ENT 3×17: Hatchery

Archer observando ovos xindi

Enredo previsível leva a motim a bordo da Enterprise

Sinopse

Data: 8 de janeiro de 2154

A caminho de Azati Prime, a tripulação da Enterprise encontra uma nave xindi a deriva. Após a abordagem, Archer e seu grupo avançado descobrem que se trata de uma nave do secto insectoide e, entre seu conteúdo, alguns ovos em uma incubadora. Durante a exploração da nave, Archer é atingido por uma toxina emanada de um desses ovos, a qual, posteriormente, Phlox avalia que não demonstra ser particularmente nociva, apenas um leve mecanismo de defesa. Depois de Trip lhe reportar sobre o que descobriram na nave, Archer ordena a ele que providencie a recuperação da incubadora xindi, com a intenção de demonstrar boa-vontade humana para com eles através desse gesto. Com o passar do tempo, Archer se mostra mais afetado em particular sobre os ovos xindi, incluindo aprender sobre procedimentos funerários apropriados para a espécie; tal comportamento começa a chamar a atenção da tripulação.

Tripulação da Enterprise em nave xindi

Os reparos que Trip julga necessários na nave incluem a necessidade de se repor o suprimento de antimatéria a bordo. Archer ordena que algum da própria Enterprise seja utilizado, mas isso faria com que as próprias necessidades deles pudessem ficar comprometidas, o que colocaria a missão em xeque. Trip e outros da tripulação questionam entre si os motivos de Archer agir assim e o engenheiro procura T’Pol para discutir o assunto, mesmo ela tendo sido afastada da posição de primeiro oficial por Archer, após ela questionar a validade de tanto esforço para com os ovos xindi.

Archer agindo de maneira esquisita protegendo ovos do secto Insectóide dos xindi

Após um ataque a Enterprise feito por uma outra nave xindi-insectoide ser repelido por Reed enquanto ele estava com a ponte sob seus cuidados, Archer o desautoriza, coloca Hayes em comando e ordena a Hoshi contatar os xindis-insectoides. Trip decide que está chegando a hora de agir para impedir que mais ações irracionais de seu capitão possam colocá-los em risco e começa a preparar um motim, com o auxílio de Phlox, T’Pol e Reed. Em dois movimentos, um grupo vai até a nave xindi para render Archer, enquanto outro grupo lidera um assalto à ponte, a tomando do controle de Hayes seus homens. Após Trip trazer Archer novamente a bordo da nave, Phlox consegue determinar a fonte do comportamento do capitão, o que claramente inclui um estudo maior sobre os efeitos da toxina, que afetaram alguns sistemas neurais de Archer, o fazendo crer que era o guardião dos ovos. Archer assegura a todos que agiram com o seu melhor julgamento para garantirem a segurança da missão e da nave e, então, a Enterprise retoma o seu curso.

Comentários

“Hatchery” é um episódio que até poderia ter funcionado, não fosse tão óbvio. O maior mérito aqui é a retratação do drama de um motim, que aparece muito mais evidente do que em segmentos anteriores. Mas não é o suficiente para que o episódio mantenha a média de qualidade de seus predecessores imediatos.

O drama todo é o seguinte: Archer começa a agir paranoicamente para proteger os ovos ainda não maturados de xindis-insetoides, num berçário localizado numa nave que se acidentou na superfície de um planeta. A princípio, a tripulação tenta acomodar os caprichos do capitão, mas logo fica claro que ele está colocando a salvação dessas criaturas acima da missão da Enterprise. E eis que surge o dilema: os tripulantes devem se rebelar contra Archer?

Title Card Enterprise 3x17 Hatchery

A resposta ao dilema vai se tornando tão óbvia ao longo do episódio que, no que dependesse da audiência, o motim teria começado bem antes. Claro que um desavisado poderia supor que os telespectadores, de um ponto de vista privilegiado, tinham informações que T’Pol, Trip e cia. não possuíam. Mas não é verdade neste caso.

Tudo que nós sabemos é o que eles sabem. E é impressionante como a tripulação só vai se lembrar de que Archer foi “borrifado” por uma substância estranha no berçário na parte final do episódio. A audiência, em contrapartida, tem isso em mente desde o início. Não foi algo discreto; foi escandaloso. O capitão até foi levado à enfermaria logo após a contaminação.

Phlox examinando Archer na enfermaria após ter sido contaminado com uma gosta dos ovos dos secto Insectóide dos xindi

Acho que poucas vezes vimos um caso tão explícito de influência sobre o comportamento causada por algum contaminante alienígena em Jornada nas Estrelas. Os exemplos clássicos, “The Naked Time”, da Série Clássica, e “The Naked Now”, da Nova Geração, embora pouco discretos, não chegam nem perto de “Hatchery”. Por uma razão muito simples: naqueles casos, a audiência sabia da contaminação, mas não os outros personagens. Já aqui, todo mundo está sabendo que Archer foi exposto a uma substância desconhecida… não dá para acreditar.

