HQs ligará pós-Nemesis ao novo filme

comic-book.jpgA editora IDW anunciou oficialmente planos para fazer uma história em quadrinhos ligada ao novo filme de Jornada nas Estrelas. As primeiras informações dão conta de que será um prequel do próprio filme. Agora o site The Trek Movie apresenta mais detalhes dessa mini série intitulada Star Trek: Countdown.

Star Trek: Countdown (Contagem Regressiva) está sendo escrita por Mike Johnson e Tim Jones e é baseada no roteiro do filme. De acordo com o site, a mini-série se passará em quatro edições no formato paperback (folheto), sendo que a primeira está prevista para sair em janeiro de 2009 e os próximos volumes nos três meses seguintes. Tanto Johnson quanto Jones já trabalharam com Orci e Kurtzman no passado e Johnson também já escreveu comics do Superman/Batman para a DC Comics. O trabalho artístico está sendo feito pelo artista italiano David Messina, que foi convidado pela IDW para trabalhar numa série de quadrinhos de Jornada, incluindo a recente série Mirror Images.

Como se faz um prequel de um prequel? A descrição oficial de Star Trek: Countdown é a de que irá cobrir a origem de Nero, o misterioso Romulano que vai ameaçar a existência de todo o Universo. A história deste comic book passará num período anterior aos eventos do filme, onde Nero volta no tempo, mais precisamente numa época depois de Star Trek Nemesis. Dos principais personagens desse prequel não teremos a jovem tripulação da Enterprise, mas o vilão Nero, o velho Spock e possivelmente personagens familiares de A Nova Geração.

Explicando ao TrekMovie a razão dos quadrinhos, disse Roberto Orci, “Star Trek: Countdown é sobre como você conecta a era de A Nova Geração com a nossa continuidade, inspirado pelo passado que nós vimos do Sr. Spock no episódio Unification.

David Messina enviou um recado aos fãs sobre o mais novo quadrinho da franquia, “Posso assegurar que estamos todos (IDW e Bad Robot) trabalhando nele, a fim de sermos fiéis ao espírito de Jornada. E acredite, você não pode imaginar o quanto é  grande e meticuloso nosso trabalho de “pré-produção” para este livro. Mike e Tim são grandes fãs de Jornada. Eu não sou um trekker, sou, na verdade, um grande amante da ficção científica. Espero realmente que você goste de nosso livro, estamos trabalhando nisso com grande paixão”.

O uso dos quadrinhos para expanção do novo universo da franquia a partir do filme, certamente criará muita discussão entre o fandom quanto a ser considerado ou não como cânon.

Fonte: TrekMovie

43 Comments on "HQs ligará pós-Nemesis ao novo filme"

  1. Primeira grande dúvida: Provavelmente será lançado após o filme certo?

  2. nao, sera lancado antes do filme, de janeiro ate abril

  3. aém de ser um caça níquel será uma expansão ao filme, já que não haverá tempo para contar em detalhes a vida de Nero, por exemplo. Só não sei se toda a mini-série será sobre o vilão ou abrangerá algo mais dos personagens. Será que o estúdio agora considerará como canon, já que terá a supervisão da equipe do filme?

  4. cesar antonio r martins | 20 de outubro de 2008 at 7:17 am |

    Eu estou achando ótimo. Escorreita ou não a composição, prova que há muita gente envolvida em prover de sistemática o cânon de ST. Quanto aos puristas, a estes infelizmente …
    A-koo-che-moya, Gene …

  5. "Frank" Hollander | 20 de outubro de 2008 at 8:29 am |

    ^2: Fábio: Falha minha. Tá lá na reportagem. Eu não reparei na data de lançamento.

  6. “A história deste comic book passará num período anterior aos eventos do filme, onde Nero volta no tempo, mais precisamente numa época depois de Star Trek Nemesis.”

    Como assim??? Nero não é do século 24?? Ele é de um futuro ainda mais distante???

    Se for isso, o furo é mais embaixo. Pq matar Kirk tanto tempo depois???

  7. Ouvi não sei aonde que ele seria do século XXIX.
    Difícil esse negócio de quadrinhos se tornar oficial.

  8. Se for aqueles desenhos toscos, de adaptação de filmes, sinto muito.

    -Obrigado, sr. jornaleiro.
    Mas hoje não vou levar NADA!

