Segunda parte da entrevista com Nimoy

nimoy-1.jpgNesta segunda e última parte da entrevista do site Trek Movie com o ator Leonard Nimoy, este falou de seu passado e futuro na franquia. Também comentou sobre a quase entrada de Eddie Murphy no quarto filme, William Shatner e a publicidade. A primeira parte da entrevista pode ser vista aqui.

Voltando ao filme Jornada nas Estrelas IV: A Volta Para Casa, você apoiou a idéia de ter Eddie Murphy no filme?

Nimoy: “Eu fui chamado por Jeff Katzenberg, que era o cabeça do estúdio na época, quando estava preparando o filme Jornada nas Estrelas IV. Eu me lembro que ele disse exatamente assim – “Eu tenho ou a melhor ou a pior idéia do mundo. Eddie Murphy disse que mataria para estar num filme de Jornada” – Então eu respondi – “Eu penso que você tem razão que é a melhor ou a pior idéia do mundo” – (risos). Tivemos várias reuniões com o Sr. Murphy. Eu disse para ele que estávamos muito lisonjeados de tê-lo num filme de Jornada, e que trabalharíamos num script para que ele pudesse participar. Caso isso não fosse possível, cada um diria adeus ao outro e seguiríamos nossos caminhos. E isso foi o que aconteceu. Ele fez o filme O Rapto do Menino Dourado e creio que mais tarde ele disse que teria preferido fazer Jornada.

Ele disse recentemente que gostarIa de ter feito um vulcano.

Nimoy: “Isso é algo interessante. É a primeira vez que ouço falar disso. Mas o fato é que a idéia não saiu do papel. Nós estávamos procurando usá-lo como um humano engraçado, que interegisse com o pessoal do espaço. Não poderíamos seguir com um trabalho que não satisfizesse a nós e nem a ele. Então eu imaginava que ele concordasse com isso, que fosse um personagem que já tivesse interpretado antes. Isso é muito interessante. Não tinha idéia de que ele estava procurando interpretar um completamente diferente, um tipo de alienígena ou vulcano”.

Talvez J. J. Abrams possa colocá-lo no próximo filme. Ele ainda é um fã.

Nimoy: “Que sabe? Quem sabe?”

Falando do filme, outros atores já falaram a respeito de terem assinado contrato para mais filmes. Você acha que Jornada já está completa ou está aberta a mais possibilidades?

Nimoy: “Você nunca deve dizer “nunca”. Não tenho nenhuma razão para não acreditar que haverá mais. E mais uma vez, não há nada que aconteça comigo nesse filme que me impeça de fazer mais. Isto não é necessariamente o fim de Spock. Então, eu não sei. Nós veremos”.

Com relação a série original dos anos 60, você chegou a conversar com D. C. Fontana sobre as histórias, conceitos, que você queria que fizessem na série”

Nimoy: “O que me lembro é que eu era pego constantemente de surpresa com o tema que estávamos lidando. Eu achava que tínhamos alguns escritores extremamente talentosos e imaginativos que trabalhavam para nós. Mas nem sempre tivemos bons resultados. Sou o primeiro a admitir que tivemos inúmeros fracassos, mas considerando o orçamento no qual estávamos trabalhando, a limitação do tempo, e que constantemente estávamos desbravando novas terras, em geral os escritores, diretores e as pessoas de produção nos deram um maravilhoso material Eu sempre ficava contente. De vez em quando eu ficava realmente frustrado e dizia – O script de Gene (Roddenberry) é um problema – Mas você apenas supera essas dificuldades e espera que o próximo seja melhor e freqüentemente era”.

Shatner libertou a nova biografia dele, “Up Till Now”. Sua última biografia foi em 1996, “I am Spock”. Isso foi a última palavra ou possivelmente um “Eu sou Spock outra vez” estará em seu futuro?

Nimoy: “Eu não tenho planos para um outra aventura de Spock ou livro. Mas algo poderia me ocorrer ou alguém poderia me apresentar uma idéia, então novamente nunca diga nunca”.

Shatner disse numa entrevista que estava com medo de perguntar a você se tinha lido o livro dele. Você já leu esse novo livro?

Nimoy: “[risos] Isso é muito engraçado. Ele tinha medo de me perguntar? Eu não pensei que Bill Shatner tinha medo de qualquer coisa. Eu terei uma conversa pessoalmente com ele”.

Gostaria de saber se Leonard Nimoy levou alguma câmera para tirar fotos do cenário de filmagem?

