TNG 1×18: Coming of Age

Aventura de Wesley é entrelaçada com sinais de uma possível conspiração na Frota.

Sinopse

Data estelar: 41461.2

A Enterprise vai a Relva VII para que Wesley Crusher realize os testes de admissão na Academia da Frota Estelar. Lá, a nave recebe a visita do almirante Gregory Quinn, um velho amigo de Picard. Ele leva consigo o tenente-comandante Remmick, que conduzirá uma extensa investigação na Enterprise, com ênfase na integridade de seu capitão.

Em meio à investigação, um jovem chamado Jake Kurland rouba uma nave auxiliar a foge da Enteprise. A nave sofre uma pane e o rapaz começa a se desesperar. Picard consegue acalmá-lo e dar instruções para que ele consiga voltar à nave.

Após pesquisa exaustiva, Remmick relata que não encontrou nada de errado, e Quinn revela a Picard que a investigação era uma forma de ter certeza de que o capitão estava apto a assumir o posto de comandante da Academia da Frota Estelar. Quinn conta ao capitão que teme por uma conspiração na Federação.

Enquanto isso, Wesley acaba não conseguindo obter a única vaga em disputa para a Academia. Apesar de desapontado, o jovem é animado por Picard, que revela também não ter conseguido entrar na Academia em sua primeira tentativa. Ele decide não aceitar a oferta de Quinn e prosseguir como capitão da Enterprise.

Comentários

“Coming of Age” mostra o primeiro esforço mais concreto em A Nova Geração de criar uma continuidade mais ampla para a série. Alinhando duas histórias paralelas, o episódio começa a “preparar o terreno” para uma trama que viria mais tarde.

Levando isso em conta, podemos dizer que, embora não seja um dos grandes episódio da temporada, trata-se de um ponto de parada importante. O desenrolar das suspeitas do almirante Quinn sobre uma conspiração na Federação só seria esclarecido no penúltimo episódio da temporada, o sugestivo “Conspiracy”.

Enquanto isso, no que deveria ser a linha narrativa central do episódio, Wesley Crusher procede em sua tentativa de conquistar uma vaga na Academia da Frota. Pouco se salva ali, exceto talvez pela visão do primeiro benzita de Star Trek, o simpático Mordock.

A ideia do “psicoteste” pode até parecer interessante, numa época em que o conceito de múltiplas inteligências (que pregava uma noção multifacetada, como espírito de liderança, tranquilidade e capacidade diplomática, mais que meramente o processamento lógico de informações) começava a ganhar terreno entre psicólogos. Entretanto, o “terror” associado a ele parece infantil – quase tão bobo quanto o comandante da Frota naquela base. Uma boa ideia mal explorada.

A trama secundária, com Remmick e Quinn, acaba sendo mais interessante. As reações da tripulação em defesa de Picard dão muito bem o tom “familiar” cultivado na Enterprise ao longo da temporada. E a sequência também vale como uma “revisão” de vários dos episódios vistos anteriormente, com menções a “Justice”, “The Battle” e “Where No One Has Gone Before”, para citar os principais exemplos. É a serialização colocando as manguinhas de fora.

Tomado em uma perspectiva individual, “Coming of Age” não é grande coisa. Porém, se visto de forma panorâmica, ele passa a ser um marco na série, estabelecendo pela primeira vez laços fortes entre os episódios. Poderia ser chamado de um “arco” embrionário.

Avaliação

Citações

“You don’t like me very much, do you?”
“Is it… required, sir?”
(Você não gosta muito de mim, gosta?)
(É… necessário, senhor?)
Remmick e Worf

“My personal feelings about captain Picard are irrelevant to this investigation, and none of your business.”
(Meus sentimentos pessoais sobre o capitão Picard são irrelevantes para essa investigação e não são da sua conta.)
Beverly

Trivia

  • Este foi o primeiro episódio em que Maurice Hurley atuou como o showrunner da série, assumindo a função de Gene Roddenberry.
  • A primeira versão deste episódio, de Sandy Fries, tinha como título “Starfleet Academy”. Mas a versão que foi ao ar passou por uma reescrita completa por Hannah Louise Shearer.
  • Este episódio marca algumas estreias em A Nova Geração: o primeiro personagem vulcano com falas, a primeira aparição de uma nave auxiliar da Enterprise, e a primeira tentativa de fazer uma história com um tema que será continuado em um futuro episódio.
  • Há uma cena filmada, mas cortada na edição final, em que os amigos de Wesley em busca de uma vaga na Academia comemoram seu aniversário de 16 anos.
  • John Putch, que aqui interpreta o benzita Mordock, também atuou como outro benzita no episódio “A Matter of Honor”.
  • Daniel Riordan, que fez o personagem Rondon, participou do episódio “Progress”, de Deep Space Nine, como um guarda bajoriano.

Ficha Técnica

Escrito por Sandy Fries
Dirigido por Michael Vejar

Exibido em 14 de março de 1988

Título em português: “Rito de Passagem”

Elenco

Patrick Stewart como Jean-Luc Picard
Jonathan Frakes como William T. Riker
Brent Spiner como Data
LeVar Burton como Geordi La Forge
Michael Dorn como Worf
Gates McFadden como Beverly Crusher
Marina Sirtis como Deanna Troi
Wil Wheaton como Wesley Crusher
Denise Crosby como Natasha “Tasha” Yar

Elenco convidado

Ward Costello como almirante Gregory Quinn
Robert Schenkkan como tenente-comandante Dexter Remmick
John Putch como Mordock
Robert Ito como oficial tático Chang
Stephen Gregory como Jake Kurland
Tasia Valenza como T’Shanik
Estee Chandler como Oliana Mirren
Brendan McKane como técnico 1
Wyatt Knight como técnico 2
Daniel Rordan como Rondon

Enquete

Edição de Maria-Lucia Rácz
Revisão de Susana Alexandria

Episódio anterior | Próximo episódio

Be the first to comment on "TNG 1×18: Coming of Age"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*