‘O Guia da Saga’ coloca Brasil no mapa de Star Trek

IMG_6515Texto publicado originalmente em agosto de 2016

Leonard Nimoy costumava dizer que o sucesso de Star Trek era equivalente a prender um relâmpago dentro de uma garrafa. E a tarefa que o livro Jornada nas Estrelas – O Guia da Saga (Editora LeYa, 320 páginas, R$ 59,90) tem ao prometer contar a história e os bastidores de todas as encarnações da cinquentenária franquia de ficção-científica a princípio parece semelhante. Escrita por Susana Alexandria e Salvador Nogueira, a obra é pretensiosa porém cumpre muito bem o seu papel. Desde já, se torna referência quando as missões da USS Enterprise e seus diversos derivados são o assunto.

guiadasaga001Não há dúvidas que dois dos maiores especialistas em Star Trek no Brasil conseguiriam produzir uma obra tão completa. A tradutora Susana Alexandria é conhecida entre os fãs. Por muitos anos atuou na Frota Estelar Brasil, que foi o maior fã-clube da série no País, principalmente escrevendo conteúdo para o Trekker Cultura, informativo que trazia curiosidades literárias, citações e aspectos culturais do universo trekker, ou gravando a Trekline, famosa linha telefônica nos anos 90 com notícias fresquinhas para os fãs numa era anterior à internet. Já o jornalista Salvador Nogueira é o criador e um dos editores do Trek Brasilis, e eu tenho o prazer de ser associado a ele neste projeto já há 16 anos. Juntos, os dois escritores lançaram em 2009 pela Editora Aleph o Almanaque Jornada nas Estrelas, que foi um grande sucesso editorial.

E justamente ele foi um embrião do que O Guia da Saga viria a se tornar. Salvador e Susana pretendiam lançar algo assim já em 2009, mas por opção da editora, e aproveitando uma onda de almanaques que havia invadido as livrarias à época, a obra mudou seu rumo. Sem problemas, pois sete anos depois a rota original foi reestabelecida e o sonhado livro chega agora às mãos dos trekkers brasileiros.

Como fã de Star Trek e colecionador de materiais de referência sobre a série há quase 30 anos posso afirmar que não há, nem no exterior, uma produção como esta, feita inteiramente no Brasil. O Guia da Saga consegue reunir o melhor dos diversos Compediuns lançados lá fora pela Pocket Books, com as entrevistas esclarecedoras das obras de Mark A. Altman e Edward Gross, tudo isso em apenas um volume. O conjunto total das temporadas de todas as séries que atualmente compõem a franquia (Série Clássica, A Série Animada, A Nova Geração, Deep Space Nine, Voyager e Enterprise) ganhou capítulos completos independentes e dedicados (num perfeito total de 50, a data comemorativa deste 2016), assim como os 13 filmes para cinema. Tudo com informações de bastidores inéditas por aqui, que vão desde os aspectos técnicos como as picuinhas da equipe de produção e roteiristas, sempre dando nomes às mentes criativas que escreveram cada pedacinho das séries que tanto amamos. Acompanham as obrigatórias fotos, escolhidas com esmero pelos autores, e há diversos boxes nos capítulos explorando assuntos de interesse específico.

E Susana e Salvador foram além. O Guia da Saga conta com segmentos que ilustram o universo expandido de Star Trek, como os livros de romances; os fanfilmes; a série Phase II, que nunca saiu do papel; parte da história do fandom no Brasil; e até informações sobre as tradutoras da série para dublagem em língua portuguesa. Provando que é um postulante ao lugar mais alto do pódio dos livros de referência, os autores incluíram um miniguia de todos os episódios destes 50 anos, com uma breve ficha técnica e sinopse, além de avaliação de qualidade.

Não há como não recomendar a compra deste livro. Se você é fã de Star Trek, torna-se obrigatório tê-lo em sua estante. A torcida é para que a tiragem atual esgote, e que em alguns anos possamos ter uma segunda edição, atualizada com a novíssima e ainda misteriosa série Star Trek Discovery.

A cena trekker brasileira está agitada. Fãs voltam a se reunir, as ferramentas tecnológicas das redes sociais de internet proporcionam podcasts e videocasts que parecem se multiplicar semanalmente, eventos que lembram as saudosas convenções dos anos 90 estão sendo retomados, o Netflix irá trazer os mais de 700 episódios a todos os seus assinantes. É um momento empolgante para o fã, e o lançamento de O Guia da Saga nos coloca no mapa mundial de Star Trek definitivamente.

Talvez você nunca tenha ouvido isso, mas como é bom ser trekker no Brasil!

SERVIÇO: Jornada nas Estrelas – O Guia da Saga pode ser adquirido aqui com bom desconto na Amazon BR.

capa_001

 

25 Comments on "‘O Guia da Saga’ coloca Brasil no mapa de Star Trek"

  1. Maurício Monteiro | 25 de agosto de 2016 at 8:25 am |

    Notícia para ser lida, relida e degustada!
    Com certeza, vou adquirir o meu! Urrúúúúú…!

