Lindelof diz como anda a pós-produção de Jornada

lindelof.jpgDurante a convenção do ComicCon, o co-produtor do filme de Jornada nas Estrelas, Damon Lindelof, disse ao site Trek Movie como encontra-se agora o trabalho de pós-produção e efeitos especiais do filme. Ele também falou sobre o humor do filme, a não continuidade com A Nova Geração e as orelhas de Nero. J. J. Abrams também falou sobre o assunto.

Como anda o trabalho de pós-produção?

Lindelof: “Nós ainda estamos fazendo a montagem do filme, pegando os efeitos da ILM e depois iremos mostrá-lo para a alta cúpula da Paramount, provavelmente no final de agosto. Estamos realmente, realmente animados sobre o que conseguimos. Acho que o filme realmente funciona. Então, creio que iremos apenas pôr as cenas de efeitos especiais agora. Isso é uma das coisas que nos faz manter a programação de deixar o filme pronto no Natal. De modo que nós iremos nos sentar sobre isso, por enquanto”.

De acordo com J. J. Abrams, a primeira montagem já está quase pronta, mas Bryan Burk disse que poucos efeitos foram produzidos. Os próximos cinco meses serão apenas de produção de efeitos visuais?

Lindelof: “Acho que alguns efeitos estão parcialmente prontos. Então se você está olhando para uma tela panorâmica, você vê o espaço lá fora. Mas o espaço não está totalmente renderizado (digitalização de imagens), nem existem quaisquer elementos. Os planetas são os únicos. É toda uma interação, como se estivesse assistindo Miguelangelo esculpir Davi. É um bloco, então ele está levemente começando a tomar a forma humana. Isto quer dizer que nada está feito, por causa do simples tamanho da coisa. Essa é a razão porque você não vê os robôs de Transformers até seis meses antes do filme começar”.

J. J. Abams disse recentemente que seu filme é “real” e que não era brega. Isso quer dizer que não será engraçado?

Lindelof: “Não, de forma alguma. Eu creio que quando usamos a palavra “grosseiro”, queremos dizer que a série original estava amarrada pelas limitações de orçamento. Então, isso parecia bobo de vez em quando. Os cenários eram irreais, o vestuário também. Havia uma fina linha entre um episódio bem executado e um outro de baixa produção. Mas o episódio The Trouble With Tribbles, o qual deveria ser banal, apenas resultou no que ele realmente se parece, ele é um clássico. Acho que a razão disso é porque ele é divertido. Não quer dizer que estejam ridicularizando a si mesmos. O nosso filme tem um real senso de humor. Creio que Kirk, Magro têm um grande senso de humor. Toda a cena em que Simon Pegg (Scott) esteja é hilária. Mas os assuntos são reais. Na verdade, esses rapazes estão em uma versão militar, de modo que eles levam seus trabalhos com muita seriedade. Então você encontra o humor tão fundamental quanto possa”.

Como grande fã de A Nova Geração, você sabe que muitos fãs preferem essa série para continuar com os filmes. Você acredita que esse filme é para eles também, mesmo que não gostem da série original?

Lindelof: “Eu acho que é para nós. O filme está, em geral, capturando o mundo de Jornada. Um mundo no qual existe uma Federação de Planetas. Os personagens são do tipo intercambiáveis neste mundo. Eu entraria num longo debate com alguém que dissesse gostar de A Nova Geração e detestar a série original. Por que isso? Ambas as séries funcionam no mesmo universo. Obedecem as mesmas regras e estão situadas num futuro que é otimista e aventureiro e elas são séries de exploração. Então seria difícil dizer para os fãs – Se você gostou de Deep Space Nine, provavelmente não gostará do filme, mas se gostou de Voyager, você irá adorá-lo – Não pode separar as séries, até onde sei. Eu vi mais A Nova Geração que a Série Clássica, apenas porque eu estava mais próxima a ela, eu cresci vendo-a”.

Uma questão sobre um dos posters que surgiu. O que houve com as orelhas de Nero?

Lindelof: “Sobre o pedaço que está faltando? Você saberá disso no filme”, disse sorrindo.

