Orci fala sobre cânon e tempo alternativo no filme

nave-nero-1Dois temas que parecem sempre mexer com a cabeça dos trekkers referem-se a continuidade (ou o cânon) e as viagens temporais. O editor do TrekMovie, Anthony Pascale, conseguiu uma entrevista exclusiva com o roteirista Roberto Orci, que comentou sobre esses temas no filme. Pequenos spoilers abaixo.

A entrevista aborda o tema da viagem temporal com ênfase na teoria da física quântica e a opinião do escritor. Veja os pontos mais importantes.

Anthony: Desde o trailer, não há dúvida de que as coisas estão diferentes. Pike e Kirk estão em um bar. A nave parece diferente. Kirk está na Enterprise e não na Farragut. As pessoas estão vendo os Romulanos. Agora, um artigo da Entertainment Weekly revela que Nero vai voltar no tempo e atacar a Kelvin. J.J. e você também falaram sobre isto durante suas entrevistas. Então, a grande questão é: Será que a destruição da Kelvin, com relação ao cânon, é a razão pela qual tudo está diferente?

Orci: “É a razão pela qual algumas coisas estão diferentes, mas nem tudo é diferente. Nem tudo é incoerente com o que poderia ter realmente acontecido, no cânon. Algumas das coisas parecem que são totalmente diferentes, vou argumentar que, uma vez que o filme saia, cai bem dentro do que poderia ter sido uma versão não-viagem no tempo”.

Anthony: Então, por exemplo, Kirk está diferente, porque a sua história anterior mudou totalmente, com relação aos pais dele … e tudo o mais. Mas você está dizendo que talvez as histórias anteriores de Spock e Scotty não seriam afetadas por essa mudança?

Orci: “Correto”.

Anthony: Será que essa viagem no tempo explica a razão pela qual a Enterprise parece diferente e porque ela está sendo construída em Riverside, Iowa?

Orci: “Sim, e sim”.

Anthony: OK, alguns fãs vão dizer “bastante justo, afinal é um tempo alternativo, estamos acostumados a isso, mas esse não é o meu Kirk, é um outro Kirk”. Então este ainda é o nosso filme, ou será que estamos vendo alguma outra versão de Jornada?

Orci: “Eu diria que para os personagens, a sua verdadeira natureza não muda. O nosso lema para este filme é: mesma nave, dia diferente”.

Anthony: Então, a viagem no tempo, bem como o tempo alternativo, são apenas uma forma de fazer um estilo “reboot Galáctica”, enquanto ainda remanescente do cânon?

Orci: “Nas mãos de outra pessoa, talvez, mas, novamente digo, muito do que você verá poderia obedecer ao cânon clássico, e portanto não estamos usando isso como uma desculpa para mudar tudo”.

Anthony: Então, apesar de algumas coisas, principalmente sobre o Kirk estar num caminho diferente (por exemplo, ele não vai para o Farragut depois da Academia), ele ainda acaba na Enterprise com Scotty, Uhura, Chekov, Spock, etc. Está dizendo que existe uma espécie de ‘entropia’ talvez? Assim, mesmo que algumas coisas sejam diferentes, elas gravitam para algum tipo de ponto central?

Orci: “Sim. Se você olhar para a mecânica quântica, você aprenderá sobre o fato de que o nosso maior sucesso é teoria da mecânica quântica, e ao fato de que ela lida com probabilidades de eventos que estão acontecendo. E que o mais provável dos eventos tende a acontecer mais vezes e que um dos subgrupos dessa teoria é a teoria dos muitos universos. Data disse isso (em “Paralelos”), ele resumiu a mecânica quântica como a teoria de que “todas as possibilidades que podem acontecer acontecem”, em um universo paralelo. Segundo a teoria, existe um número muito maior de universos em que os eventos estão estritamente relacionados, pois essas são as mais prováveis configurações das coisas. Inerente à mecânica quântica, existe uma espécie de entropia reversa, que é o que você estava tentando dizer, em que o universo tende a querer pôr ordem em si mesmo, de uma certa maneira. Isto não é algo que estamos inventando, é algo que pesquisamos, em termos da física teórica. Então sim, existe um elemento do universo tentando manter a si mesmo”.

Anthony: OK. Vamos chamá-lo de linha do tempo Nero, como a principal linha temporal, isso significa que a USS Kelvin, tal como foi concebida e vista no trailer, está também nessa linha inicial do tempo?

Orci: “Sim”.

Anthony: Então, o que acontece com a destruição da Kelvin é a criação de um tempo alternativo, mas o que acontece com timeline inicial após Nero deixá-lo (no tempo de A Nova Geração)? Será que ela deixará de existir num piscar de olhos, uma vez que ele vai voltar e criar esta nova linha temporal?

Orci: “Ela continua. De acordo com a mais bem sucedida, e testada teoria científica, mecânica quântica, ela continua”.

Anthony: Desse modo, todos da primeira linha de tempo, como Picard e Riker, ainda estarão lá, só que o Nero estará desaparecido?

Orci: “Sim”.

Anthony: OK, acabamos de aprofundar nas minúcias da física de Jornada. Alguma coisa disso foi discutida no filme? Em De Volta Para o Futuro II, aquela cena com o Doc e Marty, onde Doc explica a viagem no tempo para Marty no quadro negro. Será que Spock nunca faria isso com Kirk?