Nimoy: “Não, mas eu já fiz isso uma vez, quando estava trabalhando num filme com Yul Brenner, na Espanha. Num dia em que eu não estava filmando, fui ao estúdio com uma máquina fotográfica. E percebi que, assim que eu apontava minha máquina fotográfica, as pessoas e atores, que estavam relaxando, imediatamente faziam algum tipo de papel e posavam como se tivessem executando uma performance para minha câmera. Então percebi que isso foi uma experiência que eu também tive. Quando eu sou um ator e as pessoas estão tirando instantâneos, eu sinto uma responsabilidade e não queria impor isso a eles. Creio que é injusto e uma invasão a seus momentos de privacidade. De modo que não fiz mais isso de novo. Se alguém está escondido para fotografar e ajudar a promover o filme, é uma situação inteiramente diferente e sabemos disso. É parte do seu trabalho (como fã)”.

Falando sobre promoção do novo filme, estamos a nove meses de sua estréia. Já disseram que o marketing para ele será grande. Como você se sente estando de volta em toda essa enorme publicidade?

Nimoy: “Estou esperando ansiosamente por isto. Estou muito entusiasmado por este filme e quero ajudar tanto quanto possível. E espero ansiosamente pelo dia em que eles me chamarem e disserem que precisarão que eu vá levar este filme para o público”.

Fonte: Trek Movie

13 Comments on "Segunda parte da entrevista com Nimoy"

  1. Alvaro Monteiro | 9 de agosto de 2008 at 7:12 pm |

    A expectativa de que realmente se trata de um grande filme reside na forma como o Leonard Nimoy se refere a ele…Estou confiante..

  2. “E mais uma vez, não há nada que aconteça comigo nesse filme que me impeça de fazer mais. Isto não é necessariamente o fim de Spock. Então, eu não sei. Nós veremos”.

    Não sei se é porque o Nimoy sabe que ele é “O Spock” ou seja, muito mais do que o Abrams.

    Ou se é porque ele já ta gaga mesmo.

    Mas o fato é que ele está falando, muito mais do que a maioria ousou falar sobre o filme 😀

  3. “…Isto não é necessariamente o fim de Spock…”

    Bem, pelo que o Nimoy disse seu personagem não vai morrer ou desaparecer para sempre, então abre uma brecha para o seu retorno numa sequência. Ou então, ele, o ator Nimoy, estaria disposto a fazer outro personagem o que acho improvável.
    Será que teríamos uma nova viagem temporal, uma espécie de De Volta para o Futuro de Jornada II?

  4. O Nimoy se esquivou de responder a pergunta sobre o livro do shatner. Por sinal, eu o li e achei muito bom. faz certas conexoes de estórias que poderiam ser usados em novos filmes para torná-lo oficial.
    Pelo jeito, o Nimoy é realmente um cara humilde pois o Bill já falou muita besteira que poderia tê-lo deixado magoado (se é que ele tem sentimento).

  5. “Será que teríamos uma nova viagem temporal, uma espécie de De Volta para o Futuro de Jornada II?”

    Não se Spock ficar preso ao passado por algum motivo que certamente não sabemos.

  6. O blog tv series está mostrando o novo poster do ST XI

  7. //revistatvseries.blogspot.com/

  8. “não há nada que aconteça comigo nesse filme que me impeça de fazer mais”

    realmente uma revelação diferente das expectativas…

  9. “Medo de perguntar…?” Hum! Depois de velho vai ter medo de alguma coisa… Porque…? Por acaso ele escreveu algo que desabone a conduta de alguém…?

  10. Espero que esse filme seja o último com viagem no tempo.

  11. Olá gente
    Também espero que seja o último com viagens temporais. Acho isso um saco, e uma forma de resolver um monte de problemas.
    Se bem que não vejo a hora de ver esse filme.
    Se o Nimoy está confiante… bem…. eu também!!!
    Live long and prosper

  12. É sempre bom ler as entrevistas dadas por Leonard Nimoy ele é um poço de educação, humildade e sinceridade… e lendo essa entrevista me deu vontade de ler a biografia escrita por ele, creio que terei boas horas de entreterimento e saberei mais curiosidades, é também uma excelente oportunidade de me aproximar deste ser humano incrível.

  13. Luís Henrique Campos Braune | 12 de agosto de 2008 at 11:36 am |

    Alguém pode explicar isso:

    “…E espero ansiosamente pelo dia em que eles me chamarem e disserem que precisarão que eu vá levar este filme para o público”.

Leave a comment

Your email address will not be published.


*