  9. Rafael RafaData | 20 de outubro de 2008 at 9:45 am |

    Ralph não entendi porque você chamou essa empreitada de caça níquel.
    Essa não é uma história com o aval e participação direta dos envolvidos com o filme? Não é uma história relacionada ao filme que eles querem contar?

    Eu particularmente achei interessante. Uma relação do novo filme com o século 24, e de quebra algo mais sobre o vilão. Isso revela que eles mergulharam tanto no Universo de Jornada que não ficaram só com vontade de contar o que tinham pra contar no filme e pronto, ficaram desejosos de ir além.
    Só não podemos esperar que eles fossem querer fazer isso de graça e distribuir as revistas pra quem quizesse ler.

    Pra mim caça níquel é aquele projeto do tipo depois do lançamento do filme de Jornada, este fizesse certo sucesso, mas não o suficiente pra nova empreitada no cinema, aí lançassem uma versão direto pra DVD com outro elenco, com atores totalmente desconhecidos, história inexpressiva, baixo custo etc.

    Não quero contrariar ninguém, mas fiquei feliz com esse projeto e achei uma boa, afinal já que não poderemos ver essa história em vídeo, o que seria o ideal, que pelo menos se dê em quadrinhos.

  10. Eu como fã de Star Trek e fã de quadrinhos, só posso estar contente pela notícia.
    Agora é só esperar que haja interesse por parte de alguma editora em lançar o material aqui no Brasil também antes da estréia do filme.
    Senão o jeito vai ser recorrer aos importados ou à Internet.

  11. David Messina é um excelente desenhista (basta conferir seu trabalho em Star Trek Blood Will Tell e Star Trek Mirror Images – ambas mini series de quadrinhos da IDW) e seu desenhos estao longe de ser “toscos”

    Star Trek Countdown promete

  12. Ave século XXIX, vai ver que ele é amigo do Daniels e quer evitar a guerra fria temporal. (Uma das grandes mer*as de ST)

  13. Rafael RafaData | 20 de outubro de 2008 at 10:54 am |

    Não tinham anunciado quadrinhos de Jornada aqui no Brasil para outubro se não me engano?

    Saiu alguma coisa?

    Alguma novidade a respeito?

    Estou ancioso para consumir mais coisas de Jornada.

  14. Eu prefiro que seja lançado em livro, é mais detalhado, mais descritivo. Quadrinhos, por melhor que sejam, é sempre mais superficial se dando ênfase à dinâmica do desenho.
    eu, particularmente, não gosto. Já li muito quadrinhos de ST, inclusive aqueles lançados no Brasil, mas sinceramente não gostei de nada. Agora, os livros têm estórias maravilhosas. Poucos eu li que não gostei, a maioria pockets americanos.

  15. os livros da pocket books sao sensacionais – recomendo a trilogia star trek destiny que saiu agora nos eua e a melhor coisa feita com star trek em 2008

  16. Obrigado pela dica

  17. Só o que falta o Nero ser o future guy!!!!

    Em tempo: apesar de ser interesssante, não vejo com bons olhos essa proposta “multi-mídia” que os filmes estão se tornando ultimamente. Olhem o caso de Star Wars: suprimiram dolosamente cenas dos filmes justamente para vender em outras mídias. Eu, garotinho inocente, sonhando com as guerras clônicas na década de 80, não vi no cinema pq a nova trilogia não mostrou nada. Tá certo que o desenho foi bom e tal, mas não era para mostrar um acontecimento tão importante no filme??? Acho isso muito estranho.

    O Matrix é outro exemplo meio fracassado neste sentido. Não gosto do método “veja o filme, leia o quadrinho, o livro e jogue o game para poder entender a história.” Acho que isso está sendo prejudicial para a idústria do cinema, que acaba lançando filmes sem pé nem cabeça.

    Sinceramente, eu espero que a iniciativa dos quadrinhos seja apenas um “plus” em relação ao filme, e não algo já planejado com antecipação pelos escritores (da seguinte maneira: “ah, não vamos colocar tal cena nem explicar tal coisa, pq temos que deixar algo para os quadrinhos”).