Orci: “Isso parece muito lógico. A mecânica quântica evita o paradoxo do avô em que De Volta Para o Futuro baseia-se, que é: você pode retornar em De Volta Para o Futuro e ferrar com o seu próprio nascimento e potencialmente invalidar o seu próprio nascimento. Na mecânica quântica esse não é o caso. Na mecânica quântica, se você voltar e matar seu próprio pai, então você apenas vive como o cara que veio de outro universo e que vive em um universo onde você matou um cara, mas você não apaga a sua existência que está fazendo”.

Anthony: E você acredita que a “Interpretação de Muitos Mundos” da mecânica quântica é a interpretação para Jornada, com base no episódio “Paralelos”?

Orci: “Sim. Eu diria que, no mínimo, se vamos fazer a nossa Jornada, temos que estar em conformidade com as mais recentes teorias científicas e o que existe de mais avançado e completo, até agora, que é a mecânica quântica”.

AnthonyJornada não tem sido coerente nesta matéria. Por exemplo, tanto Yesterday’s Enterprise (Elo Perdido) de A Nova Geração quanto The City on the Edge of Forever (Cidade à Beira da Eternidade) da série original parecem seguir as regras da viagem no tempo de De Volta Para o Futuro, onde as novas linhas do tempo sobrescrevem as anteriores.

Orci: “Nós temos que lidar com isso, com o fato dos episódios não estarem em conformidade com a nossa teoria e ainda em conformidade com a mais altamente testada teoria científica da história humana. Então, eu definiria apriori, que é a ciência que conta. E dizer, para o caso de Jornada IV: A Volta Para Casa, que poderia seguir nos dois sentidos. Eles atravessam um universo paralelo, pegam algumas baleias para trazê-las de volta e salvar seu próprio universo”.

Anthony: Embora a perspectiva de viagem no tempo no episódio Paralelos resolva os paradoxos e baseia-se em física quântica, ela também não afeta o nível do drama? Existe ainda o jogo de vida e morte, pois você faz alguma coisa no passado que não tem nenhum efeito real sobre a linha de tempo que começou?

Orci: “Há, evidentemente, o jogo de vida e morte. Não estamos contando com o elemento da viagem no tempo para narrar uma boa história. É por isso que ele não é o Exterminador do Futuro, ou qualquer outro filme que tenha visto antes. E, no entanto, curiosamente, como uma questão prática, a maioria das pessoas que assistirem esse filme não terão lido esta entrevista. A maior parte da audiência vai assumir as regras da viagem no tempo clássica que ainda se aplicam”.

Anthony: Tradicionalmente, nos enredos de viagem no tempo que vão de Yesterday’s Enterprise (Elo Perdido), Jornada VII: Primeiro Contato e Cidade À Beira da Eternidade para De Volta Para o Futuro e a série Exterminador, o objetivo do protagonista é proteger ou restabelecer a cronologia original. Esse é também o caso deste filme? É a missão do Spock restaurar o seu tempo original?

Orci: “Sem comentários, não posso revelar todo o segredo”. (risos)

Fonte: TrekMovie

48 Comments on "Orci fala sobre cânon e tempo alternativo no filme"

  1. Pessoal, é o seguinte:

    Quando alguém volta ao passado, está em uma outra linha temporal. Só que o pessoal da frota NÃO SABE DISSO, e não tem como saber, pois ao retornar, as supostas mudanças foram todas concertadas. Uma vez deixada a sua linha temporal de seu universo original, quem garante que o retorno será para esse mesmo ponto, desse mesmo universo?

    Life Long and Prosper \\//_

  2. A existência de linhas de tempo alternativa, viagens temporais e o uso de fícica quântica explicam então o sutiã da Uhura… e antes que me critiquem, depois de ler cada coisa por aqui isso não tem nada de estranho… :mrgreen:

  3. Reparem que tipo de papo cabeça filosófico transcendental (?) Orci provocou por aqui e mundo globalizado a fora, quando ele estava naquele dia de destempero mental: uma autêntica Viagem na Maionese!!!

  4. Alguém ai em cima perguntou “esse negócio de viajem no tempo não pode ficar mais compricado”?

    Eu respondo, sim, NEXUS.

  5. Sou leigo, me desculpem qualquer coisa mas achei estranho esse negócio….se todo viajante do futuro, na verdade está retornando ao passado de outra realidade, ele está alterando um universo ao qual não pertence, o viajante não deveria saber disso? e mesmo sabendo ele vai?! E altera a realidade de outras vidas? Quer dizer que o Nero e o Spock na verdade estão bagunçando a realidade de outro Kirk?

    Deixando de lado essas questões de viagens no tempo, o que mais me intriga nesse filme são as motivações do Nero, se não forem boas, justificavéis…toc! toc! toc! pode ocorrer algo igual a Arquivo X, teve boas atuações, uma direção básica, mas as motivações do vilão e o dito cujo em si, fizeram o filme naufragar.

    Esse Orci é um babão da fisica Quântica hein?! Ta doido.

  6. Gostei do post ^6, do Junior.

    Disse o Junior mais ou menos o seguinte:

    Fica todo mundo feliz:

    – Os fãs neófitos vão gostar, afinal o filme foi feito para eles.

    – Os fãs não xiitas, como o Junior ( e eu também ), vão gostar pois encontram uma explicação razoável para tudo ( e esta linha do tempo alternativa é uma baita explicação para qualquer probleminha menor como o formato da nave, a posição das naceles, a nave ser construída no chão, etc. ).