  2. Como faço para encomendar o meu? 🙂

  3. Comprei na Livraria Saraiva – Pré venda.

  4. Maurício Oliveira | 25 de agosto de 2016 at 9:45 am |

    Acabou de passar comercial STB. TV Record de SP, dia 25/08, 09:40 h

  5. Salvador, que horas sábado??

  6. Opa…a caminho! Valeu!

  7. Valeu a dica mesmo, já comprei!

  8. O meu deve ser entregue hoje, pelo site da transportadora. Não vejo a hora de ler.

  9. Leandro Henrique Pereira Neto | 25 de agosto de 2016 at 12:06 pm |

    Comprei na Amazon em pré venda. Faz alguns anos que compro somente e-books para ler no meu Kobo, mas por star trek abri a exceção para ter o Guia em formato tradicional. Aguardo ansioso sua chegada pois conhecendo há anos os textos dos dois autores tenho certeza que o livro deve ser maravilhoso.

  10. Fernando Penteriche | 25 de agosto de 2016 at 12:52 pm |

    Murilo, vai ser das 17 às 20 horas no stand da Leya na Bienal!

    http://www.trekbrasilis.org/2016/08/23/o-guia-da-saga-tera-sessao-de-autografos/

  11. Estaremos lá em peso, todo grupo operacional Star Trekkers.
    Vejo vocês lá.
    Sucesso ao Guia da Saga!!

  12. Os Star Trekkers estarão no lançamento uniformizados em homenagem aos 50 anos e à esta Obra.

  13. Salvador Nogueira | 25 de agosto de 2016 at 2:13 pm |

    BOUA! 🙂

  14. Chegou! Oba!

  15. Maurício Monteiro | 25 de agosto de 2016 at 6:16 pm |

    Snif… inveja trekker!

  16. Serão muitíssimo bem-vindos! Quero fotos com cada Star Trekker vestido como nossos queridos personagens. 🙂

  17. Legal! Espero ver todos por lá. 🙂

  18. Muito orgulho dessa dupla!!

  19. Excelente texto do Penteriche, como sempre, claro. Traduziu muito bem o sentimento atual do trekker brasileiro, tantos anos carente de material de referência ou outros lançamentos editoriais. Atualmente estamos celebrando a incrível disponibildade de episódios novos e antigos da franquia que passará a fazer parte de nosso cotidiano em (muito) breve, e esse livro do Salvador é uma realização e pontua muito bem esse grande momento pra todos nós. Mal acredito que temos agora um livro brasileiro desse porte. Grande lançamento, grande época!
    Parabéns pelo texto, Fernando!

  20. Leandro Henrique Pereira Neto | 26 de agosto de 2016 at 10:03 am |

    O meu chegou ontem , dei somente uma folheada geral, mas o livro está lindo e muito bem feito. Parabéns aos autores e a editora pelo belo trabalho.

  21. David Gaertner Curitiba | 26 de agosto de 2016 at 10:39 pm |

    O meu chegou há 2 dias, mas como voltei a trabalhar só consegui dar uma olhada por cima ainda. Sou da vertente que gosta de filmes “párias”….gostei muito do Nêmesis e curti o ST V. No livro, você fala da cena do Scotty falando da nova Enterprise, que conhece ela como a palma da mão, para logo depois dar uma cabeçada numa “viga” e cair desmaiado.Lá você fala que foi uma das ocasiões em que o filme “saiu do ponto”; cara, eu tinha uma percepção totalmente oposta da cena! Além de rachar o bico toda vez que vejo, me pareceu que ela resumiu uma fala anterior do Scotty, onde ele dizia que a “nova Enterprise” parecia ter sido construida por símios, pois só os motores eram bons, enquanto o resto nada funcionada. Aquela cabeçada dele me pareceu frisar o fato de que eles ainda conheciam muitíssimo pouco da nova nave.
    Por favor, não é uma crítica! É só um ponto de vista diferente. E estou AMANDO o livro! Lendo sempre que posso.
    Ah, alguém aqui de Curitiba vai na sessão de amanhã no IMAX? Primeira vez que consigo ir numa pré estreia de jornada! Tô ansiosíssimo pelo filme!

  22. David Gaertner Curitiba | 26 de agosto de 2016 at 10:45 pm |

    cara, to velho! não conseigo me acostumar com e-books….fico com os olhos ardendo….kkkk…..só livro de papel pro tio aqui, mesmo. kkkkk

  23. Interessante! Foi uma das cena que mais gostei do V. Mas tudo é uma questão de ponto de vista. (Também sou dos que gostam dos “ruins”, inclusive episódios).

  24. Acabei de receber o meu! Vamos à leitura!

Leave a comment

Your email address will not be published.


*