Countdown traz prelúdio para Star Trek: Picard

Star Trek: Picard – Countdown, uma trilogia em quadrinhos com a primeira edição recém-lançada pela editora IDW nos Estados Unidos, traz acontecimentos que antecedem a nova série Star Trek: Picard, que estreia aqui no Brasil pela Amazon Prime Video em janeiro de 2020. O Trek Brasilis já leu essa edição inicial, e traz aqui suas impressões. Atenção, o texto tem SPOILERS!

A revista começa no ano de 2386, na vinícola herdada por Jean-Luc Picard em La Barre, Terra. Dois romulanos, Laris e Zhaban, estão se adaptando ao novo trabalho por lá enquanto conversam sobre como Picard arriscou tudo o que possuía para salvar sua raça. Uma estrela se tornou supernova obliterando diversas colônias e os planetas-capitais Romulus e Remus. Ao relembrar, a história volta no tempo para um ano antes. O comandante Geordi La Forge está alocado nos estaleiros de Utopia Planitia para supervisionar a construção de uma frota de naves que serão usadas para reassentar milhares de romulanos, quando recebe uma chamada de Picard, agora na patente de almirante.

Ele deseja saber se a primeira leva de naves estarão prontas a tempo, o que Geordi, como bom engenheiro, diz que sim, apesar do pouco tempo dado para a tarefa. Picard agora está no comando da USS Verity NCC-97000. Localizado no momento na Zona Neutra Romulana, sua missão é coordenar os esforços da Federação no apoio do reassentamento em uma zona segura. Ele esbarra na constante desconfiança que os romulanos possuem de estrangeiros, e no orgulho de uma sociedade arrogante e xenofóbica, mas ganha uma permissão especial do Senado Romulano para ir até Yuyat Beta, uma colônia situada na borda da zona de impacto da futura explosão.

Clique para ver maior.

Clique para ver maior.

Com a sua nova primeira oficial, a tenente-comandante Raffi Musiker (que será interpretada pela atriz Michelle Hurd na nova série), eles se reúnem com a governadora local, Shiana, e descobrem que os números passados pelo Alto Comando Romulano não estão certos. Eles não levam em consideração o reassentamento de outras raças nativas dos planetas colonizados.

Isto transforma um salvamento de milhares em um salvamento de milhões de pessoas (isso, por colônia). Picard precisa se reunir com a Frota Estelar para explicar que “o buraco é mais embaixo”, porém Shiana e seus guardas o impedem de retornar à nave, e exigem que ele inicie imediatamente a evacuação levando-os a bordo. Como o almirante não costuma ceder nem com pressão de cardassianos (vide o clássico episódio “Chain of Command“, de A Nova Geração), muito menos cederá com a dos romulanos. Picard então é mantido preso na colônia, enquanto Shiana procura outros meios de convencê-lo a iniciar a evacuação.

Continua na próxima edição.

As próximas revistas estão previstas para os dias 18 de dezembro de 2019 e 29 de janeiro de 2020. Star Trek: Picard estreia em 23 de janeiro nos EUA (via CBS All-Access), e em 24 de janeiro no Brasil (na Amazon Prime Video).

Ficha Técnica
Total de páginas: 28 coloridas
Escrito por Kirsten Beyer (roteirista das séries Star Trek: Picard e Star Trek: Discovery) e Mike Johnson (tradicional escritor de quadrinhos trekkers)
Artes de Angel Hernandez
Editora: IDW Publishing

Continue ligado no Trek Brasilis para mais novidades de Star Trek: Picard – Countdown e Star Trek: Picard.

Be the first to comment on "Countdown traz prelúdio para Star Trek: Picard"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*