    – Quanto aos fãs xiitas, bem, estes nunca vão gostar de nada que aparecer, a não ser que seja reprise.

    Então estamos todos de acordo.

    Eu repito o que já disse antes em outros tópicos, eu só tenho medo de Star Trek ser transformado em algo pueril, superficial, infantilóide, pré-pré-pré adolescente, perdendo a essência profunda, cerebral, adulta ( e um aumento de cenas de ação , na medida certa, a meu ver não inviabilizam a essência ). Se isso não acontecer, não me importo com cores de uniformes, formatos de testas, posições de naceles, alteração na história de Kirk, etc. etc. etc.

    E, diga-se de passagem, uma das grandes questões que incomodava muita gente por conta do episódio Balance of Terror ( é esse o nome ? ) já foi respondida, afinal os Romulanos voltam no tempo.

  7. Um detalhezinho na fala de Antony: Primeiro Contato é Jornada VIII e não VII.

  8. So penso uma coisa: Pra que isso tudo?? Por que mudar a historia dos personagens?? Nao dava pra fazer um otimo filme mantendo a coerencia dos pedacos das historias dos personagens que conheciamos?? O filme pode ser legal, acho que vai ser, mas poderia ser melhor pros fas se nao mudassem as coisas… E pros novos nao iria mudar nada, porque, na cronologia, seria o inicio do mesmo jeito, nao precisaria conhecer nada. A minha impressao e que essa historia toda e so por conta do ego o JJ e desses caras… Nao se contentaram de ter limites a respeitar e quiseram criar a sua interpretacao. Mesmo que o filme seja otimo, acho que tera tido esse disperdicio: Poderia ser melhor!

  9. Se eu entendi bem a explicação do roterista aí, segundo o ponto de vista dele Star Trek Primeiro Contato foi uma perda de tempo por parte de Picard!! Afinal os Borgs voltando no tempo estariam criando um universo paralelo, e a linha de tempo da Enterprise E é que conhecemos ((se é que continua sendo a mesmo depois de tantas invenções temporais e de universos paralelos)) continuaia intacta!!

    Particularmente preferia ver o passado dos heróis da Série Clássica que conheci, do que o passado, ou o começo de novos heróis de um universo paralelo, mesmo que todos eles em essência, se realmente assim for, sejam idênticos as suas versões paralelas!!

    Não sei vocês, mas sempre encarei o Kirk e o Spock do universo Espelho como sendo outro Kirk e Spock!! Um exemplo louco, mas se eu fosse ver meus avós, já falecidos, vindos de um universo paralelo, eles não seriam meus avós, mas sim versões alternativas dos meus ascendentes!! Pra mim é a mesma coisa com essa nova trupe!!

    Não estou querendo dizer que não vou curtir o novo filme, tenho quase certeza que irei curtir sim, mas preferia imensamente se não fossem versões alternativas dos meus heróis!!

    Tem gente que abre a boca pra dizer que isso tudo é frescura e que o importante é roteiro, atuação etc.!! Claro que tudo isso é importante, mas não é por que roteiro e tudo mais é importante que com boa vontade eles seriam capazes de amarrar tudo direitinho sem essa de universo paralelo!!

    Jornada precisava ser atualizada ou modernizada?? Sim, muito!!
    Mais ainda tenho fé na capacidade humana de conquistar sempre o melhor naquilo que faz, e pra mim JJ e cia pegaram um atalho!!

    Mas como disse o filme não deixará de ser bom por isso, só não será tão satisfatório, para mim no caso, e sei que pra muita gente também, como poderia ser!!

  10. Post 56:

    É isso aí Marinho. Você entendeu exatamente o meu ponto de vista!!!

    Life Long and Prosper \\//_ _\\// repsorP dna gnoL efiL

  11. Alias, Marinho, fico honrado com seus comentários, afinal vc não postava nada há quase 1 mês e eu sempre leio seus posts. Obrigado.

    Life Long and Prosper \\//_ _\\// repsorP dna gnoL efiL

  12. cesar antonio r martins | 17 de dezembro de 2008 at 1:16 am |

    Ô pessoal, …

    Os episódios podem acontecer em múltiplas possibilidades de “linha de tempo” e “universo”:

    1º) Linha temporal alterada no Universo conhecido = continuum temporal anterior ou posterior ao evento inicializador, ocorrendo em mesmo espaço dimensional (episódios no passado e/ou futuro):

    – “ST-IV/A volta para casa”;
    – “ST-VIII/Primeiro Contato”;
    – etc.

    -> Ao contrário do acima postado (Post ^18), “ST-TNG/Yesterday’s Enterprise, Ep. 163” NÃO É episódio de Alteração isolada de linha temporal MAS SIM de Universo paralelo com Alteração de Linha temporal (item 3º).

    2º) Universo paralelo sem linha temporal alterada = continuum temporal simultâneo ao evento inicializador, ocorrendo em diferente espaço dimensional (episódios no presente):

    – “ST-TOS/Mirror, Mirror, Ep. 039”;
    – “ST-ENT/In a Mirror Darkly, Eps. 94 e 95” simultâneo à ENT;
    – “ST-DS9/Crossover, Ep. 443”;
    – “ST-DS9/Shattered Mirror, Ep. 492”;
    – etc;

    3º) Universo Paralelo com linha temporal alterada = continuum temporal anterior ou posterior ao evento inicializador, ocorrendo em diferente espaço dimensional (episódios no passado e/ou futuro):

    – “ST-TNG/Yesterday’s Enterprise, Ep. 163”;
    – “ST-XI” ou simplesmente “ST”, AO QUE TUDO PARECE INDICAR;
    – etc.