    Não sei se me fiz entender ou se vocês concordam comigo!

    Jolan Tru.

  18. Lá vem a encheção de saco contra Star Wars de novo…

    Como mostrar TRÊS ANOS de Guerras Clônicas em apenas DOIS FILMES???

    Quer ver As Guerras Clônicas, baixe a NOVA série ‘SW-The Clone Wars’ via Torrent ou espere até fevereiro pra ver Dublado no Cartoon Network brasileiro.

    Voltando a Star Trek…

    NERO deve ser SIM o tal “future guy”.

    E ele deve ser um obsecado terrorista-viajante-do-tempo que quer vingar o ataque de Shinzon ao Senado Imperial Romulano em ST-NEMESIS.

    Em sua arrogância e egocentrismo, presume que, sem ter existido Jean-Luc Picard, não teria existido o clone megalomaníaco Shinzon.

    Mas, como Picard originalmente também se inspirou em Jim T. Kirk para se tornar Capitão da Enterprise, ele – NERO – teria que voltar ainda mais no tempo para impedir que Kirk se tornasse Capitão da U.S.S. Enterprise, ou melhor ainda, que James T. Kirk viesse a existir.

    Assim, tentando matar o pai de Kirk – George Kirk – na U.S.S. Kelvin – NCC-0514, comandada pelo Capitão Robau.

  19. Excelente, espero que também seja um lançamento mundial.

  20. Rodrigo

    Depois de Nemesis, ascena-se para um tratado de paz entre a Federação e o Romulus.

    O Nero possívelmente, não está feliz com tal tratado.

    O problema é que depois da guerra com o Dominium e a guerra civil Romulanos vs Remanos, o Império está em frangalhos. Então de nada adiantaria simplesmente tentar sabotar o tratado ( afinal, eles não são Klingons rsrsr)

    Então o Nero volta ao passado para tentar destruir aquele que, possívelmente, impediu o império Romulano de mandar sozinho na galaxia: James T. Kirk

  21. Sr. Madruga,

    A galáxia onde ficam Romulus e Remus é a nossa “Via Láctea com Café & Rosquinhas” ????

    Não entendo muito de Star Trek, então pensei que fosse FORA dela.

    E o que são os setores chamados QUATRANTES???

  22. Tomalak
    Não havia pensado nisso. Espero que não aconteça, mesmo porque eu acho que todo material fora filmes não deve ser considerado como ¨estória oficial¨. Até mesmo os próprios filmes, apesar de interligados, devem ser independentes para que aqueles que não companham possam assistir e um dia ficarem aficcionados.
    Que haja bom senso….

  23. Post 6.
    “…Como assim??? Nero não é do século 24?? Ele é de um futuro ainda mais distante???…”

    Só para explicar quem não entendeu.
    Os eventos dessa HQs passarão num período pós-Nemesis e antes de Nero voltar no tempo, quando começa o filme. Esse gibi será um prequel do próprio filme, que já é um prequel e contará com mais detalhe a história de Nero e o que o levou a agir assim.

    Isto é, o filme começa pós-Nemesis, pós-Dominium e retorna ao século 23.

    Post 9.
    Não estou desvalorizando essa HQs, mas não deixa de ser uma forma de lucrar mais em cima do filme e fazer um marketing. Se a história de Nero fosse tão importante para o filme eles não lançariam antes dele, sob pena de mostrarem o que escondem com unhas e dentes, os spoilers. Então, eu acho que a história não acrescentará nada a não ser uma informação adicional ilustrativa.

    Post 21.
    “Quadrantes” foi uma forma que os escritores encontraram de posicionar os elementos envolvidos em Jornada, numa divisão política. Dividiram a galáxia em quatro partes (em forma de cruz) e cada quadrante é dividido em setores. Aos quadrantes foram dadas a letras gregas alfa, beta, gama e delta. A Federação fica localizada nos quadrantes alfa e com extensão ao beta. A maioria das raças conhecidas localizam-se no quadrante alfa, ficando Cardássia, Betazed no beta. Dominion no gama e os temidos Borgs no delta.

