• MKaska

    Concordo com tudo o que ele disse sobre o final de Enterprise…
    Eu não sei como os atores aceitaram gravar aquele episódio hediondo…
    Se eu fosse um deles tinha me rebelado e dado uma de Neymar…hahahaha

  • Mariana

    “…amável como sempre…” de fato, muito!!

    E quanto ao Valentine´s Day…esse Berman tem problema…não é possível…o que ele pretendia quando “viajou” desse jeito??…Pára…!!!

  • http://observadorantropico.synthasite.com/ Alex Altorfer

    No final das contas, quem desgraçou Trek foi o Berman e o Braga. JJ foi chamado para salvar a pátria, e isso ele está fazendo em grande estilo.

  • Sandra

    “Não funcionou” o final de Enterprise então, nem adianta mais falar sobre isso!

    Que pena que os atores de Jornada estão tendo dificuldades de encontrar outros trabalhos!

    O Comandante Riker e a Conselheira Troi eram o máximo, eu adorava!!

  • Sandra

    E o charmoso e eficiente Capitão Pikard (Sir Patrick Stewart), também é claro, adorava!!!

  • Ralph Pinheiro

    A idéia de tentar englobar as séries numa homenagem a Jornada seria interessante, mas sua execução foi totalmente falha. Contar os eventos de ENT numa simulação de holodeck fez com que a série ficasse como um assessório de STNG. Os personagens perderam o foco e o objetivo principal ficou de lado. Nada foi real uma vez que o computador simulou as reações dos envolvidos para responder uma dúvida de Riker que nada significou para a série. Foi algo de mal gosto, infelizmente.

    Já que eles queriam tanto envolver a STNG, porque não inserir um neto de Archer, por exemplo, conversando com Riker sobre a Federação e a importância de seu avô na sua formação, inclusive sendo ele o orador oficial na cerimônia de abertura, algo do tipo. Teria mais relação com a premissa da série.

    Mas para mim, “Terra Prime” ficou como um final para a série premiando o execelente trabalho de Manny Coto.

  • http://trelkbrasilis.org Hildebrando Oliva

    O final de ENTERPRISE revela bem a personalidade do BERMAN, sou o dono e faço a ME… que quiser. Depois vem com a desculpa que que foi com outra intenção…tenha dó. Agora o que mais me chamou a atenção na entrevista, é algo que os atores reclamam muito ultimamente de HOLLYWOOD: Não tem trabalho porque não é conhecido e não tem trabalho por que é MUITO conhecido por um papel marcante na carreira…haja preconceito contra a própria classe…

  • Carlos Tosh

    riker era um grande personagem… adorava ver ele com sangue no olho, seria lindo ver a titan sendo capitaniada por ele… e o flakes é demais, dirigiu o first contact, o melhor longa da nova geração…

  • Padofull

    Flakes foi muito bom ator, ez um ótimo capitão Riker, memorável. Muito bom diretor, fazendo o excelente First Contact (o melhor início de filmes de Jornada nas Estrelas na minha opinião), pena que B&B mexeram muito no filme. Aliás, culpo o Bernam por praticamente tudo o que aconteceu de piór em Jornada nas Estrelas, simplesmente por ter incistido em não largar o osso mesmo com todo mundo ja tinha dito que ninguém aguentava mais. Por isso, por mais que algum produtor pareça legal no início (seja lá qual for a franquia), deveria haver algum termo contratual dezendo que é hora de trocar. Pois não parece ser nada fácil.

  • Padofull

    Flakes, eu deveria estar com fome de cereal matinal quando escreví isso.

  • marcos

    Ridículo o episódio final. Considero Terra Prime o verdadeiro final de Enterprise, e esse malfadado Valentine Day um malfuncionamento de holodeck da Ent-D(pela milhonésima vez): típico epísódio high concept de B&B.

  • trekker

    Respeito muito esse cara.

  • VERDE

    Pena que o roteiro de INSSURRECTION tenha sido muito banal, com um bom roteiro o nono filme da série teria sido muito melhor pois a direção dele foi segura. Desta forma, ele poderia ter dirigido também o NÊMESIS e não ter ocorrido a catástrofe que resultou 7 anos sem nada de novo.

  • trekker

    Quem escreveu INSSURRECTION?

  • vander

    PEDANTE. O final de Enterprise é só isso. Eu acho que um dos segredos de manter a série STAT TREK, que é uma das mais originais já criadas, no ar é os produtores e roteiristas parar de querer inventar coisas que os agradem e montar episodios que agradem os fas. Afinal, não somos imbeciloides, sabemos o que é ou não é plausivel num mundo de ficção cientifica. Têm-se que dar personalidade cativante e com algo de palpável aos personagens e ao episodio, ou seja, os personagens tem que ter um fundo de verdade para serem aceitáveis e assim serem mais que …aceitáveis e sim MEMORÁVEIS. KIrk era assim Picard também. O personagem RIker evouluiu muito na série. A Janeway parece brincadeira, mas a inteligencia e esperteza dela sao o que dao veracidade a sua personagem pois ela faz as vezes da mulher pratica e inteligente dos dias atuais. Vamos lá senhores, dá pra criar um STAR TREK com otimos episodios. É só ter o bom senso de escutar os outros.

  • VERDE

    Insurrection foi escrito pela dupla Rick Berman e Michael Piller

  • trekker

    Falou, VERDÃO…