    A-koo-che-moya, Gene …

  13. Bilu, bilu, bilu,
    Piu, piu, piu,
    Gugudada
    Acho que estou pirando, ou estou em outro universo.
    PARA, PARA, PARA, VOCÊ ME DEIXAM LOOOOOOOUUUUUCO.
    😆

    Bem, deixando a brincadeira de lado, gostei da explanação no post 59, a mais objetiva até o momento, no entanto terei que rever os episódios acima para dar meu parecer final.

  14. Ah!!!
    Já ia me esquecendo
    Existe ainda uma outra possibilidade não citada por Cesar Antonio R Martins,
    4º) Linha temporal preservada no Universo conhecido por viajante do tempo vindo do futuro.
    Vemos isso em Assignment: Earth (Missão: Terra)
    Revendo este episódio no final Kirk confirma ao alien que os registros históricos do século 20, década de 60 confirmavam que o missel tinha explodido a 166km da superfície coisa que sem a presença da Enterprise vinda do futuro jamais aconteceria. Desta forma era implicito que a ENTERPRISE estivesse presente no evento para que a história fosse preservada.
    Agora irei viajar na maionese.
    Imaginem:
    Fator 1) Nero destrói a Kelvin,
    Fator 2) O pai de Kirk morre,
    Fator 3) Kirk se torna rebelde,
    Fator 4) T’Pau morre em Vulcano
    Fator 5) Em Amoke Time, com Kirk mais explosivo, e outra matriarca presidindo o ritual, Kirk morre.
    Fator 6) Outro capitão assume a Enterprise
    Fator 7) A Enterprise volta ao passado em Missão Terra
    Fator 8) O novo Capitão obtem sucesso e impede o alien de explodir o missel.
    Fator 9) Bau, bau, Enterprise ela deixa de existir no exato momento, e faz um barulho esquisito tipo “fuuuu” e deixa um sinal parecido com “STXI” tipo aquele deixado pelo DeLorean do filme “De Volta Para o Futuro” quando o relâmpago o atingiu. Bau, bau, ST. Bau, Bau TBrasilis. Bau, Bau fandom. Bau, bau universo.
    🙁
    Meu isso é coisa de louco pirado geral. Eu em…..

  15. cesar antonio r martins | 17 de dezembro de 2008 at 8:41 am |

    Post 64 ^, do Observador:
    “Existe … uma outra possibilidade não citada …,
    4º) Linha temporal preservada no Universo conhecido por viajante do tempo vindo do futuro.
    Vemos isso em Assignment: Earth (Missão: Terra)”

    Caro OBSERVADOR, observe que NÃO é outra possibilidade.
    Assignment, Earth é a típica Primeira possibilidade do Post 62:
    1º) Linha temporal alterada no Universo conhecido = continuum temporal anterior ou posterior ao evento inicializador, ocorrendo em mesmo espaço dimensional (episódios no passado e/ou futuro).

    Saliento, entenda-se evento inicializador como o salto dimensional ou a incursão temporal ou ambos que geram o evento, no caso, o episódio.

    Episódio tipo 1º “Linha temporal alterada no Universo conhecido” é o típico episódio, digamos, histórico, “a la Túnel do Tempo”, no qual alguém sai do futuro e retorna ao passado, retornando depois ao futuro, vice-versa e versa-vice. Tudo no nosso Universo conhecido.

    Vejamos, o episódio “ST-TOS/Assignment Earth” é iniciado no passado da linha de tempo real da Enterprise MAS que é o presente da Terra/NASA do episódio.
    Ao final, a Enterprise retorna no tempo ao presente da linha de tempo real da Enterprise MAS que é o futuro da Terra/NASA do episódio.

    A-koo-che-moya, Gene …

  16. cesar antonio r martins | 17 de dezembro de 2008 at 9:01 am |

    Ainda quanto ao supra ^65, neste tipo 1º, passado, futuro e também presente são perspectivas observacionais. Com relação ao citado episódio “Assignment Earth”, a perspectiva da tripulação da Enterprise é a de passado, tomando como referência Terra/NASA, E a perspectiva Terra/NASA é a de presente tomando como base a própria existência MAS de futuro, tomando como referência a tripulação da Enterprise.

    Outra coisa:
    – incursão temporal no presente é a nossa perspectiva, em detrimento da perspectiva do(s) protagonistas do “evento inicializador”.
    No caso, a LT/perspectiva dos habitantes da Terra/NASA – que mesmo assim é o passado, tomada a perspectiva da “linha de tempo” da tripulação da Enterprise, para a qual a linha de tempo presente é a da própria existência.

    A-koo-che-moya, Gene …

  17. Post 58
    É exatamente o que eu penso, não era necessário negar nada, Criaram uma confusão do nada, faltou inteligência.
    Ninguém é contra que ST continue, só não era necessário remodelar tudo.
    Podiam ter contado a história da Enterprise somente, daria um filmão e não negaria nada. Quanto as questões estéticas… isso era negociável.

  18. Há outro problema:
    Os colegas de site são mais inteligentes que o roteirista, as explocações dos colegas fazem mais sentido que a do Orci, porém, foi ele que escreveu o script.
    Atualmente, ele deve estar lendo os fóruns por aí para dar uma explicação reciclada!