  24. Resumo da ópera:

    Post 23, do Ralph Pinheiro:

    “O filme começa pós-Nemesis(ST-X), pós-Dominium (DS9) e retorna ao século 23 (pré-TOS).”

  25. Só critiquei esse procedimento que alguns cinematógrafos estão adotando, de dar uma valia a um universo expandido que o filme em si. Acho que a exploração em novas mídias é válido, só não é legal tu ter que ver determinada coisa (quadrinho, série animada, internet) para entender o filme. Isto sim eu acho um “estelionato cinematográfico”, onde vendem um peixe errado.

    Olhem por exemplo o Gotham Knight, do Dark Knight. Foi uma antologia animada, mas nao precisa ver para entender o filme

    Em relação ao Star Wars, adoro a franquia. Gostei do primeiro Clone Wars do Cartoon Network, e achei mto legal. Só que eu preferiria ter visto aquilo filmado que em desenho. É uma história importante para ser suprimida em uma mídia alternativa. Preferia ver “Clone Wars” no cinema, que a corrida de POD do Anakin criança, por exemplo. Mas isso é uma opinião pessoal e subjetiva, e já vi que sou voto vencido neste aspecto.

    Resumindo: só espero que os quadrinhos seja algo marginal, acessório, e não determinante para o longa metragem.

  26. Eu vou perguntar de novo… cadê o Daniels????????
    😛

  27. A Devir está pra lançar “Jornada nas Estrelas – Klingons: Herança de Sangue”, uma hq desse mesmo desenhista (David Messina).

  28. “Star Trek: Countdown é sobre como você conecta a era de A Nova Geração com a nossa continuidade”

    Achei a idéia interessante. Pelo menos A nova geração não vai ser completamente esquecida…

  29. Pra mim isso está parecendo outro filme.

    O Nero modelo T-800 volta ao passado para evitar James Kirk Connor seja um capitão famoso e inspire outros a ser capitão de naves, assim como o Picard. Para evitar que isso aconteça, o Spock Reese também volta para evitar que Nero (1/3 homem, 1/3 romulano 1/3 maquina) atinja os seus objetivos…

  30. Post 23
    Fábio, vc está se referindo ao Daniels do ENT?

  31. Apaguem o meu post acima, eu acabei copiando o texto do site. O que eu queria passar é isto aqui :

    Então pelo que eu entendi, o Canon de tudo que foi exibido até hoje desde o The Cage, TOS, TNG, DS:9, VOY e ENTERPRISE não deixará de existir, mas será alterado por um evento que ocorrerá no futuro por um cara do passado “NERO??”, que fará que o filme seja um recomeço da Canonicidade, limpando as impurezas do que ocorreu até agora ? Não deixa de ser um REBOOT, mas já pode melhorar um pouquinho.

  32. Gotham Knight, anime do BATMAN, foi uma antologia animada, realmente não obrigatória para ser entender o filme The Dark Knight.

    Porém, teve seus prós e contras. Por exemplo: o tal satélite de espionagem que Batman usou no filme para aprimorar o ecolocalizador digital 3d (bat-sonar) é mencionado no ANIME.

    Sal Maroni e a Detetive Ana Ramirez, que aparecem no filme, também estão presentes no ANIME.

    Porém, nos seis contos do anime, NÃO há qualquer menção à campanha para promotor público de Harvey Dent, o vilão Espantalho aparece vestido como em O Mágico de Oz, mostra vilões como Vagalume, Killer Croc e Pistoleiro que não tem qualquer relação com o Begins e nem com the Dark Knight.

    No caso de Jornada – Contagem Regressiva, o HQ sequel de Nemesis e prequel de Star Trek, ao menos deverá mostrar personagens e fatos que NÃO comprometem o entendimento daqueles que não o lerão, mas que melhorarão a trama do filme.

    PROVAVELMENTE mostrará a situação do Capitão Jean-Luc Picard e membros de sua tripulação, como LaForge e Worf, se encontrando com o velho Spock, o surgimento de NERO e AYEL, suas claras motivações para planejar alteral o passado e futuro, e talvez ainda mostre algo relativo à geração de Kirk da série original, como lembrancas do Spock servindo ao seu lado na U.S.S. Enterprise.