Embora a pós-produção esteja indo de vento em popa, a falta propaganda do filme tem gerado críticas por parte do fandom. Quanto a isso J. J. Abrams falou ao site IGN, “Jornada terá uma propaganda muito maior do já teve, com certeza”, afirmou o diretor, “A Paramount sente que ainda é muito cedo para isso. Eles estão nos deixando fazer coisas bem legais, para mais tarde”, disse Abrams acrescentando, “Nós estamos no lugar agora onde temos trailers. Isso está me deixando maluco. Mesmo que o filme venha a estrear em maio do próximo ano, a verdade é que temos todo o material que deveríamos ter tido (quando era para o Natal). Estamos dentro da programação que planejamos. Nós teremos o filme pronto para o Natal”.

Fonte: TrekMovie e TrekWeb

33 Comments on "Lindelof diz como anda a pós-produção de Jornada"

  1. Leandro Martins | 1 de agosto de 2008 at 6:11 pm |

    “(….) queremos dizer que a série original estava amarrada pelas limitações de orçamento. Então, isso parecia bobo de vez em quando.”

    “(….) você gostou de Deep Space Nine, provavelmente não gostará do filme, mas se gostou de Voyager, você irá adorá-lo”.

    Eu aposto dinheiro contra donuts que o fandom vai ler mais nestes pontos do que realmente há para ser lido.

  2. “Embora a pós-produção esteja indo de vento em popa, a FALTA DE PROPAGANDA do filme tem gerado críticas por parte do fandom. Quanto a isso J. J. Abrams falou ao site IGN, “Jornada terá uma propaganda muito maior do já teve, com certeza”, afirmou o diretor, “A Paramount sente que ainda é muito cedo para isso. Eles estão nos deixando fazer coisas bem legais, para mais tarde”, …”

    BORINGLY GOING… (Maçantemente indo…)

  3. Vocês leram e são testemunhas!!! Vai ficar pronto no Natal… no Natal!!! Nem precisávamos esperar tanto e o filme vai ficar guardado na geladeira até maio, hein? Se eu pudesse, faria uma viagem temporal e mudava a cabeça dos homens da Paramount!!!

  4. “Eu aposto dinheiro contra donuts que o fandom vai ler mais nestes pontos do que realmente há para ser lido”

    Eu apostaria dinheiro contra donuts a qualquer hora 😀

    a rivalidade no fandom entre “niners e nigers” é pública e notória.

    Agora, muitos nigers avaliam a DS9 sobre um pré-conceito, aquela coisa da estação ao invés de uma nave e coisa e tal. E por causa disso, nem viram a série inteira, talvez esse seja o caso do Lindelof.

    TOS e TNG falam sobre a história de pessoas que exploram o espaço.

    Já DS9 fala de pessoas que vivem em uma realidade onde é possível explorar o espaço.

    Me parece que, pra esse filme funcionar como pretende, terá que ser uma mistura das duas coisas…

  5. Não sei se vocês costumam acompanhar o Trekweb, Trekmovie o TrekBBS, sites americanos sob ST. Eu leio os três, e já to ficando doido com o que eu vi.

    Os caras simplesmente estão a uns 200 posts discutindo se o uniforme de comando da TOS era um “verde-oliva” (meio cor de caganeira) ou mais puxado para o “bege-dourado”. Tem uns que dizem que fizeram verde (pois dá para notar na remasterização) só que na TV parecia bege. Tem outros que dizem que o que vale é o que foi transmitido. PUTZ, GET A LIFE!!! (By Tio Bill Shatner).

  6. Sinceramente,

    Eu ainda acho que foi uma estratégia suicida ter colocado ST no verão, pois poderia reinar absoluto no final do ano. No verão ele está entre Wolverine (que teve uma OTIMA apresentação na ComicCon – ouviu Paramount?) e Angel e Demons (do marqueteiro Dan Brown, do Código de Da Vinci). Eu estou vendo, que por mais que o filme seja bom (e algo me diz que será mesmo!), ele será guilhotinado. Algo parecido com o Nemeisis que estreou antes do Senhor dos Aneis (se bem que o filme não ajudou mesmo, pq era uma bomba!!!!).