  19. Post 65: cesar antonio r martins

    Discordo totalmente. A primeira possibilidade citada por você Linha temporal ALTERADA no Universo conhecido entra em conflito com a citada por mim Linha temporal PRESERVADA no Universo conhecido.
    Em sua exposição a linha temporal é alterada e para tanto necessita ser restaurada, não é o caso encontrado em Assignment: Earth (Missão: Terra), pois a linha do tempo aqui não foi em nenhum momento alterada ela seria alterada se a Enterprise não viesse do futuro, mas os eventos ocorridos no presente da Terra/NASA necessitava da incurssão do futuro Federação/ENTERPRISE mantendo-se assim o continuum.
    PRESERVAÇÃO</b< e não ALTERAÇÃO
    C.Q.D.

  20. PEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEERAÍ.

    Uma coisa muito absurda nesta história de realidade alternativa me ocorreu.
    Se nero for criar uma outra linha do tempo e manter a tradicional como está, por que Spock precisa impedilo. Por que com essa teoria tanto faz tanto fez, as coisas não mudam!!!!!!!!!!!!!!1

  21. Post 70
    Pois é…..

  22. A idéia seria diferente. Existe uma outra linha de tempo, o Nero quer matar o Kirk. Spock vem impedi-lo e consegue mas ocorre uma alteraçao do tempo que leva ä linha tradicional.
    Isto é apenas uma idéia.

  23. Post 70, 71 e 72:

    Se nero for criar uma outra linha do tempo e manter a tradicional como está, por que Spock precisa impedilo. Por que com essa teoria tanto faz tanto fez, as coisas não mudam!!!!!!!!!!!!!!

    As interferência ocorridas em universos parelos afetam indiretamente o outro universo segundo testemunhamos em “MIRROR, MIRROR” TOS. A morte do individuo em um Universo ocasiona a incidência de eventos que removem da existência o seu reflexo no outro Universo, acredito que ambos continuum estão interligados. Desta forma Nero com certeza sabia que a destruição de Kirk e Vulcano no Universo paralelo iriram provocar eventos que destruiriam Kirk e Vulcano em seu Universo.
    C.Q.D.

  24. Independente do fato da alteração de qualquer “linha temporal” influenciar ou não nosso universo, existe ainda a questão moral. Nero não voltou para o passado à passeio, seus atos prejudicaria muitas pessoas, independente de qual universo.

  25. oops! quis dizer “prejudicariam”.

    Desculpem

  26. Rpz, eu já tô ficando maluco com tanto viagem no tempo e tanta teoria, fiquei tonto.

    Na boa… pq ele não começou tudo do 0? Po, nBSG tá aí, mostrando que é possível separar o novo do antigo e pronto!

    \\//_

  27. cesar antonio r martins | 19 de dezembro de 2008 at 12:46 am |

    Post ^74:

    ” … Desta forma Nero com certeza sabia que a destruição de Kirk e Vulcano no Universo paralelo iriram provocar eventos que destruiriam Kirk e Vulcano em seu Universo.”

    De acordo com a atualização na teoria quântica, eventos ocorridos em um universo podem ocorrer em outros universos (não necessariamente em todos os multiversos), não como relação direta de causa e efeito, mas pela variabilidade infinita (mas às vezes diminuta) nos referidos multiversos.

    Vimos muito disto em Stargate SG1.

    A-koo-che-moya, Gene …

  28. cesar antonio r martins | 19 de dezembro de 2008 at 12:47 am |

    Desculpem, a opinião acima está correlata/referida ao Post 73.

  29. cesar antonio r martins | 19 de dezembro de 2008 at 1:31 am |

    Post ^69:

    “… . A primeira possibilidade citada por você Linha temporal ALTERADA no Universo conhecido entra em conflito com a citada por mim Linha temporal PRESERVADA no Universo conhecido.”

    Observe, caro OBSERVADOR, que não há conflito algum por DOIS óbvios motivos.

    1º motivo)
    Alteração na linha temporal NÃO É sinônimo de alteração de evento temporal.

    – A pura e simples presença de alguém, iniciando uma incursão temporal – mesmo sem definição do espaço de destino, já altera a linha de tempo. Ou seja, é alteração pela presença de algo ou alguém no próprio trânsito, alguém que, mesmo sem qualquer mudança provocada, não deveria àquele tempo estar ali, seja este ali onde quer que fosse.
    – Exemplificando, em Primeiro Contato, houve alteração na linha temporal? SIIIIM, pela presença de pessoas do Séc. 24 no Séc. 21. Mas houve alteração de evento temporal? NÃÃÃÃO, pois o curso da história no Universo conhecido não mudou.
    – Outro idêntico exemplo é “Cidade à Beira da Eternidade”.
    – MAAAAAS, diferente em “ST-IV/A volta para Casa”, onde baleias retiradas do “passado” (o Séc. 20) salvam o planeta no “futuro” (o Séc. 23). Este evento somente não seria considerado mudança na perspectiva de uma patrulha temporal, SE para esta patrulha o “translado temporal cetáceo” e a “salvação planetária terráquea” forem HISTÓRIA.

