Os sites Trek Movie e Screen Rant publicaram um resumo dos comentários mais importantes de Roberto Orci com a platéia, na convenção do Grand Slam. Veja como foram:

“O orçamento do filme está abaixo de 200 milhões de dólares”;

“O filme está na faixa de censura (americana) dos 13 anos”;

“A história foi escrita com Leonard Nimoy em mente. Nimoy leu o script e gostou. Ele é tão central na história que teríamos tido problema se ele não gostasse do roteiro”;

“Sim. A USS Enterprise será montada no espaço, embora algumas peças sejam montadas na Terra”;

“O produtor e diretor Steven Spielberg leu o roteiro e ficou muito impressionado com a história. Ele conversou com Abrams sobre dirigir o filme durante sua visita ao cenário de Transformers. Abrams mencionou isso a sua esposa, que o ajudou a tomar a decisão final de dirigir Jornada“;

“Todo o projeto começou com um telefonema de um executivo da Paramount para Orci em 2005 (ele e Kurtzman estavam trabalhando para o filme Missão Impossivel III) perguntando se eles tinham alguma idéia para Jornada;

“O ator e diretor Ben Stiller (“Zoolander”, “Quem vai ficar com Mary?” e “Entrando numa Fria”) também visitou os cenários do filme, assim como Tom Cruise;

“O filme tem muita ação, mas contém muito relacionamento”;

“O filme fará o universo de Jornada parecer real como nunca se viu antes”;

“Usando a Suprema Corte americana como analogia, o modo de você ver o filme se enquadrar no canon dependerá se você é um intérprete restrito da lei ou se acredita no espírito da lei”;

“De todas as mulheres do filme, Uhura (Zoe Saldana) é a mais importante e ela fará mais do que responder a uma transmissão do espaço”;

“O mais trabalhoso personagem do elenco foi Kirk (Chris Pine) e o mais fácil Spock (Zachary Quinto)”;

“Haverá pelo menos uma referência de Jornada no filme Transformers 2“.

Fonte: TrekWeb e Trek Movie

13 Comments on "Orci revela mais detalhes do filme em convenção"

  1. Luís Henrique campos Braune | 19 de abril de 2008 at 11:48 am |

    Bem que Steven Spielberg poderia dirigir o próximo, ou talvez uma dobradinha com JJ….

  2. “Sim. A USS Enterprise será montada no espaço, embora algumas peças sejam montadas na Terra”.

    No teaser trailer ela, em terra, está praticamente montada!

  3. “O orçamento do filme está abaixo de 200 milhões de dólares”;

    Esperemos que seja boa parte com o filme e não com os atores

    “O filme está na faixa de censura (americana) dos 13 anos”;

    Oh Boy! =/

    “A história foi escrita com Leonard Nimoy em mente. Nimoy leu o script e gostou. Ele é tão central na história que teríamos tido problema se ele não gostasse do roteiro”;

    È meus amigos, essa viajem no tempo não vai ser tão insginificante assim

    “Sim. A USS Enterprise será montada no espaço, embora algumas peças sejam montadas na Terra”

    Essa história está meio estranha. Ao que parece então essa história vai se passar muuuuuuuito antes de TOS, afinal, em TOS a Enterprise ja estava “montada” a tempos.

    “O filme fará o universo de Jornada parecer real como nunca se viu antes”;

    hummm… interessante…

    “Usando a Suprema Corte americana como analogia, o modo de você ver o filme se enquadrar no canon dependerá se você é um intérprete restrito da lei ou se acredita no espírito da lei”;

    E a duvida permanece, é reboot ou prequel?

    “O mais trabalhoso personagem do elenco foi Kirk (Chris Pine) e o mais fácil Spock (Zachary Quinto)”;

    Normal, afinal, o que se sabia sobre o Kirk? Quase nada, e ele é o personagem principal.

    “Haverá pelo menos uma referência de Jornada no filme Transformers 2“

    Opaaa… crossover? 😀

  4. "Frank" Hollander | 19 de abril de 2008 at 2:25 pm |

    Creio que foi a maior quantidade de informações divulgadas até o momento.

    Parece, vão usar as leis da física, o que deixará o filme mais próximo do real.

    Sobre a Enterprise ser montada no Espaço: Não considerem o Teaser como o ato 1 do filme. Ele pode ser completamente descartado afinal a intenção é pura promoção. Agora, vocês partem da premissa que a nave estava montada em terra. Pelas poucas imagens e ângulos apresentados as seções podem estar todas separadas, estando próximas o suficiente para dar a perceber que a nave estava montada. As seções podem ser rebocadas para o espaço para a montagem final.
    Lembrem-se que a classe Constitution PODE separar a seção disco da engenharia porém ela não tem capacidade de reconecção sem o apoio de uma shipyard, como ocorre com a classe Galaxy.

  5. Ralph Pinheiro | 19 de abril de 2008 at 4:51 pm |

    1) Jornada XI PG-13 anos – Jornada nunca excedeu na violência ao estilo O Senhor dos Anéis, que tambem está nessa faixa, mas essa censura permite isso. Acho que Abrams vai fazer o filme ser mais truculento que os anteriores. Vejo batalhas encarniçadas com os Klingons.

