Michelle Yeoh estreou em Star Trek Discovery como a capitã Philippa Georgiou, da USS Shenzhou. No final da primeira temporada ela foi reintroduzida como a Imperatriz Georgiou no Universo Espelho. E agora veremos Georgiu na segunda temporada como integrante da Seção 31. Em entrevista a IGN, Yeoh comentou sobre sua nova fase na série.

Mesmo que a capitã Georgiou esteja morta, a atriz disse que ainda devemos esperar uma versão desse personagem além do Universo Espelho … de um certo ponto de vista.

Nós não queremos que mais ninguém saiba, além dos poucos selecionados que já conhecem o Universo Espelho. Isso tem que ser mantido em segredo, ou então seria apenas o caos no universo Prime.

Desse modo, a almirante Cornwell, Spock, Sarek, Tilly, e outros  poucos – Saru – que sabem. Então, quando eu entro na Discovery, o Capitão Pike não tem ideia. Então eu interpreto a Philippa Georgiou que ele conheceu antes, o tipo compassivo. Mas, você sabe, o problema com a Imperatriz Georgiou, é que ela não pode evitar ser travessa. Então o capitão Pike é quase como … “Não. Ela não fez isso? Eu não acho que ela estava flertando comigo” … Você sabe? Então, ela adora brincar com esses pequenos truques na mente das pessoas e as manipula, porque é muito inteligente.

Yeoh ressalta que sua capacidade de sobrevivência no Universo Espelho lhe dá condições de ser parte da Seção 31 no universo Prime.

Eu acho que ela teve que viver assim por toda a sua vida. Então foi a coisa de matar ou ser morta, onde você está sempre observando as outras pessoas, então você conhece cada linguagem corporal que está acontecendo, você se antecipa a isso. Desse modo, ela conserta coisas que estão dando errado, mas ao mesmo tempo, ela não pode deixar de se divertir com isso. É um personagem deliciosamente diabólico.

Michael Burnham (Sonequa Martin-Green) foi responsável por trazer a imperatriz Georgiou para o Universo Prime, contra a sua vontade. Então, haverá também uma relação complicada onde a capitã Georgiou era uma figura materna para Michael.

Sempre vai ser complexo entre os dois personagens. Michael anda com muita culpa desde a primeira temporada, após a morte de sua amada mentora e aquela relação mãe-filha. E assim, quando ela viu a imperatriz, ela não pode deixar de sentir que ainda é a mesma Philippa Georgiou. E quando ela descobriu o quão duro e implacável ela era, eu acho que, para Michael, ela quer trazer de volta sua humanidade. Isso é Michael Burnham, certo? E para Philippa Georgiou, ela tem um fraquinho por Michael Burnham. Então, vamos ver, na próxima temporada, como isso se desenrola. Quem vai trazer quem? Eu vou trazê-la para o lado mais sombrio, ou é Michael …

Yeoh vê a dinâmica atual entre as duas como uma espécie de relacionamento invertido da primeira temporada entre a capitã Georgiou e Michael.

“Eu acho que é quase como um círculo completo. Quando começou a jornada na 1ª temporada, foi Philippa Georgiou tentando trazer um pouco de humanidade, do tipo, “solte-se, garota!” “Você não tem que ser tão tensa, certo? Você pode se divertir!” E agora é quase como se Burnham fizesse a mesma coisa por ela, tipo, “você não tem que ser má o tempo todo, sabe? Ninguém está tentando te matar aqui o tempo todo, certo?” Então é interessante. Mas, o maior medo de Michael é que ela se junte a um dos mais assustadores … quero dizer, de todos os lugares, a Seção 31, onde eles fazem coisas fora dos princípios da Frota Estelar. Eles farão o que for preciso. Eles vão matar, desde que sintam que precisam fazer isso para proteger a Frota Estelar. Então, são tempos nervosos para Burnham, porque ela não sabe para onde a imperatriz Georgiou vai.

A seção 31 é um aspecto interessante da Frota Estelar na medida em que foi criada para ser o contraponto das próprias diretrizes da Federação. Em uma cena deletada lançada após a primeira temporada, Georgiou é convidada para o serviço da Seção 31. E Yeoh acha que é o lugar perfeito para ela estar agora.

Em todo o universo, esse provavelmente é o melhor brinquedo dela. Porque a Seção 31 tem todos os gadgets mais atualizados, porque eles são os mais informados, e ela, como engenheira, pode invadir a Seção 31. E o membro da Seção 31 que a recrutou (Leland) acha que ele está no comando. Mas ela descobre segredos. Porque é isso que a Seção 31 faz. Ela coletou segredos por todo o universo sobre certas pessoas, e história e coisas assim. E então, quando você tem esses tipos de segredos, é poder. E para Philippa Georgiou, isso é perfeito! Então, se ela tem que estar aqui, ela quer estar na Seção 31, e ela quer administrar, certo?

Embora a Imperatriz Georgiou não quisesse deixar seu universo para vir aqui, esta nova perspectiva de vida pode lhe trazer mais benefícios do que imagina.

Eu acho que ela nunca quis deixar seu universo em primeiro lugar, mas Michael realmente acreditava que ela ia morrer. Porque ela não estava se sacrificando por Michael Burnham, ela estava pronta para lutar … E com suas habilidades, você nunca sabe o caminho que teria ido, certo? Mas acho que estar aqui neste universo, ela está encontrando sabores muito mais interessantes sobre o que é a vida. Não se trata apenas de matar, não é apenas sobre assumir o próximo território, e ter que vigiar o seu ombro o tempo todo. Onde você não tem amigos, onde você não confia em ninguém. E essa é uma maneira horrível de viver. Você é solitário. Você está só. Você não tem escolha. Mas aqui neste mundo, ela está começando a sentir que a humanidade pode ser bem interessante. E há esperança para ela.

Então surge a questão: natureza versus criação. Você é mal só porque vive no Universo Espelho ou o faz mal?

“Eu acho que isso faz de você quem você é, porque você não tem escolha. Você tem que lutar. E essa é a única maneira de sobreviver, certo? Porque, se você não faz… Michael Burnham? Morta, há muito tempo atrás. Ela nunca teria sobrevivido. Seria, ok, tchau tchau! E essa é a realidade do que o mundo terráqueo era. Mas não neste universo. Neste universo, ela está começando a perceber que não tem que ser assim. Eu não tenho que estar matando só para seguir em frente. E acho que isso faz uma grande diferença.

Star Trek Discovery temporada 2 vai estrear em 17 de janeiro de 2019.