    2º motivo)
    Tomando como óbvia referência temporal à discussão o “TEMPO DE ST”, este tempo é o Séc. 23. No episódio por você citado “Assignment Earth”, o Séc. 20/Década de 1960 NÃO É PRESENTE MAS SIM PASSADO. A referência temporal deste e qualquer outro episódio TOS é sempre o Séc. 23, tempo de existência dos personagens centrais sa franquia.
    Este tempo do episódio, referente ao Séc. 20/Década de 1960 somente poderia ser considerado presente na perspectiva dos personagens da Terra/NASA, que são passado para TOS.
    Tomei como referência TOS pelo episódio citado, porém a explanação serve para toda a franquia.

    Assim, não existe “linha temporal preservada no Universo conhecido por viajante do tempo vindo do futuro”.
    O que existe é “Linha temporal alterada no Universo conhecido = continuum temporal anterior ou posterior ao evento inicializador, ocorrendo em mesmo espaço dimensional (episódios no passado e/ou futuro)”.
    Tomando como base ad infinitum a interação dos personagens, todo episódio desta natureza CRUZA passado versus futuro, MAAAAAASSS com o espaço de ação sendo sempre o presente:
    – (1º) seja pela perspectiva do viajante do futuro que vai ao passado, quando este viajante interage com o personagem do passado no espaço de ação deste personagem do passado, tornando este espaço de ação o tempo presente do episódio,
    – (2º) seja pela perspectiva do viajante do passado que vai ao futuro, quando este viajante interage com o personagem do futuro no espaço de ação deste personagem do futuro, tornando este espaço de ação o tempo presente do episódio.

    OU SEJA, o espaço da ação estará/SERÁ SEMPRE no tempo presente, pela perspectiva de um dos dois lados.
    E a alteração da linha temporal dar-se-á pela translocação do personagem no circuito temporal.

    A-koo-che-moya, Gene …

  30. cesar antonio r martins | 19 de dezembro de 2008 at 1:42 am |

    Correção do ^79:

    “Tomando como base ad infinitum a interação dos personagens, todo episódio desta natureza CRUZA passado versus futuro, MAAAAAASSS com o espaço de ação sendo sempre o presente:
    – (1º) seja pela perspectiva do viajante do futuro que vai ao passado, quando este viajante interage com o personagem do passado no espaço de ação deste personagem do passado, tornando este espaço de ação o tempo presente do episódio,
    – (2º) seja pela perspectiva do viajante do passado que vai ao futuro, quando este viajante interage com o personagem do futuro no espaço de ação deste personagem do futuro, tornando este espaço de ação o tempo presente do episódio.”

    DESCULPEM.
    LEIA-SE:

    Tomando como base ad infinitum a interação dos personagens, todo episódio desta natureza CRUZA passado versus futuro, MAAAAAASSS com o espaço de ação sendo sempre o presente, pelas seguintes perspectivas:
    – (1º) quando o viajante do futuro vai ao passado, interage com o personagem do passado no espaço de ação deste personagem do passado, tornando este espaço da ação (o passado) o tempo presente do episódio;
    – (2º) quando o viajante do passado vai ao futuro, interage com o personagem do futuro no espaço de ação deste personagem do futuro, tornando este espaço da ação (o futuro) o tempo presente do episódio.”

    A-koo-che-moya, Gene …

  31. Post 80: cesar antonio r martins
    Assignment: Earth (Missão: Terra)
    Como você explicaria este evento ocorrido neste episódio, como relatei no post 64.
    Revendo este episódio no final Kirk confirma ao alien que os registros históricos do século 20, década de 60 confirmavam que o missel tinha explodido a 166 km da superfície coisa que sem a presença da Enterprise vinda do futuro jamais aconteceria. Desta forma era implicito que a ENTERPRISE estivesse presente no evento para que a história fosse preservada.

    Você no post 79: A pura e simples presença de alguém, iniciando uma incursão temporal – mesmo sem definição do espaço de destino, já altera a linha de tempo. Continuo descordando de você, sabe por quê? Lá no futuro antes de a ENTERPRISE migrar para o século 20, já estavam registrados em seus computadores que tal missel iria explodir 166 Km da superfície fato este confirmado por Spock no final do episódio, o qual sem a presença da ENTERPRISE não ocorreria. Desta forma a linha de tempo pedia a incursão da ENTERPISE para que o continuum fosse mantido, caso contrário o futuro seria alterado.
    Será que agora você entende????
    😉

  32. E estou também encerrando esta discussão pois nossos pontos de vista são diferentes e acredito que dificilmente um vai coseguir convencer o outro, isso está parecendo discussão de protestante com católico, cristão com muçulmano.

  33. cesar antonio r martins | 19 de dezembro de 2008 at 8:58 am |

    Post ^81:

    “… Lá no futuro antes de a ENTERPRISE migrar para o século 20, já estavam registrados em seus computadores que tal missel iria explodir 166 Km da superfície fato este confirmado por Spock no final do episódio, o qual sem a presença da ENTERPRISE não ocorreria. Desta forma a linha de tempo pedia a incursão da ENTERPISE para que o continuum fosse mantido, caso contrário o futuro seria alterado.”

    É, caro OBS., você não conseguiu fixar o que esta escrito no Post 79:
    “… Este evento somente não seria considerado mudança … SE … o “translado …” e a …forem HISTÓRIA.”

    Pois é, caro OBS., no caso em comento (assim como em qualquer outro onde as pessoas falam em não mudar o passado ou os fatos) entenda que mudar fatos e passado é sinônimo de MUDAR A HISTÓRIA. A sua citada explosão é HISTÓRIA, como você bem definiu e cuja explicação bem serve para qualquer caso-símile.