    Alguém contata ai o Future Guy, o Capitão Braxton ou o Daniels, quero saber o futuro 🙂

  7. Na boa o Lindelof falou mierda, o fato é: Esse filme é bom? tem um roteiro sólido? será uma grande aventura? Se vai agradar esse ou aquele grupo de fãs é uma tremenda bobagem ou ele virou vidente? Gosto de Deep Space Nine e sou fã de carteirinha de Kirk e companhia, o que sou então? Esse tipo de declaração pode colocar mais lenha na fogueira, quanto ao filme espero sinceramente que todo o tempo e dinheiro gasto valham a pena, senão babau. Enquanto fã só vou me posicionar contra ou a favor depois que as luzes da sala de projeção se ascenderem. Boa sorte.

  8. Lamento Tomalak, caro colega de império, mas o future cell está dando fora de area, rsss. Mas concordo com você tem ainda Transformers 2, G.i.JOE e algum provavel filme revelação. Interessante é que eles estão trabalhando com uma ficticia data de lançamento em dezembro, respeitando o cronograma original. Estariam acreditando em um possível adiantamento? muito improvável, mas sonhar não custa nada.

  9. Pessoal não se pode tirar as declarações do sr. lá acima fora do contexto!

    O que ele quis dizer é eles estão fazendo os filmes para quem gosta do universo de Jornada, e não para uma série especfífica (mas é claro que o foco é TOS). “[…] seria DIFICIL DIZER PARA OS FÃS: – Se você gostou de Deep Space Nine, provavelmente não gostará do filme, mas se gostou de Voyager, você irá adorá-lo”.

    Não tomem pelo sentido literal. Claramente, ele quis dizer que ele não pode enquadrar o filme dizendo que certos tipos de fãs gostaram e outros não. Ele não tá dizendo que os fãs de DS9 não gostarão, apenas deu um exemplo!

  10. “nigers”!?

    Do que você tá falando Madruga?

  11. Nigers seriam os fãs de STNG, imagino!

  12. Niner deve ser devido
    aquele episódio do DS9 em que formam o time de baseball da Estaçao 9, portanto niners.
    Niger significa nigeriano e nao consegui associar com TNG e nem encontrar outra conotaçao.

  13. Ralph Pinheiro | 3 de agosto de 2008 at 9:41 am |

    Acho essa história do Abrams de manter o calendário para aprontar o filme em dezembro faz parte de sua programação para produção de filmes e séries que ainda tem planejado. Ele está muito atarefado para 2009 e provavelmente não quer perder muito tempo, segurando um filme que está praticamente ok.
    Não vejo como indicação de que a data venha a ser antecipada ou que ele esteja querendo provar algo pro estúdio. Pelo contário, quanto mais tempo se leva na pós-produção mais dinheiro se gasta.
    A vantagem disso é que pode-se fazer um marketing do filme melhor, sem a correria de lançar traillers e fotos.
    E ainda vai sobrar tempo para pensar numa continuação, que deverá ocorrer com certeza.

  14. Luiz Castanheira | 3 de agosto de 2008 at 10:48 am |

    Eles deveriam ter preparado algo para a ComicCon.

    No mais, eles não disseraam nada como sempre.

    Abraços
    Castanha

  15. Apoiando o comentário do Ralph, o J.J. Abrams deve ter uma programação dele que não pode ficar na dependência da política da Paramount, afinal ele não é funcionário exclusivo do estúdio e tem outros projetos como o 5º ano do Lost.

  16. Luís Henrique Campos Braune | 3 de agosto de 2008 at 6:39 pm |

    É… o post 6 me preocupa… tem fundamento… vai ter que ter uma campanha daquelas pra atrair público, pois penso que não é fácil atrair não fãs para o cinema…

  17. Me pareceu uma típica declaração FLAME. Uma frase aqui e acolá que gera comentários intermináveis entre os fãs.

    PS:
    Niners = fãs de DS9 (vindos daquele fatídico episódio de baiseball)
    NiGers = Doidera do Madruga em querer criar uma denominação para fãs de Voyager. (creio)

  18. Hum, podemos criar “O CODIGO NIGER”, que acham?

  19. Pelo que eu ouvi de comentários pela internet (por isso posso estar equivocado), nigers é utilizado como uma expressão depreciativa pelos jovens americanos. Seria como chamar alguém de “preto”, por aqui. Só não sabia que que os defensores de DS9 nos EUA a utilizavam para hostilizar as outras séries de jornada.

  20. Td bobagem como sempre. Esses produtores só enrolam.

    Batman e Homem de Ferro tiveram campanhas enormes e foram um sucesso.