    2) Jornada XI vai fazer o universo da franquia ser mais real. É a aplicação da física mais do que a fantasia. Tenho minha lista de reinvidicações quanto a certos efeitos em Jornada:
    *Acabar com a incrível facilidade de manobra de uma nave no espaço, afinal uma nave gigantesca tem suas limitações nas leis da física.
    *Gostaria também que tivesse na telona uma visão mais ampla em 3D de uma nave no espaço, assim teríamos a real noção da dimensão da coisa;
    *Também acho que deveriam acabar com aquelas sequência de faíscas saindo dos painéis toda a vez que a nave é atingida e que parece não afetar o funcionamento da nave. Queimou, pifou.
    *Quero ver torpedos fotônicos causando impacto como foram programados. São armas de grande potência e destruição e não mero mísseis balísticos.

    3) A Enterprise montada no espaço. Também acho que o teaser foi propaganda promocional e não parte do filme. Além do que, não dá para ver se toda a nave está no estaleiro. Não vejo o corpo central dela, apenas o disco e as naceles.

    4) Leonard Nimoy o tema central. Na verdade são os Spocks os principais e Kirk vai no rastro. Acho que Nero vai ser o vilão mais discreto de todos. Tô achando que ele vai fazer sua estripulia temporal e morrer, deixando os Spocks com a função de consertar tudo depois.

    5) Visão do canon como na Suprema Corte. Alguém ainda tinha dúvida que o filme não seria um reboot?
    Eles querem que você veja o filme sem se apegar a detalhes do canon, apenas com o espírito de Jornada, da exploração, da aventura, da interação dos personagens, do otimismo no futuro e só.

  6. Evandro Barbosa | 19 de abril de 2008 at 6:55 pm |

    Sou um fã de Jornada (ops, quem aqui não é?) e queria entender uma coisa. Se a Enterprise será montada nesse momento da história onde o filme será focado, como devemos considerar a Enterprise dos Capitães Robert April e Christopher Pike. A nave já existia antes de Kirk e cia…

  7. Não tem aquele trecho de uma música do Raul Seixas, se alguém lembrar: “(…) o fim, o início e o meio”? Pelo que deu a entender é + ou – por aí. Começa com o Spock voltando do fim (século 24), passando pela infância do mesmo e de Kirk (século 23) e chegando ao meio (século 23/ 1ª metade), época pré-TOS!!! Mas não sabemos se ficará um bom tempo focado na época do cap. Pine, já que pelas entrevistas há a patota do Kirk numa batalha. Só estou tentando entender, também! As especulações continuarão e só teremos certeza quando assistirmos ao filme, mesmo!

  8. post 6. Evandro, não há nenhuma informação canônica precisa da data de construção da Enterprise.
    O site oficial fala em 2245 sob o comando de Robert April, mas essa informação veio de TAS, o desenho animado e que não é considerado canon.
    O que sabemos de fato é que Kirk assumiu o comando da nave em 2265 e que a nave estava sob o comando de Pike. Antes disso é pura especulação e Abrams pode dizer o que quiser que não vai ferir nada.
    Acho que eles vão ignorar o April e considerar o Pike como o 1º capitão após o seu lançamento.

  9. Apesar de pensar positivo desconfio do trabalho de JJ, ele deixou Lost se perder e Missão Impossível III foi abaixo da média…

  10. É tudo interessante, agora a oficialização de que teremos a montagem “big E” em órbita, o que preserva o teaser. Honestamente não consigo entender muito esse “canon” não se considera o April como capitão por não ter uma contra parte de carne e osso, por outro lado April poderia ser capitão de uma classe de Enterprise (não a Constitution) que estaria fora de serviço e que daria seu nome a uma nova classe comandada por Pike e posteriormente Kirk, acho perfeitamente normal. De uma certa forma Pike seria o primeiro capitão da Enterprise de classe Constitution, mas é um mero desejo meu e não acredito muito nessa hipótese. Quanto aos torpedos fotônicos acho que terão uma aparência mais metálica como em Enterprise, e não aquele visual de uma grande jóia mostrada em Jornada II, minha dúvida é como serão apresentados os Feisers, teremos um raio contínuo ou pequenas rajadas como baterias de destroier?
    Estou muito curioso…….

  11. Espero, sinceramente, que os feisers não tenham aqueles disparos contínuos, porque essas armas com luzes contínuas e coloridas já viraram clichê, pois foram exploradas em vários filmes de ficção, dos mais antigos aos mais atuais. Se o objetivo do filme é ser o mais fiel à realidade, inclusive obedecendo algumas leis da física, Abrams tem duas opções: transformar as armas em algo mais barulhento e explosivo, tal qual as armas dos games ou como os lasers da vida real, sem som e invisível, o que tornaria um tédio cenas de disparo, não é verdade?

  12. "Frank" Hollander | 20 de abril de 2008 at 8:40 pm |

    Como não sabemos se o tempo será focado em apenas um período, podemos ver a nave ser lançada com Pike e depois o foco passar para 5 anos no futuro com a transferência de comando para Kirk.

    Quanto a efeitos de phaiser e photons, não creio haver grandes mudanças haja visto estes efeitos chamar bem a atenção.

  13. “De todas as mulheres do filme, Uhura (Zoe Saldana) é a mais importante e ela fará mais do que responder a uma transmissão do espaço” — Era a confirmação que eu estava esperando. Finalmente a Uhura vai deixar de ser só uma secretária espacial.

Leave a comment

Your email address will not be published.


*