    Outra coisa que você parece não conseguir entender (ou concordar) é a idéia de “Linha temporal alterada”.
    Se houvesse um episódio onde qualquer tripilante TOS (ou outro) protagonizasse uma INCURSÃO TEMPORAL (conpreende, iniciasse uma viagenzinha no tempo) e passasse todo o episódio sentado em uma pedra no meio de um deserto só e com os seus pensamentos, ele já estaria, pela incursão temporal realizada, alterando a linha temporal embora não modificando o espaço de ação e a HISTÓRIA.

    Para explicitar mais ainda, chegaria então um patrulheiro do tempo (VOY ou ENT) e diria:
    – “Ô cara, o que você está fazendo aí? Você não era para estar nem aqui e nem agora, este não é seu lugar e seu tempo.”

    O tripulante TOS (ou outro) diria então:
    – “Calma, Sr. Patrulha, não estou mexendo em nada. O tempo dos fatos e o da ação está exatamente como encontrei. Apenas o tempo de existência, o meu por acaso, está alterado em local. Ademais eu vim até aqui por uma boa causa. Foi para demonstrar a um amigo meu do TREKBRASILIS, o OBSERVADOR, o ponto de vista de outro colega numa querela que se iniciou em outro local. A minha linha de tempo eu alterei, mas o TEMPO DA HISTÓRIA e o espaço de ação estão como estavam, ninguém nem mexeu nem alterou nada”.

    ——-

    Entenda definitivamente outra coisa:

    O episódio TOS que você tem citado é um episódio de passado, pois TOS tem como tempo de existência/ocorrência o Séc. 23.
    O presente que você afirma SOMENTE é presente na perspectiva da Terra/NASA, pois conforme você mesmo compreende é HISTÓRIA E PASSADO, pela própria constatação do Spock, dentro do tempo de existência/ocorrência de todo o seriado que, conforme sabemos, é o Séc. 23.

    Aleluia, OBS.

    A-koo-che-moya, Gene …

  34. cesar antonio r martins | 19 de dezembro de 2008 at 9:05 am |

    Continuação do Post ^ 83:

    ” … a linha de tempo pedia a incursão da ENTERPISE para que o continuum fosse mantido, caso contrário o futuro seria alterado …”

    Linhas Temporais não pedem incursão de coisa alguma, é dimensão interrelacionada. No caso em comento, é HISTÓRIA, conforme você mesmo cita mas parece não compreender. É o famoso dito: MAKTUB (Estava escrito).

    Volte acima, leia tudo interrelacionando e contextualizando as falas e chegue, com certeza, a mesma conclusão.

    E vá com calma, pois o GALACTUS não está a te perseguir.

    A-koo-che-moya, OBSERVADOR …

  35. cesar antonio r martins | 19 de dezembro de 2008 at 9:14 am |

    Post ^ 84:

    Corrigindo:

    ” … Linhas Temporais não pedem incursão de coisa alguma, …”

    A frase é no singular, ” … Linha Temporal não pede incursão de coisa alguma, …”.

    —–

    Ainda, no caso em comento a incursão está na própria HISTÓRIA, faz parte da HISTÓRIA, é HISTÓRIA.

    A-koo-che-moya, Gene …

  36. só deixo uma pergunta…
    quantas viagens no tempo aaprecem nos 6 filmes de Guerra das Estrelas???”

    Heis a diferneça entre Star Trek e Star Wars…. é q num deles o canon é muito bem protegido…

    … sim sou um xiita :p

  37. Considero as seguintes questões:

    1- Viagem no tempo é impossível (pelo menos para nossa ciência atual), então ficar discutindo universos parelalos como se fosse real em um mero filme, é irrelevante.

    2- Obviamente, o Orci falou uma technobabble para justificar o seu roteiro

    3- O “plot” viagem no tempo não me parece uma boa desculpa para “rebootar” a série. Na realidade, acho de uma falta de originalidade atroz, o que me faz desconfiar da capacidade dos roteiristas. Como já falei inumeras vezes, preferiria um reboot tipo gallactica que uma mistura de “exterminador do futuro” com “de volta para o futuro”, misturado com muita technobable. Acredito que o “público médio” também, o que demonstra uma opção infeliz dos roteiristas.

  38. Uma imagem não sai de minha cabeça. quando Enterprise E vê a Terra mudada ( Terra Borg), por eventos mudados no passado antes de entrar no vortex temporal.
    Por isso, houve mudança no”presente”.
    Esse roteiro me parece forçado e pouco criativo.
    Para 150M, poderiam ter pago alguém mais competente,

  39. O verdadeiro motivo de que as alterações do universo paralelo de TOS-Cocacola do $J$J$ e Orci não mudará os acontecimentos do TOS-Classico é simples. Eles não podem. Eles fizeram um filme de viagens no tempo, universos paralelos, velhos e novos personagens que são historicamente conhecidos e agora não combinam em nada. Nenhum muleque fã de Alias, Lost ou MI-III vai gastar sua mesada nessa lenga lenga. Então, agora eles querem salvar os antigos fãs. Por isso e não por fisica quantica nenhuma o universo classico não será lterado. Ou seja, por MARKETING.
    Desculpe-me, mas o filme esta naufragando por que esses caras não sabiam no que se meteram. Todo mundo sabe que treker é chato e analisa tudo.

    Por isso tudo não há alternativa na fisica quantica ou roteirista que consiga consertar o estrago.