    Cloverfield de JJ ficou naquele mistério td e foi uma trmenda bomba.

    Questiono a estratégia de JJ e da Paramount.

  21. Leandro Martins | 4 de agosto de 2008 at 12:48 pm |

    Mário, o termo é o mesmo mas com duas letras g. É considerado altamente pejorativo se dito por um branco para um negro, mas de um negro para outro negro é apelido aceitável — não perguntem, eles mesmos consideram que não faz sentido, mas é como é.

    E quanto ao uso aqui, é só provavelmente uma tentativa classe FAIL do Madruga de carimbar um termo descritivo para fãs de TNG. Tal descrição nunca existiu.

  22. Eu assisti esse Cloverfield e achei que fosse mais um ensaio do que um filme. Alguém sabe se passou no cinema?
    o lançamento do DVD, para mim, foi caçaníquel, impulsionada pela recem fama do J.J. abrams.

  23. Cloverfield estreou no Brasil dia 01/02 com o título Cloverfield – Monstro. Alguns acharam que seria uma planta monstro (couverfield).
    Foi assistível. Nada de formidável, muito pelo contrário. Tá mais para um ensaio do que um aremedo de filme.
    É assistir e esquecer. Tem coisa melhor por aí.

  24. Flávio Fernandes | 4 de agosto de 2008 at 5:42 pm |

    Pessoal:

    Cinema é um negócio de momento para o povão. Somente nós, fãs, estamos por dentro deste novo filme. Para a maioria das pessoas que comporão a bilheteria serão os cinefolos normais que vão á qualquer bom filme.

    Então, faltando ainda 09 meses para o lançamento do nosso filme eles não vão priorizar divulgação mesmo.

    Não é questão de negligência, ou, estratégias maiores. A questão é de “time” mesmo.

    Vamos, ufa, ter paciencia que não tem jeito.

    Abraços.

  25. disse tudo Flavio..
    somente os Fãs de Jornada que estao em polvorosa por alguma migalha do filme.. pois quem nao ta nem ai pra jornada.. duvido que saiba que vai ter mais um filme pela frente…

    vamos aplicar os ensinamentos de Suvak na nossa vida… vamos pela logica….

    Vida longa e Prospera.. hehehe

  26. Tem gente desligada e desinformada pra tudo! É só ver nosso cenário político! Quanto a ST, as massas que vão ao cinema nem sabem mesmo que vai passar este filme e, mais, confundem alhos com bugalhos, querem um exemplo? Comentei sobre a produção que estava sendo feita de Jornada para um colega de empresa e com detalhes, etc. e ele “Pô, dá hora, vai ser muito louco esse filme pelo que cê tá me contando” e emendando o cara manda: “Esse George Lucas é *** mesmo!”

  27. Enrolação, enrolação… :o(

  28. Esse negócio de confundir George Lucas e Star Wars é enervante, eles não sabem nem a diferença, e, com raras excessões, ainda preferem o Yoda e sua “tchuma”. Fazer o que?
    O pior é quando falam: “ahhh, é aquele do DOUTOR Spock?”.
    Como trekker sofre….

  29. “O pior é quando falam: “ahhh, é aquele do DOUTOR Spock?”.
    Como trekker sofre….”

    hauhauahuahauhauahuahuahaua 😉

  30. Luís Henrique Campos Braune | 5 de agosto de 2008 at 11:07 am |

    A soma de todos os medos:

    post 6 + 17 + 27 + 29 + 30!!!!!

    Afe!! Vão ter que fazer uma campanha, na hora certa, como dito aqui por algum amigo, pra levar o “povão” pra assistir…

  31. Poderia se pensar em investimentos publicitários no mesmo nível de Harry Potter ou Senhor dos Anéis.

    Temo que o circulo de fãs esteja decrescendo, pois não se tem formado uma nova/sólida geração de fãs.

    A publicidade de Star Trek nunca foi onipresente, apesar de a série ser bem conhecida.

    Propaganda, realmente, será a alma deste negócio!

  32. Ou chama o povão… Ou nós teremos que ver o filme, umas 30 vezes cada um, para que o filme seja “sucesso”.

    Hahhahahahah

    “Get a life”, Tomalak.

  33. Desculpa, mas o povão acha ST muito chato ou normalmente acha legal pensando que é SW….

Leave a comment

Your email address will not be published.


*