  33. Luís Henrique Campos Braune | 21 de outubro de 2008 at 2:39 pm |

    Una perguntita: Domingo último revi Nemesis. Todo mundo (ou quase) fala mal do filme. Alguém aqui se importaria de dizer porque não gosta, pois eu gostei… achei interessante colocar um humano numa situação que caberia a um romulano. Tipo assim: não era o que vcs esperavam, hein!!

    O filme tinha ação, não deixou de ser ficção científica, deu um gancho para a paz com os Romulanos, etc…

    E aí, quem se habilita?

  34. Leandro Martins | 21 de outubro de 2008 at 3:09 pm |

    Luís, razões mais do que abundantes estão elegantemente compiladas nesta sinopse pictoral do filme. ‘Nuff said.

  35. Acompanho o nobre colega, assino embaixo o que está dito no site. Acho que seria até interessante uma tradução em português com a respectiva postagem no TB…

  36. Acho que vou ser a única então a concordar com o Luis…sou suspeita para opinar pq gosto muito da nova geração mas Nêmesis não foi ruim…só acho que não havia a necessidade de separar todo mundo, matar o Data, que poderia ter provado que chegou perto de ser humano de outra forma menos dramática e por fim o pobre Picard…sozinho naquela nave, acho que ele foi um capitão tão legal e exemplar, não merecia mesmo aquele fim.

    Rrsrsrsrs….agora dá-lhe uma enxurrada de posts falando mal do filme!!! tudo bem, sei que sou minoria das minorias…pra falar a verdade achei que fosse a única…agora sei que tem o Luis tb!!

  37. Eu também gostei do filme, só o climão “anda logo e apaga a luz que tá chegando o fim da festa” matou o filme.

    E a parada familiar desnecessária Data encontra B9 foi enjoativa, até porque a série já havia mostrado o outro “irmão” dele, Lore.

    Mas teve também o fato de haver passado uns VINTE anos (no mundo real) com a mesma tripulação, e após o ótimo “Primeiro Contato” já se notava isso, “Insurreição” já era um filme muito arrastado, apesar de algumas cenas de ação.

    Ao menos nos resta o conforto em saber que o Século XXIV ainda efetará o Século XXIII, com o gibi Contagem Regressiva e com o filme STAR TREK…

  38. Luiz
    Eu não acho o Nêmesis tão ruim assim como falam, mas curiosamente este é um dos episódios que menos assisti. Simplesmente não tenho vontade, parece que ele se arrasta e, sinceramente, o Shinzon é muito chato. Foi o único DVD que eu comprei porque achei no sebo mais barato. Acredito que posteriormente teria comprado para a coleção mas na época não me senti incentivado.
    Teve um dos nossos colegas que falou que teve um problema físico grave na estória envolvendo inércia. Eu até agora não fui verificar se era verdade, pois me passou despercebido quando assisti.
    Enfim, ele não engrena segunda, apesar de ter sido um dos filmes mais caros da franquia.
    Abraços

  39. O problema de física talvez tenha sido a própria colisão.
    A Enterprise não poderia ter entrado na Scimitar se a outra estivesse apenas parada sem motores acionados. Considerando que a massa das duas se equivale, quando a enterprise batessem ela empurraria as duas, poderia até quebrar a frente, mas não daria para fazer esse estrago todo. Não há inércia para manter a scimitar parada enquanto que a enterprise arrebenta sua frente.
    Para acontecer isso teria de as duas virem de encontro.

  40. Nemesis – bom aí depende.
    Na minha opinião, acho ST V e VII pior que Nemesis.

  41. O problema, para mim, não foi a inércia nem os efeitos. Foi o roteiro e o diretor.

  42. Pessoal, aproveitando a oportunidade, atentem para este link:

    http://www.devir.com.br/hqs/index.php

  43. FERNANDO DE PAULA | 27 de outubro de 2008 at 6:49 pm |

    parce até má vontade com o filme ,mas o que realmente me incomoda no nemesis é aquele carrinho off road que a equipe utiliza pilotado pelo picard ,caramba! ,se ainda fosse no holodeck ,estaria tudo bem ,mas imaginar o tal carrinho como equipamento da frota estelar já é demais.

Leave a comment

Your email address will not be published.


*