    Se o filme respeitasse o que os fãs queriam e eles continuassem com o cannon, ou eles fizessem um reboot completo até daria certo. Mas agora eu já decidi. Quero ser chamado de CHATO.

  40. Post 87
    Teoricamente as viagens no tempo são possíveis, vide Acientific American especial sobre viagens no tempo. Existem duas condições para isso:
    1. Viajar a grandes velocidades nos impulsionam ao futuro (dilatação temporal). Isso já foi testado e comprovou que em viagens de jatos militares relógios perdem o sincronismo em aproximadamente um segundo, comprovando a Teoria da Relatividade;
    2. Atravessar buracos de minhocas que levariam a anos luz de distância em frações de segundo, faz com que se chegue no passado. Exemplo: Atravessar o espaço por um buraco de minhoca (Túneis de Eisntein) até Alpha Centauri que dista 4, 3 anos-luz, faria com que se chegasse ao local 4,3 anos no passado. Esse efeito é facilmente explicado quando pensamos do seguinte modo:
    Uma estrela explode a 1000 anos-luz, o fenômeno que observamos na verdade aconteceu a 1000 anos no passado, ao nos dirigirmos ao local por um buraco de minhoca chegamos justamente na hora da explosão da estrela conforme veríamos da Terra. Em outras palavras, voltamos no tempo 1000 anos.

  41. Post 89
    Perguntem ao físico Lawrence M. Krauss, que escreveu A FÍSICA DE STAR TREK, se trekker é chato.

  42. Quero ser CHATO não por que ser treker é coisa de chato. Mas sim por que treker tem aquela coisa chata de prestar atenção em teorias cientificas. Não porque tudo tem que ser cientificamente explicado, mas porque todo mundo sabe que ciencia faz parte de Star Trek. Praticamente todas as historias de ST são ficção CIENTIFICA. Por isso acho que este filme esta muito complicado para a moçadinha, e muito mudado para os fãs. Tudo por conta dessa CHATISSE de teoria que o filme seria um reboot, depois mais um filme de viagem no tempo, agora um universo paralelo (TOS-CocaCola) que não muda o Tos classico, que depois vai virar um universo paraleto (ainda um TOS-CocaCola) que influencia o Tos classico e por ai vai.
    Vai dizer que tudo isso não é CHATO.

  43. Leandro Martins | 19 de dezembro de 2008 at 9:54 pm |

    Quando Jornada acaba querendo explicar demais as coisas, não são poucas as vezes que acaba falando bobagem. É por isto que as tramas só tem a ganhar se tiverem uma quantidade muito limitada do tecnobable pseudocientífico, pois assim evita-se coisas como as insuportáveis Solução dos Cinco Minutos Finais e outras besteiras do gênero. Pfzz.

  44. Posts ^60 e ^61

    Fala Junior, grato pelos comentários e estamos aí para discutir de forma saudável e nos divertir vendo o que gostamos.

    Por vezes acho que esquecem que Star Trek é diversão, entretenimento. Eu ao menos vejo para me divertir. Assim como me divirto vendo muitas outras séries e filmes. Acabei de ver “Cavaleiro das Trevas” em DVD ( não tinha visto no cinema ) e gostei demais.

    Essa questão de linha temporal acho que estão exagerando na importância e o próprio Orci talvez tenha falado demais. Mas não li todos os posts sobre isso.

    O Orci usou esta alteração no passado como justificativa para as alterações no cânon. Ok. Para mim isso por si já explica de forma convincente qualquer alteração que eles queiram implementar.

    Mas o foco da polêmica parece ser a tal da linha paralela, que a alteração do passado criou uma linha de tempo alternativa.

    Talvez o Orci tenha dito que será criada uma linha de tempo paralela apenas como uma forma de dizer aos xiitas que “gente, calma, sua linha de tempo totalmente cânon continua lá, em algum lugar”.

    Espero que esta alteração do passado apague alguns itens cânon que eu não gosto, como Generations por exemplo. Aliás se Kirk não morrer nesta nova linha temporal quem sabe teremos Shatner no próximo filme.

    Abraços a todos.

  45. Conhecer pessoas mas nao conhecer a religiao, certamente levará a uma conclusao errada.

  46. cesar antonio r martins | 20 de dezembro de 2008 at 12:08 pm |

    Post ^92, do PADO:

    ” … trekker tem aquela coisa … de prestar atenção em teorias cientificas. Não porque tudo tem que ser cientificamente explicado, mas porque todo mundo sabe que ciência faz parte de Star Trek. Praticamente todas as historias de ST são ficção CIENTIFICA.”

    É issi aí, Pado.
    Trekkers “natos” são, digamos, EPISTEMOLOGISTAS.
    São aficcionados por filosofia e loucos por ciência. E vice-versa.
    Infelizmente, há aqueles de “beiral de porta” que …
    Permita-me chamá-lo amigo, PADO.
    Um anfractuoso abraço.

    A-koo-che-moya, Gene …

  47. Carissimo Cesar Antonio R Martins, sua amizade já me é de valor. Agora chega deste artigo, pois já se sabe que Orci e Cia não tem capacidade para produzir Star Trek.
    Por enquanto volto para meu posto no Hangar.

  48. cesar antonio r martins | 20 de dezembro de 2008 at 11:40 pm |

    Amigo PADO.
    Em total acordo quanto a qualidade da atual produção.
    E alguns ainda dirão que o filme ainda nem saiu …
    Fui.

    A-koo-che-moya, Gene …

Leave a comment

Your email address will not be published.


*