Tirando isso, o trabalho com os personagens é bem executado. T’Pol, como boa vulcana que é, se mostra a primeira a perceber que o capitão está agindo irracionalmente. Mas logo Trip também começa a notar e o interessante, aqui, é o trabalho que se faz em torno do engenheiro: sabemos que ele sabe, mas está se mantendo num estado de negação, por se tratar de seu grande amigo e capitão. Por não poder sequer cogitar ir contra Archer, ele deixa “o barco correr”. Só quando T’Pol o confronta, ele admite que é preciso fazer alguma coisa.

T'Pol argumentando com Trip que Archer não está em seu estado normal

Uma vez que os dois se unem para executar o motim, não é difícil convencer Malcolm Reed a se juntar a eles. Reed também havia notado o comportamento estranho de Archer e chegou a ser dispensado do serviço, após desacatar as instruções do capitão. Em seu lugar, Archer colocou o major Hayes, que ganhou mais proeminência no episódio.

A dinâmica de Hayes com Reed, mais uma vez, é destaque aqui. Os dois parecem começar a adquirir um respeito mútuo, ainda que tenham problemas em trabalhar juntos. De certa maneira, Reed para de ver Hayes como seu inimigo pessoal e começa a encará-lo apenas como um profissional com opiniões e métodos diferentes dos dele. Isso fica claro quando os amotinados decidem atacar Hayes, ou pedir que ele se junte ao motim. E a conversa posterior entre o major e o oficial de armamentos da Enterprise mostra que a decisão tomada foi a correta — Hayes admite que, por sua típica formação militar, ele poderia muito bem ter se mantido ao lado de Archer, mesmo percebendo o comportamento exótico e arriscado do capitão.

Tripulação amotinando contra Hayes que foi deixado no comando por Archer

Num episódio em que o enredo não se sobressai, os efeitos especiais parecem falar mais alto. O maior destaque sem dúvida é o nascimento dos xindis-insectoides bebês. Archer se comportando como a “mãe” deles, com as criaturas, criadas por computador, andando sobre seu corpo, é uma cena ao mesmo tempo impressionante pela qualidade técnica e perturbadora pelo grau de realismo. É a prova cabal de que, atualmente, a distância entre os efeitos especiais no cinema e na TV está muito próxima de zero, a despeito das escalas de orçamento díspares entre uma mídia e outra.

Apesar de tudo isso, “Hatchery” tem um mérito no contexto da temporada: ele faz uso de elementos fortemente ligados ao arco xindi para trazer alguma dramaticidade ao enredo. No mínimo, serve como uma bela ponte para o episódio que promete engatar a quinta marcha na caça da NX-01 à arma de destruição de massa xindi. Próxima parada: Azati Prime.

Avaliação

Citações

“I understand how Captain Archer feels. If one of my subordinates disobeyed an order of mine, I’d knock him on his ass.”
(Eu entendo como o capitão Archer se sente. Se um dos meus subordinados desobedecesse uma ordem minha, eu lhe daria um chute no rabo.)
Hayes

“There are rules even in war. We have to save those children.”
(Mesmo na guerra há regras. Nós temos que salvar aquelas crianças.)
Archer

“I’m not here for fun. I’m here on official ships business, to get my neural pressure session.”
(Eu não estou aqui por diversão. Eu estou aqui em tarefa oficial da nave, para ter minha sessão de massagem neural.)
Tucker

Trivia

  • Este foi o último episódio de Enterprise a ser filmado em 2003, de 11 a 19 de dezembro.
  • Os departamentos de design de cenários e maquilagem estiveram bem ativos para o episódio. Herman Zimmerman providenciou a construção dos interiores da nave insectoide e as incubadoras, o que incluiu diversos adereços relacionados aos xindis-insectoides, providenciados pelo artista de maquilagem Michael Westmore; a pós-produção se encarregou de digitalmente inserir os xindis-insectoides.
  • Rick Berman, sobre o episódio, “Archer desenvolve um inusitado e protetor interesse por ovos xindis encontrados em uma nave danificada, e como resultado, surge a possibilidade de um motim a bordo”.

Ficha Técnica

História de André Bormanis e Mike Sussman
Roteiro de André Bormanis
Dirigido por Michael Grossman

Exibido em 25 de fevereiro de 2004

Títulos em português: “Incubadora”

Elenco

Scott Bakula como Jonathan Archer
Jolene Blalock como T’Pol
John Billingsley como Phlox
Anthony Montgomery como Travis Mayweather
Connor Trinneer como Charlie ‘Trip’ Tucker III
Dominic Keating como Malcolm Reed
Linda Park como Hoshi Sato

Elenco convidado

Steven Culp como major Hayes
Daniel Dae Kim
como cabo Chang
Sean McGowan
como cabo Hawkins
Paul Eliopoulos
como tripulante 1

Enquete

Edição de Mariana Gamberger
Revisão de Nívea Doria

Episódio anterior | Próximo episódio